23 de janeiro de 2016

Resenha #163 A Rainha Vermelha - Victoria Aveyard

Já faz bastante tempo que desisti de esperar alguma coisa dos livros "sucesso" do momento, e com esse não foi diferente. Achei a capa linda, a sinopse me chamou a atenção e foi só. Não buscava nada demais na leitura desse livro. E ao lê-lo despretensiosamente me deparei com a melhor distopia que já li em toda a minha vida. Apresento a vocês o livro que superou todas as minhas expectativas.

Titulo: A Rainha Vermelha (A Rainha Vermelha #01)
Autor(a): Victoria Aveyard
Editora: Seguinte
N° de páginas: 424
O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses. Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso… Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho? Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe - e Mare contra seu próprio coração.

Mare vive em uma sociedade dividida, onde a desigualdade entre os vermelhos e os prateados são gritantes. Os vermelhos são pobres miseráveis, escravizados e oprimidos pela elite prateada que detém todo o poder. Além de serem subjugados pelos deuses prateados, os vermelhos ainda são obrigados a lutarem uma guerra que não é sua, enviados para os campos de batalha, servindo como escudo para os soldados da elite, eles tem suas forças e esperanças esmagados diariamente por um governo tirano e desumano. Prestes a completar dezoito anos, Mare não vê saída para se livrar do recrutamento iminente, ela não possui um emprego ou qualquer talento, o que a obrigará seguir os destinos dos seus três irmãos mais velhos, que foram enviados a força para as frentes de batalha.

Apesar de serem maioria, os vermelhos são fracos e vivem a mercê dos poderosos prateados. Governados por uma monarquia autocrática, mentirosa e dissimulada, eles são como peões em meio a uma luta de titãs. O sofrimento desse povo é tão comovente e devastador, quanto a indiferença dos prateados é indignante. Aqueles prateados que não são completamente indiferentes a dor dos vermelhos, vivem de olhos fechados pois não querem enxergar o quão desigual e cruel as coisas são. Isso se deve a covardia sem tamanho que esse povo soberano possui, apesar de possuírem poderes incríveis e deterem a autonomia governamental, todos os prateados sem exceção possuem o medo estampado nos olhos quando alguma coisa sai do controle, ao contrário dos vermelhos que após serem calejados pelo sofrimento tem muito pouco a perder e/ou temer. E é nesse mundo hostil que Mare embarca, destemida a jovem vermelha vai mostrar o quando é diferente e até onde será capaz de ir pela causa do seu povo.

VAMOS NOS LEVANTAR, VERMELHOS COMO A AURORA.

Uma mistura gigantescas de elementos distópicos clichês que surpreendentemente deu muito certo. Se pegarmos tudo que temos lido em distopias nos últimos anos (abuso de poder, uma grande parcela da população nas garras de uns poucos soberanos, a população oprimida que ameaça constantemente se rebelar, triângulo amoroso, uma jovem corajosa disposta a mudar a história, entre outros.) e somarmos a escrita eletrizante da Victoria, está pronto o Shake mais instigante que já li. Por mais improvável que pareça a autora soube agregar com maestria todos esses itens já conhecidos e criar algo completamente novo e envolvente.

A escrita da autora é sem dúvida nenhuma o ponto alto do livro, a forma como ela conduziu o enredo nos proporcionando pequenas surpresas pelo caminho foi extremamente positivo. A personalidade da protagonista também me agradou bastante, Mare comete vários erros irritantes, mas que lhe conferiram um ar realístico. Os príncipes Cal e Maven, foram um encanto a parte, e graças a eles fiquei obcecada pela frase que sintetiza toda a história, na minha opinião. Apesar de querer muito, tive medo de confiar em qualquer um dos dois, do inicio ao fim.

"Todo mundo pode trair todo mundo"

A continuação será publicada no próximo mês, e eu estou que não aguento de ansiedade, apesar de temer o que está por vir preciso desesperadamente saber o que irá acontecer com cada personagem querido (e os odiados também). Aqueles que ainda estão em dúvida com relação a leitura, aconselho a darem uma chance. Corre que dá tempo de lê-lo antes do lançamento de Espada de vidro


16 comentários

  1. O.O Lendo a sua resenha fiquei muito curiosa para saber mais, já havia lido outras resenhas mas nenhuma havia explicado muito bem a história e essa coisa de não confiar em ninguém me deixou curiosa para saber como a personagem vai se virar.
    Ando lendo bastante distopia recentemente, um gênero que eu não apostava nada e to me surpreendendo com essas histórias eletrizantes e que estão realmente me conquistando. \o/
    Mais um para a minha enorme listinha, mas com certeza vou passar esse na frente dos outros. :D

    Beijos Delmara! ;)
    https://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Delmara!
    Eu li esse livro logo quando saiu. Não foi lááá essas coisas que o hype prometia, mas não foi ruim.
    Realmente a Victoria acertou em cheio com esse shake de clichês distópicos.
    O que não curti muito foi algumas passagens, que achei muito superficial a descrição. Quando descobri que os direitos de adaptação foram comprados ANTES da autora terminar de escrever o livro e que ela é roteirista, entendi o porquê das descrições rápidas.
    Pode parecer que não curti a história, mas curti sim e estou ansiosa pela continuação porque espero que ela responda várias coisas que jogou no primeiro.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Olá :)
    Ainda não li o livro porque estou esperando sair a continuação, a autora fez realmente uma mistureba legal eu pelo menos amei!
    Ótima resenha!
    Adorei seu blog e já estou seguindo.

    Beijos,
    http://livrosentretenimento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Na época que lançou fiquei louca querendo ler por causa da capa, mas conforme foram saindo as resenhas e vi que a galera não estava curtindo tanto acabei desistindo.
    Como faz muito tempo que não leio uma distopia pensei em dar uma chance sim!!

    Beioj,
    http://portaoazul.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Estou bem ansiosa para ler esse livro, não curto muito distopia, mas lendo sempre bons comentários ao menos curiosa tenho que ficar
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/2016/01/resenha-eternamente-voce.html

    ResponderExcluir
  6. Oi Delmara!
    Por que todos amam esse livro e eu não gostei? :(
    Em breve, vou publicar minha resenha dele, mas poxa... não achei tudo isso não. Mas a capa é linda mesmo.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Delmara! Eu achei o livro legal, mas não foi tudo aquilo que eu esperava, ainda assim o universo criado pela autora é intrigante e acredito que o próximo livro será de pura ação.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  8. Olá, Delmara.
    Acabei de adquirir esse livro e estava te´desanimada já. Foi só ele chegar aqui em casa que desatei a ler resenhas negativas dele. A sua resenha me animou muito. Mas não vou ler por agora. Vou aguardar lançarem os outros hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  9. Na minha singela opinião A Rainha Vermelha e simplesmente incrível concordo plenamente com o q vc disse porem cometir um erro imperdoável quando confie nos príncipes se é q me entende.... A espada de gelo pra mim ta sendo tipo muito muito esperada .....

    ResponderExcluir
  10. Este livro esta cercado de tantas opiniões divergentes que eu estou ansioso para le-lo. Achou que ele tem tudo para eu gostar dele, ainda mais depois de sua resenha!

    Abraços,

    Blog Decidindo-se \o/

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Adorei a sua resenha! Só vejo elogios a essa obra. Pretendo ler um dia :)
    Bjs

    EntreLinhas Fantásticas - SORTEIOS NO BLOG! PARTICIPE :)

    ResponderExcluir
  12. Eu vi outro dia na Saraiva... Essa capa linda e a sinopse que me deram vontade de sair correndo pro caixa dizer pra vendedora um "Bitch better have my money!" haushuahsas' Mas eu também tava sem dinheiro no dia... Não ia adiantar de muita coisa. Não sabia que ia ter continuação, mas vou ver se volto lá pra comprar antes que o mundo inteiro esteja falando sobre e eu já tenha perdido a vontade de ler, haha.
    Que blog mais lindo! Adorei a ilustração do banner! :3

    Tá rolando uma pesquisa de público lá no Quinta Gaveta! Sua opinião é muito importante pra gente.
    Beijo, Selma Barbosa | Quinta Gaveta

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pela resenha Delmara! Já li A Rainha Vermelha e amei! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Que bom que você gostou do livro. Já vi tantos comentários contraditórios sobre ele. Adorei sua resenha e futuramente lerei o livro pra saber se me encaixo na galera que amou ou não :D
    bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Quero muito ler esse livro, já vi muita gente falando bem e várias resenhas positivas, estou super curiosa ^^
    Beijão!

    Sorriso Espontâneo

    ResponderExcluir
  16. O último post do blog é uma resenha desse livro! Assim como você, gostei do ar realístico que a autora deu à Mare. A capa também é belíssima, e aquele finalzinho é muito chocante! Quero logo saber o que vai acontecer!

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir