14 de junho de 2017

[Resenha] Kiro e Emily - Abbi Glines

Hey personas!
Então eu finalmente li esse livro, adiei a leitura o máximo que eu pude para poder dar oportunidade a outras publicações, mas quando finalmente me rendi a essa trama, a vontade de correr e falar a repeito foi incontrolável. Os livros da duologia Chance nos apresentou a história de vida de Harlow Manning e com ela pudemos ter um vislumbre, mesmo que breve de um dos maiores dramas vividos por seu pai Kiro, fato que sem sombra de dúvida contribuiu significativamente para que os olhos dos leitores da série se voltassem sedentos para o livro Kiro e Emily, onde tudo ou pelo menos quase tudo a respeito do grande amor da vida do astro seria revelado, e posso garantir que a história é tão bela quanto trágica, então senta que lá vem drama.

Título Original: Kiro's Emily
Série: Rosemary Beach #9.5
Autor (a): Abbi Glines @AbbiGlines
Publicação: Arqueiro (Acervo pessoal)
ISBN: 9788580416107 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2016
Páginas: 117
Minha avaliação: 4/5★
Em "A primeira chance" descobrimos que a mãe de Harlow foi a única mulher que mudou a vida de Kiro. A única mulher que ele amaria para sempre. Kiro sempre amou um bom desafio, mas nem toda garota quer se envolver com um deus do rock. Especialmente essa garota. Ele a deixou ir naquela noite, mas ele nunca se esqueceu dela. E quando eles se encontraram novamente, ele prometeu não desistir tão facilmente de novo. À medida que o mundo adorou Kiro, ele veio para adorar a garota, que se tornou tudo o que ele nunca soube que precisava. A única garota que ele iria amar. Sua Emily.
O ano é 1992, Kiro Manning, vive uma vida regrada a álcool, drogas e mulheres. Vocalista da lendária banda de rock Slacker Demon, ele tem acesso a tudo o que o dinheiro e a fama pode lhe proporcionar, sendo assim quando ele vê uma jovem deslumbrante em uma de suas festas e sente-se atraído por ela, da a conquista como certa, afinal ninguém diz não a ele. Mas para surpresa do bad boy, Emily não é como as mulheres com as quais ele está acostumado a lidar, dotada de uma inocência escancarada a jovem deslumbrante é tudo menos "mais uma para se levar para cama" e mesmo constatando isso ele não consegue tirá-la da cabeça. O tipico clichê do lobo se apaixonando pelo cordeiro. A questão é: O cordeiro também está interessado pelo lobo. 

Emily conhece Kiro dos holofotes, curte suas músicas e claro, o acha um gatinho (porque ele é/era quando jovem), mas nunca ousou fantasiar um romance com o astro (porque, né?), ao contrário de sua prima caçadora de homem famoso - e único motivo pelo qual ela estava em uma festa da Slacker Demon -, Emily é extremamente focada e cética quanto a envolvimentos com roqueiros mulherengos, mas Kiro parece gostar dela e após uma aproximação inesperada, torna-se inevitável não desejar pelo menos uma amizade com ele. E é assim que tudo se desenvolve, ele acredita não ser merecedor da doçura e bondade que ela representa, mas não consegue ficar longe, então estar próximo mesmo que como amigo parece a solução perfeita. Já ela, por não considerar ter qualquer capacidade de fazê-lo sentir algo além do simples gostar, se contenta em jogar conversa fora e passa a ansiar por cada contato. Isso parece bastar, até o dia em que Kiro faz a Emily uma proposta irrecusável e com ela lhe entrega a passagem apenas de ida para o mundo conturbado em que vive.

Mais um casal que chega para conquistar o coração dos leitores de Rosemary Beach. A relação dos protagonistas desse livro apresenta algumas novidades no que se refere aos demais livros da série, fato bem vindo e muito apreciado por minha pessoa. É óbvio que os clichês new adult estão lá (e não estão sempre?) Kiro é um homem extremamente possessivo, e Emily recatada e do lar, o que nos leva ao ponto de que não houveram conflitos entre eles. Atribuo isso ao fato de Emily ser maleável e querendo ou não, tenho que admitir que o astro do rock demonstrou uma grande propensão a ceder pra ela. Então não, não houveram discussões e baixarias entre eles. Outro ponto bastante comum nas histórias da Abbi que não vemos aqui, são os incansáveis maus entendidos que culminam na separação breve do casal, felizmente não houve espaço e muito menos tempo para essas bobagens previsíveis.

Kiro e Emily é em sua maioria uma história de amor linda, uma possibilidade de redenção e felicidade plena que não se concretizou, quem acompanha a série sabe o quão doloroso é o desfecho dessa história (quem não acompanha, vai ter que ler para descobrir rs). Mas não apenas isso, lendo esse conto pude perceber que sementes boas foram plantadas e apesar de Kiro ser quem ele é atualmente, ainda conserva em si tudo que ele viveu nesse período de sua vida. Além disso, podemos vislumbrar outros personagens que permanecem até hoje na vida do rock star, dentre eles está Dean Finlay e Georgiana (vulgo víbora mãe), bem como a versão bebê do Rush, do Mase e é claro da Harlow, esses dois últimos como já se sabe são filhos do Manning.

Como apaixonada pela série que sou, nem preciso dizer que sim, amei loucamente ter acesso a mais detalhes do passado de personagens tão queridos. Confesso que ainda torço por uma reviravolta inesperada e que as coisas voltem para o devido lugar, mesmo sabendo que essa possibilidade é quase nula. Torço para que todos aqueles que com o passar dos anos aprendemos a amar e admirar consigam o seu tão sonhado final feliz. Até lá só nos resta seguir acompanhado essa história infindável e torcer para que a criatividade não falte a titia Abbi. Super recomendo aos leitores da série (que já devem ter lido) e para os indecisos, por ser curtinho esse conto trás uma boa prévia da escrita da autora, bem como da intensidade dos personagens que habitam essa série, facilitando a decisão de embarcar ou não nessa trama apaixonante.

25 comentários

  1. Olá!
    Nunca li nada da autora, apesar de já ter ouvido muita gente falar muito bem dos seus livros.
    Um dos maiores motivos para eu não ter lido seus livros é não curtir muito o gênero, mas sempre tem uma primeira vez não é mesmo?
    Pretendo ler algo dela, mas quero começar do início.
    Abs e parabéns pela resenha ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Francine,
      se você realmente quer embarcar nessa aventura que é Rosemary Beach recomendo sim que o faça pelo inicio, a história fica muito mais harmoniosa quando lida assim, mas se você realmente não curte o gênero não sei se essa é uma boa dica pra você, porque mesmo amando a série e não tendo problemas com o teor erótico bem comum, já tive meus momentos de amor e ódio e até pensei em abandonar, isso porque as histórias tendem a ficar repetitivas com o passar dos livros (já falei isso em outras resenhas), não é o caso desse que conta uma história passada a vários anos atrás, mas as novas histórias são previsíveis e dependendo do personagem só com muito amor para descer hahaha mas nada melhor do que a constatação própria para se ter certeza de algo, não é mesmo? Então, quando ler vem aqui me contar o que achou.

      Beijos!
      Obrigada por comentar.

      Excluir
  2. Ola
    Não li esse livro ainda, mas também sou apaixonada pela série, então é claro que tenho muitas expectativas a respeito deste enredo. Não tenho dúvidas sobre ser uma história de amor linda, a autora sabe mesmo como fazer um ótimo desenvolvimento né?! Impossível não se cativar pelos personagens, e isso que ainda não li, mas só suas impressões ja me deixam super motivadas.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem?
    Não sabia desse livro, apesar de conhecer a autora pelo nome!
    Adorei a idéia da narrativa, me chamou atenção mesmo sendo hot, um gênero que não curto muito.
    Dica anotada! Obrigada <3

    ResponderExcluir
  4. Olá, se não me engano eu tenho esse livro em e-book no meu app do Kindle, bom saber que você gostou, fico mais animada para ler. Eu ainda não comecei a ler a série Rosemary Beach, mas quem sabe começo por esse e não me apaixono pela escrita da autora, né? Romances do gênero e que envolvem música normalmente me agradam.

    ResponderExcluir
  5. Parei com Abbi Glines lá atrás, ainda com Blaire e Rush e não me arrependo. Muita gente diz que os livros melhoram, mas eu não quis pagar pra ver.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Olá, tudo bom?

    Apesar de sempre ouvir maravilhas nunca li nada da autora. Creio é que pelo genero que ela escreve, não chama muito minha atenção mas que bom que ama série.

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  7. Apesar de não gostar do gênero, sou dessas que precisa conferir o livro
    conhecer o autor. E a narrativa da ABBI é fluida, mas acho seus enredos são muito
    rasos. Então essa dica deixo passar.
    Bjos

    ResponderExcluir
  8. Eu conheço vários livros com essa mesma ideia e não costumo gostar muito. O mocinho meio bad boy se interessa pela mocinha inocente e blá-blá-blá. Gostei da sua indicação, mas vou passá-la no momento. Tenho procurado por histórias mais marcantes, com uma ideia diferente. Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Ooi,
    Por enquanto só li os dois primeiros livros da série mas gostei bastante. A Abbi tem uma escrita leve e viciante, gosto dos livros dela para ler em uma sentada só ahaha são ótimos para curar uma ressaca. Que bom que mesmo uma série longa como essa não decepciona!

    Corujas de Biblioteca

    ResponderExcluir
  10. Olá!
    Eu ainda não tive a oportunidade de ler essa série, mas já vi várias pessoas falando super bem dela, e sua empolgação na resenha desse conto só reforça isso. Adorei poder conferir as suas considerações, e acho que ficaria apaixonada por essa história também!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Que bom que você é apaixonada por essa série. Realmente é bom saber mais detalhes de personagens que gostamos. Tomara que você tenha a reviravolta inesperada que espera. Não li nenhum livro de Abbi Glines, mas tenho muito interesse, anotei a dica. Beijos'

    ResponderExcluir
  12. Oi!
    Eu li o primeiro livro da série Chance esse final de semana, e já fiquei morrendo de vontade de ler esse conto pra saber mais da história do Kiro, pois antes desse livro eu não imaginava que ele seria tão doce com a mãe da Harlow, e as revelações bombásticas desse livro me deixaram em prantos.
    Muito bom saber que é mais um casal por quem vou me apaixonar, a editora bem que podia publicar em físico esse livro também né, nem que fosse bem fininho mesmo

    ResponderExcluir
  13. Oi! Preciso dizer que assim como você eu estou adiando essa leitura, mas sua resenha acaba de me deixar bem propensa a mudar de opinião. Essa série é maravilhosa e sou apaixonada pela escrita da Abbi, mas como são muitos e geralmente espaçados eu acabo não acompanhando fielmente. Tanto que nem tinha me tocado que se tratava do Kiro o rockstar :o Agora que conheci, achei bem interessante, mesmo sendo clichê ele se apaixonar por ela e tudo mais... mas tenho certeza que ela irá fazer algo para tornar a história única e apaixonante. Realmente é muito amor e é impossível não se envolver na história, prevejo já eu me envolvendo e sofrendo demais, mas por um bom livro vale a pena! Vai ser lançado mais um pela Arqueiro agora, você viu?! Estou bem ansiosa para conferir.
    Um beijo
    www.brookebells.com

    ResponderExcluir
  14. Oie! Tudo bem?

    AMO demais essa série e esse conto, não esperava encontrar o que encontrei nele, foi uma surpresa muito agradável a história do Kiro e da Emely e agora que a série está chegando ao final está me batendo uma tristeza, mas com certeza a Abbi fechará a série com chave de ouro!

    Bjss

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Ainda não tive a oportunidade de ler essa série, mas já li outros livros da autora.
    O que mais gostei e que pude conhecer da estória é que é um amor que começa através de uma amizade. E isso faz com que realmente não haja espaço para briguinhas bobas.
    Gostei bastante de conhecer um pouco da Emilye do Kiro, pela suas impressões.
    Espero gostar tanto desses dois livros quanto gostei dos outros.

    ResponderExcluir
  16. Olá Delmara,
    Da série principal, li a subsérie Sem Limites e, bem, gostei do que encontrei apesar de ser mais do mesmo, sabe? Fiquei curiosa com relação a esse livro, pois a história parece ser muito bonita e os personagens encantadores.
    Há um tempo perdi a vontade de ler os livros dessa série, mas voltei a ter vontade de ler.
    Dica anotada.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  17. Oie, tudo bem? Nossa, se tem um gênero que fujo é esse. quando vejo esse tipo de capa já viro a cara. Já li alguns do gênero e não gostei nem um pouco, por isso tenho minhas ressalvas. No seu caso, você curte, aí já tá aberta pra esse tipo de leitura. E fico extremamente feliz que o livro tenha vindo de encontro com suas expectativas.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  18. Oie...
    Tenho um pouco de ressalvas com esse gênero, mas, como você relatou ser uma linda história de amor me animou bastante! Amei seus comentários também e espero poder conferir e gostar tanto da série como você.
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Olá, tudo bem?
    Adoro essa série, mas ainda não tive a oportunidade de ler esse, amei sua resenha, me deixou mais curiosa!
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  20. Sempre li resenhas positivas sobre as obras dessa autora, mas nunca li nenhum livro dela. Não consigo ser capturada pelo enredo, não é muito meu estilo, acredito. Não gosto dessa coisa de cara garanhao que vai em cima de uma mulher que não é como as outras por ela ser inocente e coisas assim.

    Os clichês são bons... Mas o livro dessa autora parecem ser só isso

    Mas fico feliz que o livro tenha alcançado suas expectativas!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  21. Olá, tudo bom?

    Sempre ouço resenhas bem positivas sobre os livros da autora, mas nunca li nada dela. Já li livros eróticos mas hoje em dia o tema não chama tanto minha atenção. Fico feliz que tenha gostado do livro, quem sabe um dia eu não atraio por esse gênero né?

    Beijos:*

    ResponderExcluir
  22. Olá Delmara,

    Já ouvi falar muito dessa série e dessa autora, mas não sou fã de livros hot, e esse parecia que entra naquele clichesão de sempre: o menino bad boy e a menina super certinha que se apaixonam, mas a medida que fui lendo sua resenha fiquei super interessada sobre esse desfecho, eu nunca li nenhum livro dessa série e não sei qual é esse final.... Acho que agora vou ter que ler para saber...

    Beijos e obrigada pela resenha...
    http://floraliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  23. Olá!
    Dou completamente apaixonada pelos livros da Abbie
    Este ainda não tive a oportunidade de ler.mas farei isto o mais rápido possível.
    Amei tua resenha e os pontos destacados
    Vou colocar para meu conto na frente dos outros livros.porq amo livros clichês rsrs

    ResponderExcluir
  24. Oi! Nunca tinha ouvido falar desses livros, mas achei a premissa bem interessante. A gente tende a acreditar que os 'deuses da música' não são pessoas como nós, com amores, frustrações e outras coisas ruins na vida. Uma boa narrativa que nos mostre como os bastidores dos holofotes podem ser frustrantes faz bem. Gostei da história, vou colocar na minha listinha.
    Obrigada pela dica e beijos!

    ResponderExcluir