15 de junho de 2016

[Resenha] A Fúria e a Aurora - Renée Ahdieh

Oi pessoal!
Hoje irei falar sobre um livro lindo que me surpreendeu muito, não só pela história, que é baseada no conto As mil e uma noites, mas também pela qualidade da narrativa, pela fluidez da trama e a capacidade de encantar e envolver o leitor. Confesso que iniciei essa leitura sem saber muito bem o que esperar, mas felizmente me deparei com um cenário incomum e de fácil leitura.
                                  
Título Original: The Wrath & the Dawn
Série: A Fúria e a Aurora #01
Autor (a): Renée Ahdieh @rahdieh
Publicação: Globo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525060358 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 336
Avaliação: 5/5★
Personagem central da história, a jovem Sherazade se candidata ao posto de noiva de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, de 18 anos de idade, considerado um monstro pelos moradores da cidade por ele governada. Casando-se todos os dias com uma mulher diferente, o califa degola as eleitas a cada amanhecer. Depois de uma fila de garotas assassinadas no castelo, e inúmeras famílias desoladas, Sherazade perde uma de suas melhores amigas, Shiva, uma das vítimas fatais de Khalid. Em nome da forte amizade entre ambas, Sherazade planeja uma vingança para colocar fim às atrocidades do atual reinado. Noite após noite, Sherazade seduz o rei, tecendo histórias que encantam e que garantem sua sobrevivência, embora saiba que cada aurora pode ser a sua última. De maneira inesperada, no entanto, passa a enxergar outras situações e realidades nas quais vive um rei com um coração atormentado. Apaixonada, a heroína da história entra em conflito ao encarar seu próprio arrebatamento como uma traição imperdoável à amiga. Apesar de não ter perdido a coragem de fazer justiça, de tirar a vida de Khalid em honra às mulheres mortas, Sherazade empreende a missão de desvendar os segredos escondidos nos imensos corredores do palácio de mármore e pedra e em cenários mágicos em meio ao deserto. 
Tenho que admitir que nunca tive qualquer interesse em conhecer a história de As mil e uma noites, sempre senti aquele velho pré-conceito baseado no fadado "não conheço, mas não gosto", mas quem diria que a essa altura do campeonato eu iria quebrar a cara e com essa história, né? Pois foi exatamente isso que aconteceu, e foi bom que tenha sido assim, já que eu não consigo imaginar essa trama sendo contada de outra forma, Renée me fisgou com sua narrativa e fez com que eu me apaixonasse loucamente por seus personagens, tanto que mesmo agora, após o fim da leitura, não consigo tirá-los da minha mente e do meu coração.

Sherazade (Shazi), vivia uma vida tranquila ao lado da irmã caçula e do pai, apaixonada por Tariq desde a infância, sonhava com o destino comum que ambos certamente partilhariam, mas como em toda história que se prese, uma reviravolta se faz necessária, o assassinato de Shiva, melhor amiga de Shazi, se encarregou de mudar completamente os planos da jovem. Decidida a vingar a morte brutal e prematura da amiga, Sherazade voluntaria-se para tornar-se esposa de Khalid Ibn Al-Rashid, o rei de Khorasan, responsável por desposar e decretar a morte de Shiva na manhã seguinte as núpcias. Ciente de que pode ter o mesmo destino cruel da amiga e dezenas de outras jovens que cruzaram o caminho do menino rei, Shazi não se deixa abalar e adentra o mundo misterioso daquele que ela mais odeia, mas chegar tão perto do desprezível califa mostrará a outra face e o peso gigantesco que compõem este jovem atormentado.

Estou maravilhada com a empatia imediata e duradoura que esse livro despertou em mim, cada núcleo descrito pela autora me cativou e convenceu sem qualquer esforço. A trama bem desenvolvida não deixa margem para questionamentos. A autora interligou tão bem todos os elementos da história que mesmo não sendo muito fã de magia, me peguei desfrutando desse componente que tem uma participação considerável no enredo.

Desde o primeiro contato soube que iria gostar de Khalid, mas como assim? Ele não é o monstro assassino? É, pode-se dizer que ele tem influência direta nas mortes das garotas, e isso é inaceitável, não importa quais motivos existam por trás disso (e acreditem, tudo tem uma razão de ser). O que me deu essa certeza foi atentar, não para o que ele faz, mas sim para o que ele é. Não importa o que aconteça, eu sempre sou atraída para os personagens misteriosos, aqueles que trazem uma carga pesada demais, que todos sabem estar lá, mas ninguém sabe o que de fato é, e foi exatamente isso que percebi em Khalid desde a primeira vez que o li. O fato dele ter se mostrado quebrado e vulnerável por baixo da superfície dura e impiedosa, só me fez torcer ainda mais por sua redenção. Já Sherazade me embriagou com sua força e determinação. Por se tratar de uma personagem tão jovem, com apenas dezesseis aninhos, confesso que esperei muito pouco de sua participação na história, que agora preciso admitir, se deu de forma prodigiosa, a garota teimosa e inabalável assumiu para si a missão arriscada de frear os atos perversos do rei, atos esses que muitos marmanjos não tiveram coragem de implementar.

Descobrir pouco a pouco o que está por trás das mortes das jovens foi reconfortante e angustiante ao mesmo tempo. Mas o que me fez prender o folego e devorar cada página vorazmente foi o desenrolar sutil dos vínculos originados no palácio, dentre eles destaco a amizade pacientemente cultivada entre Sherazade e sua camareira, Despina é jovem e extrovertida, uma companheira bem vinda que cumpre bem o papel de personagem carismática. Jalal é outro coadjuvante que merece ênfase, capitão da guarda real e primo do rei, dotado de um bom humor contagiante e uma lealdade admirável, tornou-se parte fundamental da trama nos mais diversos aspectos.

A fúria e a aurora é narrado na terceira pessoa, nos permitindo uma visão ampla de todos os núcleos da história. A série que será contada em uma duologia, já possui seus dois títulos principais e três contos publicados no exterior.

17 comentários

  1. Oi Delmara, eu li esse livro recentemente também e adorei o fato de ser baseado em As mil e uma noites. Confesso que essa trama não me empolgou tanto assim no começo, mas não demorou muito para que estivesse totalmente envolvida. Ah, desde o começo eu também sabia que iria gostar de Khalid.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  2. Oi Delmara, tudo bem?
    Adorei a premissa do livro, apesar de não conhecer a história de "As mil e uma noites". Shazi parece ser uma personagem forte e corajosa, não consigo imaginar a raiva que ela sente ao perder a amiga e esse desejo de vingança. Até entendo um pouco sobre você gostar de Khalid, pois também sou dessas leitoras que gostam de personagens misteriosos. Enfim, adorei a sua resenha, adoro uma trama misteriosa e envolvente. Com certeza depois da sua resenha, ele está na minha lista de desejados!

    Beijos! ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi Delmara
    Estava louca para ler uma resenha desse livro e saber se valeria a pena arriscar a leitura.
    Assim como você, tenho uma certa resistência, mas muito bom saber que é uma leitura legal que que vale a pena. Shazi me pareceu uma ótima personagem e fiquei curiosa para acompanhar de perto essa leitura.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Eu estou DESESPERADA para ler esse livro, isso mesmo, desesperada com letras garrafares, toda hora que vejo uma foto da editora ou dos blogs fico babando na história e na ambientação dele.
    Pela sua resenha deu pra perceber que é um livro incrível, e meu deus, espero comprar ele logo, porque ele é realmente perfeito

    ResponderExcluir
  5. Olá Delmara,
    Nunca tive curiosidade de ler As Mil e uma noite, mas não tenho esse pensamento de não gostar, pelo menos, não em relação aos livros rs.
    Gostei muito da premissa desse livro e desse sentimento ambíguo que o livro te deu, de te reconfortar pela descobertas e, ao mesmo tempo, te angustiar.
    Anotei essa dica e espero ler muito em breve!
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oiee ^^
    Ainda não conhecia esse livro, mas amei a capa! Ouvi falar de "As mil e uma noites", mas não conheço a história, porém tenho curiosidade. Fico feliz em saber que a autora acertou com os personagens e com a narrativa, saber que você gostou tanto do livro (e dos personagens) me deixou ainda mais curiosa agora...hehe' espero poder lê-lo em breve.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi!

    Caramba, eu acho que nunca li nada da cultura árabe, nem releituras, nem obras originais. To vendo que tem sido coisas lançadas com essa temática e to ficando bem feliz, porque assim será legal de conhecer a cultura através da literatura. Achei a capa bem bonita e me parece que a trama é bem envolvente né? Adorei sua resenha, espero ler! :d

    beijo!

    ResponderExcluir
  8. Você falou em inspirado em "Mil e uma noites"??? Estou terminando de ler o vol. 1 do box da editora Globo, selo "Biblioteca Azul" (meu preferido da vida) e olha é muita paixão por uma narrativa só!

    Confesso que não tinha olhado nem mesmo duas vezes para "A fúria e a aurora", achei que era mais um na multidão, mas sua resenha fez ele brilhar para mim e me deixou desejosa de entrar nesse universo que dialoga tão lindamente com o mundo das Mil e uma noites do qual sou cativa, refém e sei que vou sempre ler e reler! Obrigada!

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  9. Estou apaixonada por essa capa desde que lançou. Agora vc me confirmou que ela tem tudo que eu amo: personagens fortes, misterio, magia, uma historia bem contada! Só não consigo decidir se leio logo ou espero lançarem tudo rsrsrs O final foi muito aflitivo no sentido de 'preciso desesperadamente do próximo?'

    blogmundodetinta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. É a primeira resenha que leio sobre esse livro! Tinha lido uma coisa ou outra sobre o lançamento, e me apaixonado pela capa. Mas agora, lendo a sinopse e sua opinião, fiquei interessadíssima na leitura! Achei a premissa diferente, ousada, e parece mesmo ser uma leitura rápida. Já coloquei na wish list :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Eu ainda não li o conto das "Mil e uma noites", mas foi mais por falta de oportunidade mesmo, porque o conto em si me interessa bastante.
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro e não sabia que o livro era baseado em "Mil e uma noites". Eu adorei a premissa do livro, o personagem Khalid tendo essa aura de mistério chama minha atenção. A personagem Shazi parece ser de personalidade forte e de opinião, o que adoro.
    Fico mais feliz ainda de saber que a trama foi muito bem desenvolvida e que mesmo após o final da leitura, você ainda esteja pensando nesse livro.
    Eu adorei sua resenha e espero ter oportunidade de lê-lo em breve
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá!!!
    Como vc nunca li nenhum conto de As mil e uma noites nada baseado nela... infelizmente não me interessei muito por essa estória mesmo lendo a sinopse nada me chamou atenção..então dessa vez irei passar essa leitura..quem sabe daqui a algum tempo eu mude de ideia e resolva a ler... :)
    Mas acho essa capa linda simples mas ao mesmo tempo cativante!

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2016/06/no-seu-olhar-nicholas-sparks.html#comment-form

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Conheço a história de As Mil e Uma Noites desde que era pequena, mas confesso que hoje em dia não me chama muito a atenção também. Gostei do fato de ser uma releitura e que explica fatos como o porquê de o rei matar as suas esposas depois de apenas um dia, já que na história original nunca explicaram o motivo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi Delmara, tudo bem?
    Uau esse livro parece ser de tirar o fôlego mesmo! Fiquei hiper curiosa com ele e estou desejando muito conhecer mais dessa história cativante. Amei sua resenha e amei conhecer mais dessa obra encantadora. Pode ter certeza que irei ler o quanto antes!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/?m=1

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Que história maravilhosa. Eu nunca li nada relacionada sobre As Mil e Uma Noites, só sei o que todos falam. Mas esse enredo me deixou mega curiosa para conhecer o monstro Khalid (se ele for um monstro mesmo) e Shazi que deve ser uma mulher muito forte.
    sua resenha está maravilhosa e com certeza vou ler.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
  16. Não sei muito sobre As mil e uma noites, mas acho que A fúria e a Aurora seria uma grande chance de conhecer mais sobre a história, amo livros com magia, por isso acho que a leitura sera muito rica, gosto de livros que não deixem pontas soltas, como esse parece ser, também sempre acabo me apaixonada pelos personagens mais misteriosos, tenho certeza que irei amar Khalid, amei a personalidade dos outros personagens e assim que possivel irei ler o livro

    ResponderExcluir
  17. Oi, tudo bem?
    Eu não conheço praticamente nada sobre "As mil e uma noites", mas fiquei realmente bem animada com esse livro em questão, a premissa é bem curiosa e interessante, me peguei pensando na morte da garota e sendo conquistada já pela Shavi, que aparentemente é uma personagem muito cativante e corajosa. Enfim, espero um dia ter oportunidade de ler esse livro e gostar também.

    Beijos :*

    ResponderExcluir