14 de agosto de 2017

Capas pelo mundo #11 A fúria e a aurora

Olá personas!
Recentemente eu finalizei a leitura da duologia A fúria e a aurora e a saudade bateu forte por aqui, ao mesmo tempo em que senti falta de uma coluna que está no blog desde o começo. Capas pelo mundo é o espaço onde reúno as capas nacionais e estrangeiras de livros queridos, esta coluna está inativa a algum (muito) tempo, devido a uma série de problemas (falta de tempo, disposição para procurar as capas e etc.) que já resolvi. Então marcando essa retomada eu resolvi trazer as capas de uma leitura recente e ao mesmo tempo marcante, quem leu a resenha sabe bem o quanto eu amei esse livro, quem não leu ainda da tempo de conferir. Sinceramente eu não sei se ainda tem alguém por ai que curte esse tipo de publicação, lembro que assim que entrei na blogosfera esse tipo de post era bem comum, mas nos últimos anos não encontrei um blog sequer que continue realizando. Estou trazendo de volta porque gosto, não nego que seja trabalhoso mas para mim é recompensador e me aproxima ainda mais da história, então eu gostaria muito de saber a opinião de vocês a respeito, okay? Então chega de blá blá blá e vamos conhecer a várias edições para essa obra magnífica.


A fúria e a aurora é o primeiro livro da duologia homônima escrita por Renée Ahdieh, foi publicada no Brasil pelo selo Globo Alt da ed. Globo livros e trás em seu enredo principal a releitura do conto As mil e uma noites. A seguir estão reunidas as capas que apresentaram diferenças consideráveis entre si, o livro possui outras edições que trazem capas semelhantes ou idênticas as selecionadas e por isso acabaram ficando fora do post.

BRASIL, ESTADOS UNIDOS E ESTADOS UNIDOS

    
1° e 2° edição americana respectivamente, a primeira tendo sido publicada em versão capa dura

ALEMANHA, BULGÁRIA E ESTADOS UNIDOS

    
EUA (Capa alternativa)

FRANÇA, INDONÉSIA E SÉRVIA

    

Eu sempre fui apaixonada pela capa brasileira, foi amor a primeira vista e ainda hoje não posso negar que trata-se de uma das capas mais lindas da minha estante. As capas americanas me surpreenderam bastante, a primeira edição não é o tipo de capa me atrai normalmente mas admito que gostei dessa, a segunda edição faz mais o meu estilo e por isso é a minha preferida dentre elas e a capa alternativa é sombria em demasia e não ganhou meu afeto. Dentre as gringas a capa Búlgara é a minha favorita e dentre todas a brasileira, é claro. E vocês, o que acharam das capas?

11 comentários

  1. Olá!
    Eu gosto muito de postagens como essa. Imagino que deva dar um trabalhão mesmo, mas fica super legal! De todas as capas, a brasileira ainda é a minha preferida. Eu não gosto de capas com pessoas, principalmente se focam mais no rosto, então devo dizer que a Brasileira está maravilhosa. Ainda não tive a oportunidade de ler a obra, mas espero poder fazer em breve!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oie, tudo bem?
    Amo seus posts assim, é muito bacana acompanhar essas mudanças!
    A da França é a minha favorita, nesse caso.
    Faça mais postagens assim, os leitorea agradecem ❤❤

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    É muito interessante ver as diferenças entre as capas de cada país, uma mais bonita que a outra. Geralmente as versões brasileiras deixam a desejar, mas no caso desse livro está muito bonita. Gostei da versão francesa também.

    Parabéns pelo post, adorei sua iniciativa de trazer as capas para os visitantes!

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Eu adorei esse livro! A história é daquelas que não consegue parar de ler.
    Ainda não conhcia as outras capas do livro, e agora não sei qual escolher! Achei uma mais linda que a outra!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  5. É engraçado como as capas mudam tanto e ainda assim não deixam de lado a essência do livro, né? Eu também me apaixonei pela edição brasileira. Muito bacana sua coluna, é diferente de tudo e acaba informando outras coisas aos leitores, isso é bacana demais.

    ResponderExcluir
  6. Olá!!
    Adorei a ideia de mostrar as capas em países diferentes!!
    Como mudam né??
    Também achei a brasileira a mais linda, mas todas as outras tem algo interessante a mostrar...
    Um beijo!!

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem?
    Adorei o post e fiquei feliz de ver que você voltou com esta coluna. Deve dar muito trabalho mesmo pesquisar todas essas capas, mas o post ficou incrível.
    Eu tenho muita vontade de ler essa duologia, pois sempre ouço muitos comentários positivos e acho as capas incríveis. Com relação às capas que você mostrou, confesso que, com exceção da Sérvia, não gostei de nenhuma das outras. A capa brasileira realmente reinou absoluta haha.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Delmara,
    Que post mais lindo! Adoro conhecer capas pelo mundo e fiquei muito contente por conhecer essas, que são lindas. Gostei muito da terceira capa dos EUA e também da brasileira, que é linda.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  9. Olá!
    Eu não estou a muito tempo na blogosfera então não havia visto um post assim e devo admitir que adorei a ideia! Gostei bastante da capa dos EUA e da Sérvia 💙
    Um beijo

    ResponderExcluir
  10. Oi Del!
    A minha capa favorita, sem dúvidas, é a brasileira. Gente, tem algumas capas bem feias! hahaha Achei a capa alternativa dos EUA bonita também. As outras não me conquistaram tanto. rs
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
  11. Oi flor, estou apaixonada pela versão capa dura dos Estados Unidos, tanto as duas lá em cima quanto a alternativa, tem umas ai que não gostei tanto.
    Gosto da nacional, tem um detalhe simples nela e como tenho o kit dos dois livros me senti bem satisfeita ainda mais com as almofadas.
    http://k-secretmagic.blogspot.com.br/
    Xoxo

    ResponderExcluir