13 de janeiro de 2017

[Resenha] Dois irmãos - Fábio Moon e Gabriel Bá

Hey peoples!
Dois irmãos grafic novel é a adaptação da obra homônima de Milton Hatoum, pelos quadrinhistas Fábio Moon e Gabriel Bá. Atualmente também é possível acompanhar a trama que foi produzida como minissérie televisiva e está sendo transmitida pela rede globo, o projeto comandado por Luiz Fernando Carvalho, é considerado uma adaptação extremamente fiel a obra literária.

Título Original: Dois irmãos
Autor (a): Fábio Moon e Gabriel Bá
PublicaçãoQuadrinhos na Cia (Cortesia)
ISBN: 9788535908336 | Skoob
Gênero: HQ
Ano: 2015
Páginas: 232
Minha avaliação: 5/5★
Um dos livros mais importantes da literatura brasileira contemporânea, Dois irmãos vem, desde seu lançamento há quinze anos, conquistando novas gerações de leitores. E foi com o mesmo entusiasmo desses leitores que Fábio Moon e Gabriel Bá embarcaram na missão de adaptar o romance de Milton Hatoum para uma graphic novel. Entre os mais premiados da última década, os irmãos quadrinistas vêm igualmente arrebatando fãs e trazendo uma verdadeira legião de leitores às HQs. Suas obras foram publicadas em diversos países, atravessando fronteiras culturais e políticas. Ao mesmo tempo que preserva a força narrativa de Hatoum, esta adaptação evidencia o talento de Bá e Moon na construção de histórias que alternam entre a tragédia, a delicadeza, a brutalidade e o humor. No traço deles, a vida dos gêmeos Yaqub e Omar ganha novos contornos épicos.
Por volta de 1914 Manaus estava repleta de imigrantes libaneses, sírios e judeus marroquinos. E na condição de imigrante libanês Halim viu-se apaixonado por aquela que seria a dona de seus dias. O intervalo que se deu entre conhecer, se encantar e desposar Zana pode ser considerado deveras curto, mas Halim nunca duvidou de que precisava (apenas) dela para que sua felicidade fosse completa, Zana no entanto queria mais, e contrariando os desejos do marido concebeu os gêmeos Yaqub (primogênito) e Omar. Não há uma explicação lógica para a devoção ilimitada que a jovem mãe desenvolveu para com o caçula, ela o adorava de todas as formas possíveis e por isso, mesmo que inconscientemente diversas vezes preteriu Yaqub em prol do irmão.