Resenha #171 A sereia - Kiera Cass

quarta-feira, fevereiro 17, 2016

Olá queridos!

Cá estamos nós desfrutando de outros gêneros... Depois de iniciar uma longa maratona para colocar em dia algumas séries atrasadas, que por coincidência são quase todas do gênero NA, resolvi dar uma pausa para poder variar meus gêneros de leitura, já estava ficando um pouco cansativo por isso me dei férias e embarquei nesse infanto-juvenil escrito por uma das autoras que mais amo. 

Titulo: A sereia
Autor(a): Kiera Cass
Editora: Seguinte
Ano: 2016
N° de páginas: 328
Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre.

Após ler algumas resenhas com altas críticas negativas com relação a protagonista desse livro, guardei minhas expectativas e me preparei para uma leitura não tão boa, mas felizmente o livro me agradou, apesar de tudo. Okay! Admito que Kahlen também não me convenceu e me irritou algumas vezes, mesmo assim, devorei o livro em poucas horas e sabem por que? Kiera né migs? A escrita dessa mulher é uma coisa magnífica, a narrativa e os diálogos por vezes me pareceram fracos e sem atrativo, mas em momento algum foi cansativa, consegui estabelecer um bom ritmo de leitura, apesar de não ter sido fisgada pela história.

Kahlen é uma sereia eficiente e disciplinada, serve a água a oitenta anos, desde que foi salva por ela de um naufrágio onde perdeu sua família e foi transformada em uma sereia deslumbrante e mortal. A vida de sereia, no entanto, é para Kahlen um fardo pesado em demasia, e por isso a oito décadas ela se vê assombrada por pesadelos e pela culpa de ter tirado milhares de vidas. Mesmo vivendo em meio aos humanos ela se isola ao máximo, em parte por medo de cometer algum erro, já que sua voz é fatal para os seres comuns e uma grande ameaça para seu segredo, e em parte porque a culpa que trás em seus ombros não lhe permite se descontrair e agir como alguém que não é. Ela é uma sereia, um  ser fatal e o será pelos próximos vintes anos quanto finalmente pagará sua dívida de um século de servidão, se nada der errado ela poderá voltar a ser humana e finalmente livre para viver a vida que sempre sonhou com filhos e um verdadeiro amor. Kahlen só não esperava encontrar o amor tão desejado em Akinli, um jovem descontraído e apaixonante que entrou em sua vida antes que ela pudesse lhe pertencer.

Kiera aborda uma das histórias mitológicas mais conhecidas dos últimos tempos de forma simples, porém singular. Ao enfatizar a relação das garotas/sereias com a água ela proporciona ao leitor um outro ângulo para se olhar. Quem já parou pra pensar nas sereias como seres que sofrem por terem que realizar o canto da morte? Eu confesso que sempre comprei a ideia de seres insensíveis e hiper sexualizadas que atraem suas vítimas sem remorso ou compaixão para um destino fatal. Mas durante a leitura enquanto me deixava envolver pela escrita acabei questionando essa antiga convicção. No livro, as sereias alimentam a água com sua canção, mas não apenas isso, a cada alma entregue a água através do canto das sereias, milhares são salvas.
Venha, lance o coração ao mar. Sua alma se perde para outras salvar. Beba-me até a exaustão. Troque uma vida por um milhão.Venha logo, beba sim. Beba e afunde até o fim. Beba e afunde até o fim. Você deixa de ser, para ser mais; Todos precisam descansar em paz. Entregue-se à Água com bravura, deixe o mar ser sua sepultura.Venha logo, beba sim. Beba e afunde até o fim.  Beba e afunde até o fim.
A relação entre Kahlen e suas "irmãs" sereias é permeada do mais puro e singelo amor fraternal, o fato de terem sido condenadas a viverem juntas por um século, as tornaram muito unidas. As jovens compartilham carinho e devoção entre si e o apoio mútuo que dedicam uma a outra é comovente. A relação mítica que ocorre entre a água e suas sereias, foi abordada de forma única e é facilmente capaz de tocar o leitor. Além de alimentada, a água espera ser amada por suas "prisioneiras", assim como ela as ama. E aqui temos surpreendentemente algo que se assemelha ao sentimento maternal, a água cuida e protege suas criaturas, anseia não apenas por cem anos de servidão, mas também por companhia e compreensão. Esse ser tão poderoso, capaz de transformar jovens em seu leito de morte, em armas imorais e fatais não é de todo fria e insensível, ela claramente se ressente das vidas que precisa tirar e da solidão que enfrenta a uma eternidade. E por ter dificuldade em demonstrar como realmente se sente, ela passa a maioria do tempo lidando com esses sentimentos e emoções da única forma que julga ser a certa, ela subjuga as garotas através do controle, força e medo.

Em um contexto geral a trama me agradou bastante, os elementos que foram acrescentados a uma lenda simples e conhecida lhe atribuiu um ar interessante. O fato de Kahlen ter quase um século de idade lhe conferiu uma certa determinação, mas devido a natureza sonhadora e prudente que ela manteve mesmo após a transformação acabou se tornando um ser isolado e pouco experiente quando o assunto é contato com seres humanos o que nos leva a um desenrolar lento do seu relacionamento com Akinli, que por sua vez se mostrou cativante e paciente ao extremo. Diante desse fato o romance acabou quase que ofuscado pela misticidade e a relação de Kahlen com as irmãs, sua "mãe" água e a dinâmica que a vida de sereia conferia a sua vida. Esse ponto em especial e o fato do pouco romance e os muitos elementos místicos presentes na história, estarem tão intimamente interligados me agradaram bastante.

Esse é o segundo livro que leio esse mês que trás um dos protagonistas que não pode falar, e pode até parecer limitado da minha parte, já que meu primeiro pensamento em ambos os casos foi em como fluiria a comunicação entre os personagens. Talvez isso tenha ocorrido pela minha falta de experiência no assunto, já que em toda a minha vida nunca me comuniquei com alguém que traz essa característica, acredito que essa seja a minha deficiência. Essa reflexão me fez tirar da gaveta meu desejo antigo de aprender libras, que irei por em prática o mais breve possível. Ao contrário do que imaginei, nas duas histórias que li os personagens se comunicaram muito bem, os autores sabiam o que estavam fazendo a final.

Uma história leve e envolvente, repleta de magia e amor, seja ele materno, fraterno ou romântico, que recomendo para todos os leitores que curtem tramas simples e encantadoras.

Skoob || Compare e compre: Submarino • SaraivaAmazon || Gênero: Fantasia, YA


Confira Também

20 comentários

  1. Até o momento nunca li nada da autora, mas sinto vontade de ler em brave, assim que saiu o livro fiquei com muita vontade de comprar um exemplar, até porque amo ler histórias que envolva personagens da mitologia.

    sonhoseaventurasdeamor.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bom?

    Apesar de amar a Kiera, ainda não tive oportunidade de ler esse livro. Ainda mais lendo resenhas sempre negativas sobre ele, o que me deixa triste :( Além disso, nunca li nada com a temática de sereias e tenho a mesma opinião sobre elas: "seres insensíveis e hiper sexualizadas que atraem suas vítimas sem remorso ou compaixão para um destino fatal".

    Muito legal da sua parte apontar a sua deficiência sobre o assunto, pois eu também tenho pouco contato em relação a isso. Assim como você, quero, agora, aprender libras. Acredito que isso realmente vai mudar um pouco da nossa visão.

    No mais, resenha muito linda, como sempre. Apesar de não ter gostado do livro, obrigada por compartilhar a sua opinião!

    Beijos.

    http://instantesmemoraveis.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Delmara! Tudo bem?
    Há pouco tempo li uma resenha bastante negativa sobre este livro, que me fez pensar que a história seria um pouco mal desenvolvida. Nunca li nada da autora, mas este livro é o que mais me chama a atenção dela. Gostei da questão do romance ser tratada como segundo plano, deixando mais visível a questão da vida como sereia e a relação entre a protagonista com suas irmãs e a água. Não sei se eu o leria neste momento, mas talvez algum dia eu pudesse tentar. Beijos! ^-^

    ResponderExcluir
  4. Oi, tudo bem?
    Nunca li nada da Kiera apesar de ter muita vontade de conhecer a escrita dela.
    Nunca li nenhum livro que falasse sobre sereias então confesso que achei a premissa dessa história interessante.
    Acho que é um bom livro para ler sem muitas pretensões, apenas para distrair.

    Beijos :*
    http://www.livrosesonhos.com/

    ResponderExcluir
  5. Olá Delmara,
    Eu ainda não li nada da Kiera, dá pra acreditar?
    Gostei muito da sua opinião sobre o livro e estou bem curiosa para ler. Eu li um livro que a personagem não podia falar e foi uma experiência inusitada. Espero gostar de A Sereia.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Estou mega curiosa para ler este livro. Não i nada da autora ainda e tenho a leve impressão que este livro irá me conquistar. Acho essa mitologia de sereias bem interessante e acho que o livro aborda isso de forma cativante. Quero pra ontem!!!
    Meu Amor Pelos Livros
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oie!
    Mesmo com os comentários negativos de alguns, quando eu li o livro eu gostei bastante. Claro que não é o melhor livro, a trama tem um início um tanto parado e em alguns momentos até dei ma corrida nas páginas. Mas gostei de como a trama evoluiu e foi concluida \o/
    Bjks!

    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  8. Até hoje esse foi o único livro da autora que me despertou interesse na leitura. Tenho medo de detestar a protagonista, pois quando isso acontece acabo detestando todo o resto tbm! kkk Enfim, amei muito sua resenha e os pontos que ressaltou sobra a trama me deixou bem curiosa.
    Beijos!
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Delmara, sabe que eu não li nada da autora ainda mas eu tenho a série da Seleção aqui em casa para ler e não tive oportunidade ainda. Esse novo livro chamou bastante minha atenção por ser uma leitura leve e envolvente, quero dar uma conferida ainda!

    Beijos

    http://lovereadmybooks.blogspot.com.br/2016/02/luz-camera-e-acao-15.html

    ResponderExcluir
  10. Olá
    E cá estou eu de boca aberta por já ver uma resenha desse livro! :O. Sou muito fã da 3 aceita da Kiera e essa obra dela promete grandes emoções pra mim. Que bom o que o trama te agarrou pois é isso que eu sinto nos livros dela. Essa capa nova ficou uma belezura e espero gostar mais do que você gostou.
    Bjks

    ResponderExcluir
  11. Olá, Delmara!
    Todos falam tão bem dessa autora, da escrita dela e de como seus livros fluem, que fico até sem graça de nunca ter tido a oportunidade de ler nada dela. Com certeza, é uma questão que resolverei em breve!
    Com relação ao livro, até as pessoas que curtem muito a autora não estão dando notas muito altas para ele. Além disso, por se tratar de fantasia, já era pouco provável de entrar para minha lista de leitura, então, apesar de sua resenha ser muito legal, não sei se darei uma oportunidade!
    Acho que, para conhecer a autora, começarei por outro título.
    Mas valeu pela dica!

    Abraço!

    Karla Samira
    http://www.pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Gosto da Kiera, apesar de achar que ela ainda precisa evoluir alguns aspectos de sua escrita. Fiquei e não fiquei interessada por esse livro dela, sabe? Acho que seria uma leitura só de entretenimento mesmo, sei lá, ando querendo coisas mais profundas por agora.
    Beijos.
    Nasci Gabriela - www.nascigabriela.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Nunca li nada dessa autora, mas quero muito ler a séria A Seleção.
    Sobre o livro A Sereia não sei se leio ou não, fiquei muito curiosa para saber como a personagem vai lidar com essa paixão, sendo que ainda faltam alguns bons anos para deixar de ser uma sereia.
    A capa ficou maravilhosa, muito linda!
    beijos e parabéns pela resenha
    Conchego das Letras

    ResponderExcluir
  14. Oii!

    Eu não sei o que essa mulher tem gente! Mas tem algo na escrita dela que mesmo o pior livro se torna ótimo! Não sei como ela consegue isso! Na verdade, não se torna ótimo, mas parece ser mais prazerosa. Lembro que li a Seleção em um FDS, e não consegui gostar do enredo e acho que com esse seria o mesmo, leria a história por amar a escrita da autora!
    Gostei da resenha e da sinceridade!

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  15. oi!!

    Já li várias resenhas desse livro e confesso que nenhum me atraiu, nem a série a seleção faz meus olhos brilhar ou desperta a curiosidade em mim. Talvez esteja julgando a autora por seus livros, mas não é aquela sinopse que lhe deixa querendo saber mais e mais e mais..... Enfim, percebi o quão fã você é dela e lhe desejo sucesso nas próximas leitura da Kiera. Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi, também tive o mesmo pensamento teu sobre o fato de ela não poder falar...hehe...sabe, eu ao contrário de ti...não gostei. Coloquei tantas expectativa nesse livro, por ser da Kiera, que me decepcionei...que bom que a tua experiência foi melhor que a minha!!!!

    linda resenha!!!

    bjs

    ResponderExcluir
  17. Eu nunca li nada da Kiera por não ser muito romântica e não fazer meu estilo. Mas através dessa livro creio que finalmente vou conhecer sua escrita por tratar de sereias tema que me envolve muito. E já engloba fantasia e sai um pouco daquele romsnce de época.
    Fiquei feliz com a novidade desse livro!
    Bj
    Camila Bernardini Coelho

    ResponderExcluir
  18. Oiee ^^
    Eu também vi várias resenhas negativas sobre esse livro, mas, como você disse, é a Kiera, então a gente lê do mesmo jeito...hehe' Estou curiosa para conhecer melhor a história, acho que nunca li uma história de sereias onde o autor explore o fato de que elas sofrem ao levarem pessoas para o fundo do mar. Estou curiosa para ver como a Kiera se saiu.
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Que bom que mesmo com a protagonista não te convencendo tanto, e mesmo com a narrativa e os diálogos parecendo às vezes fracos e pouco atrativos, o livro ainda assim conseguiu te agradar. Amo o que já li da Kiera e acredito que, apesar das falhas desse livro, vou me apaixonar por ele também. Bom saber que é uma história leve e envolvente, repleta de magia e de vários tipos de amor.

    Beijo.

    Ju
    Entre Palcos e Livros

    ResponderExcluir
  20. Olá!
    Esse livro está na minha lista por eu ser fã da série A Seleção, também escrita pela Kiera, e por eu gostar do mito das sereias. Eu também sempre tive a impressão de que elas eram insensíveis, e é ótimo ver que um livro trouxe uma abordagem diferente.
    Gostei muito da sua resenha, e me deu mais vontade ainda de conferir essa história.
    Beijos!
    http://addictionforbooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir