31 de maio de 2017

[Resenha] Mau começo - Lemony Snicket

Olá personas!
Como estão todos? Espero que bem, porque eu estou maravilhosa! Sabe quando você traça uma meta e depois que cumpre, você dobra a meta? HAHAHA Pois eu estou desse modelo, pense numa menina feliz por finalmente estar conseguindo colocar os posts em dia. Óbvio que ainda não alcancei a excelência almejada, mas creio que se continuar nesse ritmo logo logo chegarei lá (otimismo sempre). Sem mais delongas vamos ao que interessa. Mau começo é o primeiro livro da série Desventuras em série e foi publicado no exterior a mais de dezoito anos, no Brasil o livro que já havia sido publicado pela ed. Seguinte em 2001, ganhou um box bafônico (contendo os doze livros da série) ano passado, mesmo ano aliás em que a Netflix lançou uma série homônima inspirada na trama. Eu já havia assistido o filme a muito tempo e não me lembro de ter gostado tanto assim, a série não funcionou pra mim (falarei mais a respeito em um outro post), mas o livro ai já é outra história, quer saber? Então chega mais.

Título Original: The Bad Beginning
SérieDesventuras em série #01
Autor (a): Lemony Snicket @lemonysnicket
Publicação: Seguinte (Cortesia)
ISBN: 9788535900941 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 149
Avaliação: 4/5★
Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Klaus, Sunny e Violet, são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso, roupas que pinicam o corpo e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".
Eis que conhecemos os irmãos Baudelaire, três crianças extremamente precoces e articuladas que detém uma inteligência espantosa e uma má sorte comovente. Já no inicio da leitura somos alertados pelo próprio autor de que esta não é uma história feliz, muito pelo contrário, como o próprio título da série sugere essa é uma trama fundamentada pelas desventuras desses três coitados que são obrigados a vivenciar diversas situações infelizes.

Klaus, Sunny e Violet vêem a vida feliz e tranquila que levavam desaparecer de uma hora para outra, sem aviso prévio e nem tempo para se prepararem. Após o incêndio que os deixou órfãos as três crianças são adotadas pelo parente mais próximo, que infelizmente trata-se do conde Olaf, um homem horrível e ambicioso que só deseja por as mãos na fortuna herdada por eles, a partir dai tem inicio dias de tormento sem data para acabar. Obrigados a viverem em uma casa suja, compartilharem entre si uma pequena cama e a realizarem tarefas domésticas, além de sentirem-se ameaçados constantemente pela presença negativa de seu anfitrião, os irmãos passam a ansiar por uma saída que parece não existir, mas apesar de tudo o amor e a união inabalável que compartilham os mantém firmes a espera de quem sabe um final feliz.

Com uma narrativa singular Snicket nos apresenta uma trama tocante e por vezes angustiante, de forma clara, simples e direta somos apresentados a uma realidade triste na bem verdade, mas não apenas isso, diante de todos os infortúnios é possível perceber a pureza desses três, Violet a irmã mais velha é apaixonada por invenções, a garota possui uma mente afiada e está sempre criando trecos úteis ao seu dia a dia. Klaus, é um leitor assíduo e como tal anseia por conhecimento e o detém em larga escala, já nossa pequenina Sunny, está ligada a tudo que envolva dentes, uma mordedora profissional que a seu modo comunica-se muito bem, levando em conta o fato de que ela é apenas um bebê. Juntos eles formam uma esquipe e tanto, personagens cativantes que despertam a empatia imediata do leitor e que apesar da labuta diária que são obrigados a viver nessa nova realidade, não se permitem desistir, buscam por conta própria a melhor saída para a situação complicada em que foram inseridos. Por essa e por outras quero deixar registrado a grande admiração que sinto por essas crianças.

O narrador é um espetáculo a parte, sincero em demasia, além de alertas constantes sobre a infeliz história dos três irmãos, também distribui definições importantes para que se assimile o real sentido do texto, o que além de singular e inesperado foi muito bem vindo. Nunca havia lido nada nem de longe parecido com o que encontrei nesse livro, trata-se de uma história simples mas a forma com a qual é contada lhe confere um toque diferenciado, quase que poético. Todavia nem só de admiração vive o leitor, ainda não me recuperei da indignação que senti ao perceber o quão omissos todas as autoridade se mostraram, entendo que a proposta era sim que os Baudelaire passassem por todas as adversidades descritas, mas ainda assim não consigo aceitar por completo o fato deles terem pedido ajuda e ninguém ter considerado checar se o novo tutor era adequado a função. Principalmente pelo fato de que o conde sequer se importou em disfarçar o repúdio que sente pelos irmãos, sempre os tratando da pior forma possível.

O desfecho deixa em aberto um sem número de possíveis novas desventuras que podem e certamente acometerão nossos queridos irmãos, e eu pretendo seguir com a leitura, pois apesar de todos os avisos de final infeliz ouso ter esperança e acredito que em algum momento o jogo vai virar e essas crianças finalmente encontrarão a merecida felicidade. Super recomendo o livro, se por acaso não curtiu as adaptações deem uma chance, pelo menos pra mim a leitura funcionou bem melhor. E se por acaso você já assistiu o filme e/ou a série e curtiu, então vai amar isso aqui. E aos curiosos que nunca leram ou assistiram, já está na hora não é? Corre porque o livro é curtinho e pode ser lido em poucas horas.

13 comentários

  1. Ola
    Estou, há tempos, querendo o meu box dessa serie,é lindo demais. Eu amo o filme e adorei conferir a série, mas falta o principal: ler os livros. Sua resenha me deixou ainda mais motivada e claro que ja estou ciente de que esta não é uma história feliz, os irmãos passam por maus bocados heim..
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oiee ^^
    Acho o box das edições novas tão bonito ♥ mas sabe que eu não sinto curiosidade de ler a série? Nem mesmo o filme eu cheguei a ver (muito menos a série). Acho que a premissa não me chama a atenção, sabe? Ainda assim, planejo ler um dia, até porque é um livro curtinho, né? Se não gostar, de boas...haha' Espero que goste dos próximos livros também :)
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Acabei de comentar em outro não sinto vontade de ler essa série. Acho que é devido a alguns comentários negativos que já li por aí, sem falar do o ritmo dos acontecimentos e da clareza dos desfechos.
    Mas tenho vontade de assistir a série na Netflix.
    Fico feliz que tenha gostado do livro e espero que você leia todos os outros!


    Beijinhos
    Rizia Castro - Livroterapias

    ResponderExcluir
  4. Olá!
    Então, a série é bem popular, dificilmente alguém não ouviu falar, porém ela não me atrai. Eu vi o filme, não podia deixar de vê-lo já que contém um dos meus atores favoritos, mas enfim. Acredito que eu me irritaria por causa dos adultos "omissos", eu também não conseguiria aceitar isso, ainda mais se no livro o desgosto do Conde pelas crianças é perceptível para todos. Mas de qualquer forma, a sua resenha está maravilhosa, obrigada pela dica ♥
    Um beijo

    ResponderExcluir
  5. Oi, o box novo está lindo mas ja tentei começar a série e desisti rs O que é estranho, pois adorei o filme e quero ver essa série. Sua resenha está ótima, sem spoilers, porém ainda não é o momento de tentar essa leitura. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Eu estou no sétimo livro dessa série, e completamente apaixonada pelos irmãos Baudelaire.
    Adoro esse olhar infantil que a série tem, com o autor explicando termos e expressões que irá usar naquela parte da história.
    Tenho certeza que voce vai gostar dos próximos livros

    ResponderExcluir
  7. Oi, Delmara!
    Adoro esse livro! Como você disse, o narrador é a grande sensação desse volume, sua forma de narrar é tão suave que seu tom, às vezes irônico, mas extremamente sincero, se encaixa prefeitamente, a história não seria a mesma sem sua voz serpenteando por todos os acontecimentos e pessoas. Ai, bateu uma saudade da adolescente que eu fui quando li esse volume haha
    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Olá Delmara,
    Você mudou o layout? Ficou lindo!
    Achei muito legal ter lido sua resenha desse livro, cuja leitura já fiz e cujas impressões temos parecidas. Acho que o ponto mais alto de toda a história é o narrador, ele é sincero e encanta o leitor de uma forma mágica.
    Vou ter que continuar a ler essa série.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Começar uma postagem sobre os Baudelaires dizendo que está maravilhosa: POSER! kkkkkkkkkkk
    Ah, adoro esses livros, apesar de não ter tanta paciência para ler unicamente por causa do Sr. Poe. ah, homem do meu abuso! Vai ser tapado assim lá na.... haha
    Quanto a série, nossa, eu amei! Não sei se ela inventou as coisas diferentes (pq estou no livro 5 ainda) ou se ela adiantou.... Só sei que adorei! Ansiosa para ver o post sobre ela pra saber o porquê de você não ter gostado. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu ainda não li essa série, mas morro de vontade principalmente porque minha irmã simplesmente ama e fala super bem. Assisti ao seriado de tv e gostei muito, principalmente porque por mais que sabemos que não devemos torcer pelos irmãos, isso acaba acontecendo e ficamos frustrados hahahaa
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Li todos os livros me 2005, logo depois que assisti o filme com o Jim Carrey e amo esta saga. Que você goste de todos os livros.
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Ooi! Concordo que tá mais que na hora de começar a ler Desventuras em Série mesmo gfnjkgf Sou muito fã do Neil Patrick e a vontade de começar a ler a série de livros foi quando soube do inicio da produção da serie da Netflix. Sou daqueles que so veem a adaptação audiovisual depois de ler os livros e venho procrastinando até hoje. Que bom que a leitura foi proveitosa pra voce, espero que seja semelhante comigo e que a oportunidade venha logo. Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu vejo muita gente falando sobre essa série, mas não costumo ler séries, entao embora tenha curiosidade, não tenho lá muito animação assim, sabe? No entanto, acho realmente bem bacana a trama, essa coisa de não ser uma história feliz e acompanharmos as desventuras dos personagens. Outra coisa que me deixa curiosa é esse narrador, que parece ótimo

    Beijos :*

    ResponderExcluir