3 de dezembro de 2013

Resenha #80 Cinquenta tons mais escuros - E.L. James

Depois de quase um ano, finalmente li o segundo volume da trilogia cinquenta tons, eu meio que deixei a trilogia de lado no decorrer do ano, mas agora resolvi retomar a leitura gradativamente, sem compromisso, apenas para reduzir o número de livros não lidos da minha estante. Assim como o primeiro, não considero este um livro ruim. Leiam a resenha.

Titulo: Cinquenta tons mais escuros
Autor(a): E.L. James
Editora:  Intrínseca
N° de páginas: 594

Assustada com os segredos obscuros do belo e atormentado Christian Grey, Ana Steele põe um ponto final em seu relacionamento com o jovem empresário e concentra-se em sua nova carreira, numa editora de livros. Mas o desejo por Grey domina cada pensamento de Ana e, quando ele propõe um novo acordo, ela não consegue resistir. Em pouco tempo, Ana descobre mais sobre o angustiante passado de seu amargurado e dominador parceiro do que jamais imaginou ser possível. Enquanto Christian tenta se livrar de seus demônios interiores, Ana se vê diante da decisão mais importante da sua vida.



Após o rompimento dramático do volume anterior, Anastasia resolve voltar para Christian, depois dele prometer mudar seu estilo de vida. Ele está decidido a mudar radicalmente e deixar para trás sua forma singular de viver, porém a "inocente", "ingênua" e "indefesa" Anastasia Steele não parece estar de acordo com Grey, ela acredita que o rapaz não será plenamente feliz ao seu lado se tiver que abandonar completamente seu lado obscuro. Então mesmo insegura ela resolve tentar voltar ao quarto de jogos.

Christian porém encontra-se temeroso, após ter vivido uma semana terrível longe da amada, o que ele menos quer é fazer algo que possa levá-la a abandoná-lo novamente, mas a vontade de se jogar no mundo dos jogos eróticos apesar de reprimida ainda é pulsante no jovem dominador.

Ana está em seu novo emprego, onde ela trabalha como assistente de Jack em uma editora de livros, se não bastasse ter que lidar com o namorado ciumento e controlador, ela ainda tem que escapar da investidas nada sutis do chefe. Para completar a agitada vida amorosa do casal mais instável de Seattle, uma das antigas submissas de Christian reaparece de forma misteriosa e aparentemente a moça não anda bem mentalmente o que acaba se tornando um risco iminente para o casal, nem preciso dizer que mais do que nunca Christian toma todas as providências cabíveis para assegurar o bem estar da Srta. Steele.

A família Grey tem um maior espaço nessa narrativa, podemos conhecer melhor os pais Sr. Carrick Grey e  Sra. Grace Grey e os Irmãos Elliot Grey e Mia Grey. Elliot já envolvido com Kate Kavanagh (melhor amiga de Ana) não tem muito destaque, como seus pais e irmã, no fim das contas todos são amorosos e tem grande carinho pelo Grey mais turrão (Christian).

Este volume está repleto de revelações a respeito do passado sombrio de Christian. Além disso o personagem perde grande parte de seu mal humor e seriedade, podemos conhecer um Christian mais leve e descontraído e posso até dizer mais vulnerável. Sim, o dominador aparentemente foi dominado, tudo isso graças ao medo de perder Ana de novo, ele acaba se tornando mais maleável e pedindo perdão muito mais vezes que o comum pra ele. Já Anastasia continua insegura com relação a tudo que diga respeito a Christian e para não perder o costume faz todas as vontades do amado, como boa garota sem personalidade que ela é. Ah, e eles brigam muito, acredito que nunca li um livro que o casal brigasse tanto, nem sei porque brigam, ou melhor até sei, os atritos são muito comuns quando se junta dois seres completamente diferentes, claro que as reconciliações a lá Grey são bem satisfatórias para ambas as partes.

Na minha humilde opinião o livro foi melhor que o primeiro, talvez pelo fato de não existir mais esse negócio de Submissa e dominador, Christian faz questão de dizer que eles são um casal. Mesmo que a relação deles ainda seja bem "excêntrica" está bem mais perto do normal do que no livro anterior. Ainda pretendo ler a continuação, mas não por agora, vou dar um tempinho para concluir a leitura da trilogia mais polêmica de 2013.

Bom

4 comentários

  1. Só li o primeiro e só jesus sabe quando vou ter coragem de pegar os outros dois pra ler.
    Foi uma decepçãããão!! rsrsrs

    Beijos,
    www.livrosqueinspiram.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Ainda não li nenhum dos livros, estou meio dividida.
    Vejo gente que gosta e que não, acho que não vou ler :(
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Del, sou fã dessa trilogia, principalmente de CG.. kkk O primeiro e o segundo livro tiveram propostas totalmente diferentes. Em Tons Mais Escuros o CG finalmente assume seu amor por Ana e tenta conviver melhor com essa confusão de sentimentos que o assusta. Gostei mais deste também justamente por ter mais romance e pela Ana ter se imposto mais na relação.. hehe Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  4. Oi Delmara, adorei a sua resenha. Você escreve super bem. Eu li apenas o primeiro, confesso que me deixou aborrecida. Terminei ele sem nenhuma vontade de ler os outros, mas ando lendo nas resenhas que o segundo é melhor, como vc também escreveu aqui.
    Beijinhos

    ResponderExcluir