24 de julho de 2017

[Resenha] A conquista - Elle Kennedy

Oi amores!
Ontem finalmente finalizei Amores improváveis, a série de sucesso composta por quatro livros que me apresentou a escrita da Elle Kennedy e me permitiu acrescentar seu nome ao holl de autores que admiro. E apesar da nostalgia da despedida preciso compartilhar minha felicidade recém adquirida por saber que ainda não terei que dar adeus em definitivo ao time de hóquei da Briar, pois como muitos já sabem a autora anda trabalhando em um Spin-off  que contará a história de Fitze o mais novo astro do time, um personagem bem presente em A conquista e que obviamente já tem um lugarzinho garantido no meu coração. Embora ainda não haja previsão para a publicação do (s) livro (s) é uma esperança a qual decidi me apegar e pela qual esperarei ansiosamente. Agora, sem mais delongas conheçam e se apaixonem pela história de John Tucker e Sabrina James. 

Título Original: The Goal
Série: Amores improváveis #04
Autor (a): Elle Kennedy @ElleKennedy
Publicação: Paralela (Acervo pessoal)
ISBN: 9788584390663 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2017
Páginas: 375
Avaliação: 4/5★
De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila- esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.
Ah! Como eu amei acompanhar essa série! Desde o primeiro livro Elle Kennedy vem me envolvendo nesse universo completamente cativante, em O acordo conhecemos a necessidade de seguir em frente apesar das marcas que se adquire pelo caminho, em O erro aprendemos a importância de encarar de frente os monstros escondidos no armário, em O jogo constatamos mais uma vez que as aparências enganam pro bem também e em A conquista descobrimos que conciliar vale a pena, que por mais que os caminhos traçados sejam perfeitos a vida é feita de imprevistos, que desvios as vezes são necessários e que determinação e coragem sempre serão maiores que as dificuldades. Diferente do que pensei, esse livro apesar de marcar a conclusão da série não tem gostinho de final, ao contrário disso nos mostra um leve vislumbre de como será o futuro imediato dos quatro casais e nos permite imaginar as possibilidades que estão por vir, por isso essa história não poderia ter vindo em melhor hora.

Já faz um tempinho que John Tucker vem planejando o seu futuro, a formatura está chegando e ele não pretende seguir carreira no hóquei, ao contrário disso seus planos envolvem meticulosamente voltar para casa, investir o dinheiro herdado do pai na montagem de um negócio seguro e lucrativo e desfrutar de uma vida tranquila e estável onde ele poderá ajudar a mãe e um dia constituir uma família feliz, mas John ainda está na faculdade e não se importa de aproveitar o pouco tempo que lhe resta antes de finalmente se lançar na vida adulta e nas responsabilidades que o aguardam e para as quais tem se preparado. No entanto após passar uma noite tórrida ao lado de Sabrina James, John não consegue tirá-la da cabeça e embora não pareça haver muita esperança deles formarem um casal apaixonado, já que Sabrina definitivamente parece não estar interessada, ele não desistirá tão fácil. "Paciência é uma virtude" que Tucker dispõe abundantemente e ele saberá esperar até que ela esteja preparada para tornar-se a mulher da sua vida. Sabrina James é uma mulher atraente e segura de si que possui objetivos extremamente definidos e que não se permite desviar do plano bem traçado que a levará a um futuro cheio de possibilidades e o mais longe possível da vida miserável que tem vivido. Abandonada pela mãe, foi criada pela avó que proporcionou a ela o minimo necessário para a existência de um ser humano, mas o que torna a vida atual de Sabrina insuportável é a presença constante de Ray, o padrasto folgado que ficou como herança do abando materno, e é desse inferno que ela pretende fugir o quanto antes, para isso ela se priva de prazeres duradouros e dedica seu tempo quase que exclusivamente a seus dois empregos e a jornada pesada de estudos que abrirá as portas de Harvard para si. Após quase quatro anos de uma dedicação religiosa a esse projeto ela definitivamente não pretende se distrair, nem mesmo por Tucker aquele que com respeito e (muita) paciência pode gradativamente conseguir penetrar o muro resistente que ela construiu ao redor do seu coração. A sorte está lançada, os jogadores já estão na arena, estariam eles preparados para alterações nada sutis em planos tão bem elaborados?

Conhecer John Tucker foi mais um presente que aceitei de bom grato, o mais discreto dentre os amigos nunca teve muito destaque nas outras histórias, sendo retratado apenas como "a mãe", responsável pela alimentação saudável da casa que dividia com Garret, Logan e Dean. Tucker também sempre foi tido como o mais responsável do grupo (e de fato é, embora nenhum deles seja completamente inconsequente), aquele a quem se busca quando se precisa de conselhos importantes e por ser reservado ao extremo conseguiu manter segredo sobre seu namoro com Sabrina (e algo mais) por quase dois livros. Eu confesso que apesar da curiosidade que sempre nutri a respeito de todo o mistério que envolvia a história de Tucker nunca o olhei com olhos realmente interessados, mas agora estamos em outro nível e posso dizer que ele é um homem incrível para aqueles que se propõe a enxergá-lo de fato. Não é tímido ou misterioso como pensei, mas é comedido e maduro o bastante para não precisar ficar se autoafirmando para todos o tempo inteiro e admiro muito isso nele, além de sua dedicação e cuidado com aqueles que ama.

Quem acompanha a série sabe bem que a fama de Sabrina não é das melhores e depois de ler O jogo, eu admito que já tinha pegado antipatia por ela, mas estamos aqui para aprender, não é mesmo? Então mais uma vez eu recebi uma lição básica de que toda história tem duas versões (ou três) e apesar de achar a personagem teimosa e por vezes inflexível, confesso que aprendi a admirá-la por sua força e determinação. Quando se conhece a fundo a história dela, torna-se muito fácil entender o poque dessa busca tão desesperada, estudar em Havard é para ela como um degrau que a levará ao sucesso profissional e este por sua vez lhe proporcionará a vida digna a qual nunca teve acesso. Crescer em meio a privações, humilhações e assédios constantes, poderia ter tornado Sabrina uma mulher derrotada e sem esperança, mas ao invés disso lhe deu força e objetivo para buscar independência e liberdade, uma personagem imperfeita (nem poderia ser diferente) porém obstinada que se mostrou um exemplo de persistência. Claro que era angustiante vê-la abrindo mão das coisas simples da vida, como se apaixonar por exemplo. Mas sempre foi compreensível e admirável que ela não se deixasse abater nem mesmo pelos obstáculos que insistiam em surgir em seu caminho. Em conjunto a isso, foi comovente ver o desenrolar dessa relação, o carinho e a atenção de Tucker que conseguia enxergar tão profundamente as limitações e qualidades de Sabrina e se dedicou a lutar por aquilo que a principio apenas ele conseguia acreditar que seria um futuro promissor.

“Todos nos machucamos. Todos nós amamos. Somos os mesmos. E seu passado, com quem você mora, de onde você veio, isso não importa. Você está criando seu próprio futuro, e eu quero ver onde essa estrada vai te levar.”

Eu estou completamente surpresa com a forma que essa história se desenrolou. Diferente de tudo que li na série até aqui, temos acesso aos planos e dificuldades que podem se apresentar mais comumente na vida pós universidade (claro que essa não é uma regra), nos primeiros livros os dilemas dos personagens eram condizentes com suas vidas estudantis ou anteriores a ela, mas agora eles estão saindo para o mundo e vivendo coisas novas, e assim como nos outros livros a narrativa deste abordou situações incrivelmente realistas  que despertaram empatia e provocaram reconhecimento. Outra diferença importante é que o enredo de A conquista se desenrola em paralelo ao de O jogo, então temos como pano de fundo a história de Dean e Allie e temos acesso a um sem número de situações já conhecidas (algumas tão dolorosas quanto na primeira vez). De uma forma geral a série é incrível, todos os livros são apaixonantes a seu jeito, a narrativa ágil e leve que trás humor e descontração como ingredientes constantes, evolve e cativa do inicio ao fim. Amores improváveis é a descrição perfeita desses quatro casais que apesar das diferenças gritantes, encontram objetivos e sonhos em comum e juntos formam um todo maravilhoso. Super recomendo a leitura da série e apesar de serem tramas independentes recomendo que a leitura seja feita na ordem de publicação pois as histórias se completam a cada novo capitulo.

17 comentários

  1. Ola
    Eu estou ansiosa para conferir toda essa série, ainda mais porque só leio bons comentários. Adorei poder conferir as suas impressões, o que me deixou ainda mais motivada. Gosto muito do gênero, por isso expectativas é o que não faltam. Estou bem curiosa em relação a todos os personagens comentados!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oi Delmara, ainda não comecei a séria, e após ver todo o seu amor por ela estou meio triste por isso. Vc conseguiu destacar todos os livros e finalizar muito bem essa resenha. Apesar de achar que essa mocinha não vai me conquistar, com certeza quero conferir a "mãe" do grupo que ainda nem conheço. Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá!

    Estou louca para começar essa série. Ainda não consegui comprar nenhum dos livros, mas estou pensando em comprar assim que tiver a chance. Espero gostar da leitura, tenho ouvido falar muito dos livros e estou bem animada.

    ResponderExcluir
  4. Oiii,

    Eu estava aguardando por uma resenha do ultimo livro, só pra ter a certeza de que a serie ia concluir de maneira tão maravilhosa quanto os relatos sobre os primeiros livros, e fique feliz de saber que o ultimo livro te conquistou. É muito bom quando o livro deixa a sensação de que valeu a pena a leitura e que a autora soube começar, fluir e concluir a narrativa. Agora já posso começar a leitura da série em paz kkkk.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi! Desde que conheci a escrita da Stephanie Perkins passei a ter muito interesse por séries que tem o foco voltado para diferentes protagonistas nos outros livros. Sua resenha está impecável e conseguiu passar essa empolgação para mim rsrs Pretendo ler assim que possível! Beijo!

    ResponderExcluir
  6. Tem série que nos cativa e é uma delícia acompanhar, o problema é quando chega ao fim :(
    Não acompanhei nada sobre esses livros, mas um trechinho da sua resenha já me deixou curiosa. Gosto desses personagens que conseguem reverter a ideia que temos dele e ver as coisas de uma outra forma, como no caso da Sabrina.
    Vou abrir uma exceção, e iniciar uma nova série.
    Beijos!!
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Eu sou doida com essa série, eu li uma resenha do primeiro livro e fiquei encantada e já coloquei logo de cara na minha lista de desejos e sempre que eu leio uma nova resenha dos livros da série, eu fico com ainda mais vontade de ler. O seu carinho pela história, você consegue passar na sua resenha e pra gente de forma inevitável. Parece que os casais de cada livro são apaixonantes e acho que é algo que vale muito a pena ser lido. Preciso subir esse livro para o topo da minha lista de desejos, quero muito!
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
  8. Oie!
    só falta esse livro para terminar a série! Eu ainda não li a história, mas acredito que vou gostar muito.
    Eu já li os outros tr~es e gostei muito de cada uma das histórias, e não vejo a hora de ler esse último. Será mais um dos meus favoritos.
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  9. Elle se tornou uma das minhas autoras preferidas. Eu amei cada um dos livros e fiquei bem saudosa quando terminei de ler a última página deste livro. De acordo com o que eu ando lendo o livro do Fitzy da Summer será lançado ou no final desse ano ou no começo do próximo... estou super ansiosa porque amei Summer no pouco que ela aparece e acho que vai ser super engraçado já que Fitzy morre de medo dela! Hahahahha

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá
    Confesso que só li a sinopse e depois corri para as sua impressões, pois estou lendo O Jogo , e uma amiga minha disse ( e também esta na sua resenha) que temos algumas coisas do Dean, e como estou lendo fiquei com medo de pegar algo. A autora me surpreende a cada livro,poise.la puxa os leitores para dentro do livro e você se vê em meio a varias situações que nem sabe quem defende. Não vejo a hora de fechar a serie, pois varias amigas falaram que ela fechou com chave de ouro. Amei sua resenha e só me deixou mais curiosa ainda para finalizar a leitura.

    ResponderExcluir
  11. Oie! Tudo bem?

    Guria não vejo a hora de realizar a leitura desse livro e dos dois primeiros, conheci essa série pelo terceiro volume, amei demais a história criada pela autora e agora então estou esperando sobrar um money para comprar todos que faltam e ler um atrás do outro porque com certeza amarei todas as histórias como amei a do terceiro livro!

    Bjss

    ResponderExcluir
  12. Olá, tudo bem?
    Eu amei o primeiro livro desta série, mas me decepcionei (e muito) com O Erro, aí acabei enrolando para ler os outros. No entanto, já estou com O Jogo no kindle e pretendo dar continuidade a esta série, ainda mais depois de ler sua resenha sobre A conquista hehe.
    Fiquei curiosa para saber o que a Sabrina aprontou em O Jogo para te deixar com antipatia, mas fico feliz de saber que ela melhora em A Conquista e que você conseguiu compreender melhor a personagem. Estou muito curiosa também para ver como é a construção do Tucker nesse livro, pois ele sempre me pareceu o mais fofo dos quatro. Por tudo que você falou, acho que ele tem tudo para entrar na minha lista de crushs literários haha.
    Adorei sua resenha e consegui recuperar o ânimo para continuar esta série.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Olá!

    Estou ansiosa para conferir toda essa série, pois depois de ler tantas resenhas, tenho certeza que amarei cada casal e suas tribulações para viverem seu amor. Eu não me lembro se já tinha lido alguma resenha sobre esse livro especificamente, mas a trama me parece igualmente atraente e envolvente, assim como as outras que acompanhei nas resenhas nos blogs da vida. Gostei muito de conferir suas impressões a respeito dessa obra, obrigada pela dica!

    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  14. Oi Delmara
    Não li nenhum livro da série, mas sempre vejo as resenhas e sei que são ótimas histórias.
    Pelo que percebi, esse foi o livro mais diferente de todos, tanto pelo desenvolvimento, quanto pelo final, mas percebi que isso não tirou a graça da obra.
    Gostei de saber que lendo da ordem que foi publicado, fica mais fácil de entender tudo.
    Adorei a sinceridade e suas impressões. Espero ler em breve
    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  15. Olá Delmara,
    Estou muito curiosa para ler esse livro, mas com medo de a série terminar, sabe? Fiquei muito contente por você ter curtido a leitura. Eu não senti antipatia por Sabrina, eu tinha vontade de conhecê-la, pois ela parecia uma menina sofrida. Já John acho que ele é encantador ao extremo. Fiquei intrigada para saber como a história se desenrola, pois não consigo imaginar de verdade.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Olá!!
    Eu li os dois primeiros livros dessa serie e gostei bastante da escrita da autora,ela não é de lenga lenga e enrolação..e estou louca pra ler A Conquista pois tenho a impressão que de todos vou gostar mais desse.. e já ansiosa pra saber como será o desenrolar dessa estória do John e Sabrina,pois percebi que eles tem a personalidade bem diferente um do outro..

    http://livroaoavesso.blogspot.com.br/2017/07/resenha-quando-noite-cai-carina-rissi.html#comment-form

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bom?
    Não li nenhum dos livros dessa série ainda, mas fiquei bem curiosa em conferir este por mostrar um pouco das dificuldades da vida pós faculdade! Ela existe e não é boa! haha Brincadeiras à parte, gostei de saber que curtiu o desfecho e dessa história paralela com o livro anterior, que deve ser ótimo para matar a saudade dos personagens (ainda que algumas cenas sejam tão dolorosas quanto da primeira vez rs). Enfim! Adorei a resenha, vou dar uma chance a série ^^
    Beijos!!

    ResponderExcluir