Resenha #142 O duque e eu - Julia Quinn

quinta-feira, agosto 21, 2014

Estou completamente apaixonada por essa estória, por essa família e por esses personagens, acabei de ler o primeiro livro de oito e já estou com medo da série chegar ao fim. Mas isso não me impede de ansiar loucamente pelo próximo volume que inclusive já tenho em mãos. Leiam a resenha e se apaixonem também pelo clã Bridgerton.

Título: O duque e eu (Familia Bridgerton #01)
Autor(a): Julia Quinn
Editora: Arqueiro
N° de Páginas: 288
Simon Basset, o irresistível duque de Hastings, acaba de retornar a Londres depois de seis anos viajando pelo mundo. Rico, bonito e solteiro, ele é um prato cheio para as mães da alta sociedade, que só pensam em arrumar um bom partido para suas filhas. Simon, porém, tem o firme propósito de nunca se casar. Assim, para se livrar das garras dessas mulheres, precisa de um plano infalível. É quando entra em cena Daphne Bridgerton, a irmã mais nova de seu melhor amigo. Apesar de espirituosa e dona de uma personalidade marcante, todos os homens que se interessam por ela são velhos demais, pouco inteligentes ou destituídos de qualquer tipo de charme. E os que têm potencial para ser bons maridos só a veem como uma boa amiga. A ideia de Simon é fingir que a corteja. Dessa forma, de uma tacada só, ele conseguirá afastar as jovens obcecadas por um marido e atrairá vários pretendentes para Daphne. Afinal, se um duque está interessado nela, a jovem deve ter mais atrativos do que aparenta. Mas, à medida que a farsa dos dois se desenrola, o sorriso malicioso e os olhos cheios de desejo de Simon tornam cada vez mais difícil para Daphne lembrar que tudo não passa de fingimento. Agora ela precisa fazer o impossível para não se apaixonar por esse conquistador inveterado que tem aversão a tudo o que ela mais quer na vida.

Simon Basset teve uma infância marcada pela rejeição, o garotinho órfão de mãe, cresceu cercado de luxo e solidão. O herdeiro do duque de Hastings foi ansiando desde sua concepção, mas o duque não desejava nada além de um filho perfeito para ser seu sucessor, quando percebeu que Simon seu filho tão desejado estava longe da perfeição não pensou duas vezes antes de virar as costas para o garoto. O pequeno Simon por sua vez se recusava e ser o "idiota" que seu pai declarou, dessa forma passou toda sua infância buscando se tornar aquele que traria orgulho ao duque, após muito tentar Simon percebeu que infelizmente nunca se tornaria aquele que seu pai almejava, sendo assim foi inevitável o rompimento dos laços entre pai e filho, o duque remoendo sua decepção e Simon envolto em uma névoa de ódio por aquele o rejeitou como filho. Com a morte do pai e a necessidade de assumir o ducado o jovem se vê obrigado a retornar a Londres após seis anos de viagens pelo mundo. Agora o novo Duque de Hastings se prepara para por em prática a parte final de sua vingança contra o antigo duque.

Daphne Bridgerton sempre foi muito feliz, a quarta irmã de oito filhos foi criada com muito amor em uma família enorme e unida, a jovem deseja constituir sua própria família. Mas dois anos após ter sido apresentada formalmente a sociedade ela é obrigada a lidar com as pressões sociais para encontrar logo um bom marido. Apesar de ser um mulher bonita e de boa posição social, Daphne não tem recebido boas propostas, o que só intensifica sua apreensão. Ela precisa de tempo para poder encontrar alguém que ela possa amar de verdade, mas sua mãe Violet parece implacável na busca de um bom marido para a filha. Na busca do tempo necessário para encontrar seu grande amor, Daphne não pensa duas vezes antes de aceitar a proposta feita pelo duque de Hastings. Uma falsa corte parece ser a solução para os problemas de ambos, ele se livraria das jovens solteiras e suas mães que o consideram um futuro marido apropriado e ela não precisará buscar nenhum futuro marido abertamente, podendo assim observar e encontrar com calma aquele que se tornará o pai de seus filhos. Juntos eles presentearão o leitor com uma amizade singela e diálogos incríveis, que os tornarão seus admiradores incondicionais. 

Sinto como se esse livro representasse um divisor de águas na minha vida da leitora. Ultimamente tenho falado bastante a respeito das minhas preferências com relação aos personagens das estórias que leio. Muitas vezes amei uma estória apenas por conter personagens cativantes, não costumava me importar muito com a profundidade do enredo nem nada do tipo. Após ler "O duque e eu", percebi que é possível sim uma estória incrível e profunda possuir um enredo instigante e personagens carismáticos, acredito que depois desse livro não me contentarei tão facilmente com menos do que Julia me apresentou nessa estória magnifica.

Todos os personagens são muito bem construídos com personalidades e características bem definidas, o que torna mais fácil a familiarização com os vários personagens. Os protagonistas são sensacionais, Simon por diversas vezes se deixa levar por questões mal resolvidas do passado, mas mesmo envolto em mágoa e revolta ele nos proporciona ótimas tiradas, na minha opinião a interação entre Daphne e Simon foram o ponto alto da estória, foi muito agradável ler a sintonia entre os dois. O fato de Daphne ser uma personagem bem a frente do seu tempo também proporcionou ao livro um clima mais frenético, já que ela não é do tipo que perde muito tempo com mimimi, muito pelo contrário trata-se de uma jovem firme e decidida. O elenco secundário também não deixou a desejar de forma alguma, os três Bridgerton mais velhos Anthony, Benedict e Colin são ótimos, não vejo a hora de ler suas estórias. Além de personagens encantadores e diálogos instigantes, o livro também possui um enredo admirável. Sabe a parte mais esperada do livro? Aquele momento que você torce para que aconteça mas parece que nunca chega? Quase sempre ocorrem na última página não é mesmo? Mas não aqui meus caros, a parte mais esperada ocorre mais de 100 página antes do final. E depois disso vem tudo aquilo que você sempre desejou ler em um livro.

A família Bridgerton é a alma do livro, isso já era de se esperar não é mesmo? Apesar disso não estava preparada para amar tanto todos eles, apesar de termos um contato maior apenas com Anthony, Benedict, Colin e Daphne (os quatro irmãos mais velhos, sendo do mais velho para a mais nova respectivamente) também somos apresentados aos demais componentes da família, Eloisa, Francesca, Gregory e Hyacinth (ressaltando que não é coincidência os nomes virem em ordem alfabética), são oito irmãos muito unidos e carismáticos. A interação entre eles é um espetáculo a parte, apesar de nitidamente estarem fora dos padrões impostos pela sociedade, esses oito são filhos amáveis e carinhosos que arrisco dizer deixam Violet a matriarca do clã muito orgulhosa. Julia Quinn ganhou meu carinho e torcida, pretendo acompanhar essa série até o fim e muito provavelmente outros livros que ela venha a lançar, com apenas esse livro ela entrou para meu seleto roll de autores favoritos. Recomendo esse livro sem sombra de dúvida.

Perfeito

Confira esse e outros livros incríveis, além de muitas novidades 
legais na Fan Page da editora.

Confira Também

12 comentários

  1. Nunca li o livro, mas curti a descrição e a capa <3
    Aguardo tua visita no meu blog, beijos ;*
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila,
      Trata-se de um ótimo livro, com uma boa estória que prende o leitor e te deixa sedento por mais. Se tiver a oportunidade leia, não irá se arrepender.

      Excluir
  2. Oie,
    nossa eu adorei este livro e quero ler a série inteira agora.

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é muito bom mesmo Vanessa,
      esse foi o meu desejo ao virar a última página, anseio loucamente por todos os livros da série, mas por outro lado temo que chegue ao fim.

      Excluir
  3. Oi,
    Julia Quinn tem o poder de viciar as pessoas! Sou completamente apaixonada pelo "Os Bridgertons"
    Bjs!
    Viciados Pela Leitura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu acabei de entrar para o mundo dos viciados também Iris...
      Que família incrível, li o livro quase todo para o meu irmão (que odeia ler), mas que ama ouvir as estórias dos livros e tive que parar a leitura a cada cinco minutos para ouvir ele dizer que queria ser um Bridgerton hehehe

      Excluir
  4. Oi, Delmara!
    O livro parece realmente fugir das regras. Ultimamente temos romance sem nenhuma profundidade, onde dois personagens se desencontram o livro todo até no final descobrirem que foram feitos um para o outro.
    E pelo que percebi em sua resenha, O Duque e Eu é muito mais que isso. Afinal, ele mostra problemas familiares - o relacionamento complicado entre o duque e seu pai - além de esboçar uma crítica da sociedade da época e suas imposições. A forma como a mulher era vista, como devia se portar; e o comportamento que se esperava de um membro da alta sociedade. Enfim, um livro bastante crítico e, o melhor, com personagens cativantes. Fiquei com vontade de ler mesmo!

    Ótima resenha!

    Abraços,
    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Diêgo, é um livro que apesar de conter uma estória passível de já ter ocorrido em outros livros, te prende de forma única, amei a forma como a autora desenvolveu o enredo, e como as características dos personagens são cativantes... Além disso tem a questão que você abordou em seu comentário, a crítica sutil aos costumes da época. Leia sim, acredito que você irá gostar bastante do enredo, eu pelo menos amei.

      Excluir
  5. Parabéns pela resenha Delmara! Estou ansiosa para ler O Duque e Eu e O Visconde que me Amava! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia mesmo Vanessa, são dois livros ótimos, já estou lendo o quarto livro da série e apaixonada por todos eles :D

      Excluir
  6. Oi Delmara gosto da ambientação desta série! Com certeza vou querer colocar minha leitura em dia!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No momento está faltando para mim apenas a leitura do terceiro livro da série,
      espero lê-lo em breve... Leitura quase em dias hehe

      Excluir