2 de junho de 2017

[Seriando] Chesapeake Shores

Olá pessoas!
Eu havia preparado uma resenha a que deveria ter ido ao ar hoje, mas ontem terminei de assistir essa série MARAVILHOSA (assim mesmo em caixa alta porque ela é incrível) e resolvi colocar pra fora todo o encantamento que está guardado dentro de mim. Então vamos lá, Chesapeake Shores foi baseada na série de livros homônima da aclamada escritora Sherryl Woods, infelizmente tais obras não foram publicadas no Brasil "ainda" (torço para que alguma editora enxergue o potencial dessa história e a traga pra nós o mais breve possível). A série está disponível na Netflix desde março, e até o momento conta com uma temporada composta de dez episódios, um mais magnífico que o outro diga-se de passagem. Antes de prosseguir já quero deixar registrado que a segunda temporada já foi confirmada e deve estar disponível no exterior ainda esse ano, oremos para que assim seja. Gostaram do que leram até aqui? Esperem só até ver o que eu ainda tenho pra falar. Come on peoples!

  • Título: Chesapeake Shores (S01 E10) (S02 E10 | EM BREVE)
  • Ano produção: 2016
  • Dirigido por: Anne Wheeler, Martin Wood, Peter DeLuise
  • Estreia no Brasil: 2017 
  • Gênero: Drama
  • Países de Origem: Canadá
  • Avaliação: 5/5🎬
A história gira em torno da família O'Brian e os seus mais diversos dramas, mas vamos por partes, né? Quando Abby O'Brien deixou a cidadezinha de Chesapeake Shores para trás e mudou-se para Nova York pretendia tornar-se um exemplo de sucesso em todos os âmbitos possíveis. Dezesseis anos depois ela acredita ter conseguido o que tanto almejava, executiva de sucesso que respira trabalho e exala eficiência e sucesso, ela é sim reconhecida e admirada por tudo o que conquistou profissionalmente, mas como a perfeição não cabe aqui, Abby enfrenta sérios problemas familiares, divorciada e mãe de duas filhas que ela mal conhece devido ao fato de estar sempre trabalhando, ela se vê repetindo a fórmula que levou ao fracasso do casamento dos seus pais e desestabilizou a si e aos seus irmãos. E é nesse momento turbulento que ela resolve fazer uma visita a sua cidade natal e lá de forma inesperada reencontra "pendências" do passado que ao serem resolvidas (ou não) podem vir a ser a esperança de um futuro melhor para todos O'Briens.

Essa não é a playlist oficial, mas está incrivelmente fidedigna

Eu estou apaixonada por essa história, por essa família, por esses personagens, por essa trilha sonora... A trilha sonora merece todo o destaque do mundo porque é a melhor.

A história em si não apresenta grandes reviravoltas, na verdade tudo é muito previsível, conforme vamos conhecendo a família O'Bryan fica fácil conseguir prever suas ações, bem como compreender as decisões. Além disso, a trama é extremamente envolvente apesar da sua simplicidade. Após a volta de Abby situações que fogem ao controle acabam trazendo os demais irmãos de volta para a cidadezinha praiana, os cinco O'Brien estão em casa novamente depois de tantos anos, e o melhor e mais interessante é que o patriarca, Mick O'Brien está disposto a corrigir os erro do passado e fazer o possível para manter sua família unida, óbvio que todos os irmãos, hoje adultos e bem encaminhados na vida estranham de pronto a sugestão de Mick de que todos tirem férias e passem o verão juntos em Chesapeake, logo ele o workaholic, que estava sempre ocupado demais com o trabalho para dar a devida atenção a família.

Família O'Brien

A relação entre os irmãos é muito linda de se ver, juntos eles formam uma equipe e tanto. O que me encantou profundamente foi o fato de que nem mesmo a distância de espaço e  tempo prejudicou o relacionamento deles, o fato de terem em comum as mesmas mágoas direcionadas a mãe que os abandonou e ao pai sempre ausente, fortaleceu ainda mais esse elo fraterno. Claro que cada irmão lida a sua própria maneira com essa situação. Abby é a mais velha das irmãs e não absorveu tanto como os demais, aos olhos de todos ela é a que mais se parece com o pai, seja por sua determinação ou por sua obsessão por trabalho, voltar para casa funcionou para ela como uma oportunidade de estar com as filhas e aproveitar uma rotina comum, despreocupa e feliz novamente. Se livrar das tensões e responsabilidades trabalhistas excessivas devolveu o brilho a vida de Abby. Bree, tinha apenas quinze anos quando a mãe foi embora e na época foi a que se mostrou mais afetada com o ocorrido, hoje no entanto ela é uma escritora de um sucesso só, se mostra insegura e vulnerável, precisando urgentemente encontrar dentro de si a autoconfiança perdida.

Abby, Bree e Jess O'Brien

Jess, é a caçula e foi a que menos conviveu com a família, ainda bem pequena se viu praticamente sozinha, após o abandono da mãe todos os irmãos mais velhos seguiram suas vidas bem longe do lar, e ela foi a única dos cinco que ficou pra trás aos cuidados da avó paterna, já que o pai nunca estava em casa e quando estava não tinha tempo para desempenhar sua função. Hoje Jess é a mais sentida entre os irmãos, ela guarda uma revolta perceptível pela infância repleta de ausências que ela teve que enfrentar. Kevin é o mais velho entre os rapazes e assim como Abby é o filho exemplar, aquele que deu certo, serve como sargento em uma base militar e por isso aparece muito pouco (infelizmente), é amável e solicito, sempre preocupado com o bem estar de todos e pronto para ajudar, um gentleman. E tem Connor, demorei um pouco para me afeiçoar a ele, que considero o mais incomum dentre todos os integrantes dessa família, principalmente quando o assunto é comportamento e personalidade. Todos os O'Briens são controlados em suas ações, mas Connor não, ele é impulsivo e por vezes irresponsável, mas também é alegre e brincalhão, guarda para si toda a mágoa que Jess não se priva de declarar e está prestes a seguir carreira no direito, mesmo não estando muito certo se é o que realmente deseja. Uma mistura de rostos e personalidades que dá super certo, não nego que me afeiçoei a todos sem exceção.

Abby e Trace

Outro personagem apaixonante é Trace Riley, o namorado que Abby deixou pra trás quando foi embora e que notadamente ainda nutre por ela o mesmo amor de antes. Trace, também foi embora de Chesapeake, alcançou o sucesso almejado e conseguiu se posicionar como músico, mas misteriosamente ele abriu mão da carreira no auge e retornou para casa, filho do dono do banco da cidade ainda enfrenta conflitos com o pai que não aceita sua decisão de não seguir no negócio da família. Trace e Abby tem uma química incrível e são tão fofos juntos que é impossível não suspirar com a possibilidade desse relacionamento continuar de onde parou, mesmo tendo passado tantos anos. Em um contexto geral, essa série tem tudo para dar certo, seu desenvolvimento se dá em um ritmo legal, as coisas não se arrastam por capítulos sem fim e nem ocorrem de forma frenética e inexplicada, os personagens são cativantes e bem construídos e tem toda a evolução e amadurecimento do enredo que retrata uma família quebrada tentando unir-se novamente.

Abby e as filhas Caitlyn e Carrie

Chesapeake Shores está sendo produzida pelo Hallmark Channel - considerada a série de maior sucesso produzida pelo canal -, que já confirmou a produção da segunda temporada, que assim como a primeira contará com dez episódios e deve estrear entre julho e agosto no exterior. E eu super recomendo para quem curte drama familiar leve

15 comentários

  1. Ola
    Eu realmente não tinha ouvido falar ainda dessa série, apesar de sempre procurar por novidades nesse estilo. Por isso fiquei bem curiosa quanto a este desenvolvimento e com certeza irei procurar para assistir também. Dramas familiares são comigo mesmo, fiquei curiosa sobre os personagens que você citou... obrigada pela indicação!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá!tenho está série salvada nos meus favoritos​ para ver este final de semana.
    Amo dramas familiares e estou super ansiosa para assistir e sei q irei amar
    Muito bom tua crítica.ate dei print para conhecer os personagens q vc falou

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Eu não conheço essa série, na verdade eu nunca ouvi falar haha. Eu adoro histórias que passam em cidadezinhas, então já é um ponto a favor que a série tem comigo. Achei o casal principal Trace e Abby lindos demais! Achei a premissa da história muito boa e fico triste do Brasil não ter trago os livros para cá. Eu com certeza vou já procurar na NETFLIX essa série, quem sabe eu me apaixono igual a você! Obrigada pela dica ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Olá!

    Nunca ouvi ninguém falando sobre essa série, que bela surpresa!

    Adoro séries envolvendo família e essa é enorme pelo visto, muito parecida com a minha! Parece ser bem leve, ótimo para assistir naquele dia que você não sabe o que assistir (tipo ontem, se eu tivesse visto esse post antes com toda certeza eu assistiria essa).

    Adoro alguns autores da série, principalmente o que interpreta Trace!

    Obrigada pela dica! Adorei!

    Beijos
    Jess
    www.pintandoasletras.com.br

    ResponderExcluir
  5. Olá Delmara,

    Eu já tinha visto essa série na Netflix e não tinha me interessado muito. Eu gosto de séries cheias de reviravoltas e emoções, então acho que essa não se encaixaria muito no meu perfil.Apesar de amar livros com irmãos, não sou muito fã de dramas familiares, ainda mais em série de televisão. Mas mesmo assim muito obrigada pela indicação, amei sua empolgação.

    Um beijo e obrigada
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Olá, Tudo bem?
    Eu nunca fui muito fã de séries. Sempre me faltou um pouco de paciência, mas nos últimos meses, eu assinei a Netflix e tenho me animado mais com as séries. Já consegui assistir algumas. Eu já tinha visto CHESAPEAKE SHORES no catálogo, mas não tinha ficado muito interessado e nem procurei mais informações. Entretanto, lendo a sua resenha, eu fiquei bem animando para conhecer a história. Prefiro coisas que tenha reviravoltas, mas, mesmo assim, gostei da simplicidade e das temáticas trabalhadas pela série. Quando tiver um tempinho, vou pegar para ver. Obrigado pela dica.
    Abraço!

    meuniversolb.wixsite.com/meuniverso

    ResponderExcluir
  7. Nunca tinha ouvido falar dessa série. Para ser bem sincera, estou por fora de seriado a tempos e a única coisa que ainda assisto é Game of Thrones. A história achei bem interessante e é uma coisa que geralmente esta acontecendo muito nos tempos de hoje: "pais que vivem pro trabalho e esquece dos filhos". E infelizmente acaba que realmente muitas famílias se acabam por isso...

    Gostei muito da sua dica de série. E fiquei bem feliz por ver que vc realmente gostou e que vai ter continuação.

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Não havia ouvido falar nessa série até ler a sua resenha, e adorei a premissa!
    Abby é interpretada por uma atriz que eu amo, chamada Meghan Ory, e por ela talvez eu dê uma chance! E a trilha sonora me chamou a atenção também!

    ResponderExcluir
  9. Olá Delmara,
    Ainda não conhecia essa série e confesso que fiquei interessada em ver, pois gostei muito da premissa. Achei legal o desenvolvimento ser bacana, pois, sinceramente, estou cansada daquelas histórias que se arrastam infinitamente.
    As fotos que você colocou no post são incríveis.
    Vou super anotar a dica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oie! Tudo bem?

    Não conhecia a série, mas acredito que já passei por ela pela Netflix, mas depois da sua resenha com certeza irei atrás para assistir pelo menos o primeiro episódio e ver o que acho, não é bem o que procuro na maioria das vezes, mas não custa sair da zona de conforto né?

    Bjss

    ResponderExcluir
  11. Oi!
    Ainda não conhecia essa série, mas fiquei bem encantada com sua resenha, pois adoro séries que tragam um núcleo familiar e vários drmas que cada um passa de maneira muito crível.
    Vou procurar na Netflix pra colocar na minha lista, porque no momento comecei Sons of Anarhy

    ResponderExcluir
  12. Oi, tudo bem?
    Eu sou uma apaixonada por séries e já tinha ouvido falar dessa antes, pena que não tive tempo de ver ainda, minha lista de séries vem aumentando cada vez mais e ta difícil manter uma rotina! ahah mas já adicionei mais essa que com certeza irei assistir quando tiver um tempo, eu gosto muito do gênero drama familiar e tenho certeza que a série me agradaria!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  13. Oiiii flor!!
    Eu não conhecia essa série, nem o livro.
    Mas achei tão interessante a sua resenha da série que me deu vontade de assistir!! Ainda mais a Abby sendo a Chapeuzinho Vermelho de Once Upon a time.

    ResponderExcluir
  14. Ooi!
    Adorei a indicação!
    Agora que as ferias estão mais perto do que nunca, estava mesmo procurando algo assim. Gosto bastante desse estilo de série: leve, com personagens apaixonantes e com desenvolvimento legal.
    Irei procurar pra assistir amanhã mesmo!

    ResponderExcluir
  15. Oiii

    Ownnnn como assim não conhecia essa série?? Tu não vai acreditar mas ontem fui dormir pensando que não achava nenhum serie que me atraisse, ai hj vejo essa maravilha de indicação. Amo esse tipo de enredo e geralmente quero ver tudo de uma vez hahaha Dica anotadinha e já se programando pra ver com o boy no fim de semana.
    Bjos

    ResponderExcluir