28 de outubro de 2018

Lançamentos: Companhia das letras | Outubro/2018

Olá pessoas!
Estamos no mês do Hallowen e retomando a tradição cá estou eu trazendo ótimas dicas a serem consideradas. Antes de falar desses livros no entanto, preciso deixar registrado o quanto estou completamente apaixonada pelos últimos lançamentos da companhia das letras, tenho certeza que vocês também irão concordar comigo, afinal o grupo possui uma diversidade de publicações capaz de encher os olhos de qualquer leitor, tem livro para todos os gostos e idades sendo publicados por essa editora maravilhosa que sem sombra de dúvidas está no meu top três nacional. Essa news inclusive trás diversos títulos que já entraram direto para minha lista de próximas leituras. Dito isso, preparem o papel e a caneta e corre aqui, vamos aumentar sua lista de desejados.

    

26 de outubro de 2018

[Resenha] Como se livrar de um escândalo - Tessa Dare

Olá pessoas!
Hoje é dia de compartilhar mais um romance leve e divertido que pode ser lido em poucas horas. Já faz um tempo que anseio por conhecer alguma obra da Tessa e por isso não pude me conter diante da oportunidade de ler este, mesmo ele fazendo parte de uma série em andamento. Claro que eu prefiro acompanhar as histórias seguindo a ordem de publicação, mas algumas experiências precisam simplesmente ser aproveitadas e foi o que eu fiz. O resultado disto, sou eu completamente apaixonada por mais uma autora que veio para enriquecer minha coleção de livros de época. Como se livrar de um escândalo é um crossover de suas séries aclamadas da Tessa Dare, e pode ser classificado como o quinto volume de Spindle Cove e o quarto volume de Ever After, trata-se de uma história independente com começo meio e fim mas, como é comum em séries do gênero, trás algumas informações dos livros anteriores que podem ser consideradas spoilers, e como os protagonistas desta já estiveram presentes em outras histórias, alguns detalhes de suas vidas pregressas são apenas citados por alto. Dito isso, vamos a resenha!!

Como se livrar de um escândalo (Do You Want to Start a Scandal?)
Coleção: Castles Ever After #04, Spindle Cove #05
Autor (a): Tessa Dare @tdare
Publicação: Gutenberg *Cortesia
ISBN: 9788582355275 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2018
Páginas: 224
Minha avaliação: 4/5★
Amazon | Saraiva | Submarino
Na noite do baile na Mansão Parkhurst, houve um encontro escandaloso na biblioteca. Foi Lady Canby, com o empregado, no divã? Ou a senhorita Fairchild, com um amante, contra a parede? Talvez um criado tenha feito isso… Tudo o que Charlotte Highwood sabe é que não foi ela. Mas os rumores apontam o contrário. A menos que descubra a verdadeira identidade dos amantes, a jovem será forçada a se casar com o marquês Piers Brandon, Lorde Granville – o cavalheiro mais frio, arrogante e lindo que ela já teve a infelicidade de conhecer. Quando começam a investigação dos verdadeiros amantes envolvidos no escândalo, Piers revela esconder muitos segredos. Mas ainda assim ele guarda ferozmente a verdade sobre seu passado sombrio. Parecia ser um mistério simples de resolver, mas logo perigos perturbadores surgem na vida de Piers e Charlotte. A paixão é intensa. O perigo é real. Charlotte arriscará tudo para provar sua inocência nesse caso escandaloso ou irá se entregar a um homem que jurou nunca amar?
Essa história é a prova viva de que ainda é possível trazer coisas novas para um gênero que esta sempre recheado de clichês. Depois de anos lendo romances de época, raramente me surpreendo com o desenrolar de alguma trama. É sempre possível encontrar a jovem inocente ou escandalosa que amará um homem (quase sempre nobre), rígido e preso as convenções sociais que mudará de alguma forma ao se apaixonar, existe também os casos clássicos de libertinos que se rendem ao recato das jovens bem nascidas, isso quando eles não as corrompem. Não é incomum nos depararmos com nobres emergentes que ganharam ou compraram seus títulos e por isso não são tão bem quistos pela sociedade, ou aqueles que não são nobres mas conquistaram grande fortuna e por fim mais raramente (pelo menos nos livros que tenho lido) há os agentes da coroa, nobres que prestam serviços de espionagem para o rei. E é nesta última categoria que podemos encaixar Piers Brandon. Mas a singularidade da trama não está ligada exclusivamente a condição do marquês mas sim a forma que a autora usou de artifícios diferenciados para dar voz a ambos protagonistas.

14 de outubro de 2018

Adaptação literária: A maldição da residência Hill

Hello peoples!
Vamos falar de séries? Já faz uma eternidade que não posto nada aqui sobre o que ando assistindo, em parte devido a falta de tempo e em parte porque não tinha nada digno de nota até o momento, mas felizmente o jogo virou e cá estou eu para indicar um dos lançamentos recentes da Netflix. Comecei a assistir A maldição da residência Hill por acaso, e tinha quase certeza de que esta seria mais uma dentre as tantas que comecei e jamais consegui terminar, isso porque a promessa de uma história de terror não me era lá muito atraente, mesmo assim resolvi dar uma chance ao primeiro episódio, e posso falar? É um caminho sem volta. A melhor série do gênero que assisti em anos, trás uma densidade admirável que somado a um sem número de outras qualidades, a torna completamente viciante. Quando assisti essa série não fazia ideia, mas durante as pesquisas que realizei para montar esse post descobri que ela foi inspirada em A assombração da Casa da Colina de Shirley Jackson, o que dá aos enredos de ambas as obras divergências bem marcantes, mais do que é comum esperar em adaptações do tipo.

2 de outubro de 2018

[Resenha] O Reino de Zália - Luly Trigo

Hello peoples!
Em vésperas de eleições trago para vocês uma história que vem a calhar. A alguns anos eu conseguia ser completamente indiferente ao cenário político do país, nunca estive preocupada com quem governava ou quais eram suas intensões, mas diante do momento em que estamos vivendo, a importância de se informar e de não estar alheio ao que vem sendo feito com os nossos direitos, tem se tornando mais óbvia a cada dia. Simplesmente não dá mais para ficarmos assistindo de camarote ou dormindo em meio ao espetáculo enquanto aqueles que deveriam nos representar "pintam e bordam" ao seu bel prazer. Então, eis que surge essa obra, que mesmo se tratando de uma ficção, trás alertas extremamente reais, aborda assuntos que conhecemos de perto e vivemos diariamente e por fim abre os olhos para o poder das massas e os perigos do extremismo. O Reino de Zália é o primeiro livro de fantasia da autora nacional Luly Trigo

O Reino de Zália
Autor (a): Luly Trigo @lulytrigo
Publicação: Seguinte *Cortesia
ISBN: 9788555340734 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2018
Páginas: 368
Minha avaliação: 4/5★
Por ser a segunda filha, a princesa Zália sempre esteve afastada dos conflitos da monarquia de Galdino, um arquipélago tropical. Desde pequena ela estuda em um colégio interno, onde conheceu seus três melhores amigos, e sonha em seguir sua paixão pela fotografia. Tudo muda quando Victor, o príncipe herdeiro, sofre um atentado. Zália retorna ao palácio e, antes que possa superar a perda do irmão, precisa assumir o posto de regente e dar continuidade ao governo do pai. Porém, quanto mais se aproxima do povo, mais ela começa a questionar as decisões do rei e a dar ouvidos à Resistência, um grupo que lidera revoltas por todo o país. Para complicar a situação, Zália está com o coração dividido: ela ainda nutre sentimentos por um amor do passado, mas começa a se abrir para um novo romance. Agora, comprometida com um cargo que nunca desejou, Zália terá de descobrir em quem pode confiar - e que tipo de rainha quer se tornar.
Não é segredo pra ninguém que sou apaixonada pelos universos de A seleção e A rainha vermelha, então quando me deparei com este livro que é indicado para os fãs de ambas as obras soube que precisava conhecê-lo de perto. Já faz algum tempo que aprendi que ler nacionais vai muito além de prestigiar nossos autores, é como adentrar pela porta da nossa casa e reconhecer cada móvel e/ou utensílio presente ali. Não importa o gênero é sempre possível identificar algo da nossa terra, do nosso povo e da nossa cultura descrita em tais publicações. E com esta história não é diferente, Galdino é na verdade Brasil, com suas dores e amores. Luly Trigo nos apresenta uma trama que nitidamente descreve o caos que o nosso cenário político vive no momento, mas não apenas isso, em suas abordagens a autora faz uma analogia fidedigna a uma realidade que inspira desesperança mas que ao ser desenvolvida em um mundo fantástico nos permite seguir sonhando com um governo justo e livre da corrupção.