18 de julho de 2018

[Resenha] Guerreiro Domado - Karen Marie Moning

Olá personas!
Lhes apresento o primeiro tapa na cara do mês. É assim mesmo, curto e grosso. A essa altura do campeonato eu já devia ter firmado dentro da minha mente que quando o assunto é livro as coisas podem mudar completamente com um virar de páginas. Felizmente a Karen não me decepcionou e pela segunda vez em poucos meses me presentou com uma história Highlander digna de suspiros e sorrisos bobos. Guerreiro domado é o segundo livro da série Highlanders, composta por oito livros, todos já publicados no exterior. Esta é uma série bem antiguinha lá fora, o primeiro livro foi publicado originalmente a uns dezoito anos atrás e ano passado a série ganhou as livrarias do Brasil através do selo Verus do Grupo editorial record. Enfim, vamos logo a resenha que estou ansiosa para compartilhar minha euforia.

Guerreiro domado (To Tame a Highland Warrior)
Coleção: Highlanders #02
Autor (a): Karen Marie Moning @KarenMMoning
Publicação: Verus *Cortesia
ISBN: 9788576866190 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2017
Páginas: 308
Minha avaliação: 4/5★
Um herói com um segredo. Gavrael McIllioch nasceu em um clã de guerreiros com força sobrenatural, mas abandonou seu nome e seu castelo nas Highlands, determinado a escapar do destino sombrio de seus antepassados. Escondendo sua identidade do clã rival, ele passou a se chamar Grimm para proteger as pessoas que amava, jurando jamais demonstrar seus sentimentos pela encantadora Jillian St. Clair. Ainda assim, ele cuida dela de longe e, quando o pai da moça lhe envia uma convocação urgente, Grimm corre para estar ao lado de Jillian — a fim de participar de uma competição pela mão dela.
Estou me arrastando pela leitura deste livro desde dezembro e já tinha decidido antes mesmo de chegar a metade da leitura de que ele não trazia uma boa história, fato que já estava me deixando arrasada uma vez que Grimm é um dos meus personagens favoritos do primeiro livro. Enfim, tinha decidido que ia finalizar a leitura apenas para cumprir tabela, e eis que do meio em diante me deparo com tudo o que eu esperava que esta história abordasse, é como se a autora tivesse feito uma introdução longa demais para logo em seguida nos agraciar com o que há de melhor em seu repertório, e quando isto aconteceu meus caros, eu não pude mais parar. Se me permitem quero dar-lhes um breve conselho, não desistam deste livro.

"Reza a lenda que o poder do Berserker - força, proeza, virilidade e astúcia sobrenaturais - pode ser comprado ao preço corrente da alma de um homem."

Em meio ao desespero de ver seu povo dizimado por um clã inimigo, Gravael McIlliock não encontra outra saída se não se apegar as lendas que lhes foram contadas desde a tenra idade, em um ato impensado ele invoca um Berseker, - uma espécie de fera sobrenatural que passa habitar seu corpo lhe conferindo habilidades incomparáveis -. Tomado por um poder inexplicável ele abate os invasores e foge logo em seguida temendo encarar a destruição de seu clã e envergonhado da fera que se tornou. Acolhido por Gibraltar St. Clair, ele assume uma nova identidade. Agora em novas terras Grimm precisa enfrentar sentimentos conflitantes que o mantêm atrelado ao passado que tanto deseja esquecer. Em meio a perturbadores conflitos internos, o Highlander reprime a paixão avassaladora nutri pela filha do seu anfitrião. Decidido a manter a jovem Jillian St. Clair o mais longe possível dos fantasmas que guarda dentro de si, ele parte mais uma vez. Anos se passam e embora nunca tenha de fato esquecido a única mulher que amou, Grimm segue em frente na medida do possível, até o dia em que recebe uma carta de Gilbatrar pedindo que volte por Jillian. Sem saber o que está havendo o guerreiro poderoso se lança em uma jornada que trará a luz os acontecimentos mais obscuros de seu passado, que vistos sob uma nova ótica podem lhe dar a chance de ter tudo aquilo que jamais acreditou ser possível.

Eu admito que desta vez demorei bem mais que o normal para entender os dilemas dos personagens. Eu costumo ser compreensivas com as limitações alheias mas quando me deparei com a resistência de Grimm não consegui conter a irritação, mesmo ele sendo muito querido por mim, não conseguia avançar na leitura por que sentia falta da dinâmica do livro anterior. Quanto mais a Jillian se mostrava disposta a vencer as barreiras levantadas tão ... pelo seu amado, maior era a minha frustração pelo empenho que ele dedicava a construção de muralhas mais altas e mais firmes ainda. Só depois de bater cabeça incansavelmente que eu consegui compreender os medos e as limitações de Grimm. Vejam bem, Grimm é um guerreiro Highlander detentor de um poder sobrenatural, capaz de praticar feitos inimagináveis a um homem comum. Sua força e coragem, são admiráveis e sua lealdade inquestionável, mas apesar disto ele possui uma fraqueza que põe tudo isso em xeque. O medo de ferir a quem ama é a maior barreira que separa Grimm da tão almejada felicidade. O fato de não entender bem o que é a fera selvagem que habita dentro de si a mais de quinze anos, afastou este jovem guerreiro de suas raízes e podou diariamente seus sonhos.

Apesar de irritantes, não posso deixar de declarar o quão altruísta são as decisões de Grimm, em suas partidas ele não busca melhoras para si, quase todas as suas decisões objetivam proteger aqueles que ama. É claro que no processo, acaba machucando as pessoas que lhe são tão caras, mas convenhamos que as intenções são sempre as melhores. O romance é podado incansavelmente ao ponto deu quase ter desistido desses dois, mas quando acontece, ah meus caros, só nos resta sentar e assistir. Um casal harmônico, que compartilha uma paixão quase animal e um amor abnegado que envolve o leitor por completo. Mais uma vez Karen nos presenteia com uma trama repleta de magia e aventuras. Tendo como base uma lenda celta a autora nos apresenta um mundo de possibilidades que mexe com o imaginário do leitor. Estou completamente apaixonada pela capacidade ímpar que a autora possui de tecer um emaranhado de acontecimentos e de forma sutil realocá-los naturalmente em seus devidos lugares. E a cereja do bolo ficou por conta dos personagens carismáticos e de personalidades bem definidas, não nego que a teimosia de Grimm e a impulsividade de Jillian me incomodaram um pouco, mas isso se torna um mero detalhe diante da altivez, determinação e força demonstradas por ambos.  

Guerreiro domado, é surpreendente. Possui um inicio comedido sem muitos acontecimentos, mas conforme o enredo se desenvolve a leitura se mostra frenética, o que torna a experiência ainda mais deliciosa. A história de um dos guerreiros Highlanders mais poderosos de toda a Escócia,vem recheada de mistérios, e em consequência disso, revelações de tirar o fôlego. A trama é bem trabalhada, com pistas soltas pelo caminho, que levam a um dos desfechos mais apaixonantes que já li em toda a minha vida. Repleto de ação, misticismo, romance e sensualidade, este segundo volume confirma a qualidade de escrita da autora e me fez ainda mais fã de suas obras, além de mega ansiosa pelos livros que dão sequência a série. Acho que nem preciso dizer que assim como Brumas do tempo, este está mais do que recomendado. Se você já ama histórias ambientadas nas terras altas, guerreiros escoceses e curte uma boa lenda, então chega mais e vem se perder nessa maravilha.

Nenhum comentário

Postar um comentário