6 de agosto de 2018

[Resenha] Despertar - Nina Lane

Olá pessoal!
É com grande satisfação que venho compartilhar esta história com vocês. Este é aquele tipo de abordagem que eleva o padrão do gênero, e é por livros como este que me recuso a aceitar passivamente enredos rasos que focam apenas na erotismo da trama. Leio livros eróticos regularmente a alguns anos e nunca me conformei com aqueles que se apresentam apenas como uma sucessão de cenas íntimas descritas a exaustão. Não sou puritana nem nada do tipo e entendo que em enredos eróticos é esperado uma certa ênfase no teor sexual. Mas a leitora dentro de mim acredita que mesmo livros hots's precisam de uma trama digna que dê embasamento ao que está sendo descrito, personagens precisam de desenvolvimento, precisam de características que vão além do desejo e da luxúria, afinal, no mundo real ninguém (ou quase ninguém) é apenas fogo e paixão, não é mesmo? E é exatamente isso que encontramos aqui, um erótico sensual como se espera, mas que vai além em sua construção, como deve ser.

Despertar (Arouse)
Coleção: Espiral do Desejo #01
Autor (a): Nina Lane @ninalane
Publicação: Paralela *Cortesia
ISBN: 9788584391035 | Skoob
Gênero: Erótico +18
Ano: 2018
Páginas: 320
Minha avaliação: 4/5★
Um casamento baseado no amor, no desejo e na confiança. Um segredo guardado com a melhor das intenções. Um relacionamento — intenso e imperfeito — colocado à prova. Dean West é o grande amor e o porto seguro da vida de Olivia. Um marido dedicado, um parceiro intenso e, acima de tudo, um homem completamente apaixonado por sua mulher. Conhecedor dos segredos mais obscuros da esposa, Dean a possui por completo — hoje, amanhã e sempre. Mas o casamento aparentemente perfeito dos dois é abalado quando Olivia descobre uma faceta até então desconhecida do passado do marido. Será que a força dos sentimentos que eles têm um pelo outro será capaz de prevalecer sobre a dor da decepção?
Já faz alguns anos que iniciei minha vida literária e até hoje não havia lido nenhum romance como este. Não falo isto apenas pela premissa descrita, isto também é claro, mas me refiro principalmente ao começo de tudo. Nesse livro conhecemos um casal diferente da maioria. Dean e Olivia compartilham uma relação madura e até certo ponto estável, isso por si só nos leva a um grau mais elevado, aqui não temos que lidar diretamente com as incertezas do desconhecido, ao contrário disto existe rotina e familiaridade, mas não pensem que por estarem casados e felizes esses dois não têm sua parcela de dramas a viver, neste caso no entanto as situações se mostram mais profundas e suas consequências mais intensas do que poderiam vir a ser em um inicio de relacionamento. Os desejos partilhados possuem uma densidade maior, e os dilemas estão bem mais próximos dos vividos na vida real e por isso a identificação leitor/personagem surge com uma naturalidade bem vinda. Despertar é o primeiro livro da série Espiral do desejo da autora best-seller Nina Lane, que conta a trajetória de um casal imperfeito que terá seu amor provado pelas dificuldades que surgirão pelo caminho.

Viver uma infância negligenciada e repleta de renúncias causou em Olívia grandes marcas emocionais, as quais ela carrega até hoje. No entanto Liv não é mais aquela garotinha que teve que decidir seu próprio destino aos treze anos, agora ela é uma mulher que busca se encontrar em meio a vida tranquila que construiu ao lado do marido. Conhecer Dean foi determinante para que Olívia seguisse com seu processo de cura, o professor de história medieval tornou-se seu herói e porto seguro. Mesmo assim Olívia ainda guarda dentro de si algumas inseguranças, que retornam a superfície quando ela descobre um segredo importante do passado do marido, o que a leva a crer que sua relação conjugal não é tão sincera quanto imaginava. Em meio a dúvidas e conflitos emocionais Olivia irá questionar a estabilidade que julgou ter conquistado ao lado do marido e enquanto busca se firmar ela lutará para manter seu casamento de pé.

Os dilemas enfrentados por Dean e Olivia, são em sua maioria típicos de um casal comum, o que torna a trama ainda mais crível. A Nina trás um texto realista, onde acontecimentos cotidianos são explanados de forma natural. O conflito principal é um exemplo claro disto e nos mostra uma rotina tranquila e equilibrada sucumbindo a uma questão que considero quase banal, que poderia ser resolvida ou pelo menos atenuada com uma conversa simples. Mas nossos protagonistas estão longe de ser perfeitos (e quem é?), então temos acesso as suas limitações e fragilidades. Olivia não entende o porque da mudança súbita do marido, está claro que ele esconde algo importante, isso acaba abalando sua confiança e a faz questionar se ele está de fato envolvido na relação dos dois, já Dean, assumiu para si a responsabilidade de ser o marido ideal de Olivia, e teme que a esposa possa questionar a admiração que sente por ele caso tenha acesso a toda sua história. Não é tão difícil perceber que faltou confiança/segurança para ambas as partes, não os julgo. Os relacionamentos tem dessas, digo por experiência própria, em algum momento quando o amor é grande demais, é meio difícil ser sempre racional.

Eu particularmente gostei bastante desta experiência, apesar do começo lento a história se desenvolve facilmente. Algumas situações acabam pesando no dia a dia do casal, entre elas destaco a discrepância gigantesca que existe na vida profissional dos dois, ele é muito bem sucedido, requisitado e remunerado, já ela faz algumas atividades voluntárias para passar o tempo e realiza alguns trabalhos temporários, estes por sua vez quase nunca dentro da sua área de formação. Não menosprezo o que a Olivia tem, mas percebi uma certa insatisfação da parte dela no que diz respeito a sua vida profissional, uma vez que ela gosta de trabalhar e não possui nenhuma inclinação para a vida doméstica, além disso o Dean meio que inconscientemente acaba associando algumas necessidades de Liv ao simples fato dela estar "entediada" ou "sem nada pra fazer". Acredito que a realização profissional poderia trazer alguns benefícios a sua auto estima, lhe dar autonomia e livrá-la do ócio. Então estou torcendo para que isso ocorra nos próximos livros.

Despertar, é singular. Tem um inicio fora da rota e nos mostra o que acontece depois que eles dizem sim. Uma relação conjugal madura que tem sua estabilidade abalada por conflitos cotidianos. Embora tenha conseguido prever e esperar ansiosamente por alguns acontecimentos, perto do final fui pega de surpresa por uma situação específica que me incomodou um pouco, não só pelo ocorrido mas também pela reação dos envolvidos, quem leu sabe do que estou falando. Apesar de se desenvolver de forma linear, sem grandes acontecimentos ou reviravoltas a trama flui muito bem, Nina possui uma escrita agradável e embora os dilemas mais evidentes do casal sejam simplórios em demasia, existem vários conflitos internos que estão dispostos nas entrelinhas prontinhos para serem captados, isso por si só já me deixou ansiosa pelos próximos títulos, quero muito saber como a autora irá trabalhar as inseguranças emocionais que ficam a espreita esperando só uma oportunidade para potencializar dificuldades simples. Trata-se de um texto introdutório, focado em nos apresentar as personalidades, necessidades, fragilidades e limitações. Já neste primeiro contato consegui criar uma ligação bem legal com o casal protagonista e espero mantê-la e/ou aprimorá-la enquanto acompanho a evolução de ambos. 

11 comentários

  1. Oii, tudo bem?

    Esse não é muito o meu estilo de leitura, mas venho lendo alguns. Também não me agradam livros focados só no erotismo da trama, gosto quando o livro tem todo um desenrolar do enredo.
    Recentemente eu li uma resenha do segundo livro dessa série, e confesso que certas atitudes do mocinho não me agradaram. Mas algumas reviravoltas do segundo me deixaram bem curiosa.
    Vou colocar esse livro na minha lista de desejados!!

    Beijinhos!!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Delmara!
    Achei muito legal que o casal já está junto quando a história começa (a gente não lê tantas histórias nde o relacionamento já tem um tempo de qualidade né). Não conhecia o livro, mas a história me chamou atenção por tudo parecer tão crível e real - acho que as atitudes que eles tomam, por amarem demais, são um ponto a favor nisso né. Estou meio que fugindo de novas séries, mas vou marcar na minha lista porque né, nunca se sabe.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Olá, tudo bem?
    Eu não conhecia o livro e a autora, achei a capa bem feita e bonita, fico feliz que tenha gostado da leitura e que tenha sido agradável. Parabéns pela resenha, ficou muito boa. Vou indicar o livro para a minha namorada. Senti falta de alguma citação/quote.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Delmara!
    Primeiramente, muito bacana sua ressalva sobre gostar dos hots mas também querer que eles tenham conteúdo além disso; não leio o gênero, realmente não me agrada, mas se o lesse, certamente também iria querer optar pelos mais carregados de história mesmo. Quanto ao livro, eu já o conhecia de nome, me lembro até de ter lido uma resenha dele certa vez, se não estou enganada/confundindo com outro livro, mas interessante rever de novo o plot agora. Pelo quesito hot, não é uma dica que irei pegar mesmo, mas legal saber que, diferente dos clichês, a trama vai para o depois do sim, com o casal já firmado; são temáticas maduras e, quando bem desenvolvidas, muito bem-vindas porque pode levar muitos leitores na mesma situação a se identificar com ela mesmo. Só uma pena que tenha tido uma coisa ou outra que você não gostou; isso que você falou do mocinho associar tudo da esposa ao tédio dela em casa também não pareceu muito legal, mas é torcer para que os próximos livros da série estejam ainda melhores que este mesmo.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  5. Oie!
    Eu adorei essa história. Gostei muito do casal, de saber que a trama começa depois que eles já estão casados, mostrando o cotidiano entre eles.
    Eu já li o segundo livro, e gostei muito da continuação. A autora consegue colocar mais elementos para abalar a confiança do casal, mas é gostoso ver como eles se resolvem no decorrer da história.
    Uma ótima trama!
    Bjks!
    Histórias sem Fim

    ResponderExcluir
  6. Oi!

    Eu também nunca li nenhum livro que começasse depois do Sim. Eu tinha visto esse andando pela internet, mas a capa não havia me chamado muito a atenção, mas agora lendo a sua resenha me deu vontade de ler, porque eu também não gosto de romances rasos e focados inteiramente no sexual, então esse me parece ser realmente único e diferenciado. A premissa em si já me chamou a atenção, mas a suas impressões tão verdadeiras me fez querer ler o livro de fato.

    Obrigada pela dica!

    beijos <3

    ResponderExcluir
  7. Já li elogios empolgados para o livro e também, criticas vorazes. A sua resenha me pareceu a mais sensata. Gosto de romances maduros e que tragam situações do dia a adia par ao enredo e fiquei curiosa com a situação que te incomodou, por isso já quero ler e ver o que vou achar disso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu já li algumas resenhas desse livro, mas confesso que a sua resenha em especial me deixou muito surpresa, emocionada e muito interessada nessa obra. Acho muito interessante um romance sobre o depois do casamento, é dificil de se ver e sem duvidas, pelo que sua resenha mostra, vale muito a pena.

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Oii Delmara, tudo bem? Adorei sua resenha! Não sabia que se tratava de uma trama mais madura e já fiquei curiosa para ler também, mesmo não estando muito no clima para o gênero! Dica anotada :D

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Já tinha visto por aí esse livro, mas não me lembrava de sua sinopse. Apesar de que nada melhor do que uma resenha para conhecer melhor um livro, não é mesmo! Achei interessante o fato do enredo apresentar maturidade por parte dos personagens, ando meio cansada de hots devido ao vazio da trama, trama focada só no erotismo não rola né! Vou considerar ler esse livro qualquer dia desses. Bexus @prefirolercomcalma

    ResponderExcluir
  11. Olá, tudo bom?

    Ultimamente não tenho lido muitos romances, por eles sempre terem o mesmo conteúdo e eu acabei enjoando bastante. Portanto, esse é um livro que eu normalmente não leria. Infelizmente, não gosto muitos de narrativas em que o maior conflito seja algo que poderia ter sido conversado tranquilamente, sabe? Uma simples conversa pode facilitar tudo. Criar uma relação baseada em expectativas e esconder coisas por medo da tranquilidade se romper, mas tudo ser baseado na falta de insegurança dentro deste relacionamento, é uma coisa ruim. Todavia, como você disse, todos somos humanos e erros podem ser cometidos. Só não me decidi se ainda darei uma chance no futuro.
    Abraços.

    ResponderExcluir