12 de julho de 2016

Resenha #206 O príncipe das sombras - Sylvain Reynard

Oi pessoal!
Já faz um tempinho que li a trilogia Inferno de Gabriel, e quem leu as resenhas sabe o quanto eu curti a história que foi inspirada em A divina comédia, de Dante Alighieri. Agora tive a oportunidade de conhecer mais uma obra publicada por Sylvain Reinard e me deparei com a feliz descoberta de que mesmo O príncipe das sombras possuindo uma pegada sobrenatural o que difere completamente dos livros da trilogia, possui uma ligação direta com Júlia e Gabriel, isso mesmo que vocês leram, temos mais do casal Emerson nessa nova série do autor canadense. Querem saber onde os pontos se ligam? Come on!


Titulo: O Príncipe das Sombras (Noites em Florença #0.5)
Autor(a): Sylvain Reynard
Editora: Arqueiro
Ano: 2015
N° de páginas: 128
Um conjunto muito valioso de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia, de Dante Alighieri, é exposto na Galleria degli Uffizi, em Florença. O dono das peças é o famoso professor de literatura Gabriel Emerson. Quando se deixou persuadir por sua amada esposa, Julianne, concordando em dividir com o mundo a beleza daquelas obras de arte, Gabriel jamais poderia imaginar que estaria atraindo para si um poderoso inimigo. Mais de um século antes, aquelas mesmas ilustrações foram roubadas de seu verdadeiro dono, o Príncipe de Florença, uma criatura sobrenatural e misteriosa que governa o submundo da cidade e há muito não sabe o que é o amor. Agora um dos seres mais perigosos da Itália está disposto a recuperar o que lhe pertence e se vingar de Gabriel e Julianne. Mas logo seus planos são frustrados. Um atentado o obriga a deixar os Emersons de lado, afinal ele precisa resolver assuntos muito mais importantes. Tanto seu principado quanto sua própria vida parecem estar em risco. Passado na cidade mais artística da Itália, O príncipe das sombras é uma incrível introdução à nova série de Sylvain Reynard, Noites em Florença, e vai deixar os leitores com gostinho de quero mais. 
Recentemente eu ganhei o livro A transformação de Raven, primeiro livro da série Noites em Florença, mas ao tomar conhecimento de que havia uma obra introdutória quis conhecer de imediato, mal sabia eu que iria reencontrar Gabriel e Júlia, meu casal querido da trilogia Inferno de Gabriel. Mas assim que tomei conhecimento do fato fiquei ainda mais empolgada pela leitura, admito que pelos motivos errados, já que o enfoque do livro é no tal príncipe das sombras, e por essa expectativa mal direcionada posso não ter desfrutado do livro de forma plena.

Júlia e Gabriel estão mais uma vez em Florença, desta vez eles vem como anfitriões de uma grandiosa exposição, o professor Emerson resolveu finalmente ceder aos pedidos da esposa e compartilhou com o mundo as ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia, de Dante Alighieri, que lhe pertencem e que jamais foram expostas ao público. Apaixonados pela arte, eles decidem expor a beleza das ilustrações na Galleria degli Uffizi, que eles conhecem tão bem. Embora seja um exímio conhecedor de tais obras, Gabriel não faz ideia de toda a história sombria que se esconde por trás das ilustrações e apesar de ter entrado em alerta imediato após cruzar com um observador sombrio durante a exposição, não imagina o perigo que ele e sua amada Juliane estão correndo. 

Considerado uma criatura sombria e sem qualquer sentimento, residente do submundo florentino, o Príncipe de Florença, mantém o foco em seu objetivo maior, reaver as ilustrações de Botticelli, que foram roubadas de seu acervo pessoal a séculos e destruir o casal que se auto intitulam donos daquilo que lhe pertence. Tomado pelo ódio e uma sede de justiça deturpada o Príncipe sombrio não poupará esforços e não terá misericórdia, Gabriel Emerson e sua esposa devem morrer da forma mais lenta e dolorosa possível. No entanto, uma ameaça externa a seu principado o obriga a desviar o foco, o que pode ser a chance de salvação do casal Emerson, mas até quando o ser sobrenatural e perverso deixará impune a afronta inconsciente que lhe foi feita? 

Tenho que admitir que esse contanto inesperado com Júlia e Gabriel, me afetou bastante. Eu já estava conformada com o final da trilogia e não pensava de forma alguma em seus protagonistas, mas o fato do autor tê-los trazido de volta nesse momento e nem de longe como meros coadjuvantes, me fez desejar mais espaço para eles nos próximos livros da série, pelo menos até que ocorra o desfecho do novo dilema dos dois. Exatamente isso, o autor abriu uma porta gigantesca que torna o futuro do casal Emerson incerto e provavelmente muito doloroso e deixo claro que não me refiro a provável vingança do Príncipe sombrio. Isso está me tirando o sono, não consigo prever o que está por vir para esses dois e não entendo o porque de tal dramaticidade nesse momento, isso sem sombra de dúvidas acabou desviando boa parte da minha atenção.

Voltando ao protagonista, tenho que admitir que ainda não estou muito convencida. Durante toda a leitura, percebi que o autor desejava desesperadamente impor um ser maligno, inflexível e impiedoso, mas as vezes era possível vislumbrar certos conflitos de personalidade, acredito que conforme os demais livros da série forem sendo lançados compreenderemos melhor o que se passa com o Príncipe, que aparentemente, perdeu sua humanidade no decorrer dos séculos e acabou por se tornar um ser assombroso, além disso a ameaça iminente ao seu principado e o risco contínuo de traições, não lhe permitem demonstrar fraqueza diante dos seus inimigos e muito menos de seu "aliados". Mas seria o príncipe um ser completamente desprovido de emoções? Estou apostando todas as fichas no 'não'.

O príncipe das sombras, é uma obra introdutória, que serve para nos preparar para o que está por vir e instigar nossa curiosidade a cerca desse ser sobrenatural que transborda poder e mistério, além disso nos proporciona um breve vislumbre da vida atual dos protagonistas da trilogia Inferno de Gabriel, despertando saudade e mais uma vez curiosidade pelo futuro incerto de ambos. Apesar das decapitações e dos poderes sobrenaturais, essa não chega a ser uma trama eletrizante, pode-se dizer que a narrativa é mediana, embora um pouco massante. Estou na torcida para que a trama do próximo livro seja mais atraente. Apesar de não ter gostado tanto do conjunto da obra, irei dar três estrelas devido a participação dos Emersons que foi a parte que mais me agradou na leitura.

|| Skoob || Compare e compre: SubmarinoSaraivaAmazon || Gênero: Suspense, ficção, mistério, romance ||

9 comentários

  1. Ainda não li nenhuma história de Sylvain Reinard, mas você expressa tanto sentimento por suas leituras, aparenta ter gostado tanto que da até vontade de ler :D
    Não sei se é bem o estilo que leio, mas achei interessante O príncipe das Sombras, na verdade conhecia pouco sobre o livro, mas a Arqueiro nunca deixa a desejar, adoro as publicações :)

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  2. Uau! Vou te falar, vc não me despertou a vontade de ler esse livro, mas sim de começar pelo primeiro, lá atrás, O INFERNO DE GABRIEL. Eu li que ele foi inspirado em O INFERNO DE DANTE? Isso já bastava para eu querer ler. AMOOOOO Dante.
    A verdade é que li várias resenhas desses livros e nunca me deu vontade de ler. Mas sua resenha pegou no meu ponto fraco e já vou colocá-lo na lista novamente. Obrigada pela dica hehehe

    >> Vida Complicada <<

    ResponderExcluir
  3. Oi, eu li a trilogia do Inferno de Gabriel e achei a historia meio desgastante e meio enrolada, por isso, esse livro não me atraiu, já que a escrita do autor me cansou nos outros três livros, e além disso, a premissa do livro não me atraiu, por isso, não leria.
    bjus

    ResponderExcluir
  4. Oiii Delmara, como vai?
    Infelizmente dessa vez a obra não despertou muito meu interesse, eu sou completamente apaixonada pelo Dante, mas essa obra não chamou muito a minha atenção. Pularei a dica dessa vez, parabéns pela resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Não li ainda a trilogia O inferno de Gabriel, mas é muito bom saber dessa obra introdutória, quando for iniciar a série vou começar por esse livro para me ambientar mais. Fiquei curiosa depois da sua resenha e também quero conhecer esse casal que parece ser tão cativante!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Delmara, sua linda, tudo bem?
    Eu sou louca para ler a trilogia do Gabriel. Que bom saber que ele e sua esposa estão de volta nessa nova trama. Adoro quando os autores fazem isso, dá para matar as saudade dos personagens. Nossa você me deixou muito curiosa sobre o que irá acontecer com eles, já que a questão não é só a perseguição do verdadeiro dono das ilustrações. O que será? Risos.... Que pena que o livro não agradou por completo, mas ainda quero ler. Gostei muito da sua sinceridade, sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tenho a trilogia de Gabriel, mas ainda não tive oportunidade de ler. Essa história parece ter tirado os protagonistas da série anterior do sossego em que já se encontravam e eu espero que o autor dê novo espaço para que as coisas se desenvolvam. Esse não despertou meu interesse, pelo fato de eu realmente não curtir fantasia, mas espero que você goste mais dos livros seguintes do que gostou desse volume introdutório.
    Beijos!

    Karla Samira
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá! Acredita que não terminei a trilogia de Gabriel, lembro que na época não gostei, mas vai que lendo agora de novo vale a pena, afinal mudei um pouco de lá pra cá.
    Em relação a esse, eu não leria, pra ser realista, apesar de amar temática sobrenatural não fez meu estilo.
    Xoxo

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bem??
    Gostei da sua resenha, mas não me interessei pelo livro, nunca quis ler ele e também a trilogia do Inferno de Gabriel, essa dica vou passar :)
    Beijus
    www.bibliotecaempoeirada.com.br

    ResponderExcluir