8 de agosto de 2017

[Resenha] Fica comigo - Tessa Bailey

Hey peoples!
Lá vamos nós falar de mais um livro erótico, percebi que esse gênero voltou a ganhar espaço em minhas leituras e associo isso ao fato de que esse estilo segue sendo publicado em larga escala, então não tem muito como fugir dessa constância, apesar disso quero deixar registrado que não é proposital, estou sempre buscando diversificar minhas leituras e até consegui equilibrar as coisas por um tempo, mas foi só me distrair um pouquinho que aqui estamos nós outra vez, mas não se preocupem vou reorganizar melhor as próximas postagens para que o conteúdo volte a variedade habitual. Mas vamos falar do livro que é o que realmente interessa por aqui, não é mesmo? Pra começar quero dizer que essa leitura foi extremamente ambígua, o que me deixou confusa e dificultou minha avaliação final, espero conseguir passar pra vocês nem que seja um pouco do que essa trama me proporcionou.

Título Original: Chase Me
Série: Broke and Beautiful #01
Autor (a): Tessa Bailey @mstessabailey
Publicação: Record (Cortesia)
ISBN: 9788501109637 | Skoob
Gênero: Erótico +18
Ano: 2017
Páginas: 252
Avaliação: 3/5★
Roxy Cumberland largou a faculdade e se mudou para Nova York com o sonho de se tornar atriz, mas, com o dinheiro na conta bancária acabando rapidamente, esse sonho ficava cada vez mais difícil de realizar. Para conseguir uma grana rápida, ela aceita trabalhar com telegramas cantados. Seu primeiro cliente é um lindo e arrogante riquinho de Manhattan. E o que poderia ser mais humilhante do que cantar uma ode à genitália dele, a mando da mulher que havia transado com o cara na noite anterior? Talvez o fato de Roxy estar usando uma fantasia de coelho cor-de-rosa gigante... Depois de passar a noite fora comemorando a vitória do seu último caso, o advogado Louis McNally II, não estava preparado para a ressaca nem para o coelho fazendo uma serenata à sua porta. Mas a sagacidade atrevida e a voz sexy da garota por trás da máscara o deixam intrigado. E, depois de ver o seu rosto deslumbrante — seguido de um beijo arrebatador encostado no batente da porta —, Louis quer mais.
Não poderia dizer que esse livro é mais um hot dentre tantos, nem tampouco poderia afirmar que essa história é completamente clichê e só trás mais do mesmo, e ninguém poderia dizer que tais afirmativas podem de cara ser compreendidas como o prenúncio de uma história magnífica, porque não são. A obra de Tessa Bailey deve ser lida sem muitas expectativas, pois nem mesmo a narrativa fluída é capaz de suplantar a falta da carisma da história. Não preciso nem falar muito para deixar claro que me decepcionei com a trama que apesar de possuir um potencial considerável se mostrou massante e sem muito propósito. Claro que antes de escrever essa resenha levei em consideração as características e o objetivo geral do gênero, sei que livros eróticos são para entretenimento e que por isso não se conta muito com um enredo elaborado, mas também sei que estamos em processo constante de evolução e que o estilo erótico tem ganhado espaço e qualidade a cada nova publicação e como leitora assídua tenho acompanhado esse aperfeiçoamento de perto, por isso me sinto capaz de dizer que esse segue bem o estilo primitivo do gênero, Fica comigo lembra muito os primeiros livros hot's que li e se assemelha aos famosos livros de banca, muito drama pra pouca história.

Roxy sempre se virou sozinha, desde cedo percebeu que não poderia contar sequer com o apoio dos próprios pais, isso levou a menina a uma vida resignada e sem cor até o dia em que descobriu as maravilhas de poder atuar, no momento que interpretou seu primeiro texto ela soube que queria ser atriz e mesmo sem incentivo algum ela se lançou na busca desse sonho. As dificuldades não tardaram a aparecer, testes e mais testes que não davam em nada a obrigaram a buscar alternativas paralelas visando um retorno financeiro necessário e esse foi o motivo base que levou Roxy vestida com uma fantasia de coelho gigante até a porta de Louis, a situação de humilhação extrema ganhou nova dimensão quando ela percebeu que o encontro surreal foi o primeiro passo que ambos dariam na direção um do outro. Louis nunca quis um relacionamento, ele estava satisfeito com sua vida despreocupada de sexo casual e eventuais bebedeiras com os amigos, mas desde o instante em que ele viu aquela garota vestida de coelha na sua porta soube que estava perdido e não conseguir parar de pensar nela um segundo sequer foi mais um sinal de que dessa vez ele estava disposto a viver todas as possibilidades.

Fica comigo, está repleto de características comuns a histórias do gênero, mas optei por destacar algumas atipicidades que me chamaram a atenção, pra começar temos as personalidades dos protagonistas, Roxy é a moça pobre e batalhadora lutando por seu lugar ao sol enquanto Louis é o cara rico e bem posicionado socialmente que arrasa corações com sua beleza evidente, esse é um velho clichê, mas voltando ao que eu estava falando sobre as personalidades, o fato de estarem em posições desprivilegiada e privilegiada respectivamente não molda o que são de forma alguma. Roxy é aquele tipo de personagem que tem que contar moedinhas para conseguir comprar o básico, não possui quase nada para chamar de seu, mas é digna e determinada, não espera e nem deseja ajuda de ninguém ao contrário disso busca conquistar seus sonhos por mérito próprio e isso não ocorre por falta de opção ou algo do tipo, não meus caros, na verdade para ela é extremamente importante que suas conquistas sejam obtidas com seu esforço e suor. Já Louis é o oposto, apesar de também possuir valores bem definidos, ele não se mostra tão inflexível quanto Roxy, além disso possui um altruísmo imenso que impede qualquer possibilidade de indiferença diante das necessidades alheias, fazendo com que ele esteja sempre pronto a ajudar aqueles que precisam. E esse é o ponto exato de conflito entre eles, Roxy claramente precisa de ajuda já que seus próprios meios não a estão levando a lugar algum mas ela se recusa a aceitar qualquer interferência, Louis quer e pode ajudá-la, mas cruzar essa linha pode mais cedo ou mais tarde se voltar contra ele.

Durante a leitura pude entender melhor as motivações e os objetivos de Roxy e embora considere essa ânsia por independência importante, acabei me incomodando com o extremismo da personagem. Entendo que uma pessoa que vive só e que já levou diversos tombos da vida, por consequência se tornará mais cética que o comum e terá dificuldades em se permitir confiar em quem quer que seja novamente, mas acredito que no caso de Roxy essa rigidez ficou meio fora de lugar, primeiro porque as motivações dela são quase que banais, não consegui identificar nenhuma situação significativa que pudesse tê-la afetado ao ponto de torná-la tão fechada a tudo e a todos e segundo porque toda a determinação de não aceitar ajuda, soou alto como orgulho irracional, não havia razão plausível para boa parte das conjecturas estabelecidas por ela, principalmente se ela fosse tão segura de si quanto gostaria de passar. Então não vou negar que a personagem não me convenceu, na verdade me proporcionou uma irritação constante durante a leitura. Por outro lado, eu gostei bastante do Louis, que se mostrou um romântico incorrigível, daqueles que planejam cada detalhe dos encontros e está sempre disposto a cuidar, abraçar e amar, apesar disso não posso deixar de falar que a devoção precoce e desmedida que ele passou a dedicar a protagonista  me irritou bastante, em pouquíssimo espaço de tempo ele passou de interessado e curioso para aquele que dedica amor incondicional e devoção total, e quando por fim Roxy passou a habitar todos os segundos do dia dele, sendo assunto falado e pensado constantemente eu já estava completamente desanimada com a história dos dois.

Se olharmos detalhadamente essa história possui uma infinidade de situações que incomodam, as cenas hot são repetitivas e pouco atraentes, os dilemas dos personagens possuem fundamentados rasos e quase sempre são super exagerados principalmente no que diz respeito a Roxy, não existe um equilíbrio plausível na relação principal e o humor que se faz presente algumas (muitas) vezes soa forçado e sem sentido, mas se olharmos o conjunto da obra é possível encontrar nas entrelinhas situações que justificam as três estrelas que dei, a primeira delas são os momentos em que a protagonista se permite relaxar e nos proporciona raras situações em que o casal pode ser considerado fofo e apaixonante, outro ponto que muda totalmente o clima do livro são as interações do Louis com os amigos e com as irmãs gêmeas e loucas, são escassas porém quando ocorrem oferecem cenas humoradas e verídicas. A rotina de Roxy com as colegas de apartamento também poderia se encaixar facilmente na categoria "cenas que salvaram a história", mas a personagem não se permitiu um convívio digno de nota com as garotas que inclusive protagonizarão os próximos livros da série. Enfim, esse é um livro para se ler de forma despretensiosa e por vários motivos já citados não vou indicar a nenhum grupo específico, se por acaso leu algo que te chamou a atenção então dê uma chance, os gostos literários são variáveis então o que não funcionou pra mim certamente pode funcionar pra você.

18 comentários

  1. Ola
    Recentemente finalizei essa leitura e gostei ate, mesmo porque li sem expectativa alguma. So que fiquei bem curiosa quanto a premissa e seu desenvolvimento. Apesar disso, compreendo bem as suas impressões e até concordo referente às cenas repetitivas porque eu pensei a mesma coisa em determinado momento. Ainda assim, é uma pena que a leitura não tenha funcionado para você!
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Oi tudo bem?
    Não conhecia a obra mas me parece uma leitura que me agradaria gosto de histórias onde a mocinha e bem batalhadora e Roxy parece ser uma.

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Delmara!
    Comprei esse livro recentemente e estou louca para ler! Como curto romances mais quentes, esse deve ser uma ótima pedida. Principalmente, para relaxar. Uma pena ter tido coisas que não te agradaram como um todo. :/ Mas vale como uma leitura para descontrair, né?
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi, Delmara! Tudo bem?
    Caramba, eu já tinha lido outras resenhas falando bem desse livro, mas agora fiquei com pé atrás se devo mesmo ou não dar uma chance a ele. Realmente uma pena que vc não curtiu a leitura.
    Bjs!
    Por essas páginas

    ResponderExcluir
  5. Olá...
    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro, mas, confesso que não me senti atraída pela leitura. Não gosto de ler livros eróticos e as características clichês que você mencionou não é nem um pouco atrativas, isso sem falar nas repetitivas cenas hot... Prefiro passar a dica :(
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi, tenho uma resistência muito grande com livros que tem este tipo de capa. achei bem apelativa e mata minha vontade de conhecer a história. Vou deixar esta dica passar.
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Oi. :)
    Nada melhor do que ler uma resenha sincera, isso é raro no mundo dos blogs.
    Parabéns pela sinceridade e pela resenha incrível.
    Pra ser bem sincera eu amo esse gênero, é um dos meus preferidos, mas achei realmente até pela sinopse o livro fraco.
    Olha que já li muito livro hot e conheço só pela sinopse quando ele é bom, e sua resenha só me mostrou que eu estava certa rs.
    Blog As Meninas Que Leem Livros - Lauri Brandão

    ResponderExcluir
  8. Livros desse gênero já não chamam minha atenção, com uma história sem base e enredo fraco piorou. Sua resenha é ótima, mas o livro aparentemente bem tanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá!

    Obrigada por essa resenha sincera! Queria tanto esse livro e depois de ver a sua opinião, vou com menos sede ao "pote", minhas expectativas estavam altíssimas por esse livro!

    Infelizmente muitos hots não tem um enredo tão elaborado mesmo, ao contrário de outros que tem a dose certa de cenas picantes e uma história incrível.

    Adorei a sua resenha! apesar dos pontos que observou, ainda estou curiosa para ler, porém vou demorar mais um pouco agora!

    Beijos
    Jess

    ResponderExcluir
  10. Oi Delmara, gosto do genero, mas sua resenha me deixou preocupada quanto a minha satisfação caso eu faça a leitura desse livro. Gostei da sinopse para o genero, mas confesso que dei uma desanimada, pois concordo com vc, realmente um livro hot não é mais apenas isso. De qq forma, quem sabe um dia não faça essa leitura. Bjs Tell me a Book

    ResponderExcluir
  11. Olá
    Antes eu era alucinada em romance hot, só que sempre temos o mesmo enredo e isso cansa, é raro você pegar um livro hot onde a premissa já não está batida, mas mesmo alguns livros tendo o clichê do hot tem autora que ainda sabe driblar isso e fazer um livro muito bom. Eu tava super curiosa com esse livro, mas não sabia nada a respeito. Vendo sua resenha tenho certeza que não é a boa pedida para mim, pois vou me irritar facilmente . Adorei sua sinceridade, parabéns pela resenha.

    ResponderExcluir
  12. Oi! Sou apaixonada pela​ capa desse livro! Mas depois de ler sua opinião, não sei se irei gostar também. Agora que estou começando a ler livros hot, procuro optar por leituras que não focam apenas em cenas eróticas, mas sim aqueles que tem algo a mais. Enfim, quem sabe um dia eu resolva ler. Beijão! Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Adorei sua resenha, eu amo aquelas personagens que são fortes e se defendem sozinhas.
    É a primeira resenha que li desse livro, ele já estava na lista, agora tenho certeza que quero lê-lo.

    Beijos
    Leitora Dramática
    https://blogleitoradramatica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Olá Delmara,
    Adoro a forma como você escreve uma resenha, você pega toda a trama e expões os pontos positivos e negativos de uma forma incrível. Ainda não conhecia esse título, mas, pela capa, eu não faria a leitura. Agora que li sua resenha vi que se fizer a leitura, vou detestar o livro, pois ele tem muitas partes que me incomodam muito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Nossa mais que chato o livro não ter te agradado. Acho tão ruim quando isso acontece. Concordo com você quando o escritor exagera numa qualidade ou até mesmo defeito do personagem, acho que fica uma coisa tão superficial. Acho que sempre deverá ter um equilíbrio para se existir uma boa trama.

    Eu adoro um livro hot. E acho que por ser um gênero que muitos gostam tem muitos escritores achando que escrever qualquer coisa com meia duzia de cenas de sexo vão fazer o livro ser um sucesso.

    Espero que esse livro não te desanime de ler esse gênero. Beijos

    ResponderExcluir
  16. Ola, tudo bem?
    A capa desse livro tem aparecido inúmeras vezes tanto no meu insta quanto no meu face kkkkkk, mas confesso que pela capa imaginei ser apenas mais um hot para a coleção, mas agradeço pela sua resenha, com ela consegui perceber que o livro é daqueles que eu curto, um hot com contexto, romance e historia, luta e evolução pessoal, amei e já vou anotar a dica!

    ResponderExcluir
  17. Oi.

    J;a tinha visto a capa desse livro, mas nunca parei para ler nada sobre ele. Esta é a primeira resenha que leio dele e adorei a trama. Faz muito meu estilo e agora que conheci mais sobre a obra, já quero ele na minha estante. Vou procurar por ele no Skoob, adicionar a estante e tentar comprar assim que possível.

    ResponderExcluir
  18. Confesso que não sou fã do gênero, mas isso não me impede de arriscar algumas leituras parecidas às vezes, e acho que a história tem que ter no mínimo carisma... penso que seria melhor se alguns livros fugissem desse clichê cara rico e menina trabalhadora, no mínimo, poderia ficar mais interessante. Adorei como conseguiu expor tanto os pontos negativos como os positivos, não ficou ambíguo não, ficou ótimo para quem não conhece ainda. Beijos!

    ResponderExcluir