29 de outubro de 2017

[Resenha] O maravilhoso bistrô francês - Nina George

Oi amores!
Hoje quero falar um pouquinho sobre a minha última leitura, um livro lindo que mexeu comigo de inúmeras formas me levando inclusive a repensar o que tenho vivido. O maravilhoso bistrô francês, será um lançamento do próximo mês do Grupo editorial record que está em pré-venda e chegou para mim através de uma ação da editora na qual tive acesso a uma prova antecipada. Preciso confessar que meu amor por esse livro começa por ai, recebê-lo me encheu de orgulho e felicidade pois acredito que trata-se de um voto de confiança dado a mim e ao meu trabalho, mas conforme conhecia a história contida nessas páginas vi minha euforia inicial transformar-se na mais pura admiração. E é por tudo que aprendi enquanto conhecia a trajetória desses personagens que estou aqui hoje e quero muito compartilhar com vocês uma trama tocante que merece uma chance.

O maravilhoso bistrô francês (The Little French Bistro)
Autor (a): Nina George @nina_george
Publicação: Record *Cortesia
ISBN: 9788501111135 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2017
Páginas: 280
Avaliação: 4/5★
Marianne Messmann está presa num casamento sem amor e não vê a hora de pôr um fim em tudo. Durante uma viagem a Paris, ela sobe na Pont Neuf e se joga no Sena, mas é salva do afogamento por um passante. Em seguida, é levada para o hospital e lá vê um azulejo pintado com a linda paisagem de uma cidade portuária da Bretanha. Inspirada pela pintura, ela decide embarcar em sua derradeira aventura. Ao chegar à Bretanha, Marianne entra num restaurante chamado Ar Mor (o mar) e é arrebatada por um novo e encantador modo de viver. Lá ela conhece Yann, o belo pintor, Geneviève, a enérgica dona do restaurante, Jean-Rémy, o chef perdido de amor, e várias outras pessoas que abrem os olhos dela para novas possibilidades. Entre refeições, músicas e risos, Marianne descobre uma nova versão de si mesma — apaixonada, despreocupada e forte. Porém, de repente, seu passado chega para confrontá-la. E, quando isso acontece, ela precisa decidir entre voltar para sua vida antiga ou abandoná-la de vez em nome de um futuro promissor e empolgante.
Mesmo O maravilhoso bistrô francês sendo a segunda publicação da Nina no Brasil, esta é a primeira vez que tenho a oportunidade de conhecer a escrita da autora e de cara me deparei com um enredo que difere muito dos que eu costumo acompanhar, o fato da protagonista e boa parte do elenco central se encontrarem na terceira idade me fez a princípio questionar os rumos que a narrativa poderia tomar e se tal trama prenderia minha atenção de fato, no entanto não demorou muito para que eu me envergonhasse de tal pensamento, primeiro porque ter personagens maduros como destaque foi um dos pontos altos da história e segundo porque as experiências de vida descritas acrescentaram uma qualidade indescritível a trama e certamente não ocorreria o mesmo caso a abordagem fosse diferente. Resumindo, apesar de querer muito e até estar disposta a ser fisgada pela história houve um momento mesmo que breve em que duvidei de que isso fosse possível, por sorte me enganei.

Marianne teve uma criação opressiva que lhe ensinou a seguir padrões rígidos e inflexíveis, ainda jovem casou-se com Lothar um militar intransigente que quase nunca foi capaz de alimentar o amor que a esposa lhe dedicava. Conforme os anos foram passando Marianne aprendeu a guardar seus sonhos e questionamentos para si, era nítido o aborrecimento do marido quando ela se propunha a interações mais questionadoras, então ela se calou, se escondeu em uma casca e aos poucos começou a definhar. Após mais de quatro décadas agradando, servindo e sendo a mulher ideal ela já não se reconhecia mais, não se entendia e tão pouco tinha esperanças ou desejos, dessa forma ela optou por tirar a própria vida. Uma decisão desesperada que não se concretizou graças a um desconhecido que a retirou do rio Sena após ela ter se jogado da ponte Neuf. Ainda no hospital completamente vulnerável pelo ocorrido ela se vê atraída para uma cidadezinha bretã. Ver a graciosa Kerdruc retratada de forma tão singular em um pequeno azulejo desperta na sexagenária o desejo de conhecer aquele pedaço de paraíso antes de enfim desistir de tudo em definitivo, mas o que Marianne não fazia ideia é que esta caminhada rumo ao desconhecido seria a responsável por apresentar a ela não apenas todas as possibilidades que a vida ainda lhe reserva mas também esclarecer inúmeras dúvidas ligadas ao seu passado.

A Nina George possui um escrita extremamente sensível o que torna impossível não sentir verdade no seu texto, mesmo este que está repleto de lendas e elementos místicos me envolveu e convenceu completamente. As descrições são tão belas que soam quase poéticas e conferem ainda mais beleza a narrativa. Os personagens são bem estruturados e tem suas histórias reveladas gradativamente e como um quebra cabeças vemos tudo se encaixando perfeitamente. A chegada de Marianne a Kerdruc da inicio a uma série de aprendizados que contemplam não apenas a personagem mas também a todos que se propõem a conhecer esse enredo inspirador. É na cidadezinha portuária que nossa protagonista começa mesmo que inesperadamente a se reencontrar, é em meio a completos estranhos que ela se sente em casa, abraçada e pela primeira vez em muito tempo, amada. Os habitantes de Kerdruc assim como Marianne possuem seus próprios dilemas, dentre eles destaco Simon o pescador que a muito tempo ama sem ser correspondido, Paul que viu seu grande amor partir com um cara mais novo, Geneviève que a décadas ama e odeia o mesmo homem, Jeanremy o jovem cozinheiro apaixonado que não tem coragem de se declarar, Pascale a bruxa boa acometida pela demência e por último mas não menos importante temos Yann o pintor talentosíssimo que se realiza pintando pequenos azulejos.

Conforme a narrativa se desenrola é possível perceber os pedacinhos de Marianne se encaixando, seus dias ganham sentido, sua vida um novo propósito e depois de esperar durante tantos anos ela enfim encontra a possibilidade de amar e ser amada verdadeiramente. É emocionante acompanhar uma alma tão sofrida se recuperando da dor e da desesperança. Conforme reencontra dentro de si a confiança a muito esquecida a personagem desabrocha e floresce de forma espetacular, o desenvolvimento dela influencia diretamente as tramas dos demais, vista como uma fada boa e detentora de um coração grandioso ela conquista todos que a cercam. Isso por si só torna Kerdruc um lugar fora do comum, que acolhe sem questionar, que não julga ou critica mas que aceita e respeita, o que é muito mais do que Marianne teve a vida toda. O único ponto que me incomodou na história foi o fato de Marianne ter passado por todo um processo de fortalecimento, ter crescido consideravelmente, o que me levou a crer que ela estava pronta para enfrentar a tudo e a todos e na primeira "dificuldade", se é que posso chamar assim, ela desmoronar como um castelo de areia atingindo por uma onda, fiquei muito frustrada e até triste por vê-la recuar tão facilmente, mesmo levando em consideração que é impossível apagar do dia para a noite os acontecimentos de uma vida eu realmente não esperava esse recuo depois de todos aprendizados que ela adquiriu com os amigos bretões.

"E, quando nos redescobrimos, pensamos que mudamos. Mas isso não é verdade. Não se podem mudar os sonhos, apenas matá-los. E alguns de nós somos assassinos muito bem-sucedidos."

O maravilhoso bistrô francês é uma história emocionante de redescobrimento, que nos mostra a importância da amizade, da reciprocidade e do respeito. Uma história inspiradora que nos ensina que nunca é tarde para recomeçar e que os sonhos se mantém vivos mesmo quando não conseguimos mais acreditar neles.  Em um conjunto geral este é um enredo que cativa e desperta empatia, em parte pelos levantamentos reflexivos e em parte porque é fácil acreditar nas possibilidades apresentadas. O tempo não espera o orgulho se dissipar, não pede perdão, não aproveita oportunidades, o tempo apenas passa e muitas vezes estamos tão atolados em sentimentos insignificantes que deixamos passar os que verdadeiramente importam. Essa sem sombra de dúvida é uma obra que eu indico, leiam e deixem-se conquistar também. 

27 comentários

  1. Acho que eu me identificaria muito com a história. Aconteceram tantas coisas na minha vida que me levaram a uma falta de esperança e até mesmo confiança em mim mesma. Talvez esse livro seja uma boa opçao pra ver desde fora uma situaçao similar, e com isso aprender. Vou seguir sua indicaçao e vou botar ele na minha lista de livros que tenho que ler. Nao sei se no país onde moro já foi lançado ou nao, vou dar uma olhada. Adorei a resenha!

    Nao sei se você conhecia meu blog, mas acabo de voltar a ativa. Se for visitá-lo nao se assuste, ele está em dois idiomas kkk E desculpa por nao por til onde devo, mas é que meu teclado nao tem.
    https://viviendofueradeserie.blogspot.com.es/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Gabriela,
      seja bem vinda ao "Nosso Mundo Literário", diante do que você relatou em seu comentário acredito sinceramente que esse livro pode sim acrescentar coisas boas a sua experiência de vida, recomendo que o leia sim e torço para que ele esteja disponível em seu país. Quanto a acentuação não precisa se preocupar e pode deixar que visitarei seu espaço sim.

      Abraços e
      volte sempre!

      Excluir
  2. Sua resenha está incrível e eu achei muito, muito interessante mesmo o fato dessa história contar com personagens mais velhos, afinal quase não vemos isso. Me interessei bastante pelo livro, espero conseguir comprá-lo logo.

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carolina,
      fico feliz que tenha gostado da resenha, fiz com muito carinho. Realmente, histórias com personagens mais velhos são muito pouco comuns, essa inclusive é a primeira obra que leio com essa característica e apesar do receio que senti inicialmente não demorou muito para que a história me conquistasse completamente. Vou torcer para que você consiga ler o mais breve possível.

      Abraços,
      obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Eu vi uma resenha deste livro anteriormente e fiquei muito curiosa para saber o desfecho da vida da Marianne, acredito ser uma história bem envolvente.
    Como você disse, é emocionante e acredito que seja mesmo. Seja pela idade da personagem, seja em sua ânsia por mudar de situação, quando o normal séria se acomodar e aguardar o último suspiro.
    Quero muito ler.

    Feliz Halloween
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      a Marianne é uma personagem comovente, a história dela tem um começo longo e difícil e nesse caso consigo entender o porque dela ter perdido a esperança mas apesar de tudo ela demonstra ter uma força e uma ânsia pela vida tão grandes, só que tudo isso estava soterrado dentro dela e só quando ela se permite viver como sempre desejou que tudo o que ela é verdadeiramente vem a tona. O desfecho dela é merece sim ser lido, assim como toda a sua trajetória. Torço para que consiga ler o mais breve possível.

      Abraços,
      volte sempre!

      Excluir
  4. Oi.

    Eu li o outro livro dela, A livraria mágica de Paris e foi uma leitura bem agradável. Quero ler este livro também, mas estou com medo de não gostar tanto da leitura. Vou esperar mais um pouco e tentar comprar assim que possível.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi,
      sempre li muitos elogios a respeito de "A livraria mágica de Paris", e realmente tenho muita vontade de conhecer essa história também. Entendo seu receio, eu mesma o tenho vez ou outra, se precisa de mais segurança para decidir apoio sua decisão de esperar, logo logo outras resenhas surgirão e você terá mais opiniões para basear-se. Espero que você decida arriscar-se, porque "O maravilhoso bistrô francês" é uma história incrível.

      Abraços,
      obrigada pela visita!

      Excluir
  5. Olá, eu não tinha conhecimento desse livro, mas não tenho vontade de ler esse livro e eu passo a dica dessa vez

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lara,
      é uma pena que a história não tenha te cativado, mas entendo que cada leitor possui seus gostos e "argumentos" para optar ou não por uma leitura, se este não lhe despertou o interesse continue visitando o "Nosso mundo", certamente em algum momento compartilharei algo que seja do seu gosto.

      Abraços e
      boas leituras!

      Excluir
  6. olá...
    me parece ser uma história bonita e que nos coloca em reflexão acerca de algumas coisas que acontecem em nossas vidas... não conhecia a autora, achei a capa belissima e a ambientação me atraiu... mesmo nao sendo um gênero que eu aprecie mto, daria uma chance deleitura pra ele...
    bjs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria,
      fico contente que a história tenha te chamado a atenção, e torço para que você consiga lê-lo em breve, a trama realmente aborda muitas situações cotidianas e a trajetória da personagem nos trás grandes ensinamentos, então se puder e desejar dê uma chance, eu não me arrependo de ter me permitido conhecer a escrita da autora.

      Abraços,
      obrigada pela visita!

      Excluir
  7. Oie amore,

    Adorei o blog.
    Quanto ao livro não conhecia até então, mas gostei do que vi por aqui.
    Adorei a temática - amizade e reciprocidade - dica anotada!

    Beijokas!
    Blog Faces de Uma Capa

    ResponderExcluir
  8. Oie, tudo bem?
    Nossa, eu estou bastante curiosa para ler esse livro. Em grande parte a curiosidade se deve ao fato de que o outro livro da autora, A livraria mágica de Paris, foi um livro muito elogiado e eu fiquei instigada a conhecer a escrita dela.
    Confesso que também tive um certo receio da leitura não me prender por ter majoritariamente personagens da terceira idade, então, fiquei feliz de saber que isso não ocorreu com você. Adorei a premissa do livro e o fato de que a autora escreve com tanta sensibilidade sobre a amizade e sobre esse caminho de redescoberta.
    Sua resenha está incrível e eu fiquei ainda mais ansiosa para ler este livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Caramba, que delícia de resenha. Fiquei realmente muito curiosa para ler esse livro, principalmente porque você usou a palavra reciprocidade e acho ela muito importante. Já tinha visto nas redes sociais, mas nunca tinha chegado de fato a conhecer a história. Parabéns pela resenha.

    beijos.

    http://anneandcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Olá Delmara, achei sua resenha maravilhosa. Ao ler pensei como esse livro deve ser emocionante. É tão bom encontrar esse livros que fogem um pouco dos personagens "normais" se assim podemos dizer.

    Achei esse livro bem intrigante e fiquei super curiosa para ler ele e saber o final de Marianne.
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Olá Delmara.
    Não li esse livro ainda, mas estou com ele na lista de desejados. Sua resenha foi a primeira que li, mas me deixou extremamente curiosa. Amei saber da questão da criação opressora de Marianne e de, ao longo da trama, ela encaixar seus pedaços.
    Posso ter esse livro para ontem?
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu sempre olhei a capa desse livro com um certo preconceito. Kkkkk
    Mas sua resenha acabou de me dá um bom tapa, a história parece ser encantadora, já irei colocá-lo na minha lista de desejados.
    Beijos
    www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi, acompanhei a divulgação que a Record fez do livro e fiquei bem curiosa. Mas sua resenha me fez realmente ficar interessada no livro, porque eu amo histórias assim, com sentimentos e que vão nos apresentando uma personagem que amaremos.
    Adorei
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia essa autora. Mas pelo que você disse compensa muito ler ela. Gostei muito do enredo geral. Suas impressões me motivaram a mais para frente adquirir essa obra para ler. O fato dos personagens serem mais maduros me entusiasmou, me deixou curiosa.

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Não conhecia nada da Nina, mas fiquei curiosa depois dessa resenha. Para mim o mais difícil de enfrentar esse tipo de história é saber que elas existem na vida real. Que existem pessoas que são subjugadas a outras, que têm seus sonhos destroçados e que vivem uma vida de aparências para fazer o "bem" a outras. Fiquei curiosa para conhecer a Marianne e toda a sua trajetória, mas fiquei ainda mais curiosos apara conhecer todo o pessoal da pequena cidade, seus medos e anseios e a forma como eles a ajudarão nessa jornada.
    Parabéns por receber a prova e pela resenha.
    Um beijo,
    www.segredosentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  16. Que resenha linda e poética! Fiquei encantada demais. Achei bacana o tema que o livro aborda, tem sido muito bem falado em todos os canais do youtube que sigo e os igs, tô louca pra ler!

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bom?
    Tenho ouvido falar tão bem desse livro que cada vez fico mais curiosa pela leitura! Só fiquei receosa pelo ponto que te incomodou, que é essa questão da personagem ir evoluindo, se fortalecendo e no primeiro contratempo regredir totalmente. Esse foi o único ponto desanimador para mim. Adorei essa abordagem sobre a importância da amizade, da reciprocidade e do respeito. Apesar da ressalva, vou dar uma chance a obra!
    Amei a resenha!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá
    Adorei a resenha!
    Eu amoooooo livros que falam sobre redescobrimento, pois, sempre tem algo a acrescentar em nossas vidas. Achei a premissa super legal e já vou anotar nos desejados.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Oi!
    Eu estou vendo falar muito bem desse livro, e fiquei encantada com a sua resenha que está muito linda.
    Pelo jeito a pegada desse livro vai surpreender muitos os leitores, na atual vibe de livros com desamores e NA é muito interessante um livro com personagens mais maduros e que nos tem tantos ensinamentos para passar.
    Com certeza depois da sua resenha ele entrou para meus favoritos

    ResponderExcluir
  20. Olá,

    A princípio também tenho um certo bloqueio em ler livros com personagens mais maduros, acredito que isso aconteça por conta da minha idade e por eu ter essa ideia errada de que não posso me identificar com alguém mais velho do que. Enfim, nunca li nada da autora, mas sua resenha me deixou muito ansiosa para conhecer essa obra e quem sabe ficar tão encantada quanto você. Faz tempo que não leio algo inspirador, e acredito que essa leitura seria muito bem aceita por mim agora. Quero super conhecer essa história.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá!
    O tema desse livro é realmente importante, não vejo muita obras tratando sobre respeito e reciprocidade dessa maneira, do jeito que você falou na sua resenha. Eu ainda não conhecia a obra, mas imagino que seja uma leitura maravilhosa e fiquei bem curiosa para conhecer.
    Beijos.

    ResponderExcluir