26 de junho de 2018

[Resenha] Anna vestida de sangue - Kendare Blake

Hello peoples!
Hoje irei falar sobre minha releitura mais recente. Não costumo reler muitos livros mas vez ou outra me permito fazê-lo, nesse caso em especial julguei necessário, uma vez que li Anna vestida de sangue a mais de um ano e já havia esquecido muitos detalhes de sua história, e como pretendo ler o segundo volume da duologia que foi lançado este ano, achei interessante resgatar essas memórias perdidas. Quanto a resenha, esta é a segunda vez que escrevo, isto porque enquanto relia a primeira me incomodei com alguns aspectos do texto, sendo assim cá estou eu "matando dois coelhos com uma cajadada só". Agora tenho a história de Anna fresca em minha memória e posso trazer um texto de melhor qualidade para vocês. Dito isto, já podemos seguir para o momento em que lhes apresento os mistérios que envolvem esta garota.

Anna vestida de sangue (Anna Dressed in Blood)
Coleção: Anna #01
Autor (a): Kendare Blake @KendareBlake
Publicação: Verus
ISBN: 9788576864431 | Skoob
Gênero: Suspense
Ano: 2016
Páginas: 252
Minha avaliação: 4/5★
Cas Lowood herdou uma vocação incomum: ele caça e mata os mortos. Seu pai fazia o mesmo antes dele, até ser barbaramente assassinado por um dos fantasmas que perseguia. Agora, armado com o misterioso punhal de seu pai, Cas viaja pelo país com sua mãe bruxa e seu gato farejador de espíritos. Juntos eles vão atrás de lendas e folclores locais, tentando rastrear os sanguinários fantasmas e afastar distrações, como amigos e o futuro.Quando eles chegam a uma nova cidade em busca do fantasma que os habitantes locais chamam de Anna Vestida de Sangue, Cas espera o de sempre: perseguir, caçar, matar. Mas o que ele encontra é uma garota envolta em maldições e fúria, um espírito fascinante, como ele nunca viu. Ela ainda usa o vestido com que estava no dia em que foi brutalmente assassinada, em 1958: branco, manchado de vermelho e pingando sangue. Desde então, Anna matou todas as pessoas que ousaram entrar na casa vitoriana que ela habita. Mas, por alguma razão, ela poupou a vida de Cas. Agora ele precisa desvendar diversos mistérios, entre eles: Por que Anna é tão diferente de todos os outros fantasmas que Cas já perseguiu? E o que o faz arriscar a própria vida para tentar falar com ela novamente?
Antes de tudo, quero deixar registrado o meu contentamento por ter me permitido reler este livro. Mesmo tendo em mente que poderia ter esquecido um ou outro detalhe importante da história, não estava preparada para me deparar com todas as informações que deixei pra trás. Sério mesmo, fiquei surpresa em demasia, pois enquanto relia, fui dominada pela sensação de que estava pegando esta obra pela primeira vez. Enquanto me reconectava com a obra peguei lembrando da série Sobrenatural, que por hora é a única referência que tenho para histórias de caçadores de fantasmas, e no final das contas o enredo trás algumas semelhanças que ficam evidentes a cada virar de páginas.  Admito que minhas lembranças escassas acabaram por tornar a experiência satisfatória, já que mais uma vez me vi presa numa teia repleta de mistérios e acontecimentos sinistros, que me envolveram e angustiaram na mesma medida. 

Desde a morte brutal de seu pai, Cas tomou para si a responsabilidade de caçar e matar os mortos que teimam em vagar pelo mundo dos vivos cometendo os mais bárbaros assassinatos. Intrigado pela história da sua mais recente caça, ele se vê diante de um desafio incomum, seria ele capaz de finalizar esse último trabalho antes de partir em busca da criatura que matou seu pai? Anna está morta a mais de cinquenta anos, e pouco se sabe da sua história, ou o que a tornou um ser tão cruel e poderoso. Cas precisa destruir essa entidade que mata com uma facilidade assustadora todos aqueles que ousam pisar em sua casa. Em uma tentativa mal sucedida de reconhecimento de campo, o jovem caçador de fantasmas se vê cara a cara com Anna e de imediato percebe que ele jamais seria páreo para ela, mas Anna contrariando todas as expectativas não faz nada contra o rapaz. Agora ainda mais curioso e envolvido com o fantasma mais poderoso que teve a oportunidade de encontrar, Cas se lança na busca de respostas as suas infindáveis perguntas. O que está por trás da história dessa garota e o que a impediu de mata-lo, são questionamentos que dominam cada instante dos dias do jovem caçador, que não descansará até solucionar o mistério.

Embora Cas seja determinado e deveras corajoso, ele é apenas um garoto com uma missão imensamente assustadora, diga-se de passagem. Este fato em especial fica evidente durante todo o enredo, em nenhum momento é atribuído a ele qualquer dádiva fora do comum, além do atame - uma espécie de punhal poderoso herdado do pai - que ele usa para "matar" os fantasmas, uma espécie de sexto sentido levemente aguçado e da ajuda de sua mãe e alguns amigos caçadores ou bruxos, Cas não possui nenhuma característica excepcional que o ajude em sua jornada, pra falar a verdade ele é deveras vulnerável aos ataques das criaturas sobrenaturais, isso por si só torna tudo muito mais angustiante. Quando conhece Anna, Cas parece finalmente estar cara a cara com um desafio a altura que poderá lhe preparar em definitivo para caçar a criatura que matou seu pai. E é neste confronto que fica ainda mais evidente que determinação e coragem são apenas alguns dos muitos elementos necessários para o cumprimento desta missão. Conforme a situação se agrava e os desafios vão ficando cada vez mais perigosos, torna-se impossível controlar a aflição e o medo de que algo realmente grave ocorra com os personagens 

O livro é narrado em primeira pessoa por Cas, um personagem sarcástico, detentor de um humor ácido e super irreverente, o que facilita o entrosamento com a trama. Mesmo esta não sendo uma história de terror extremo, não posso negar que o enredo transborda horror. Anna é violenta e protagoniza cenas sangrentas e pavorosas que preferi ler sob a luz do dia. Extremamente imprevisível, a garota morta nos deixa intrigados com os mistérios que compõem sua história passada, que se apresenta de forma brutal e perturbadora. Em paralelo a isto, somos apresentados a relatos detalhados das diversas caçadas que Cas realizou no passado, além de nos envolvermos com personagens secundários, que apesar de terem sido pouco desenvolvidos, tiveram importância significativa na trama, os amigos de Cas chamam atenção por disporem de carisma em excesso ao mesmo tempo que se mostram leais e corajosos, dentro do possível. A interação entre os personagens se da de forma natural e agradável, despertando um certo carinho e desejo de que todos saiam ilesos. Kenadare Blake, possui uma escrita dinâmica e envolvente que da vida a uma trama deliciosamente peculiar.

Anna vestida de sangue, é um suspense leve mas nem por isso menos perturbador. Trás uma infinidade de cenas cruas que de tão bem descritas chegam a embrulhar o estômago. A trama repleta de mistérios se desenrola em um ritmo agradável, possui uma narrativa viciante que torna o livro facilmente devorável e um desfecho que apesar de ocorrer com maestria deixando todas pontas bem amarradinhas, sugere a possibilidade de uma reviravolta impressionante que certamente ocorrerá no próximo livro da duologia. Recomendo o livro para aqueles que já curtem o gênero e para os que querem ler um suspense bem construído, mas que não fará seu coração parar em definitivo durante a leitura, embora certamente o fará acelerar em diversas cenas.

14 comentários

  1. Oi.

    Já li este livro e eu adoro. A obra tem uma narrativa muito legal e envolvente. A autora tem uma escrita maravilhosa que me encantou. Estou louca agora para ler o segundo volume da série, ainda não consegui comprar, mas já está na minha lista de compras.

    ResponderExcluir
  2. Oi Del!

    Tudo bem? Eu confesso que tenho zero intenção de ler esse livro, mesmo que em geral os comentários que leio sobre ele sejam positivos.

    Fico feliz que tenha gostado do livro, mas honestamente essas cenas que podem embrulhar meu estômago realmente não são exatamente o que eu busco quando escolho um suspense para ler então definitivamente vou passar a dica desta vez.

    Beijinhos - Jessie
    www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia a duologia, mas saber que a releitura também foi de grande contentamento me anima a querer conhecer esses livros. Gostei dessa mistura de mistério com o sobrenatural e Cas me chamou atenção, ainda por ser um personagem sarcástico, adoro isso, então imagine humor ácido... quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Delmara!
    Estou enrolando uma vida para pegar esse livro para ler porque ainda não me preparei o suficiente para esse suspense haha mas o que me chama muito a atenção é a narrativa de Cas, pelo pouco que li sobre essa obra, o trabalho narrativo feito através da voz do menino é muito bem construído e tenho um fraco por bons narradores.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Oi, Delmara!
    A cada resenha que leio desse livro só tenho mais certeza de que não pretendo lê-lo mesmo, rs. Sobrenatural por si só já não é um gênero que me chame a atenção ou me atraia numa leitura, são raras as exceções, e mesmo quando há é por motivos específicos além do sobrenatural. No caso de Anna, então, que une fantasmas com assassinatos e as então cenas sangrentas de embrulhar o estômago, aí é que passo longe mesmo, rs. Mas bacana você ter não apenas relido o livro como ainda reescrito a resenha dele, às vezes sentimos mesmo essa necessidade, principalmente quando são as primeiras resenhas que escrevemos - meu caso, rs. Enfim, vou passar a dica, mas ótima resenha!
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  6. Oie!
    Eu já li esse livro e gostei muito da história.
    A narrativa é daquelas que envolve, e me deixou bem curiosa para conferir a próxima história. mas como faz tempo qe li o livro, vou fazer a releitura antes de ler o segundo.
    Uma ótima dica!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  7. O enredo me chama a atenção, mas você dizer que tem cenas que embrulham o estomago, me faz repensar se é um livro para amim. Sou medrosa e muito impressionável, por isso, acho que ainda vou amadurecer a ideia de ler este aqui. Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Delmara!
    Eu li esse livro tem um tempo e, apesar de ter gostado de forma geral, teve um ou outro elemento que achei estranho, como o "relacionamento" de Cas e Ana. O fato de ela ser um fantasma e ele conseguir beijá-la, pra mim não fez muito sentido. Em todo o caso, foi uma leitura "agradável" para um livro de terror light. rsrs
    Pretendo ler o segundo livro, mas não acredito que os dois fiquem juntos no final, acho difícil.
    Bjos
    Lucy - Por essas páginas

    ResponderExcluir
  9. Oi, tudo bem?
    Essa é a primeira resenha que leio desse livro, e posso assegurar que a história não é pra mim.
    Apesar dos pontos positivos destacados, histórias de terror, bem detalhadas, não fazem parte das minhas leituras. Sou extremamente medrosa e amo um bom e velho romance haha.
    Mas sua resenha está top!!!
    Beijos <3

    ResponderExcluir
  10. Olá Delmara, tudo bem?

    Menina, depois que eu vi o lançamento do segundo livro é que me toquei que ainda não havia lido nem o primeiro. Na verdade, nem o comprei ainda, hahaha. Vou ver se na Bienal o preço está um pouco mais acessível, porque a história por trás de Anna vestida de sangue me interessou muito.

    Beijos
    @blogodiariodoleitor

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Eu já tinha visto a capa desse livro, mas só agora percebi que ele foi escrito pela Kendare Blake. Infelizmente, apesar da sua resenha ser super positiva, só esse fato já é o suficiente para eu não querer passar nem perto, pois eu detesto a escrita dessa autora. Além disso, eu sou muito medrosa e não leio histórias de terror.
    No entanto, achei bem legal essa releitura ter sido tão boa que parecia ser a primeira vez que você estava lendo. É muito raro isso acontecer, porque geralmente da segunda vez que lemos um livro falta o encantamento de quando a história é desconhecida.
    Adorei sua resenha e espero que você goste da continuação ainda mais do que desse livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Olá,
    Já tinha visto o livro em algum lugar, mas não tinha me atentado que se tratava de um suspense. Fiquei bem interna leitura quando voce fala das cenas que são apresentadas de maneira crua e clara, isso me deixa bem interessado na leitura, pois gosto de livros impactantes. Dica anotada.

    ResponderExcluir
  13. Olá,
    Já tinha visto o livro em algum lugar, porém tinha me atentado que se tratava de um suapense. Sua resenha me deixou bem curioso, principalmente quando vocevfala que apesar de ser um suspense leve, traz cenas de maneira crua e clara. A capa não traduz tudo que você teouxet mas foi interessante ficar sabendo o qhantoo livro e marcante pela sua resenha, dica anotada.

    ResponderExcluir
  14. Oi Delmara! Tudo bem?
    Eis um livro que me intriga muito mesmo! Primeiro que apesar de eu conhecer esse tipo de trama por conta de "Supernatural", não consigo evitar me impressionar com o fato de que ela mata quem invade a casa onde ela vive. O que eu queria saber também é: quem a matou naquela época? Como ela chegou nesse nível de poder?
    Abraços e beijos da Lady Trotsky...
    http://www.galaxiadeideias.com/
    http://osvampirosportenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir