Primeiras impressões: A garota no trem de Paula Hawkins

quinta-feira, maio 19, 2016

Oi galerinha!

Já queria ter publicado a resenha desse livro a muito tempo, mas infelizmente ainda não consegui terminá-lo, se não me engano já conclui umas três ou quatro leituras depois que iniciei A garota no trem, mas terminar ele que é bom, nada. Infelizmente, apesar dos diversos elementos intrigantes a história não tem funcionado muito bem pra mim. Então vamos de Primeiras impressões por hoje.


Decidi ler esse livro após assistir ao trailer da adaptação, que irá sair esse ano. Fiquei intrigada com o que poderia ter acontecido com Megan e qual a participação de Rachel nesse sumiço. Mas não fazia ideia de que iria antipatizar tanto com a tal garota no trem, que por sinal é a protagonista e narra a maior parte do livro. Estou na página 155 e não falta muito pra terminar, o mistério está maior a cada página, sendo a curiosidade o principal fator que me obriga a continuar essa leitura.

Entendam do que se trata a história:
Todas as manhãs, Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d'água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes a quem chama de Jess e Jason, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess na verdade Megan está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. 
Rachel é uma mulher confusa e vulnerável. Incapaz de lidar com o fim do seu casamento entregou-se a bebida e leva uma vida digna de pena. Todas as manhãs ela pega o trem para Londres, onde "trabalha" e durante todo o percurso dedica-se a olhar além da janela. Foi assim que ela começou a observar a casa número 15, diariamente por alguns instantes ela tem um vislumbre da vida do casal que mora lá, e usando a imaginação (fértil até demais) ela criou nomes, personalidades, gostos e uma infinidade de emoções e sentimentos para ambos. Detentora de uma certa inclinação para a obsessão, Rachel passa a ansiar por esses breves momentos em que poderá voltar a vê-los.

Após presenciar uma situação inusitada e tomar conhecimento de que Megan, a mulher que ela observa a cerca de um ano da janela de um trem, desapareceu, Rachel decide contribuir para que a jovem seja encontrada, mas nem tudo sai como o planejado e ela se vê envolvida em um emaranhado extremamente perigoso.

Tenho que admitir que a trama é envolvente, e a maestria com a qual o enredo foi elaborado confere a história um certo status, mas pessoalmente falando, não consigo lidar com a personalidade da Rachel. Gente, ela é muito irritante, olhando de forma técnica e impessoal ela é uma personagem com problemas emocionais gravíssimos, sem falar na dependência alcoólica, que lhe torna ainda mais intragável. Uma mulher que perdeu o amor próprio, mergulhou em um abismo profundo de depressão e autopiedade e que não raramente protagoniza cenas degradantes e constrangedoras, não é nem de longe o tipo de personagem que eu gosto de acompanhar. 

Mesmo assim estou me mantendo firme na leitura, pois ainda nem desconfio do que pode ter acontecido com Megan. Ando alimentando algumas teorias que só o tempo dirá se faz sentido ou não. Pelo que pude perceber até o momento, a Rachel do filme terá esse lado incomodativo atenuado, pelo menos essa é a impressão que tive ao assistir o trailer. Vou me esforçar para concluir a leitura o mais rápido possível e trazer a opinião definitiva pra vocês.

Abçs e até!
  

Confira Também

12 comentários

  1. Ooi,
    Essa foi a primeira vez que vi não falarem tão bem sobre o livro. Não peguei para ler ainda porque não sou a maior fã de suspenses, mas espero que você consiga terminar o livro e que sua experiência com ele melhore. Pretendo ver o filme antes de pensar no livro.
    Vitória Zavattieri
    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  2. Oi, no meu caso, eu gostei bastante da obra e estou bem curiosa para conferir a adaptação para o cinema. Pena que a leitura não está te mantendo tão envolvente, mas vale a pena conferir o desfecho. Fica aqui o meu desejo para que você termine seu livro.
    Beijos, Fer

    ResponderExcluir
  3. Oi, Delmara!
    Li alguns comentários sobre esse livro, mas nunca me animei com essa leitura. Tenho a sensação de que a história é bem tensa e dramática e eu não gosto de livros do tipo. É tão chato quando a leitura não flui ficamos com a impressão de estar presa na história. Espero que você consiga terminar de ler logo! :)

    Beijos,

    Rafa [ blog - Fascinada por Histórias]

    ResponderExcluir
  4. Oii, tudo bem?
    Eu sempre vi muitas resenhas positivas desse livro, e ele está na minha listinha faz um bom tempo. Eu achei super bacana esse post de primeiras impressões, pois assim pude conhecer um pouco mais da personagem principal, e devo admitir que apesar de saber da sua antipatia para com ela, a minha vontade de ler o livro aumentou rsrs.

    ResponderExcluir
  5. Oie tudo bom???

    eu vi muitos comentários bons nesse livro lá fora. E aqui parece que não emplacou muito bem.
    Não vi muitas pessoas comentando ou mesmo resenhas sobre ele! Mas acredito que seja um livro muito bom, com um enredo que te prende do começo ao fim. E claro com toques de suspenses para acrescentar mais na historia. O livro terá um filme que sairá esse ano né.

    =)

    ResponderExcluir
  6. Caramba, eu estou louca para ler esse livro e ver sua opinião me deixou ainda mais curiosa, foi praticamente uma resenha e por já estar na pg 155 dá pra perceber que o livro é muito bom mesmo e espero que a leitura continue lhe agradando. Parece ser um livro que me agradará muito.

    ResponderExcluir
  7. Olá Delmara,
    Esse livro é bem controverso para mim, ao passo que tenho vontade de ler também não tenho, dá para entender? rs
    Entendo o que você disse sobre a Rachel ser irritante. Acho que, talvez, esse tenha sido o intuito da autora, criar uma personagem, tecnicamente, extremamente problemática.
    Espero que o resto do livro te agrade.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  8. Olá!

    Até o momento não tinha visto ninguém falar mal da personagem ou do livro. Realmente personagens com vícios degradantes são bem ruins de ler, mas devemos lembrar que o alcoolismo é uma doença e está mulher do livro necessita de um tratamento psicológico para resolver estes problemas dela e conseguir viver. O livro parece ter um thriller emocionante e acho que eu gostaria de ler para descobrir o que acontece com Megan. Espero que você consiga terminar a leitura logo.


    Beijinhos!
    Cantinho Cult

    ResponderExcluir
  9. Hey... eu já li umas resenhas desse livro e ele nunca me interessou, como você disse essa não é o tipo de personagem que eu costumo acompanhar... não sei se eu me daria bem com a leitura, mesmo o enredo geral parecendo bem construído e bacana, quem sabe um dia né? mesmo assim obrigado pela dica...
    Beijocas...
    https://westfalllivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Que chato isso de a leitura não estar te prendendo tanto :/ Quando demoro tanto assim em um livro acabo mesmo por abandonar, quando não é de parceria. Também fiquei super interessada em A Garota no Trem depois de assistir o trailer, e espero ter a oportunidade de lê-lo antes do filme. Gostei muito de saber tuas impressões. Espero que consiga concluir a leitura e se satisfaça com a resolução do mistério.

    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi, Delmara
    Eu ainda não li o livro, mas sou louca para ler.
    Uma pena que você não está gostando de acompanhar a personagem. Ela não parece ser mesmo o modelo de personalidade que esperamos, mas confesso que é esses livros que mais me atraem. Adoro personagens que passam por problemas psicológicos, isso passa algo mais real e até onde o ser humano pode chegar com seus vícios. Acho que iria gostar. Espero que goste mais até o final. Boa leitura.

    ResponderExcluir
  12. Oi Delmara,
    Este livro está na pilha de A LER desde o lançamento, mas cada vez que leio uma resenha ou pré resenha dele minha vontade diminui.
    Eu normalmente sou uma leitora que "entra na pele" da personagem para entende-la mas nesse caso, acho que a minha viagem não vai ser boa, todo mundo reclama da Rachel.
    Embora eu entenda que seja um thriller psicológico acho que como você não conseguirei me conectar.
    Um dia quem sabe eu leia,rs mas acho que dessa vez ficarei só com o filme.
    bjs
    Luana
    http://blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir