22 de junho de 2017

[Resenha] Quinze dias - Vitor Martins

Oi pessoas!
Eu acabei de concluir a leitura desse livro e ainda estou com aquela sensaçãozinha de satisfação dentro de mim. Quinze dias, é meu primeiro contato com a literatura LGBT, sempre tive muita vontade de conhecer algum livro do tipo e apesar de vários lançamentos seguindo essa linha terem saído nos últimos anos nunca tive uma oportunidade real de conhecê-los, ou talvez tenha tido e não dei a devida atenção, vai saber, né? O fato é que finalmente eu li e - pausa para o clichê - como eu me arrependo de não ter feito isso antes. Gente sério mesmo, esse livro é maravilhoso e agora eu vou compartilhar isso com o mundo hahaha tá eu sei que muita gente já conhece, mas não faz mal eu vou falar assim mesmo, então senta ai que lá vem muito amor.

Título Original: Quinze dias
Autor (a): Vitor Martins @vitormrtns
Publicação: Globo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525063151 | Skoob
Gênero: LGBT
Ano: 2017
Páginas: 208
Avaliação: 4/5★
Felipe está esperando esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai botar em prática. Mas as coisas fogem um pouquinho do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele não voltam de uma viagem. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.
Felipe é um garoto tímido e pouco sociável, não possui amigos e vive recluso a uma rotina mórbida porém segura, isso se deve principalmente a extrema baixa auto estima que ele possui devido ao seu sobrepeso, somado a isso temos o bullying diário que ele vem sofrendo na escola desde a infância e que o tornou ainda mais solitário. Depois de tanto ouvir barbaridades e insultos sobre a sua forma física ele acabou absorvendo e acreditando que por ser gordo ninguém nunca iria querê-lo por perto. Então o fato dele ansiar desesperadamente por se ver livre das agressões gratuitas sofridas durante o período letivo é mais do que compreensível, não é mesmo? As férias trazem o passaporte para a liberdade tão ansiada, Felipe estava pronto para desfrutar da rotina tranquila e preguiçosa programada para as tão sonhadas férias quando descobre que nada será como o esperado, já que Caio o vizinho do 57 irá passar quinze dias em sua casa enquanto os pais dele estão em uma viajem. Inseguro ele entra em desespero porque nem em mil vidas ele teria sequer cogitado a possibilidade de ficar duas semanas sob o mesmo teto que sua paixonite de infância, com quem ele não interage a vários anos. Esses podem vir a ser os quinze dias mais desastrosos e traumatizantes da vida de Felipe, ou será que o destino está dando uma forcinha para ele finalmente assumir as rédeas da sua vida?


Eu sou aquele alien que não conhecia o Vitor Martins, só depois de finalizar a leitura busquei mais informações a respeito e acabei descobrindo - o que todo mundo já sabia a séculos - que ele é um youtuber super querido e que a um tempinho vinha compartilhando a euforia da construção e publicação dessa história incrível com seu público. Diante disso, posso afirmar que o principal fator que me levou a querer conhecer essa história foi a possibilidade de conhecer os dilemas de Felipe que são os mais diversos possíveis. Com uma narrativa irreverente Vitor deu vida a um personagem apaixonante, que desperta empatia imediada e nos apresenta uma realidade deveras triste, mas comum. Felipe é um jovem inteligente, cheio de questionamentos e com uma imaginação invejável, mas que é oprimido pela opinião alheia, vítima constante de gordofobia ele segue conformado com os ataques e os olhares preconceituosos que sofre, mas apesar dessa inércia ele não se aceita e até se auto recrimina frequentemente.

A chegada de Caio trás uma dinâmica diferente aos hábitos diários de Felipe, o desconforto inicial de não saber como agir diante daquele crush inalcançável é gradativamente substituído pela sensação de conforto e bem estar compartilhado com um amigo que te aceita com todas as suas particularidades. Caio é um amor, e apesar de estar dentro de quase todos os padrões "aceitos" pela sociedade também é vítima de bullying, mas diferente de Felipe isso ocorre por sua opção sexual, apesar disso ele consegue ser mais sociável que Lipe, ele possui uma melhor amiga incrível que sempre o ajudou com suas questões e o protegeu dos ataques sempre que necessário. Por outro lado Felipe conta com o apoio de uma mãe excepcional, que o criou sozinha depois que o pai dele os abandou, Rita é animada e super mente aberta, com ela não existe tabu, está sempre atenta as necessidades do filho mas sem sufocá-lo com seu amor e cuidado, ela é uma personagem jovial que me conquistou desde o primeiro contato e acredito que ela seja o motivo para Felipe nunca ter sucumbido a uma depressão, ele sabe que pode se abrir com a mãe sempre que precisar, ela não o julga ou condena por suas opções e é sem sombra de dúvida seu porto seguro.

"Gordo é uma palavra sem volta. Quando você afirma uma coisa, por mais que ela esteja clara pra todo mundo, ela se torna real."

Durante toda a trama temas importantes são trabalhados com maestria, o preconceito foi abordado em várias vertentes (racismo, homofobia, gordofobia e etc.), mas apesar de acreditar que todo mundo tem o direito de se aceitar e viver bem consigo mesmo, senti falta de uma abordagem mesmo que superficial a respeito das implicações de se estar acima do peso, todos nós sabemos que ser gordo nem sempre é sinônimo de doença, mas em contrapartida a linha entre obesidade e obesidade mórbida é bem tênue, principalmente se a pessoa em questão não é adepto a atividades saudáveis. Entendo que o autor preferiu abordar as características do personagem apenas como uma pessoa normal que está fora dos padrões impostos, mas acredito que havia espaço para pelo menos um breve questionamento a respeito. Fora isso só tenho elogios a fazer, o desenrolar do romance ocorreu aos poucos e foi impossível não torcer por esses dois, foi lindo de ver eles se descobrindo e se aceitando, encontrando um no outro o apoio a tanto esperado, #CaLipe é um shipe maravilhoso que me conquistou completamente.

Quinze dias é um livro leve e divertido que trata de assuntos importantes e reais, é um drama adolescente que deve ser lido por todos. Apresenta uma narrativa ágil e de fácil leitura, por ser curtinho pode ser lido em poucas horas, embora eu tenha demorado um pouco mais que isso graças a fatores externos que me obrigaram a interromper a leitura uma infinidade de vezes, mesmo que a contragosto. A diagramação vem como selo de qualidade Globo livros, e enche os olhos de que vê. Sempre fui apaixonada pelas capas fofíneas da Globo alt e em conjunto aos diversos detalhes que podem ser encontrados ao folhear as páginas, confesso que estou numa paixão tão louca por esse livro que mesmo depois de finalizar a leitura peguei ele várias vezes apenas para poder admirar, tocar, sentir e cheirar, é claro. É uma obra completa e que agrada em todos os sentidos possíveis, e ensina que os medos exitem para serem enfrentados e o quão a auto aceitação é necessária e importante para bem estar mental.

34 comentários

  1. Ola
    Eu também ja li esse livro e é clato que adorei poder conferir sua resenha. A história é muito bem desenvolvida, sem contar que garante uma leitura bem leve. Adorei os personagens e a temática abordada é bem importante nesse drama adolescente. Suas impressões refletem bem as minhas próprias. Eu também nao conhecia o Vitor, mas depois da leitura fui logo pesquisar a seu respeito.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  2. Olá
    Oi? Como assim eu nunca ativa visto falar dessa obra em meu Deuxxx? Rsrs. Esse parece. O tipo de e livro que todo mundo deve amar sem dúvidas kk. Pela sinopse já nos mostra uma coisa bem interessante, e pela sua resenha noto que faz bem o meu estilo de leitura e com certeza quero ler ele em breve. O trabalho artístico da capa está um arraso de bonito kk. Até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Não conhecia o livro ainda, mas, me chamou bastante atenção o fato do autor tratar de assuntos reais e importante de forma leve e divertida... Acho que vou dar uma chance a ele.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oie! Deixa eu dizer logo, que adorei seu blog *-* super fofinho <3
    EU tô louca pra ler o livro do Vitor, não acompanho ele no youtube, mas acompanho alguns amigos dele. Fiquei bastante interessada pelo fato de ser um autor nacional, mas principalmente por ser alguém assim próximo da gente, alguém desse meio blog/booktuber/instagrammer. haha
    Que bom que você gostou do livro! :)

    ResponderExcluir
  5. Oi tudo bem?
    Não sabia que o Vitor iria lançar um livro mas sua resenha me confirmou que só poderia ser bem fofo né? Amo livros com um bom drama adolescente e esse parece ter bastante, fora que o Felipe parece ser um protagonista incrível né? Estou em caso de amor eterno com essa capa ♥

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Eu tbm terminei um do gênero e que tbm foi minha primeira experiência (segunda na verdade) e uma coisa que notei (embora tenha amado a leitura) é que o drama é grande viu! rsrsr
    Gostei da premissa de quinze dias e acho super importante mesmo que a história caiba para o adolescente e espero que esse genêro de literatura possa ajudar muitos jovens e conscientizar alguns adultos. Já foi para listinha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. OI Delmara,
    Achei a história uma graça porque é tão "normal", pode acontecer com todo mundo, mas ao mesmo tempo eu nunca tinha visto nenhum livro parecido. Ainda não li nenhum livro LGBT, mas gostei bastante desse livro e o enredo me pareceu leve, mesmo tratando de temas como Bullying e conflitos adolescentes.
    Beijos
    Blog Relicário de Papel

    ResponderExcluir
  8. Olá, own que história linda. Gostei muito de conhecer. Já li outros livros sobre o tema, mas vejo que esse vai um pouco além, pois retrata outros temas como o bullying, por exemplo. Vou anotar a dica. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Oi oi!!!
    Amei a sua resenha. Já tinha vistos tantas fotos do livro do Vitor, mas ainda não tinha lido uma resenha e isso era o que estava me deixando ansiosa. Porque todo mundo conhece o Vitor como Youtuber/Booktuber, mas escrever um livro? Isso é diferente.
    Adorei o enredo desse livro, e tenho certeza que vou amar a leitura. Espero ter a oportunidade de ter o livro em mãos em breve.

    Bjoss

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem? Eu não conhecia o autor, mas gostei da sua resenha e acho que o livro é uma boa forma de conhecermos um pouco mais sobre esse tema.
    obrigada pela dica
    beijos

    ResponderExcluir
  11. Estou com muita vontade de ler esse livro, espero que consiga logo. Amo o trabalho do Vitor no canal dele, acho que esse livro deve ser o máximo.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
  12. Oi Deomara! Tem tantos livros nesse estilo e eu quero muoto ler algum do gênero, acho o tema muito importante de ser debatido.

    aboutbooksandmore.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia o título, mas amei sua resenha e me deixou interessada em lê-lo vou por na lista. Mas confesso que se fosse pela capa não me interessaria rsrsrs

    Bjs
    Suka
    http://www.suka-p.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Hey!
    Não conhecia o livro, mas assim como você tinha muita curiosidade de ler livros do gênero, sua resenha me deixou muito curiosa para ler, gosto de conhecer outros gêneros de escrita sobre assuntos tão polêmicos na nossa sociedade.
    Dica anotada, beijos.

    ResponderExcluir
  15. Olá
    Apesar de ver todo mundo curtindo esse livro ele não me chamou muita a atenção.
    Então desta vez irei passar a dica.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  16. Já vi este livro por aí, e tenho interesse em ler. Detesto quando estou lendo e gostando de um livro e fatores externos me colocam distante dele. Fico me remoendo
    Bjs Rose

    ResponderExcluir
  17. Eu gostei muito da sua narrativa sobre a obra. O fato de atualmente ter mais livros com a temática homossexual me deixa bem feliz, pois por meio desses personagens cativantes que o preconceito é deixado de lado. Obrigada pela dica. Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Ainda não li o livro mas achei bastante interessante a história, pois fala de bullying que é um assunto que mexe com a maior parte dos adolescentes. É uma história bem cativante, com assuntos que estão no nosso dia a dia, excelente o livro, bjs.

    ResponderExcluir
  19. Oie amore,

    Não tinha lido nenhuma resenha do livro até o momento, só tinha visto a capa até então... mas não havia me chamado a atenção até o momento, mas gostei do que vi por aqui!
    Parece se tratar de um livro muito gostoso de ler.
    Dica anotada por aqui!

    Beijokas!!

    ResponderExcluir
  20. Ola tudo bom?! Bem eu nunca havia lido um livro LGBT o que pra mim foi bem interessante ler a sua matéria Abordou um tema bastante interessante!!

    -Beeijoss

    ResponderExcluir
  21. Oiee, tudo bem?

    Nossa, adoro leitura LGBT e nunca tinha visto esse livro como pelo amor de Deus????

    Quero ele para já! Adorei a resenha, super bem escrita e me fez ter mais vontade ainda de ler esse livro...

    Parabéns pela resenha, e pelo lindo blog ♥

    ResponderExcluir
  22. Oiii tudo bem??

    Não você não está sozinha, sou Alien como você, não sei que é Victor Martins, só sei o pouco que falou na resenha. KKKK
    Na verdade creio que esta temática esta meio batida. Estou um pouco cansada de me deparar com livros nesse tema, mas claro que o tema pode ser repetitivo, o que não necessariamente tira o mérito do livro. Sua resenha me convenceu um pouco e me deu vontade de ler, e acabei acreditando que pode ter salvação, você me convenceu.
    Bjus adorei sua resenha.
    Rafa

    ResponderExcluir
  23. Olá
    Como assim não conhece o Vitor Martins, CD é difícil mesmo conhecer todo mundo né.
    Quanto ao livro, por hora deixaria de lado, não tenho paciência para dramas adolescentes.
    Já li muitos livros com protagonista LGBT, alguns são ótimos outros nem tanto é só encarar como uma leitura normal.
    É vai conhecer o Vitor que o canal dele é muito bom ;)

    ResponderExcluir
  24. Bom, em primeiro lugar ele faz as mesmas coisas que eu nas férias então, ou pelo menos eu faço que é colocas as leituras e seriados em dia e não faço ideia de quem é este youtuber porque conheço pouco. Em relação a história é um romance clichê, mas que mostra a questão do preconceito.

    Greice Negrini
    Blogando Livros

    ResponderExcluir
  25. Me deparei com esse livro há uns dois dias atrás, não sabia detalhes sobre seu enredo, apenas sabia a temática geral, que é LGBT e mais nada. Mas, ainda assim decidi que queria lê-lo, ía ser uma leitua no escuro que não será mais [rsrs]. Fiquei apaixonada pelo enredo depois de conferir sua resenha. Assim que puder vou adquirir esse livro para mim. Bexitus livrescos!

    ResponderExcluir
  26. Oie
    muito legal sua resenha, ainda não conhecia o livro e já adorei o enredo e o tema no geral, adoro os livros desse selo da editora pois sempre me deixam mega curiosa

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Achei essa capa um amor, mesmo sendo simples <3
    Realmente não leio livro LGBT, já li uns 6 durante o meu tempo de leitura mas não me atrai muito. Porém achei a premissa desse livro bem interessante, principalmente os temas que abordam na história: racismo etc. Por ser uma leitura fluida e leve eu tenho certeza que muitos se interessaram em conhecer a obra, infelizmente por agora eu vou deixar a sua dica passar. Mas a sua resenha está maravilhosa! Amei ler a sua opinião sobre o livro ❤️
    Um beijo

    ResponderExcluir
  28. Primeira coisa: Meu nome é Felipe, super me identifiquei!
    Acho muito importante a criação e divulgação de obras LGBT+ por conta da representatividade e desconstrução que vem atreladas à elas, e, confesso que se na época em que eu estava me descobrindo existissem mais obras desse tipo, tudo teria sido mais fácil!
    AMEI A DICA!

    ResponderExcluir
  29. Oi!!! Não conhecia esse livro, mas já o coloquei em minha lista. Acredito que seja daqueles livros que vão muito além de uma leitura, que nos tornam pessoas melhores e nos deixam uma infinidade de reflexões. Ótima dica!

    bjs
    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  30. Estou seco nesse livro. Adoro livros com temática LGBT. Seja erótico ou NY.
    Quero ganhar esse livro pelo Turista literário, elas liberaram cinco para sorteio e estou muito ansioso. E gente, é Brasil. <3

    ResponderExcluir
  31. Oieee, achei essa edição linda, e com certeza fiquei curiosa para conhecer a história, fico feliz em ver a diversidade na literatura! obrigada pela dica!

    Bjs

    http://www.leituraentreamigas.com.br

    ResponderExcluir
  32. Olá! Ainda não conhecia esse livro. Parece bem interessante.
    Fiquei curiosa depois que li sua resenha. Tendo oportunidade, estarei lendo também.
    super bjooo

    ResponderExcluir
  33. Oiii!!!
    Amei sua resenha,e já ouvi tanta gente falar dele,to doida pra comprar logo,sua resenha me deixou ainda mais curiosa,adoro livros com tematicas lgbt. E essa edição é muita linda <3

    ResponderExcluir
  34. Olá!
    Adorei a sua resenha conheci esse livro hoje e estou querendo muito ler

    bjos

    ResponderExcluir