21 de maio de 2016

[Resenha] After - Anna Todd

Oie galerinha!
Antes de mais nada eu quero fazer um pequeno desabafo, sabe quando você sabe que não deveria fazer algo e mesmo assim faz? Então, eu não deveria ter criado a meta de não iniciar novas séries esse ano. Sério mesmo pessoal! Não tem condição, acho que já bati meu record pessoal de novas séries iniciadas e que levarei um bom tempo pra conseguir terminar. Mas também, esse negócio de meta nunca funcionou muito bem comigo e pra confirmar estou fazendo o contrário do que deveria desde que o ano começou, sendo assim quero oficialmente derrubar essa meta, a essa altura do campeonato não conseguiria cumpri-la nem e se eu quisesse, e a grande verdade é que eu não quero. Estou verdadeiramente amando conhecer todos esses novos personagens. 

After (After)
Coleção: After #01
Autor (a): Anna Todd @AnnaTodd
Publicação: Paralela (Acervo Pessoal)
ISBN: 9788565530828 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2014
Páginas: 524
Avaliação: 4/5★
Tessa, de 18 anos, sai de casa, onde mora com a mãe, para ir para a faculdade. Até então sua vida se resumia a estudar e ir ao cinema com o namorado doce que conheceu ainda criança. No primeiro dia na faculdade, onde ela passa a dividir um quarto com uma amiga que adora festas, Tessa conhece Hardin, um jovem rude, tatuado e com piercings que implica com seu jeito de garota certinha. Logo, no entanto, os dois se envolvem e Tessa, que era virgem, vê sua sexualidade aflorar. Tessa logo descobre que Hardin possui um passado cheio de fantasmas e os dois começam um relacionamento intenso e turbulento. Depois dele, ela nunca mais será a mesma.
Ler esse livro foi deliciosamente frustrante. Nunca havia passado por algo semelhante, foram mais de quinhentas páginas travando uma batalha de amor e ódio com esses protagonistas. Anna Todd trouxe a tona o que há de melhor e o que há de pior nos livros do gênero, por isso afirmo categoricamente que não poderia ter amado e odiado mais a história. Confuso? É sim, estou aqui envolta em uma confusão de sensações e sentimentos sem tamanho, mas sabe o que é pior? Não consigo parar de ler. Talvez, só talvez seja melhor assim, né?

Tessa teve uma infância difícil, desde cedo foi obrigada presenciar os abusos do pai alcoólatra e posteriormente teve que aprender a lidar com a mãe controladora, que após o divórcio depositou todas as suas energias e expectativas na filha. Com a partida do pai, Tessa pode viver uma vida tranquila e equilibrada, aos dezoito anos ela está satisfeita com a pessoa que é e onde conseguiu chegar, recém aprovada WCU (Universidade de Washington) e cursando letras ela se vê a cada dia mais próxima de alcançar a vida perfeita, pela qual vem batalhando. Mas seu ingresso na faculdade irá mudar completamente sua perspectiva de futuro e isso não tem nada a ver com o curso e os aprendizados que ele  pode lhe proporcionar. Hardin é o responsável por virar a vida de Tessa de pernas pro ar e confundir todos os seus planos, o badboy grosseiro e arrogante é o oposto completo de Noah, o namorado fofo com quem desde a infância Tessa pretendia casar. Mas isso não impede a jovem de se deixar envolver completamente pelo cretino insensível que detém o poder de destruir seu coração.

Gente, eu amei Hardin desde o primeiro instante. Não é segredo pra ninguém que sou apaixonada por esses universitários badboys vulgo Travis Maddox, por que enquanto a personalidade de Hardin se revelava era impossível não compará-lo com o Travis, essa foi a razão que me fez amar esse personagem e mais tarde odiá-lo. Não estão entendendo? Eu explico. Hardin pode ser descrito como 99% o pior (mas o pior mesmo) lado do Travis e apenas aquele 1% do lado fofo do meu Maddox querido. Okay, vou parar por aqui com a comparação, pois não quero ser injusta, afinal esse badboy tem sua própria história e suas próprias cargas (bem pesadas por sinal) emocionais. Mas nem todo drama do mundo aliviaria o fato de Harding, ser violento, ciumento e possessivo ao extremo, tornando uma relação que a principio se mostrou conturbada em uma relação doentia e prejudicial. Mas minha inconformidade aumenta ainda mais quando Tessa se sujeita a esse tipo de tratamento, buscando sempre uma justificativa para os atos abusivos do rapaz.

Com uma narrativa intensa no sentido mais amplo da palavra, Anna Todd nos apresenta dois opostos extremos que se atraem e juntos rumam em direção ao precipício emocional. Estou com tanta raiva de mim, vocês nem imaginam. Ainda não acredito que me deixei fisgar dessa forma e o pior, por personagens que nem gosto. Reflitam comigo, como posso estar tão envolvida com a história de Hardin e Tessa? Trata-se de um clichê descarado, onde a jovem puritana se deixa envolver pelo badboy insensível, isso não chega nem a ser atraente, certo? Errado, erradíssimo. Apesar de ter sentido falta de um desenvolvimento mais elaborado para as histórias e personalidades dos personagens secundários, não tenho do que reclamar desse quesito quando o assunto são os protagonistas. Hardin tem uma relação conturbada com o pai, que pasmem, também foi alcoólatra durante sua infância, além disso ele possui tantos fantasmas no armário que não importa quantos mistérios descubramos a seu respeito, sempre terá algo oculto, aguçando a curiosidade do leitor. Já Tessa é transparente em demasia (opostos extremos, eu disse), não há nada oculto nela, mas sua evolução e a transformação de sua personalidade são tão radicais que é impossível não se surpreender. Juntos esses dois compõem um dos romances mais intempestivos que tive a oportunidade de ler.

Sabe o que mais odeio nesse livro? Que apesar de todos os sentimentos conflituosos que ele me proporcionou eu não consigo odiá-lo de fato. Na verdade não consigo odiar nada nele, admito que não amo também, mas não consigo parar de ler. O que é isso produção? Talvez essa ânsia desenfreada esteja sendo desencadeada pela infinidade de situações que a autora criou no decorrer da trama e mesmo sendo um livro até grandinho não existem altos e baixos, durante a leitura me senti como se estivesse parada no ponto mais alto de uma montanha russa e sem cinto de segurança, durante mais de quinhentas páginas fiquei lá pendurada com o coração na mão. E talvez o fato de Hardin ser um escroto e a Tessa uma fraca seja apenas um detalhe (importantíssimo, eu admito), em meio a tempestade que a autora criou. O desfecho surpreendente e ao mesmo tempo arrasador e indignante não da margem para dúvidas e torna o segundo volume leitura obrigatória.

After trás uma história agridoce, contada exclusivamente pela perspectiva de Tessa, que confunde e envolve a ponto de você desejar mais e mais. Sinceramente não sei o que me reserva nos próximos volumes, já que acho um exagero cinco livros (o sexto e último é a versão de Hardin dos fatos do primeiro livro e esclarecimentos a cerca de sua infância conturbada) enormes contando uma mesma historia, mesmo assim já me encontro bem avançada na leitura do segundo título da série e já adianto que a sensação de aprisionamento é a mesma que senti lendo o primeiro. Torço para que esse ritmo frenético que estou desfrutando, perdure até que eu finalize a leitura de todos os livros, me impedindo de adicionar mais uma série incompleta a minha lista de leitura. Por fim, vou deixar a opção de ler ou não esse livro por sua conta em risco. Diante de tudo que falei aqui, sintam-se a vontade para decidir se vale ou não a pena se emaranhar nessa teia de acontecimentos, sentimentos, emoções e conflitos.

25 comentários

  1. Esse livro é forte, ein?
    Acho a capa muito linda! Toda vez que vou na Saraiva vejo ele <3
    SOU LOUCA PRA LER! Sua resenha só aumentou minha vontade *u*

    magialiterariaa.blogspot.com

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá

    Li esse livro no ano passado e não me lembro de ter passado tanta raiva lendo do que com esse. Não entra na minha cabeça o quanto o Hardin é perturbado e a Tessa cega pra aceitar tudo que ele fez. Ele se tornou rápido um dos personagens mais odiado por mim. Mas adoro ver resenhas de pessoas que curtiram. O que não funcionou pra mim foi ótimo pra você.

    Everton Equipe Rillismo

    ResponderExcluir
  3. Oi Delmara, da série esse foi o único que li, e provavelmente vou ficar só por ele mesmo. Ando muito sem paciência para certas temáticas e acho que não pretendo ler os outros livros. Quem sabe mais para frente eu até compre os outros.. eu também acho um exagero ter tantos livros, por isso desanima um pouco.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  4. Oi Delmara,
    Olha realmente essa é uma meta complicada e ainda mais quando as editoras estão com uma tendência desgraçada de lançar séries e mais séries uma atrás da outra. Mas, é normal mulher, relaxa na vida a gente sempre tem de voltar atrás em algumas coisas. Quando a série da Anna Todd eu conheço muito de ouvir falar, sempre leio resenhas incríveis sobre ela, assim como a sua, mas simplesmente não consigo me envolver e nem me animar com essa premissa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Ola Delmara estou com todos os livros da série pois minha filha ama esses livros, até nosso cachorro ganhou o nome de Hardin acredita? rsss Pretendo começar a ler essa série e viver essa relação de amor e ódio descrita por você e milhares de fãs. Em breve vou começar a ler. beijos

    Joyce
    www.livrosencantos.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Delmara, tudo bem?
    Eu procuro nem me colocar metas porque já sei que não conseguirei cumprir...rsrs.
    Eu também tenho várias séries inacabadas e continuo iniciando outras. Fazer o que né? Eu confesso que não resisto.
    After felizmente é um livro que não me desperta interesse então prefiro passar longe.
    Uma amiga minha já leu a maioria dos livros e ela sente o mesmo que você! Ela ama e odeia o livro ao mesmo tempo, então acredito que esse sentimento seja comum com essa história.
    Espero realmente que o livro continue com um bom ritmo para que você em breve possa concluir essa série.


    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  7. hahaha... você foi corajosa de colocar essa meta de não iniciar novas séries... rs... acho que é algo impossível de cumprir, não dá pra resistir aos desejados de muito tempo ou a séries que surgem e nos deixam enlouquecidas pra ler! A maior parte das pessoas que vi ler esse livro travou essa batalha de amor e ódio, e isso faz com que eu resista bravamente à leitura. Acho que nunca que teria paciência para esse Harding violento, ciumento e possessivo e para a relação doentia dele com a Tessa, ainda mais com ela se sujeitando a esse tipo de coisa.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  8. Ai Delmara, menina não faz isso comigo. Eu ainda não li os livros dessa série e estou louca para ler. Eu adorei a sua resenha, dei risada e fiquei ainda mais curiosa com a leitura. Acho que eu também vou odiar não odiar o livro, sei que tem momentos bem polêmicos e que vou ficar com uma baita raiva, mas ainda vou amar o livro.

    ResponderExcluir
  9. OI Delmara, este é um livro, bem como toda a série, que eu não pretendo ler. Mais um vez, a premissa de um romance new adut que em nada me conquista em função de romantizar uma relação abusiva. Você pode alegar que eu não i o livro pra ter esta opinião, mas a sua resenha deixou isso claro para mim. E sério, 5 livros??? Acho que nem se o plot fosse realmente interessante.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. OI!!

    Delmara, achei um pouco confuso o enredo, e compreendo sua indecisão. Entendo quando um livro nos impacta, gerando alegrias e frustrações, entretanto não consegui ver uma linha tênue que desperte o meu lado curioso ou o meu desprezo. O que mais me deixou frustrada é que todo essa narrativa virou uma série, sei que soa repetitivo, mas pq esses autores querem postergar tanto um livro que poderia ser muito mais atrativo com poucas páginas. Enfim, obrigada pela dica, entretanto não sei se leria ou não! Beijos!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Delmara!
    Gente, 5 livros???? Acho que vou passar definitivo esse livro hahahha
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  12. Oiii Delmara

    Afteré um livro muito Ame-o ou Deixe-o No meu caso foi Deixe-o..haha, mas reconheço que é uma série muito falada que soube conquistar seu espaço e sua legião de fãs, respeito isso. Não pretendo terminar essa série pois comigo não funcionou mas... fico feliz que pra ti foi uma ótima leitura. Espero que os outros livros sigam te agradando... Eu tb fiz a mesma promessa de não começar novas séries mas não adianta a tentação semrpe me vence tb...haha

    Beijos

    naprateleiradealice.blogspot.com.ar

    ResponderExcluir
  13. Oi Flor
    Apesar da sua resenha maravilhosa e muito sincera preciso dizer: Não me atrai.
    Assim como você, acho um exagero ter 5 livro? Gente, alguns autores não largam o osso. Parecem que ficam limitados ali sabe?
    Por mais envolvente e incrível que esse new adult parece ser, não dá para mim.
    Valeu a dica.
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias

    ResponderExcluir
  14. Achei incrível sua resenha!
    Gostei de saber que ele traz sentimentos conflituosos, pois ao meu ver, os melhores livros nos fazem sentir assim!
    Simplesmente amei a premissa e, apesar de ter criado a mesma meta que você de não iniciar novas séries, tá bem difícil cumpri-la com cada dica maravilhosa que ando lendo!
    Tô querendo terminar umas séries que iniciei à séculos, mas não consigo, haha.
    Quero conhecer os personagens e saber mais sobre essa vida difícil de ter que lidar pai alcóolotra!

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  15. Olá. Tudo bem? Eu tenho uma amiga que leu todos os kivros já publicados dessa série em aoebs três dias. Se eu não me engano eram seis livros neh? Ou são seis. Enfim não sei muito bem. Para quem gosta de romance deve ser uma série excelente, coisa que já não é meu caso. Eu não curto o gênero e séries extensas nesse estilo eu evito pois sei que vou abandonar no meio do caminho.
    E por outras resenha que já li acho que odiaria Hadin. Ne parece um personagem muito machista. Pode ser que seja só impressão não sei!
    Vou deixat a dica passar.
    Bj

    ResponderExcluir
  16. Amiga por incrivel que pareça eu nunca li nada dessa autora. Eu tenho apenas o primeiro livro na minha estante e dizem que ele é muito bom, mas até agora nada. Eu nem sei também se eu vou gostar, mas dizem que quando começa não consegue mais parar de tão boa que é a história. Mais eu tenho visto muita gente falando que os próximos volumes peca um pouco na parte dos personagens e um pouco sobre a história. Eu nao sei o que pensar, porque ainda não tive a oportunidade, mas quando eu ler o primeiro livro e entrar no mundo de Anna Todd quem sabe né? Se eu gostar do primeiro eu compro o segundo e assim por diante, se não eu paro rs Não quero me arriscar comprar todos e ainda não gostar também né? Mas mesmo assim achei legal tu dar seu ponto de vista em relação ao que vc disse sobre os 5 livros da série. Também acho um exagero pra falar a verdade. Acho que a autora deveria ter feito uma trilogia já que não necessitava. Mas vai entender né? Mas enfim...

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/05/resenha-orange-ichigo-takano.html

    ResponderExcluir
  17. Oi!
    Eu tentei começar essa série, mas simplesmente não rolou. Esse agridoce, esse contraste me deixou bem irritada, porque eu não sabia lidar com o que eu sentia lendo. Acabou que abandonei o livro e segui em frente. Talvez a história não seja mais para a minha idade, então acabou sendo enfadonha. Mas eu entendo totalmente esse teu misto de amor e ódio, realmente a Anna Todd conseguiu passar tudo nesse livro, inclusive as coisas bostas do gênero, rs. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  18. Olá, tudo bom?

    Como via só novas publicações dessa série, acabei deixando de lado por achar muito grande, já que fiz a mesma promessa de não começar uma nova esse ano. Porém, assim como você, não consegui cumprir :(

    Mais precisamente sobre esse livro, acredito que o que mais o faz prender é a narrativa, sabe? Já tive leituras parecidas, em que nos vemos num mar de emoções, entre o amor e o ódio, e não conseguimos explicar o motivo. Acredito que, nesses casos, a narrativa que faz toda a diferença. Ela deve possuir uma narrativa em que nos aprisionamos na história e não queremos sair dessa prisão até finalizar o livro.

    Como achei essa série bem clichê e pelo tamanho dela, não me vi com vontade de ler. Ainda mais sabendo dessa confusão de emoções que ela nos traz, essa vontade acaba diminuindo. Estou tentando mudar um pouco as minhas leituras, já que no momento estou lendo sempre mais do mesmo. Por isso vou seguir a dica e não lerei essa série, somente caso eu realmente queira entrar de cabeça na história. Sua resenha me ajudou muito nessa questão.

    Obrigada pela dica, mesmo assim ;)

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  19. Oi oi, sua resenha foi a mais sincera e a mais expressiva que já li. Pelo que já ouvi falar sobre essa série ela é voltada mas para adolescente e jovens (Mas pelo visto me fui enganada). O livro é muito grande, e chega a ser cansativo lê-lo. Pelo visto a autora quis continuar com a história e continua com a jornada dos personagens.
    Eu não leria essa série, pois cinco livros chegam a ser repetitivo e demorados.

    Adorei a sua resenha ♡ Bjs, Alice
    www.blogmixbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  20. Tive sentimentos bem parecidos com a leitura desse livro, direto eu ficava naquela "Tessa para de ser trouxa e otária", mas a escrita tem um doce que não dá para largar o livro. Hardin não é um badboy que caí de amores e torci muito que ele se ferrasse ou a Tessa acordasse a criatura, tenho tudo para odiar esse livro mas achei a leitura agradável??? Mesmo tendo o livro 2 em casa não tô com coragem de continuar com a série não >.<

    http://deiumjeito.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Oii!!!

    Del por faaavor pare de começar séries, ou não né? Hahahaha eu tenho não começar nenhuma série quando estou muito atrasada ou quando não tenho os próximos livros.
    Já conhecia a obra através de outras resenhas, mas ainda não senti aquele chamado para ler sabe?
    Espero que continue gostando da história!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  22. Oi Delmara, sabe que essa série é uma grande questão para mim, sempre vi resenhas muito positivas mas nunca me interessei em começar a ler pelo fato de que também começo muitas séries e não consigo terminar! haahah e sabe que fiquei bem cativada pelo teu ponto de vista, apesar de ser tantos volumes, talvez eu comece a ler!

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir
  23. Oi Delmara, tudo bem?
    Menina, ao terminar de ler sua resenha tive que me lembrar de respirar e soltar ar que até então não sabia que estava prendendo.
    Acho que você fez exatamente o que a autora fez: escreveu de uma forma tão envolvente que a leitura até o fim se tornou obrigatória.
    Parabéns pela resenha, ficou excelente.

    E que história, hein. Embora ela desperte todos esses sentimentos conflituosos, muito bem narrados por você, eu me senti muito tentada a ler. Com certeza irei adicionar à lista de série para o segundo semestre.

    Muito obrigada pela dica. Eu já tinha visto esse livro diversas vezes, mas jamais imaginei que a história seria tão envolvente e perigosa.

    Abraço.
    Ingrid Cristina
    Plataforma 9 3/4

    ResponderExcluir
  24. Um misto de sentimentos. Eu ainda não li o livro, mas sempre ouvi pessoas falando bem. Sua indecisão me deixou intrigada. É um livro que de cara senti vontade de ler, mas ai a vontade foi passando. Estou por minha conta e risco, querer entrar nesse mundo rs
    Amei sua resenha.
    Beijos
    http://casinhadaliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  25. Oi, tudo bem?
    Eu confesso que não sou muito fã de séries, prefiro livros únicos, sabe? Por isso dificilmente fico animada com dicas de leituras de séries e essa série eu já tinha lido alguns comentários, a maioria foi positivo, mas não consegui me sentir curiosa com tudo, sabe? :/ E não conheço Travis Maddox, logo não entendi muito bem a comparação, não sei como os personagens devem ser e eu confesso também que não sou fã de badboys. Enfim, parece ser um livro interessante, mas no momento não chamou a minha atenção.

    Beijos :*

    ResponderExcluir