28 de junho de 2017

[Resenha] Bela distração - Jamie McGuire

Oi pessoal!!
Olha só quem resolveu a essa altura do campeonato embarcar na história dos Irmãos Maddox. Já faz uma eternidade (mentira, faz apenas quatro anos) que totalmente por acaso conheci a série Belo desastre e tive meu primeiro contato com um dos muitos Maddox, e tenho que admitir que foi amor a primeira lida, por favor não me julguem, eu sei que muita gente considera os irmãos extremamente abusivos em seus relacionamentos, e eu de fato não nego que existem uma série de abusos praticado pelo Travis, mas apesar disso eu consegui ver além dessa fachada inicial e por essa ser uma questão bem complexa vou discorrer a respeito durante a resenha. O fato é que estou de volta a esse universo eletrizante e me deixei fazer refém da escrita Jamie novamente, porque é fato que vou ler todos os livros desse spin off o mais breve possível. Bela distração é um novo começo que dá sequência a uma das histórias que mais amei ler na vida.

Título Original: Beautiful Oblivion
Série: Irmãos Maddox | SPIN OFF: Belo desastre
Autor (a): Jamie McGuire @JamieMcGuire
Publicação: Verus (Cortesia)
ISBN: 9788576863397 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2014
Páginas: 306
Avaliação: 4/5★
Cami Camlin é uma garota intensa e independente, dona do próprio nariz desde a época do ensino médio. Agora, cursando a faculdade e trabalhando como bartender no The Red Door, Cami não tem tempo para nada, até que uma viagem para visitar seu namorado é cancelada e, pela primeira vez em quase um ano, ela tem um fim de semana de folga. Trenton Maddox era o rei da Universidade Eastern. Os caras queriam ser como ele, as mulheres queriam domá-lo. Mas, depois de um trágico acidente virar sua vida de cabeça para baixo, ele deixa o campus para lidar com a culpa esmagadora. Um ano e meio depois, Trenton está morando com o pai e trabalhando em um estúdio de tatuagem para ajudar a pagar as contas. Justamente quando ele pensa que sua vida está voltando ao normal, nota Cami sozinha em uma mesa no Red Door. Como a irmã mais velha de três caras de pavio curto, Cami acredita que não terá problemas para manter a amizade com Trenton no nível estritamente platônico. Mas, quando um Maddox se apaixona, é para sempre — mesmo que Cami possa ser a razão para que a já fragilizada família Maddox desmorone de vez.
Cami sempre teve uma vida familiar difícil, ter que lidar com os rompantes do pai violento é doloroso e deveras assustador, então quando ela teve a oportunidade de sair de casa para cursar a faculdade, não pesou duas vezes e desde então vem se virando bem, possui um bom emprego como bartenter que supre todas as suas necessidades, mas quando o irmão caçula lhe pede ajuda financeira ela não vê outra alternativa a não ser encontrar um segundo emprego, e só há uma opção ao alcance das mãos, trabalhar como recepcionista no estúdio de tatuagem que Trenton trabalha lhe parece a forma fácil e rápida de levantar um dinheiro extra, mesmo que para isso ela tenha que passar incontáveis dias ao lado de um dos mulherengos mais sexys da cidade e que resolveu investir seu tempo tentando conquistá-la. Mas isso não será problema, afinal ela e Trenton são apenas amigos e Cami tem um namorado pelo qual é perdidamente apaixonada. A questão é que, "quando um Maddox se apaixona, é para sempre" (amo essa frase EVER) e um Maddox não desiste daquela que lhe é importante, não importa quanto tempo tenha que esperar.

24 de junho de 2017

[Fora dos livros] O espaço entre nós

Hey peoples!
Já faz um tempão que estou querendo assistir esse filme, mas como não sou lá muito adepta de frequentar as badaladas salas de cinema da minha cidade (odeio o frio e o barulho que os mau educados fazem), costumo esperar sair em dvd ou a deusa do streaming disponibilizar. Nesse caso, já está disponível na Netflix, a deusa supracitada, então corre para conferir porque o filme é muito, mas muito amorzinho mesmo. Ah! Só um adendo breve, quando resolvi comentar sobre filmes e séries aqui no blog, tinha em mente falar apenas sobre as adaptações literárias, nunca passou pela minha cabeça mudar o perfil exclusivamente literário do blog, mas acabou de acontecer pessoal, não foi proposital nem nada do tipo, eu apenas gostaria de poder compartilhar com vocês essas minhas outras boas descobertas, apesar disso o foco principal é e sempre será os livros.

THE SPACE BETWEEN US
Lançado: 30 de março de 2017
Duração: 2h 01min
Elenco:  Asa Butterfield, Britt Robertson, Gary Oldman
Gênero: Romance
Avaliação: 4/5 🎬 

Uma equipe de astronautas embarca em uma viagem futurista em direção a marte, o objetivo é provar que o planeta vermelho é habitável, porém algo inesperado acontece, durante o percurso a comandante da tripulação se descobre grávida e dá a luz ao chegar no destino em questão. Diante da impossibilidade de um bebê suportar a viagem de volta a terra e do impacto negativo que esse deslize causaria ao projeto, Gardner é criado em segredo em solo marciano durante dezesseis anos. Já na adolescência o garoto extremamente inteligente e curioso, sente a necessidade de encontrar o pai que nunca conheceu, conhecer a terra e finalmente viver o amor ao lado de Tulsa, a garota por quem desenvolveu uma grande amizade e com quem se comunica pela internet. A partir desse desejo tem inicio uma das histórias espaciais mais românticas e emocionantes que já assisti na vida. Preciso deixar registrado que diferente do que pode-se imaginar o enredo não foca no elemento ficção científica, o que me agradou bastante já que sou do tipo que curte um bom romance adolescente, então acredito que o longa irá agradar muito mais aos românticos que estão em busca de um drama leve e envolvente do que os amantes de tecnologias e histórias espaciais bem elaboradas. Então se a sua vibe é suspirar enquanto se encanta com uma trama apaixonante, chega mais e vem conhecer as batalhas diárias de Gardner e Tulsa em O espaço entre nós.

Antes de começar a falar sobre as minhas impressões recomendo que dê um atençãozinha para essa playlist maravilhosa, como trata-se da trilha oficial também estão inclusos os efeitos sonoros da trama (super calmantes), e admito que não são muitas as músicas cantadas disponíveis, mas da pra curtir bastante, principalmente se você gosta de relaxar ouvindo instrumental. 

Destaque especial para Need the sun to break, que acabei de descobrir e já amo EVER.

22 de junho de 2017

[Resenha] Quinze dias - Vitor Martins

Oi pessoas!
Eu acabei de concluir a leitura desse livro e ainda estou com aquela sensaçãozinha de satisfação dentro de mim. Quinze dias, é meu primeiro contato com a literatura LGBT, sempre tive muita vontade de conhecer algum livro do tipo e apesar de vários lançamentos seguindo essa linha terem saído nos últimos anos nunca tive uma oportunidade real de conhecê-los, ou talvez tenha tido e não dei a devida atenção, vai saber, né? O fato é que finalmente eu li e - pausa para o clichê - como eu me arrependo de não ter feito isso antes. Gente sério mesmo, esse livro é maravilhoso e agora eu vou compartilhar isso com o mundo hahaha tá eu sei que muita gente já conhece, mas não faz mal eu vou falar assim mesmo, então senta ai que lá vem muito amor.

Título Original: Quinze dias
Autor (a): Vitor Martins @vitormrtns
Publicação: Globo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525063151 | Skoob
Gênero: LGBT
Ano: 2017
Páginas: 208
Avaliação: 4/5★
Felipe está esperando esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai botar em prática. Mas as coisas fogem um pouquinho do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele não voltam de uma viagem. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.
Felipe é um garoto tímido e pouco sociável, não possui amigos e vive recluso a uma rotina mórbida porém segura, isso se deve principalmente a extrema baixa auto estima que ele possui devido ao seu sobrepeso, somado a isso temos o bullying diário que ele vem sofrendo na escola desde a infância e que o tornou ainda mais solitário. Depois de tanto ouvir barbaridades e insultos sobre a sua forma física ele acabou absorvendo e acreditando que por ser gordo ninguém nunca iria querê-lo por perto. Então o fato dele ansiar desesperadamente por se ver livre das agressões gratuitas sofridas durante o período letivo é mais do que compreensível, não é mesmo? As férias trazem o passaporte para a liberdade tão ansiada, Felipe estava pronto para desfrutar da rotina tranquila e preguiçosa programada para as tão sonhadas férias quando descobre que nada será como o esperado, já que Caio o vizinho do 57 irá passar quinze dias em sua casa enquanto os pais dele estão em uma viajem. Inseguro ele entra em desespero porque nem em mil vidas ele teria sequer cogitado a possibilidade de ficar duas semanas sob o mesmo teto que sua paixonite de infância, com quem ele não interage a vários anos. Esses podem vir a ser os quinze dias mais desastrosos e traumatizantes da vida de Felipe, ou será que o destino está dando uma forcinha para ele finalmente assumir as rédeas da sua vida?

20 de junho de 2017

[Resenha] A rebelde do deserto - Alwyn Hamilton

Olá personas!
Vamos falar de fantasia? Acredito que não seja muito difícil notar que este não é o meu gênero preferido, apesar disso estou sempre aberta a novas possibilidades e devido aos inúmeros comentários positivos a cerca desse livro resolvi não me privar mais e finalmente conhecer a história de Amani. A rebelde do deserto foi uma grata surpresa que quero compartilhar com vocês, mesmo sabendo que já estão carecas de conhecer essa história. O fato é que eu gostei de descobrir mais uma obra incrível que me fez querer ler ainda mais livros do tipo e por essas e por outras quero contar pra vocês minhas impressões e constatações. Deem só uma olhada!

Título Original: Rebel of the Sands
Série: A rebelde do deserto #01
Autor (a): Alwyn Hamilton @alwynfjh
Publicação: Seguinte (Cortesia)
ISBN: 9788565765992 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 283
Avaliação: 3/5★
O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.
Após a morte prematura dos pais Amani se viu obrigada a ir morar com a família de uma das tias, fato não muito bem quisto pela jovem, já que a convivência com os parentes em questão não é das melhores. Para piorar a tortura diária ela se vê na iminência de um casamento arranjado e extremamente indesejado cujo pretendente é ninguém mais ninguém menos que o marido da bendita tia, que vê no interesse do conjugue pela garota mais um motivo para odiá-la. Com isso se torna meio óbvio que os dias de Amani em Vila da Poeira estão contados, ela precisa fugir o quanto antes, mas como uma mulher, pobre e órfã poderia atravessar o deserto impiedoso habitado por criaturas místicas e fatais? A oportunidade surge quando um forasteiro chega a sua pequena e isolada cidade, e trás com ele além de muito perigo e confusão a unica oportunidade que ela poderia ter para finalmente alcançar a sua tão sonhada liberdade.

18 de junho de 2017

[Resenha] A chama dentro de nós - Brittainy C. Cherry

Olá pessoas!
Finalmente li o segundo livro da série Elementos, um livro maravilhoso que mexeu comigo como poucos foram capazes. Ler A chama dentro de nós nesse momento, foi doloroso porém inspirador, me levou as lágrimas uma quantidade considerável de vezes, me encantou e envolveu por completo e por fim me mostrou que tudo depende do ponto de vista de quem lê, porque estou falando isso? É simples, li várias resenhas que destacam pontos "negativos" na história, pontos esses que arremetem justamente as situações que mais me comoveram durante toda a trama, respeito todas as opiniões divergentes, mas peço licença para contar essa história do meu ponto de vista. Não se sintam induzidos a nada, só me deem uma chance de mostrar que não existe apenas uma forma de enxergar o mesmo fato. Prontos? Então chega mais.

Título Original: The Fire Between High & Lo
Série: Elementos #02
Autor (a): Brittainy C. Cherry @BrittainyCherry
Publicação: Record (Cortesia)
ISBN: 9788501109484 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2017
Páginas: 350
Minha avaliação: 5/5★
Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles
Logan teve uma vida difícil, em parte porque pessoas importantes dificultaram as coisas pra ele desde muito cedo, filho de um traficante perigoso e uma viciada em drogas ele desfrutou muito pouco do amor parental, seu maior porto seguro sempre foi Kellan, o meio irmão mais velho que vivia com o pai biológico, mas que nunca abandou Logan e a mãe, sempre esteve lá para eles e acabou se tornando o grande exemplo e herói do nosso protagonista. Devido a vida difícil Logan tornou-se um homem cético quanto as suas capacidades e possibilidades, deixou de acreditar ser merecedor de qualquer coisa boa na vida, então conhecer Alyssa foi na sua concepção um prêmio não merecido. Ela o encantou desde o primeiro contato, uma jovem amável e paciente que parecia não se importar com o fato dele estar aos pedaços. Não demorou muito para que uma grande amizade surgisse, ele sabia que não devia trazê-la para sua vida e tampouco se encaixaria no mundo da garota, mas ela era a luz no fim do túnel que ele acreditava não ser digno ou não esperava encontrar jamais, ela era o oxigênio que tornava possível a chama dentro dele continuar queimando e para ela, Logan ia além das palavras não faladas, ele era fogo, e ela estava pronta para se deixar aquecer ou consumir.

16 de junho de 2017

[Resenha] A distância que nos separa - Kasie West

Oie cariños!
Já conhecem os livros da Kasie West? Se sim, da cá um abraço porque fazemos parte da "mesma tribo", se não, vocês precisam urgentemente dar uma chance e eu recomendo que comecem por este aqui. Quem leu minha resenha de Namorado de Aluguel sabe o quanto eu sou apaixonada pela escrita dessa mulher, mas A distância que nos separa acaba de subir o nível desse amor roxo que sinto pelas narrativas despretensiosas desse achado da literatura Jovem adulto. Sem exageros, porque não curto esse lance, mas eu estou desesperadamente em abstinência, nenhuma história que peguei depois dessa pareceu me envolver ou agradar o suficiente o que me fez amaldiçoar a autora por essas míseras duzentos e quarenta páginas (perdão Kasiezinha). Mas chega de falatório e vamos ao que realmente interessa, senta ai porque preciso falar desse livro.

Título Original: The Distance Between Us
Autor (a): Kasie West @KasieWest
Publicação: Verus (Cortesia)
ISBN: 9788576865896 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2017
Páginas: 240
Minha avaliação: 5/5★
Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?
Antes de tudo quero deixar claro que apesar de todo meu amor pela escrita da West, comecei essa leitura bem receosa, afinal o ponto central da trama é o "preconceito reverso"? Fiquei um pouco incomodada com essa ênfase toda nas posses do garoto, e nas primeiras páginas é bem isso que encontramos. Caymen tem sim um certo preconceito com pessoas ricas, ela acredita que pessoas com condições financeiras elevadas são naturalmente esnobes e fúteis, o mais incômodo disso tudo é que poucas foram as experiências negativas que ela teve de fato com esse grupo específico de privilegiados. Por ser - "pobre", não quero ser negativa então vamos usar de origem humilde (viu? uma forma preconceituosa de se referir a dois opostos) - de origem humilde, Caymen tem muito pouco contato com a nata da sociedade, as raras vezes que ela interagiu com alguém do tipo foi na posição de atendente enquanto ajudava a mãe da loja de bonecas. Fora isso, a raiz das más definições tem origem antiga, e não nasceram por acaso, ao contrário disso foram plantadas lá pela amargura da mãe e cultivadas durante muitos anos.

14 de junho de 2017

[Resenha] Kiro e Emily - Abbi Glines

Hey personas!
Então eu finalmente li esse livro, adiei a leitura o máximo que eu pude para poder dar oportunidade a outras publicações, mas quando finalmente me rendi a essa trama, a vontade de correr e falar a repeito foi incontrolável. Os livros da duologia Chance nos apresentou a história de vida de Harlow Manning e com ela pudemos ter um vislumbre, mesmo que breve de um dos maiores dramas vividos por seu pai Kiro, fato que sem sombra de dúvida contribuiu significativamente para que os olhos dos leitores da série se voltassem sedentos para o livro Kiro e Emily, onde tudo ou pelo menos quase tudo a respeito do grande amor da vida do astro seria revelado, e posso garantir que a história é tão bela quanto trágica, então senta que lá vem drama.

Título Original: Kiro's Emily
Série: Rosemary Beach #9.5
Autor (a): Abbi Glines @AbbiGlines
Publicação: Arqueiro (Acervo pessoal)
ISBN: 9788580416107 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2016
Páginas: 117
Minha avaliação: 4/5★
Em "A primeira chance" descobrimos que a mãe de Harlow foi a única mulher que mudou a vida de Kiro. A única mulher que ele amaria para sempre. Kiro sempre amou um bom desafio, mas nem toda garota quer se envolver com um deus do rock. Especialmente essa garota. Ele a deixou ir naquela noite, mas ele nunca se esqueceu dela. E quando eles se encontraram novamente, ele prometeu não desistir tão facilmente de novo. À medida que o mundo adorou Kiro, ele veio para adorar a garota, que se tornou tudo o que ele nunca soube que precisava. A única garota que ele iria amar. Sua Emily.
O ano é 1992, Kiro Manning, vive uma vida regrada a álcool, drogas e mulheres. Vocalista da lendária banda de rock Slacker Demon, ele tem acesso a tudo o que o dinheiro e a fama pode lhe proporcionar, sendo assim quando ele vê uma jovem deslumbrante em uma de suas festas e sente-se atraído por ela, da a conquista como certa, afinal ninguém diz não a ele. Mas para surpresa do bad boy, Emily não é como as mulheres com as quais ele está acostumado a lidar, dotada de uma inocência escancarada a jovem deslumbrante é tudo menos "mais uma para se levar para cama" e mesmo constatando isso ele não consegue tirá-la da cabeça. O tipico clichê do lobo se apaixonando pelo cordeiro. A questão é: O cordeiro também está interessado pelo lobo. 

12 de junho de 2017

Lançamentos: Grupo Editorial Record | Junho/2017

Oie peoples!
A postagem de hoje foi feita especialmente para você que assim como eu não aguenta ver um lançamento e já está adicionando novos títulos a lista de desejados. Como de costume esses não são todos os títulos lançados pela editora esse mês, (é isso mesmo, ainda tem outros) mas são os lançamentos que mais me chamaram a atenção e que eu pretendo ler por algum motivo, não se preocupem pois minhas razões de escolha estão perfeitamente descritas abaixo de cada sinopse. Acredito que não deixei claro na última postagem o que de fato me levou a aderir essa nova forma de postagem, então segue uma breve explicação.