[Resenha] Mordida - Sarah Andersen

28 de fevereiro de 2022

Olá meu povo!
Vocês estão percebendo meu esforço pra colocar esse bloguíneo nos eixos? Espero que sim, porque olha, não está sendo fácil viu? Mas ao mesmo tempo que está sendo difícil reorganizar toda a minha rotina, também é muito gostoso poder estar aqui com certa frequência novamente, e o melhor é que quanto mais eu me dedico maior é minha empolgação para seguir criando conteúdo pra vocês. É quase como se eu estivesse de volta aos primeiros anos do blog, quando o ponto alto do meu dia era vir aqui e surtar com o último livro que li. Está sendo maravilhoso e eu torço pra que essa fase dure o máximo possível, agora chega de papo, né? Vamos ao que interessa? Li muitos livros ano passado e por motivos diversos acabei não os resenhando aqui, mesmo assim suas histórias permaneceram comigo e com elas a necessidade de compartilhá-las com vocês. Então tentarei sanar essas pendências ao longo dos próximos meses. Por isso falaremos hoje sobre Mordida, o segundo webcomic da Sarah Andersen que tive o privilégio de reler este ano.

Mordida (Fangs)
Autor (a): Sarah Andersen @SarahCAndersen
Publicação: Seguinte *Cortesia 
ISBN: 9788555341441 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2021
Páginas: 112
Minha avaliação: 4/5★
Em seus trezentos anos de vida, a vampira Elsie nunca encontrou um par perfeito. Tudo muda quando ela conhece Jimmy, um lobisomem encantador, com uma forte tendência a sair correndo por aí na lua cheia. Cada qual com seus hábitos incomuns, juntos eles levam uma vida de casal deliciosamente macabra, curtindo filmes de terror e livros de suspense, fazendo passeios à sombra e saciando seu apetite voraz em jantares refinados (sem alho!). Com traço gótico, humor ácido e repleto de romantismo, Mordida retrata os dramas reais de se apaixonar por alguém perfeito para você – mas ao mesmo tempo muito diferente. Em edição de luxo, com capa dura de tecido e laterais pintadas de preto, este é um livro de morrer.
Depois de conquistar uma legião de fãs com a coleção de tirinhas Sarah's Scribbles, a renomada ilustradora e cartunista Sarah Andersen reúne em sua webcomic mais recente um compilado que dá vida ao romance sobrenatural protagonizado por uma vampira centenária e um lobisomem despojado. E ao mesmo tempo em que encontramos aqui muitas referências ao tom sarcástico da autora, também percebemos uma evolução considerável em suas ilustrações, que por sua vez são marcadas por traços mais definidos, organizados e menos caricatos. Diferente da pequena descabelada de olhos esbugalhados que nos acostumamos a acompanhar nos últimos anos, temos aqui personagens com características mais genuínas. Eu nunca neguei que sou uma grande admiradora dos quadrinhos da Sarah, em especial devido a sua capacidade excepcional de entreter ao mesmo tempo em gera identificação com suas tiradas irônicas e humor ácido, e este é sem sombra de dúvidas mais um trabalho que depõe a favor das inegáveis habilidades da artista.

Fora dos Livros: Império de Mentiras, a telenovela mexicana com pegada de série policial

20 de fevereiro de 2022

Olá cariños!
Não é de agora que eu venho prometendo falar mais sobre uma série de produções que tem conquistado minha atenção, mas ainda não havia me organizado o suficiente para colocar este desejo em prática. E como acredito que na vida existe o momento certo pra tudo, eis que é chegada a hora de tirar mais este projeto do papel. Há uma semana mais ou menos descobri que uma telenovela mexicana inédita no Brasil está sendo disponibilizada na plataforma de streamig Globoplay, e sendo eu uma apaixonada por tramas do tipo, corri para conferir do que se tratava. Império de Mentiras é diferente de tudo que já acompanhei quando o assunto é telenovela mexicana. Moderna, ágil e sem dramas exagerados ou mocinhas chorando copiosamente a cada corte de cena, este é um produto que promete não apenas uma boa narrativa, mas também uma ótima execução. Os episódios estão sendo disponibilizados em blocos, e serão inseridos dez novos na plataforma a cada semana.

[Resenha] Desejo Insaciável - Kresley Cole

16 de fevereiro de 2022

Olá meu povo!
Como andam as experiências literárias de vocês? Por aqui ando tendo tombos épicos. O fato é que, recentemente consegui assinar o Kindle Unlimted por uma bagatela, e como vou ter este recurso disponível pelos próximos nove meses, decidi usufruir deste meu beneficio. Ultimamente tenho preferido ler histórias fantásticas, protagonizadas por fadas, vampiros, bruxas... Mas e os lobisomens? Não sei se ando procurando errado, mas tenho tido dificuldade para encontrar narrativas do tipo. Parece que os féericos caíram no gosto popular e ninguém mais quer escrever sobre lobisomens e vampiros. Eu sempre li de tudo um pouco, mas existem algumas tramas que eu consigo devorar com facilidade, então em dias tediosos quando nada consegue manter meu interesse, eu busco por esses curingas da literatura que mandam a ressaca embora instantaneamente. Raramente são histórias excepcionais, mas sempre muito ágeis, repletas de reviravoltas e impossíveis de largar. E foi juntando a fome com a vontade de comer que encontrei Desejo insaciável disponível no KU e me joguei de cabeça na maior decepção do ano.

Desejo Insaciável (A Hunger Like No Other)
Coleção: Imortais #01
Autor (a): Kresley Cole @kresleycole
Publicação: Valentina
ISBN: 9788565859844 | Skoob
Gênero: Fantasia +18
Ano: 2016
Páginas: 352
Minha avaliação: 1/5★
Depois de suportar anos a fio torturas constantes comandadas pela Horda dos vampiros, Lachlain MacRieve, líder do clã dos Lykae, fica enfurecido ao descobrir que sua parceira, há tanto tempo profetizada e pela qual espera há mais de um milênio, é uma vampira, assim como seus captores. Na verdade, Emmaline Troy é metade Valquíria, metade vampira. Jovem delicada e etérea que, com seu jeito todo especial de ser, é a única que pode suavizar a fúria que incendeia o faminto Lykae. Uma vampira prisioneira de sua fantasia mais selvagem... A doce Emmaline decide sair pelo mundo em busca da verdade sobre seus pais desaparecidos. Em Paris, um poderoso espécime Lykae a encontra, determina que ela será a sua parceira por toda a eternidade e a leva para o castelo escocês dos seus ancestrais. Lá, o pavor que Emmaline sente do Lykae – e da sua insaciável fome de prazer – faz com que ele inicie um lento e envolvente jogo de sedução e ela liberte suas mais sombrias fantasias.
Este livro contém assuntos sensíveis/gatilhos: violência, abuso físico e psicológico e tentativa de suicídio.

Já faz um bom tempo que sou constantemente aprisionada por histórias péssimas, e isso não está, sob hipótese alguma, relacionado aos personagens ou ao enredo. Preciso admitir que o magnetismo que tais tramas tem sobre mim se deve única e exclusivamente a narrativa ágil de alguns autores, eu não consigo resistir a uma leitura fluída, mesmo quando o que está sendo contado me faz querer enfiar a cabeça em um buraco. E desta vez não foi diferente. Ainda não havia lido nada da Kresley, e ao invés de me ater as críticas decidi dar um voto de confiança as informações interessantes que obtive através da sinopse. Não demorou muito para que eu percebesse que mais uma vez eu havia caído em minha própria armadilha, e mesmo desejando muito não consegui abandonar a história mais sem pé nem cabeça que tive a oportunidade de ler nos últimos anos. E isso só pra começar.

Julie Caplin: Nova Autora de Romances de Hoje

14 de fevereiro de 2022

Olá cariños!
Há alguns meses a equipe de marketing, juntamente com a diretora de aquisições da Arqueiro, divulgou em uma live algumas novidades que irão integrar o catálogo da editora este ano, e dentre elas está a chegada de Julie Caplin ao rol de autores que compõem a coleção Romances de Hoje. A coleção teve inicio há cerca de três anos e atualmente conta com a colaboração de outras três autoras (Jill Mansell, Lucy Dillon e Jenny Colgan) e um total de dozes livros publicados. Já faz um tempinho que estou de olho nesses romances, pois nos últimos anos andei negligenciando as histórias contemporâneas deste gênero, e acredito que esta seja uma ótima oportunidade de focar em narrativas do tipo. Os Romances de Hoje são escritos e protagonizados por grandes mulheres, e narram histórias de superação, autodescoberta e recomeços. 


[Resenha] Anne de Green Gables - Lucy Maud Montgomery

12 de fevereiro de 2022

Olá amorecos!
Como estão? Espero que todos bem. Por aqui as coisas estão caminhando aos trancos e barrancos, mas seguindo, do jeitinho que deve ser. Mês passado eu descobri que a editora Principis havia lançado o livro Anne de Green Gables na versão quadrinhos, e não pude resistir a esta capa. Me diz se não é a coisa mais linda que você viu hoje. Mas indo além do óbvio, eu preciso dizer que esta edição é uma obra de arte, e confesso que fiquei impressionada com um trabalho de tanta qualidade ofertado há um preço bem abaixo do que costumamos encontrar no mercado atualmente. Faço votos de que isso se popularize e nós pobres leitores possamos voltar a consumir bons livros há preços acessíveis. No mais, preciso parabenizar a todos os colaboradores que tornaram esta HQ possível, a história de Anne contada de forma tão singela e alegre, tal qual ela merece.

Anne de Green Gables (Anne of Green Gables)
Autor (a): Lucy Maud Montgomery
Ilustrador: Mario Cau
Publicação: Principis
ISBN: 9786555524598 | Skoob
Gênero: HQ
Ano: 2021
Páginas: 96
Minha avaliação: 5/5★
Os irmãos Marilla e Mathew Cuthbert buscavam um garoto para lhes ajudar nas tarefas, mas, por uma brincadeira do destino, receberam em sua casa a espirituosa Anne Shirley, uma ruivinha falante e cheia de imaginação. Diante de Green Gables, ela não cabe em si de tamanha alegria por finalmente ter uma família. Escola, amigos, sonhos, travessuras e aprendizados. Uma nova vida está começando para Anne e para todos que fizerem parte da sua história.
Eu me apaixonei pela Anne assistindo a adaptação que está disponível na Netflix, e desde então quis conhecer tudo sobre sua história. Confesso que demorei tempo demais para escolher uma edição, buscava em meio a tantas editoras e tantos lançamentos algo que me agradasse em qualidade e preço. E finalmente, depois de muito pesquisar, comecei minha coleção. Ainda não tenho todos os títulos, mas estou quase lá e assim que estiver tudo certo pretendo lê-los e contar mais a respeito de tudo isso pra vocês. Por hora, vamos nos ater a esta belezinha que mal chegou por aqui e já se tornou um dos meus queridinhos. Estou completamente apaixonada por esta HQ, que a meu ver tem o melhor de dois mundos. Aqui vocês encontram a maravilhosa história da menina Anne, narrada pela icônica Lucy Maud Montgomery, e se encantam pelos traços impecáveis do talentosíssimo ilustrador Mario Cau.

Através da Minha Janela, um romance atraente, evolvente e superficial

8 de fevereiro de 2022

Olá meu povo!
Eu nunca neguei que tenho uma certa atração por clichês românticos que exalam uma certa toxidade. Óbvio que não chego ao ponto de "passar pano" para todas as problemáticas que essas obras costumam trazer, e mesmo tendo ciência de que não são, sob hipótese alguma, narrativas perfeitas e agregadoras em sua totalidade, estou sempre em busca de histórias do tipo. Se eu sou a pessoa que, em algum momento da vida, li e gostei de Cinquenta Tons de Cinzas, After e Belo desastre, como poderia resistir a Através da Minha Janela? Falou que tem romance jovem, um bad boy marrento e quebrado, e uma mocinha virginal disposta a concertá-lo, e lá estarei eu acompanhando tudo de camarote. Admito que não estou orgulhosa por confessar isso no auge dos meus trinta anos, mas o que eu posso fazer, né? Não gosto desse tipo de história de forma proposital, é algo que me acompanha há muitos anos e mesmo eu tendo consciência dos defeitos de tais tramas, ainda não estou disposta a abrir mão do entretenimento raso e descompromissado que elas elas me proporcionam.

[Resenha] A outra face - Sidney Sheldon

4 de fevereiro de 2022

Hello meu povo!
Quando o assunto é autor favorito, existe um nome que não sai do meu top um. Sidney Sheldon foi o primeiro escritor pelo qual me apaixonei, foi através de uma de suas histórias que descobri minha obsessão pela leitura e por isso, o tenho na mais alta conta. E apesar disso, o passar implacável dos anos me levou a negligenciar suas obras. Sempre sonhei em ler/ter tudo do Sidney, mas por estar sempre atenta as novidades acabei me perdendo de alguns objetivos antigos. Contudo, estou determinada a resgatar alguns projetos que deixei pra trás, e isso nos trás ao post de hoje. A outra face, vencedor do prêmio Edgard Allan Poe na categoria romance de estreia e romance do ano, foi publicado na década de setenta e é o responsável por apresentar ao mundo um dos maiores escritores de suspense de todos os tempos.

A Outra Face (The Naked Face)
Autor (a): Sidney Sheldon
Publicação: Record 
ISBN: 9788501094360 | Skoob
Gênero: Suspense
Ano: 2011
Páginas: 239
Minha avaliação: 3/5★
A outra face é um thriller psicologicamente intenso. Vencedor do Edgar Allan Poe, um dos mais importantes prêmios para escritores de mistério e suspense, o livro conta a história de Judd Stevens. Psicanalista bem sucedido, ele se vê subitamente imerso numa rede de intrigas que pode lhe custar a liberdade... e a vida. Duas pessoas de seu circulo pessoal foram assassinadas. Terá sido obra de algum de seus pacientes? Talvez um neurótico movido por uma louca compulsão? Entre os suspeitos estão uma atriz decadente e ninfomaníaca, um pai de família com tendências homossexuais, um empresário problemático, uma jovem misteriosa e, por que não, até mesmo o próprio Dr. Stevens... Se não conseguir penetrar na mente deste perigoso assassino, o psicanalista pode ser preso. Ou, algo ainda mais aterrador, ele pode ser a próxima vítima. Antes que o assassino volte a atacar, Dr. Stevens precisa revelar sua identidade e expor suas emoções, medos e desejos.
Li este livro pela primeira vez há vários anos, tantos que, durante esta releitura, parecia que eu o estava lendo pela primeira vez. Foi incrível poder me surpreender novamente com cada descoberta. Mas além das boas surpresas, pude perceber algumas problemáticas na narrativa que não me chamaram tanto a atenção durante a primeira leitura. O Tenente McGreavy, responsável pela investigação dos assassinatos, protagoniza pelo menos meia dúzia de falas homofóbicas e racistas, e estas surgem no texto sem muito propósito, além de claramente retratar o cenário preconceituoso no qual a história se desenrola e de destacar a personalidade tosca do policial, além disso, Judd faz um mal julgamento de valor, que está diretamente ligado ao fato da vítima de seu escrutínio ser gordo, e por fim, uma das questões que mais me incomodou, foi o fato de um dos pacientes do psicanalista, estar se tratando com ele em busca da "cura gay", e não apenas isso, durante a história afirma-se que o dito cujo alcançou seu objetivo e após ser "curado da sua homossexualidade" está novamente apto para coabitar com seus familiares (esposa e filhos), tirando esta última questão, nenhuma das demais é romantizada, mas tão pouco problematizada de fato. Óbvio que levei em conta a época em que o livro foi escrito e como essas questões eram vistas, mesmo assim finalizei a leitura com sérias dúvidas quanto ao real posicionamento do autor, inclusive é algo que pretendo pesquisar mais a fundo.

Releases FEV/2022

2 de fevereiro de 2022

Olá pessoal!
Como diria a nossa querida Anne de Green Gables, hoje eu me sinto adorável. Que eu sou uma consumidora compulsiva não é segredo pra ninguém, mas vocês já perceberam como o mês se torna mais lindo quando temos "pencas" de novas fantasias vindo ai? Eu nem sei se um dia conseguirei ler tudo que coloco nas minhas listas mensais de desejados, e mesmo assim cá estou eu mais uma vez sonhando com cada um desses títulos que ousaram despertar meu interesse. Este mês, diferente do anterior, me vi tomada por uma empolgação desmedida, são muitas histórias que se encaixam perfeitamente nos meus gostos principais. Séries que eu pretendo começar este ano, edições de luxo... Ah! Juro que não estou sabendo lidar. Mas chega de papo, né? Vamos conhecer os mais novos donos da minha cobiça.