26 de outubro de 2018

[Resenha] Como se livrar de um escândalo - Tessa Dare

Olá pessoas!
Hoje é dia de compartilhar mais um romance leve e divertido que pode ser lido em poucas horas. Já faz um tempo que anseio por conhecer alguma obra da Tessa e por isso não pude me conter diante da oportunidade de ler este, mesmo ele fazendo parte de uma série em andamento. Claro que eu prefiro acompanhar as histórias seguindo a ordem de publicação, mas algumas experiências precisam simplesmente ser aproveitadas e foi o que eu fiz. O resultado disto, sou eu completamente apaixonada por mais uma autora que veio para enriquecer minha coleção de livros de época. Como se livrar de um escândalo é um crossover de suas séries aclamadas da Tessa Dare, e pode ser classificado como o quinto volume de Spindle Cove e o quarto volume de Ever After, trata-se de uma história independente com começo meio e fim mas, como é comum em séries do gênero, trás algumas informações dos livros anteriores que podem ser consideradas spoilers, e como os protagonistas desta já estiveram presentes em outras histórias, alguns detalhes de suas vidas pregressas são apenas citados por alto. Dito isso, vamos a resenha!!

Como se livrar de um escândalo (Do You Want to Start a Scandal?)
Coleção: Castles Ever After #04, Spindle Cove #05
Autor (a): Tessa Dare @tdare
Publicação: Gutenberg *Cortesia
ISBN: 9788582355275 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2018
Páginas: 224
Minha avaliação: 4/5★
Amazon | Saraiva | Submarino
Na noite do baile na Mansão Parkhurst, houve um encontro escandaloso na biblioteca. Foi Lady Canby, com o empregado, no divã? Ou a senhorita Fairchild, com um amante, contra a parede? Talvez um criado tenha feito isso… Tudo o que Charlotte Highwood sabe é que não foi ela. Mas os rumores apontam o contrário. A menos que descubra a verdadeira identidade dos amantes, a jovem será forçada a se casar com o marquês Piers Brandon, Lorde Granville – o cavalheiro mais frio, arrogante e lindo que ela já teve a infelicidade de conhecer. Quando começam a investigação dos verdadeiros amantes envolvidos no escândalo, Piers revela esconder muitos segredos. Mas ainda assim ele guarda ferozmente a verdade sobre seu passado sombrio. Parecia ser um mistério simples de resolver, mas logo perigos perturbadores surgem na vida de Piers e Charlotte. A paixão é intensa. O perigo é real. Charlotte arriscará tudo para provar sua inocência nesse caso escandaloso ou irá se entregar a um homem que jurou nunca amar?
Essa história é a prova viva de que ainda é possível trazer coisas novas para um gênero que esta sempre recheado de clichês. Depois de anos lendo romances de época, raramente me surpreendo com o desenrolar de alguma trama. É sempre possível encontrar a jovem inocente ou escandalosa que amará um homem (quase sempre nobre), rígido e preso as convenções sociais que mudará de alguma forma ao se apaixonar, existe também os casos clássicos de libertinos que se rendem ao recato das jovens bem nascidas, isso quando eles não as corrompem. Não é incomum nos depararmos com nobres emergentes que ganharam ou compraram seus títulos e por isso não são tão bem quistos pela sociedade, ou aqueles que não são nobres mas conquistaram grande fortuna e por fim mais raramente (pelo menos nos livros que tenho lido) há os agentes da coroa, nobres que prestam serviços de espionagem para o rei. E é nesta última categoria que podemos encaixar Piers Brandon. Mas a singularidade da trama não está ligada exclusivamente a condição do marquês mas sim a forma que a autora usou de artifícios diferenciados para dar voz a ambos protagonistas.

Cansada da má fama que adquiriu graças ao desespero de sua de mãe em vê-la casada com um aristocrata rico e poderoso, Charlotte Highwood decide desencorajar o marquês Piers Brandon, a mais nova vítima das obsessões casamenteiras da matriarca. E é justamente enquanto tenta convencer Piers de que ela não tem a menor intensão de ser cortejada por ele, que Charlotte acaba se envolvendo em um escândalo. Surpreendidos sozinhos na biblioteca, Piers e Charlotte não veem outra saída que não seja esconder-se para evitar o flagrante que poderia arruiná-la, porém diferente deles o casal que adentra o ressinto nem de longe age com o recato que a situação exige. Passado o constrangimento de presenciar algo tão íntimo, Charlotte e o marquês precisam enfrentar as consequências do encontro  escandaloso dos amantes desconhecidos. Dessa forma a jovem se vê presa justamente na situação que tentava evitar. Agora mais do que nunca ela precisa encontrar o casal misterioso, caso contrário ela será obrigada a casar-se com um homem que se julga incapaz de proporcionar o que ela mais deseja, uma união baseada no amor.

O marquês possui um papel importante a desempenhar e definitivamente não precisa de uma distração tão atraente como Charlotte Highwood, principalmente quando a jovem curiosa e perspicaz parece ler tão bem tudo que diz respeito a ele e seus segredos. Confesso que inicialmente estava meio cética com relação a facilidade que Charlotte demonstrou em poder descobrir os mistérios de Lorde Granville, um agente tão experiente sendo exposto e pego em vários flagras por uma uma "simples moça", me vez ver Piers com olhos críticos e considerá-lo descuidado em demasia. E eu não estava de todo enganada, uma vez que ao se ver interessado pela garota, ele tornou-se distraído e em consequência disso quase se esqueceu da missão. Mas essa não é a única explicação para que um homem aparentemente tão responsável e meticuloso se tornasse tão vulnerável em um trabalho importante, e embora tenha demorado um pouquinho para aceitar, finalmente consegui absorver melhor a essência de nossa heroína. Charlotte não é uma dama comum, além de muito inteligente e atenta, ela possui uma determinação admirável. E nem preciso dizer que essas características eram atípicas ou quem sabe negligenciadas em garotas da época. Onde se espera submissão e futilidade, Charlotte apresenta sagacidade e muita coragem. Ela é o tipo de garota que não se permite desviar do que acredita e luta com tudo o que tem para alcançar seus objetivos. Como eu disse, um poço de determinação essa garota.

Obviamente Piers não esperava por nada do tipo, ele só estava lá pensando na missão que precisava desempenhar e quando deu por si, estava atrelado a um compromisso de honra. E o mais assustador é que não demorou muito para que ele descobrisse que estar comprometido com aquela moça falante não era de todo ruim. No entanto, a singularidade de Charlotte definitivamente complicava os planos do marquês e de sua mãe casamenteira, é claro que ela queria casar-se mas tendo como exemplo a união de seus pais e irmãs que encontraram o verdadeiro amor em seus respectivos conjugues, não é de se estranhar que ela ansiasse pelo mesmo. E como Piers deixou claro que tal sentimento estava completamente fora de questão em uma união na qual ele fizesse parte, a caçula Highwood se encontrou em sua própria missão. Em meio a pistas falsas, becos sem saída e tentativas de assassinato (?), somos envolvidos por um enredo dinâmico e divertido, embora eu precise dizer, meio bobo. Depois de dar voltas e mais voltas o mistério simplório decepciona consideravelmente, jogando por terra toda a expectativa alimentada durante centenas de páginas. A trajetória agitada do casal é o ponto alto da história, que possui um desfecho condizente com o que foi apresentado.

Como se livrar de um escândalo é um clichê singular. Ao mesmo tempo em que está recheado de estereótipos do gênero trás particulares que dão novos ares a história e torna tudo muito mais interessante e instigante. O romance apesar de precoce, explora nuances diversas dando a impressão de gradatividade. O casal é harmônico em suas personalidades e características, a teimosia, a inteligência e a astúcia compartilhadas entre Piers e Charlotte, funcionam como uma espécie de combustível para relação que está sendo construída, além de é claro, vez ou outra tornar-se o obstáculo que impede que eles consigam chegar a um entendimento ágil. O mistério que envolve o casal escandaloso, é intensamente alimentado, e o leitor impelido a criar as mais diversas teorias, a cada pista que não dá em nada a frustração aumenta, chegando ao seu ápice com a revelação que soa meio ridícula diante de todo o circo que envolve o tal "mistério". Mesmo isso não tira o brilho dessa narrativa fluída e aconchegante que diverte e distraí. Uma trama de essência simples entregue em um embrulho elaborado, que mostra a importância de nunca desistir dos sonhos ou de si mesmo.

16 comentários

  1. Essa resenha me animou bastante pra ler esse livro, a trama é daquelas que eu ADORO, só pela curiosidade mesmo. hahaha Sem falar que sou bastante adepta aos clichês

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Eu preciso ler Uma duquesa qualquer e os dois últimos livros da Castle Ever After para pegar essa história para conhecer. Ainda não sei porque não consegui realizar a leitura se sou fã dessa autora.
    Mesmo com um enredo sem tantas surpresas, me chama atenção a construção da personalidade dos personagens, isso sem dúvidas a Tessa faz como ninguém.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu resolvi ler esse livro depois de saber que ele seria o quarto da série Ever After, só que ele está ligado exatamente ao livro 2 que eu não li rsrs e a Spindle Cove eu também não tinha lido. Enfim, gostei demais desse livro e acho que o mistério foi muito interessante, deixando o livro bem diferente dos romances de época comuns. Concordo que ele é mesmo um clichê singular.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Nunca li nada da autora, mas tenho bastante curiosidade, já que os livros dela são muito bem comentados. Adorei tua resenha e fiquei louca pra ler esse livro, que parece ser bem mais que apenas uma obra clichê.

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  5. Olá Del,
    Eu não li nada dessa autora até hoje, mas fiquei contente por, a princípio, ela ter abordado a história de uma forma diferente, tentando fugir dos clichês usuais do gênero. É uma pena, no entanto, que a autora tenha alimentado um grande mistério e que sua solução tenha sido singela.
    Achei os personagens desse livro interessantes e vou me arriscar em ler, acho que vou gostar.
    Beijos ♥

    ResponderExcluir
  6. AAAAAAAAAAAAH

    Eu amo muito os livros da Tessa, queria ter mais tempo para eles, mas a gente não vive só de romance né? Esse é um dos meu gêneros favoritos. Se pudesse só leria ele, hahaha
    Resenha maravilhosa, assim como todo o blog

    bjs <333

    ResponderExcluir
  7. Oi, Delmara!
    Eu já suspeitava que seria uma trama com um "mistério" com resolução um tanto boba. O mesmo aconteceu com A Bela e o Ferreiro, que achei que foi o livro mais fraquinho da série. Em todo o caso, estou com muita vontade de ler! rsrs
    Mas eu tenho uma birra com a Autêntica porque eles demoram meses para lançar seus romances em e-book e os valores não estão muito favoráveis no momento...
    bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  8. Oi, tudo bem?
    Da autora, eu só li Romance com um duque, que, se não estou enganada, é o primeiro de Castles Ever After. Ainda quero pegar essa série e Spindle Cover para ler na ordem e, depois, pegar esse para ler. Não gosto muito de pegar informações de livros que ainda não li, por isso prefiro seguir a ordem certa mesmo quando a história é independente.
    Pelo que eu li da sua resenha, a autora conseguiu trazer alguns elementos diferentes mesmo que a trama seja um pouco clichê. Não me incomodo com clichês quando a história é bem desenvolvida, como parece ser o caso desta. Além disso, gostei de saber que a forma como o romance foi conduzido deu a sensação de acontecer gradualmente, pois detesto quando fico com a impressão que o casal se envolveu do nada.
    Adorei sua resenha e espero conseguir ler os livros anteriores de ambas as séries para poder ler esse também.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca li nada dessa autora, mas minha vontade é enorme! Ainda mais agora sabendo que ela consegue dar um diferencial ao gênero. Eu também adoro quando pego um romance de época que foge dos clichês e acaba surpreendendo assim. Adorei a premissa da obra, e sua resenha me deixou muito empolgada pela leitura.
    beijos

    ResponderExcluir
  10. Li o livro tem uma semana e confesso que amei, eu comecei e não quis mais parar, apesar de achar que o romance entre o casal poderia ter sido melhor trabalhado eu amei muito o conjunto total e fico mais feliz ainda de ter o meu autografado, na verdade ter quase que todos autografados. kkk
    Mas foi uma leitura que me agradou muito eu simplesmente amo a escrita da autora, impossível não elogiar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Delmara. Tudo bem?
    Que legal ver a sua opinião sobre essa leitura, eu amo demais esse gênero e estou louca para ler esse livro, acho a premissa dele maravilhosa e pelo que li aqui eu acho que vou gostar bastante. Espero não demorar muito tempo para ler e quero poder ler outros livros da autora também.

    ResponderExcluir
  12. Oi Delmara, sua linda, tudo bem?
    Que pena que o mistério lhe decepcionou, pois gostei tanto de ele estar em uma missão secreta! Mesmo assim estou curiosa para saber o que é e torcendo para que ele consiga dar o amor que ela tanto busca. Sou louca para ler as duas séries da autora. Gostei muito da sua resenha sincera.
    beijinhos.
    cila.

    ResponderExcluir
  13. Eu adoro romances de época e não me incomodo com seus clichês, inclusive, até os procuro neste gênero, mas não vou negar, o mistério que você citou aqui me deixou mais interessa no suspense, ainda que tenha te desapontado um pouco, e quem sabe a mim não surpreende?
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. não me chamou muito a atenção, mas parece ser um livro gostosinho de ler
    ja estou montando uma listinha para o ano que vem, vou dar mais uma pensada

    ResponderExcluir
  15. Oi Delmara,
    Gostei muito que a autora trouxe um livro que pertence às duas séries, eu gosto quando os personagens transitam, o autor os torna mais reais para o leitor. Já vi que esse livro é bem leve e divertido. Essa é outra autora que preciso ler.
    Bjs.
    Pri.
    https://nastuaspaginas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. Olá Delmara, pelos seus comentários esse livro parece estar bem bacana, conseguiu fujir de alguns clichês e manter outros de uma forma a não ficar na mesmice do gênero *-* Sem duvida pretendo lê-lo assim que tiver uma chance.

    ResponderExcluir