24 de junho de 2017

[Fora dos livros] O espaço entre nós

Hey peoples!
Já faz um tempão que estou querendo assistir esse filme, mas como não sou lá muito adepta de frequentar as badaladas salas de cinema da minha cidade (odeio o frio e o barulho que os mau educados fazem), costumo esperar sair em dvd ou a deusa do streaming disponibilizar. Nesse caso, já está disponível na Netflix, a deusa supracitada, então corre para conferir porque o filme é muito, mas muito amorzinho mesmo. Ah! Só um adendo breve, quando resolvi comentar sobre filmes e séries aqui no blog, tinha em mente falar apenas sobre as adaptações literárias, nunca passou pela minha cabeça mudar o perfil exclusivamente literário do blog, mas acabou de acontecer pessoal, não foi proposital nem nada do tipo, eu apenas gostaria de poder compartilhar com vocês essas minhas outras boas descobertas, apesar disso o foco principal é e sempre será os livros.

THE SPACE BETWEEN US
Lançado: 30 de março de 2017
Duração: 2h 01min
Elenco:  Asa Butterfield, Britt Robertson, Gary Oldman
Gênero: Romance
Avaliação: 4/5 🎬 

Uma equipe de astronautas embarca em uma viagem futurista em direção a marte, o objetivo é provar que o planeta vermelho é habitável, porém algo inesperado acontece, durante o percurso a comandante da tripulação se descobre grávida e dá a luz ao chegar no destino em questão. Diante da impossibilidade de um bebê suportar a viagem de volta a terra e do impacto negativo que esse deslize causaria ao projeto, Gardner é criado em segredo em solo marciano durante dezesseis anos. Já na adolescência o garoto extremamente inteligente e curioso, sente a necessidade de encontrar o pai que nunca conheceu, conhecer a terra e finalmente viver o amor ao lado de Tulsa, a garota por quem desenvolveu uma grande amizade e com quem se comunica pela internet. A partir desse desejo tem inicio uma das histórias espaciais mais românticas e emocionantes que já assisti na vida. Preciso deixar registrado que diferente do que pode-se imaginar o enredo não foca no elemento ficção científica, o que me agradou bastante já que sou do tipo que curte um bom romance adolescente, então acredito que o longa irá agradar muito mais aos românticos que estão em busca de um drama leve e envolvente do que os amantes de tecnologias e histórias espaciais bem elaboradas. Então se a sua vibe é suspirar enquanto se encanta com uma trama apaixonante, chega mais e vem conhecer as batalhas diárias de Gardner e Tulsa em O espaço entre nós.

Antes de começar a falar sobre as minhas impressões recomendo que dê um atençãozinha para essa playlist maravilhosa, como trata-se da trilha oficial também estão inclusos os efeitos sonoros da trama (super calmantes), e admito que não são muitas as músicas cantadas disponíveis, mas da pra curtir bastante, principalmente se você gosta de relaxar ouvindo instrumental. 

Destaque especial para Need the sun to break, que acabei de descobrir e já amo EVER.

22 de junho de 2017

[Resenha] Quinze dias - Vitor Martins

Oi pessoas!
Eu acabei de concluir a leitura desse livro e ainda estou com aquela sensaçãozinha de satisfação dentro de mim. Quinze dias, é meu primeiro contato com a literatura LGBT, sempre tive muita vontade de conhecer algum livro do tipo e apesar de vários lançamentos seguindo essa linha terem saído nos últimos anos nunca tive uma oportunidade real de conhecê-los, ou talvez tenha tido e não dei a devida atenção, vai saber, né? O fato é que finalmente eu li e - pausa para o clichê - como eu me arrependo de não ter feito isso antes. Gente sério mesmo, esse livro é maravilhoso e agora eu vou compartilhar isso com o mundo hahaha tá eu sei que muita gente já conhece, mas não faz mal eu vou falar assim mesmo, então senta ai que lá vem muito amor.

Título Original: Quinze dias
Autor (a): Vitor Martins @vitormrtns
Publicação: Globo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525063151 | Skoob
Gênero: LGBT
Ano: 2017
Páginas: 208
Avaliação: 4/5★
Felipe está esperando esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai botar em prática. Mas as coisas fogem um pouquinho do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele não voltam de uma viagem. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.
Felipe é um garoto tímido e pouco sociável, não possui amigos e vive recluso a uma rotina mórbida porém segura, isso se deve principalmente a extrema baixa auto estima que ele possui devido ao seu sobrepeso, somado a isso temos o bullying diário que ele vem sofrendo na escola desde a infância e que o tornou ainda mais solitário. Depois de tanto ouvir barbaridades e insultos sobre a sua forma física ele acabou absorvendo e acreditando que por ser gordo ninguém nunca iria querê-lo por perto. Então o fato dele ansiar desesperadamente por se ver livre das agressões gratuitas sofridas durante o período letivo é mais do que compreensível, não é mesmo? As férias trazem o passaporte para a liberdade tão ansiada, Felipe estava pronto para desfrutar da rotina tranquila e preguiçosa programada para as tão sonhadas férias quando descobre que nada será como o esperado, já que Caio o vizinho do 57 irá passar quinze dias em sua casa enquanto os pais dele estão em uma viajem. Inseguro ele entra em desespero porque nem em mil vidas ele teria sequer cogitado a possibilidade de ficar duas semanas sob o mesmo teto que sua paixonite de infância, com quem ele não interage a vários anos. Esses podem vir a ser os quinze dias mais desastrosos e traumatizantes da vida de Felipe, ou será que o destino está dando uma forcinha para ele finalmente assumir as rédeas da sua vida?

20 de junho de 2017

[Resenha] A rebelde do deserto - Alwyn Hamilton

Olá personas!
Vamos falar de fantasia? Acredito que não seja muito difícil notar que este não é o meu gênero preferido, apesar disso estou sempre aberta a novas possibilidades e devido aos inúmeros comentários positivos a cerca desse livro resolvi não me privar mais e finalmente conhecer a história de Amani. A rebelde do deserto foi uma grata surpresa que quero compartilhar com vocês, mesmo sabendo que já estão carecas de conhecer essa história. O fato é que eu gostei de descobrir mais uma obra incrível que me fez querer ler ainda mais livros do tipo e por essas e por outras quero contar pra vocês minhas impressões e constatações. Deem só uma olhada!

Título Original: Rebel of the Sands
Série: A rebelde do deserto #01
Autor (a): Alwyn Hamilton @alwynfjh
Publicação: Seguinte (Cortesia)
ISBN: 9788565765992 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 283
Avaliação: 3/5★
O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.
Após a morte prematura dos pais Amani se viu obrigada a ir morar com a família de uma das tias, fato não muito bem quisto pela jovem, já que a convivência com os parentes em questão não é das melhores. Para piorar a tortura diária ela se vê na iminência de um casamento arranjado e extremamente indesejado cujo pretendente é ninguém mais ninguém menos que o marido da bendita tia, que vê no interesse do conjugue pela garota mais um motivo para odiá-la. Com isso se torna meio óbvio que os dias de Amani em Vila da Poeira estão contados, ela precisa fugir o quanto antes, mas como uma mulher, pobre e órfã poderia atravessar o deserto impiedoso habitado por criaturas místicas e fatais? A oportunidade surge quando um forasteiro chega a sua pequena e isolada cidade, e trás com ele além de muito perigo e confusão a unica oportunidade que ela poderia ter para finalmente alcançar a sua tão sonhada liberdade.

18 de junho de 2017

[Resenha] A chama dentro de nós - Brittainy C. Cherry

Olá pessoas!
Finalmente li o segundo livro da série Elementos, um livro maravilhoso que mexeu comigo como poucos foram capazes. Ler A chama dentro de nós nesse momento, foi doloroso porém inspirador, me levou as lágrimas uma quantidade considerável de vezes, me encantou e envolveu por completo e por fim me mostrou que tudo depende do ponto de vista de quem lê, porque estou falando isso? É simples, li várias resenhas que destacam pontos "negativos" na história, pontos esses que arremetem justamente as situações que mais me comoveram durante toda a trama, respeito todas as opiniões divergentes, mas peço licença para contar essa história do meu ponto de vista. Não se sintam induzidos a nada, só me deem uma chance de mostrar que não existe apenas uma forma de enxergar o mesmo fato. Prontos? Então chega mais.

Título Original: The Fire Between High & Lo
Série: Elementos #02
Autor (a): Brittainy C. Cherry @BrittainyCherry
Publicação: Record (Cortesia)
ISBN: 9788501109484 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2017
Páginas: 350
Minha avaliação: 5/5★
Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles
Logan teve uma vida difícil, em parte porque pessoas importantes dificultaram as coisas pra ele desde muito cedo, filho de um traficante perigoso e uma viciada em drogas ele desfrutou muito pouco do amor parental, seu maior porto seguro sempre foi Kellan, o meio irmão mais velho que vivia com o pai biológico, mas que nunca abandou Logan e a mãe, sempre esteve lá para eles e acabou se tornando o grande exemplo e herói do nosso protagonista. Devido a vida difícil Logan tornou-se um homem cético quanto as suas capacidades e possibilidades, deixou de acreditar ser merecedor de qualquer coisa boa na vida, então conhecer Alyssa foi na sua concepção um prêmio não merecido. Ela o encantou desde o primeiro contato, uma jovem amável e paciente que parecia não se importar com o fato dele estar aos pedaços. Não demorou muito para que uma grande amizade surgisse, ele sabia que não devia trazê-la para sua vida e tampouco se encaixaria no mundo da garota, mas ela era a luz no fim do túnel que ele acreditava não ser digno ou não esperava encontrar jamais, ela era o oxigênio que tornava possível a chama dentro dele continuar queimando e para ela, Logan ia além das palavras não faladas, ele era fogo, e ela estava pronta para se deixar aquecer ou consumir.

16 de junho de 2017

[Resenha] A distância que nos separa - Kasie West

Oie cariños!
Já conhecem os livros da Kasie West? Se sim, da cá um abraço porque fazemos parte da "mesma tribo", se não, vocês precisam urgentemente dar uma chance e eu recomendo que comecem por este aqui. Quem leu minha resenha de Namorado de Aluguel sabe o quanto eu sou apaixonada pela escrita dessa mulher, mas A distância que nos separa acaba de subir o nível desse amor roxo que sinto pelas narrativas despretensiosas desse achado da literatura Jovem adulto. Sem exageros, porque não curto esse lance, mas eu estou desesperadamente em abstinência, nenhuma história que peguei depois dessa pareceu me envolver ou agradar o suficiente o que me fez amaldiçoar a autora por essas míseras duzentos e quarenta páginas (perdão Kasiezinha). Mas chega de falatório e vamos ao que realmente interessa, senta ai porque preciso falar desse livro.

Título Original: The Distance Between Us
Autor (a): Kasie West @KasieWest
Publicação: Verus (Cortesia)
ISBN: 9788576865896 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2017
Páginas: 240
Minha avaliação: 5/5★
Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?
Antes de tudo quero deixar claro que apesar de todo meu amor pela escrita da West, comecei essa leitura bem receosa, afinal o ponto central da trama é o "preconceito reverso"? Fiquei um pouco incomodada com essa ênfase toda nas posses do garoto, e nas primeiras páginas é bem isso que encontramos. Caymen tem sim um certo preconceito com pessoas ricas, ela acredita que pessoas com condições financeiras elevadas são naturalmente esnobes e fúteis, o mais incômodo disso tudo é que poucas foram as experiências negativas que ela teve de fato com esse grupo específico de privilegiados. Por ser - "pobre", não quero ser negativa então vamos usar de origem humilde (viu? uma forma preconceituosa de se referir a dois opostos) - de origem humilde, Caymen tem muito pouco contato com a nata da sociedade, as raras vezes que ela interagiu com alguém do tipo foi na posição de atendente enquanto ajudava a mãe da loja de bonecas. Fora isso, a raiz das más definições tem origem antiga, e não nasceram por acaso, ao contrário disso foram plantadas lá pela amargura da mãe e cultivadas durante muitos anos.

14 de junho de 2017

[Resenha] Kiro e Emily - Abbi Glines

Hey personas!
Então eu finalmente li esse livro, adiei a leitura o máximo que eu pude para poder dar oportunidade a outras publicações, mas quando finalmente me rendi a essa trama, a vontade de correr e falar a repeito foi incontrolável. Os livros da duologia Chance nos apresentou a história de vida de Harlow Manning e com ela pudemos ter um vislumbre, mesmo que breve de um dos maiores dramas vividos por seu pai Kiro, fato que sem sombra de dúvida contribuiu significativamente para que os olhos dos leitores da série se voltassem sedentos para o livro Kiro e Emily, onde tudo ou pelo menos quase tudo a respeito do grande amor da vida do astro seria revelado, e posso garantir que a história é tão bela quanto trágica, então senta que lá vem drama.

Título Original: Kiro's Emily
Série: Rosemary Beach #9.5
Autor (a): Abbi Glines @AbbiGlines
Publicação: Arqueiro (Acervo pessoal)
ISBN: 9788580416107 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2016
Páginas: 117
Minha avaliação: 4/5★
Em "A primeira chance" descobrimos que a mãe de Harlow foi a única mulher que mudou a vida de Kiro. A única mulher que ele amaria para sempre. Kiro sempre amou um bom desafio, mas nem toda garota quer se envolver com um deus do rock. Especialmente essa garota. Ele a deixou ir naquela noite, mas ele nunca se esqueceu dela. E quando eles se encontraram novamente, ele prometeu não desistir tão facilmente de novo. À medida que o mundo adorou Kiro, ele veio para adorar a garota, que se tornou tudo o que ele nunca soube que precisava. A única garota que ele iria amar. Sua Emily.
O ano é 1992, Kiro Manning, vive uma vida regrada a álcool, drogas e mulheres. Vocalista da lendária banda de rock Slacker Demon, ele tem acesso a tudo o que o dinheiro e a fama pode lhe proporcionar, sendo assim quando ele vê uma jovem deslumbrante em uma de suas festas e sente-se atraído por ela, da a conquista como certa, afinal ninguém diz não a ele. Mas para surpresa do bad boy, Emily não é como as mulheres com as quais ele está acostumado a lidar, dotada de uma inocência escancarada a jovem deslumbrante é tudo menos "mais uma para se levar para cama" e mesmo constatando isso ele não consegue tirá-la da cabeça. O tipico clichê do lobo se apaixonando pelo cordeiro. A questão é: O cordeiro também está interessado pelo lobo. 

12 de junho de 2017

Lançamentos: Grupo Editorial Record | Junho/2017

Oie peoples!
A postagem de hoje foi feita especialmente para você que assim como eu não aguenta ver um lançamento e já está adicionando novos títulos a lista de desejados. Como de costume esses não são todos os títulos lançados pela editora esse mês, (é isso mesmo, ainda tem outros) mas são os lançamentos que mais me chamaram a atenção e que eu pretendo ler por algum motivo, não se preocupem pois minhas razões de escolha estão perfeitamente descritas abaixo de cada sinopse. Acredito que não deixei claro na última postagem o que de fato me levou a aderir essa nova forma de postagem, então segue uma breve explicação.

10 de junho de 2017

[Resenha] Boston Boys - Giulia Paim

Hey amorecos!
Vamos a mais uma resenha super legal que eu deveria ter trazido a séculos para vocês. Ano passado Boston Boys ganhou uma segunda edição maravilhosa, e foi através de cores vibrantes e detalhes apaixonantes que conheci a história de Ronnie e como ela passou a conviver com os integrantes da boy band sucesso do momento. Conhecer o trabalho da Giulia através dessa trama super fofa e gostosa de ler foi um prazer imenso que quero muito compartilhar com vocês. Então come on!

Título Original: Boston Boys
Série: Boston Boys #01
Autor (a): Giulia Paim @giuliappaim
Publicação: Globo alt (Cortesia)
ISBN: 9788525062376 | Skoob
Gênero: Infantojuvenil
Ano: 2016
Páginas: 360
Avaliação: 3/5★
O sonho de toda adolescente se realizou para Ronnie Adams: o maior astro pop da TV foi morar na casa dela. Ela deveria estar vibrando, como qualquer garota normal, mas na verdade está odiando a ideia. Ela não vê a menor graça em Boston Boys, programa sobre a vida de três integrantes de uma boyband, e acha os garotos uns babacas. De fato, Mason McDougal se acha o máximo e está acostumado a ser recebido sempre por meninas histéricas, por isso não faz o menor esforço para ser simpático. Tendo que lidar com o egocentrismo do garoto, além da perseguição de fãs ciumentas, a vida de Ronnie vira de cabeça para baixo. Agora ela terá que se acostumar com a stalker n° 1 dos garotos plantada em seu gramado, frequentar festas glamorosas e lidar com paparazzis, resolver uma guerra de fofocas online e até fazer uma viagem internacional. Em meio a tantas novas aventuras, Ronnie se envolve cada vez mais com os Boston Boys e percebe aos poucos que, no mundo da fama, nem tudo é o que parece ser.
Ronnie nunca conseguiu entender o que todas as garotas de sua idade veem nos integrantes da Boston Boys, a boyband do momento. Se já não bastasse ter que conviver diariamente com os surtos apaixonados de sua irmã caçula e mega fã da banda, Ronnie vê sua vida desmoronar (pausa para o drama adolescente), quando sua mãe inesperadamente revela ter abandonado a pacata vida de analista de sistemas, para se tornar nada mais nada menos que a produtora da série Boston Boys - protagonizada pelos integrantes da banda homônima -, mas não apenas isso, Mason, um dos componentes da banda está chegando de mala e cuia para morar na casa da garota. E é assim que a tempestade se instala de vez na rotina diária da adolescente, isso porque Mason se mostra um garoto irritante, cheio de si e muito, mas muito folgado mesmo. Além disso a vinda do jovem astro para a vida da menina acarreta em situações inusitadas e deveras incômodas que sem alternativas ela terá que lidar.

8 de junho de 2017

[Resenha] A garota dele - Simone Elkeles

Hey, como vão?
Espero que todos bem. Hoje irei falar de um livro que transborda amor, A garota dele é o segundo livro da série Amor em Jogo de Simone Elkeles, já adianto que cada livro trás um casal diferente e apesar de estarem ligados (pelo menos esses dois primeiros estão) podem ser lidos fora da ordem, eu por exemplo não li o primeiro "ainda" e não tive problema algum durante a leitura desse, já que não há spoilers da história anterior. Dito isso, convido-os a lerem essa resenha e se apaixonarem por essa história.

Título Original: Wild Crush
Série: Amor em jogo #02
Autor (a): Simone Elkeles @SimoneElkeles
PublicaçãoGlobo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525062284 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2016
Páginas: 304
Avaliação: 5/5★
Victor Salazar tem má fama no colégio por causa das brigas em que se envolve e por suas notas baixas. À parte as impressões superficiais, Victor tem um bom coração e está sempre tentando proteger as pessoas que ama. Filho de mexicanos, o garoto não tem uma boa relação com o pai e vive com o dilema angustiante de ser apaixonado por Monika, a namorada de seu melhor amigo Trey. Inteligente e educado, Trey parecia ser o par perfeito para Monika, mas assim que o terceiro ano começa, ele deixa o namoro em segundo plano para se dedicar às missões de se tornar o primeiro da classe e vencer o campeonato estadual de futebol. O relacionamento dos dois começa a esfriar e alguns acontecimentos surpreendentes vão aproximar Monika do “bad boy” Victor.
Victor se apaixonou perdidamente no instante em que pôs os olhos em Monika, dois anos atrás. Ela era tudo o que ele sempre quis, mas Trey, seu melhor amigo também a viu e ele certamente seria um namorado melhor que o bad boy que estava sempre se metendo em confusão, então Vic recuou e deixou que Trey e Monika se entendessem. Dois anos depois, no entanto, ele continua perdidamente apaixonado por Monika, agora namorada de Trey e apesar de tentar desesperadamente reprimir esse sentimento, ele parece ficar maior a cada instante. Vic está ciente de que nunca poderá ter a garota de Trey, mas ainda assim não consegue evitar o amor crescente que sente por ela. Quando o namoro dos sonhos começa a desandar, Victor está lá para ajudar o amigo a manter tudo nos trilhos, mas a crise que se abate sobre esse relacionamento é o menor dos dramas nessa história.

6 de junho de 2017

Layout 4.0

Ooooi!
Quem mais está apaixonado pelo novo layout do blog? Eu estou suspirando e babando por cada detalhe, vocês não tem noção de como estou feliz em poder concretizar mais um sonho para o Nosso Mundo Literário. O blog está fazendo quatro anos e meio e esse é o nosso quarto Layout oficial, cada um marcou um momento especial e com esse não será diferente, podem apostar. Assim como o layout anterior, este vem recheado de mudanças significativas. Chega mais e deixa eu te apresentar as novidades.

4 de junho de 2017

[Resenha] O jogo - Elle Kennedy

Hello peoples!
Estamos chegando ao final dessa série maravilhosa e eu não consigo evitar a dubiedade de sentimentos que esse momento me faz sentir. A cada livro que leio amo mais e mais a Elle, êta escritora "arretada de boa", não tenho o que reclamar das histórias dela, ao contrário disso me rasgo em elogios, tantos que já nem sei mais como prestigiá-la sem parecer repetitiva. Por outro lado, logo logo não vou poder conhecer novas histórias sobre meu quarteto favorito, os meninos estão saindo da faculdade, a série está no finalzinho e eu já estou com muitas saudades mesmo. Queria tanto poder prolongar isso, mas sei que esse desejo é uma faca de dois gumes, afinal sempre ouvi dizer que menos é mais, né? Vai que a Kennedy prolonga o negócio e bagunça tudo... Então, deixemos as divagações para um outro momento e vamos logo falar de O jogo, o livro que superou todas as minhas expectativas.

Título Original: The Goal
Série: Amores improváveis #03
Autor (a): Elle Kennedy @ElleKennedy
Publicação: Paralela (Cortesia)
ISBN: 9788584390571 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2017
Páginas: 343
Avaliação: 5/5★
Talentoso, inteligente e festeiro, Dean Di Laurentis sempre consegue o que quer. Sexo, notas altas, sexo, reconhecimento, sexo… É sem dúvida um galanteador de primeira, e ainda está para encontrar uma mulher imune ao seu charme descontraído e seu jeito alegre de encarar a vida. Isto é, até ele se envolver com Allie Hayes. Em uma única noite, essa jovem atriz cheia de personalidade virou o mundo de Dean de cabeça para baixo. E agora ela quer que eles sejam apenas amigos? Dean adora um desafio, e não vai medir esforços para convencer essa mulher tão linda quanto teimosa de que uma vez não é suficiente. Mas o que começa como um simples jogo de sedução logo se torna a experiência mais incrível e surpreendente de sua vida. Afinal, quem disse que sexo, amizade e amor não podem andar de mãos dadas?
A vida de Dean Di Laurentis é perfeita, ele possui pais maravilhosos, irmãos amorosos, saúde e fortuna em abundância, é extremamente lindo e popular e mais um milhão de coisas que você imaginar. Ele sempre teve tudo e todas que quis, com seu charme e conversa fiada ele já conquistou incontáveis corações "avisados", afinal ele não pretende se comprometer com nenhuma de suas conquistas e sempre procura deixar isso claro. Mas toda a descontração da vida fácil do rapaz vai por água abaixo quando ele ousa se envolver com a melhor amiga de Hannah, até então proibida para ele. Allie Hayes está determinada a não se envolver de forma alguma com o cara mais galinha da faculdade, primeiro porque ela não curte casos amorosos, ela precisa da boa e velha estabilidade de um namoro e segundo, porque ela acabou de terminar um relacionamento de três anos que apesar de não estar lhe fazendo bem, era importante. Então não, ela não iria fazer sexo casual com o descarado do Dean, claro que essa determinação será posta a prova, Di Laurentis adora um desafio e irá usar até a última gota de seu charme e poder de convencimento para mostrar para essa garota linda que a existência de apenas uma amizade entre eles é algo fora de questão.  

2 de junho de 2017

[Seriando] Chesapeake Shores

Olá pessoas!
Eu havia preparado uma resenha a que deveria ter ido ao ar hoje, mas ontem terminei de assistir essa série MARAVILHOSA (assim mesmo em caixa alta porque ela é incrível) e resolvi colocar pra fora todo o encantamento que está guardado dentro de mim. Então vamos lá, Chesapeake Shores foi baseada na série de livros homônima da aclamada escritora Sherryl Woods, infelizmente tais obras não foram publicadas no Brasil "ainda" (torço para que alguma editora enxergue o potencial dessa história e a traga pra nós o mais breve possível). A série está disponível na Netflix desde março, e até o momento conta com uma temporada composta de dez episódios, um mais magnífico que o outro diga-se de passagem. Antes de prosseguir já quero deixar registrado que a segunda temporada já foi confirmada e deve estar disponível no exterior ainda esse ano, oremos para que assim seja. Gostaram do que leram até aqui? Esperem só até ver o que eu ainda tenho pra falar. Come on peoples!

31 de maio de 2017

[Resenha] Mau começo - Lemony Snicket

Olá personas!
Como estão todos? Espero que bem, porque eu estou maravilhosa! Sabe quando você traça uma meta e depois que cumpre, você dobra a meta? HAHAHA Pois eu estou desse modelo, pense numa menina feliz por finalmente estar conseguindo colocar os posts em dia. Óbvio que ainda não alcancei a excelência almejada, mas creio que se continuar nesse ritmo logo logo chegarei lá (otimismo sempre). Sem mais delongas vamos ao que interessa. Mau começo é o primeiro livro da série Desventuras em série e foi publicado no exterior a mais de dezoito anos, no Brasil o livro que já havia sido publicado pela ed. Seguinte em 2001, ganhou um box bafônico (contendo os doze livros da série) ano passado, mesmo ano aliás em que a Netflix lançou uma série homônima inspirada na trama. Eu já havia assistido o filme a muito tempo e não me lembro de ter gostado tanto assim, a série não funcionou pra mim (falarei mais a respeito em um outro post), mas o livro ai já é outra história, quer saber? Então chega mais.

Título Original: The Bad Beginning
SérieDesventuras em série #01
Autor (a): Lemony Snicket @lemonysnicket
Publicação: Seguinte (Cortesia)
ISBN: 9788535900941 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 149
Avaliação: 4/5★
Mau Começo é o primeiro volume de uma série em que Lemony Snicket conta as desventuras dos irmãos Baudelaire. Klaus, Sunny e Violet, são encantadores e inteligentes, mas ocupam o primeiro lugar na classificação das pessoas mais infelizes do mundo. De fato, a infelicidade segue os seus passos desde a primeira página, quando eles estão na praia e recebem uma trágica notícia. Esses ímãs que atraem desgraças terão de enfrentar, por exemplo, um gosmento vilão dominado pela cobiça, um incêndio calamitoso, roupas que pinicam o corpo e mingau frio no café da manhã. É por isso que, logo na quarta capa, Snicket avisa ao leitor: "Não há nada que o impeça de fechar o livro imediatamente e sair para uma outra leitura sobre coisas felizes, se é isso que você prefere".
Eis que conhecemos os irmãos Baudelaire, três crianças extremamente precoces e articuladas que detém uma inteligência espantosa e uma má sorte comovente. Já no inicio da leitura somos alertados pelo próprio autor de que esta não é uma história feliz, muito pelo contrário, como o próprio título da série sugere essa é uma trama fundamentada pelas desventuras desses três coitados que são obrigados a vivenciar diversas situações infelizes.

29 de maio de 2017

[Resenha] A menina dos olhos molhados - Marina Carvalho

Hey peoples!
Já faz um tempo considerável que não sei qual o gostinho de realizar uma resenha assim que a leitura é finalizada, com a loucura que minha vida estava sendo nos últimos meses havia virado rotina só conseguir aparecer por aqui vários dias após a leitura, mas como já tinha dito no último post as coisa só tendem a melhorar. Pois bem, dito isso quero falar um pouquinho desse nacional que acabei de ler e que deu o que falar, desde o anuncio de sua criação A menina dos olhos molhados vem arrebatando os corações dos fãs da escritora Marina Carvalho. Que a história já é conhecida todos sabem, mas quem resiste a versão Bernardo dos fatos, hein? Se você ainda não conhece a história do Bê e da Rafa chega mais que eu te conto tudo (ou quase tudo).

Título Original: A menina dos olhos molhado
Autor (a): Marina Carvalho @maricarvalho_01
Publicação: Globo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525062079 | Skoob
Gênero: Chick-lit
Ano: 2016
Páginas: 296
Avaliação: 3/5★
Bernardo é jornalista por vocação: curioso, comprometido e muito bom com as palavras. Trabalha há anos em um importante jornal da cidade e suas matérias investigativas são sempre elogiadas. Ele só tem uma limitação... Odeia trabalhar em equipe. Há alguns anos, Bernardo sofreu com uma grande decepção amorosa, o que contribuiu para o seu jeito fechado e antipático. Por isso a incumbência de levar Rafaela – a nova estagiária do jornal – para todos os lugares é como o inferno para ele. Bernardo não perde nenhuma oportunidade de evitá-la, mas Rafa, além de ser uma jornalista extremamente talentosa, não engole desaforo. Com o passar dos dias, Bernardo percebe que não conseguirá seguir seu plano de ignorar a estagiária, muito menos todos os sentimentos que ela desperta nele. Entre reportagens intrigantes e perigosas, eles vão descobrir que têm muito mais em comum do que a imensa paixão pelo jornalismo...
Na caminhada da vida, Bernardo teve que lidar com os mais diversos obstáculos, enfrentar o divórcio dos pais ainda na adolescência foi um baque duro que ele teve que superar, mas seguir em frente não trouxe apenas coisas boas para o rapaz, ainda na faculdade ele se viu preso a um relacionamento abusivo devastador - porque sim, homens também passam por isso -, esquecer a dor causada por uma ex-namorada louca não é nem de longe uma opção, essa é uma ferida aberta que tornou o jovem cético e desconfiado, quando o assunto é relacionamento. Por outro lado Bê não tem medo de se entregar por inteiro ao trabalho, com alma de jornalista Bernardo possui uma carreira promissora e desempenha sua função com esmero na redação onde trabalha. Mas como toda história que se preze essa também apresenta suas reviravoltas, que no caso diz respeito a vida profissional do nosso narrador, que se vê do dia para noite obrigado a orientar a mais nova estagiária do jornal.

27 de maio de 2017

[Fora dos livros] Antes que eu vá

Olá pessoas!
Pensei em fazer um post específico para o recadinho a seguir, mas serei breve... Nos próximos dias vocês me terão mais presente por aqui (postagens em dias alternados, se Deus quiser), não posso prometer que será como antes, pois como quase todos sabem tenho um filhinho de quase dois aninhos que demanda muita atenção, mas como pedi demissão do emprego que estava sugando minha essência, acredito que dias melhores virão (não para as minhas finanças hahah). Ah! E tem layout novo saindo do forno, logo logo isso aqui vai estar com uma cara mais decente, esperem e ão de ver. Dito isso, vamos as minhas impressões a respeito de Antes que eu vá, assisti o filme a alguns dias e já adianto que gostei bastante e lembrando que não trata-se de uma crítica, são alguns pontos que me chamaram a atenção principalmente na história em si.  

BEFORE I FALL
Lançado: 18 de maio de 2017
Duração: 1h 38min
Elenco: Zoey Deutch, Halston Sage, Elena Kampouris
Gênero: Drama
Avaliação: 3/5 🎬

Antes que eu vá foi baseado na obra homônima de Lauren Oliver, também autora da trilogia Delírio (sucesso de público), ambos publicados no Brasil pela Ed. Intrínseca. A trama nos apresenta Samantha Kingston (Zoey Deutch) ou apenas Sam, uma garota descolada que tem tudo o que "muitos gostariam" de ter no ensino médio, beleza, uma vida social em ascensão, um namorado cobiçado e um grupo de amigas que a apoia. Sim, é isso mesmo que vocês entenderam, Sam é popular e considerada uma bitch por aqueles que não gozam da mesma condição (devo deixar claro que eles tem toda a razão). Mas no dia 12 de fevereiro, toda essa perfeição de vida é arrancada das mãos da jovem de forma abrupta e precoce, Samantha sofre um acidente fatal, e ao contrário do esperado ela não segue em direção a luz branca (que não existiu pra ela) e vai viver em algum lugar pela eternidade, não meus caros, a morte não é tão fácil como a vida que ela levava. Quando Sam acorda no dia seguinte a sua morte revivendo tudo o que ocorreu no dia anterior tudo parece muito bizarro, provavelmente um dejavú, essa ideia inicial cai por terra quando ela passa a reviver o dia 12 de fevereiro de novo e de novo e de novo, incontáveis vezes. Talvez ela esteja num limbo ou inferno pessoal pagando por todos os pecados. Será?

Ante de tudo quero deixar claro que não li o livro, como a maioria dos leitores costumo priorizar a leitura, para só em seguida assistir as adaptações, mas dessa vez não aconteceu, eu não tenho o livro "ainda" , já tenho algumas leituras prioritárias para os próximos dias e não estava querendo adiar, por isso corri e assisti o filme antes mesmo. Então fiquem cientes que minha opinião (porque essa é apenas minha opinião) não está influenciada de forma alguma pela leitura daquele que deu origem ao longa. Tudo esclarecido? Então aperte o play e confera o que eu achei da história.


25 de maio de 2017

[Resenha] Ferrugem - Marcelo Moutinho

Hey amores!
Eis que trago hoje a resenha do primeiro livro de contos lido esse ano e já adianto que não poderia ter começado melhor, superando todas as minhas expectativas Ferrugem vem recheado de histórias que poderiam facilmente estar acontecendo em algum lugar desse mundão de meu Deus, eu A.M.E.I poder desfrutar de cada conto sem exceção, quer saber mais? Então segue o baile que vou contar tudinho. 

Título Original: Ferrugem
Autor (a): Marcelo Moutinho @mmoutinho
Publicação: Record (Cortesia)
ISBN: 9788501108227 | Skoob
Gênero: Contos
Ano: 2017
Páginas: 160
Avaliação: 5/5★
O assunto de Ferrugem é a paisagem humana, os grandes dramas corriqueiros, a vida que passa. Desfilam por aqui personagens ímpares, insuspeitas, inesquecíveis, ainda que aparentemente comuns: a moça soropositiva, caixa de supermercado, que reencontra o antigo namorado; a cobradora de ônibus que dá conselhos amorosos a um passageiro; o cantor de boate que imita Roberto Carlos. O valor literário dos contos de Marcelo Moutinho não está em tramas surpreendentes ou inusitadas, mas na alta-voltagem poética que a voz do narrador consegue extrair de situações vulgares.
O primeiro conto denominado Xodó (vai por mim o título não faz jus a profundidade do conteúdo), já chega chegando, com sua capacidade de estarrecer o leitor mais conservador, em mim despertou o interesse pelo peculiar, pelo inenarrável. Isso porque essa obra não trata-se apenas de mais um livro de contos ficcionais interessantes (apenas). De forma singela e admirável o autor retrata a vida daqueles que são anônimos, eles que aos olhos da sociedade, não são de modo geral considerados protagonistas seja nos livros ou na vida real, ao contar fatos aleatórios e muitas vezes de pouca notoriedade cotidiana Moutinho acende um holofote gigante sobre as pendengas diárias que valem a pena serem contadas. Situações que ora emocionam, ora indignam. 

11 de maio de 2017

Lançamentos: Grupo Editorial Record | Maio/2017

Hey!
Eu havia tornado extintas as postagens de news por aqui, a ideia era postar apenas na fan page, mas decidi trazer os lançamentos de volta, só que com algumas pequenas mudanças: a primeira delas é que as postagens não terão caráter divulgador, serão postados apenas os títulos que me chamarem a atenção por algum motivo e que pretendo ler. Segundo, as sinopse serão parciais e contarão apenas a ideia principal da trama e terceiro, procurarei sempre destacar através de comentários o que me chamou a atenção no livro e o que espero da leitura. Torço que goste!

9 de maio de 2017

[Resenha] O erro - Elle Kennedy

Olá querido (a)!
Eis que muita coisa boa está prestes a acontecer aqui no Nosso Mundo Literário, então para não ficar de fora da brincadeira fique atento aos próximos capítulos da nossa história. Até lá que tal dar uma olhada na resenha de O erro, segundo livro da série Amores improváveis da diva Elle Kennedy? Chega mais, vem conhecer mais um astro do hóquei universitário.

Título Original: The Mistake
SérieAmores improváveis #02
Autor (a): Elle Kennedy @ElleKennedy
Publicação: Paralela (Cortesia)
ISBN: 9788584390274 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2016
Páginas: 360
Avaliação: 5/5★
Logan parece viver uma vida de sonhos. Com um talento incrível para jogar hóquei e um charme inato para conquistar mulheres, ele é uma das maiores estrelas da universidade de Briar. Mas por trás do característico sorriso maroto, ele esconde duas grandes angústias – a primeira, estar apaixonado pela namorada de seu melhor amigo. A segunda, saber que sua vida, após a formatura, se tornará um beco sem saída. Um dia, por acaso, ele conhece Grace, uma garota tão encantadora quanto intrigante. Tudo nela parece ser original e deliciosamente contraditório – tímida, mas ao mesmo tempo vibrante. Doce, mas ao mesmo tempo forte e confiante. A cada encontro, Logan se vê mais e mais envolvido. Mas um grande erro colocará o relacionamento desses dois jovens em risco. Agora, Logan terá que se esforçar para reconquistar Grace – nem que para isso ele precise amadurecer e encarar de frente as suas questões mais profundas e doloridas.
Logan é jovem, bonito e extremamente popular, um dos melhores jogadores do time de hóquei da Briar que vive a vida como se não houvesse amanhã. Mas além da superfície descontraída desse astro do gelo se escondem segredos que o torturam diariamente: apesar de promissor seu caminho rumo ao hóquei profissional está prestes a ser interrompido e pra piorar ele parece ter se apaixonado pela namorada do melhor amigo. Incapaz de lidar com dilemas que lhe fogem o controle, Logan passa a aproveitar cada segundo que lhe resta na faculdade, o frequentador assíduo de festas e conquistador de diversos corações desavisados intensifica ainda mais suas atividades. E é graças ao empenho em esquecer seus problemas que ele conhece Grace, uma jovem comedida e na maioria das vezes cautelosa que diferente de Logan ainda não teve a oportunidade de aproveitar tudo o que a vida a acadêmica tem a oferecer.

9 de abril de 2017

[Vai uma dica ai?] Jantar secreto - Raphael Montes

Hey amores!
Voltando aos trabalhos por aqui, porque né... Confesso que tem sido muito mais fácil me fazer presente nas redes sociais que do que no blog, já que consigo gerenciá-las sem nenhuma dificuldade através do smartphone, porém não pretendo de forma alguma continuar negligenciando a nossa plataforma base, uma prova disso é o layout maravilindo que em breve estará divando por aqui, além disso admito que acumulei alguns livros lidos que já deveria ter resenhado a tempos e nas quais estou trabalhando nesse exato momento, então só mais um pouquinho e tudo volta para os trilhos, okay? Então segue o baile e conheça essa dica bafônica que eu trouxe hoje.

26 de março de 2017

[Resenha] Sopa de Salsicha - Eduardo Medeiros

Hey peoples!
Desde que iniciei minha vida de leitora procurei diversificar ao máximo meus gosto literário, apesar disso as vezes acabo negligenciando estilos que já curto em prol de novas descobertas, infelizmente isso tem acontecido de forma frequente com as HQs. E foi tentando reverter esse quadro que chegamos até aqui, onde irei falar de uma Grafic Novel que me chamou a atenção desde o primeiro instante em que pus os olhos nela. Logo de cara me deixei intrigar pelo título incomum que resume muito bem tudo que se passa na história, além disso os traços simples em cores pasteis do Eduardo dão a história um ar ainda mais agradável e atraente.

Título Original: Sopa de salsicha
Autor (a): Eduardo Medeiros @hellatoons
Publicação: Quadrinhos na Cia (Cortesia)
ISBN: 9788535927030 | Skoob
Gênero: HQ
Ano: 2016
Páginas: 172
Minha avaliação: 5/5★
Sopa de salsicha é a crônica do dia a dia de Eduardo Medeiros, um talentoso quadrinista metido em encrencas clássicas: aperto financeiro, mudanças de lar e um difícil projeto pela frente. O projeto é este romance gráfico, um trabalho de fôlego em que Medeiros narra, com ajuda da indefectível Baixinha e de outros quadrinistas, suas aventuras diárias e seus embates com o processo criativo, a vida nova em Florianópolis e as visitas de um Michael Bolton que talvez esteja tentando conquistar a sua mãe. Um dos mais talentosos nomes do novo quadrinho brasileiro numa história surpreendente sobre amadurecimento, mudanças importantes e chuveiros apertados.
Sopa de salsicha é um relato divertido das aventuras e desventuras de Eduardo Medeiros, que na tentativa de escrever sua primeira HQ teve que lidar com diversas situações inusitadas, dentre elas o tão temido bloqueio criativo, a partir dai temos acesso a fragmentos do passado e presente do autor e conhecemos seus dilemas diários compartilhados com sua esposa e fiel escudeira Aline (Baixinha), sem falar das pinceladas ficcionais que a imaginação fértil do Eduardo nos proporciona vez ou outra.

14 de março de 2017

[Resenha] O acordo - Elle Kennedy

Hey amores!
Olha só quem resolveu aparecer aqui, por favor não me culpem pelo sumiço andei involuntariamente vagando por um limbo que não me permitia ter a inspiração necessária para o desenvolvimento de uma resenha digna de vocês. Escrevi incontáveis textos, mas nenhum me pareceu bom o bastante e se hoje estou finalmente aqui, é graças a uma força de vontade gigantesca que me obrigou a sentar em frente ao computador e só sair depois que essa resenha estivesse pronta. Então, de antemão peço desculpas por qualquer coisa, estou meio enferrujada aqui, mas prometo que isso logo passa. Sem mais delongas, confiram a resenha do primeiro livro da série Amores improváveis, mais uma que entrou pra minha lista de preferidas.

Título Original: The Deal
SérieAmores improváveis #01
Autor (a): Elle Kennedy @ElleKennedy
PublicaçãoParalela (Cortesia)
ISBN: 9788584390274 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2016
Páginas: 360
Avaliação: 5/5★
Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.
Hannah é uma garota que sabe o que quer, apesar do passado nebuloso, a estudante de música mantém sua cabeça erguida e focada em atingir seus objetivos, que por sinal foram muito bem definidos. Na vida da jovem não há espaço para distrações, nem desvios de percurso e é exatamente isso que Garrett representa, o jogador de hóquei mulherengo é o último ser humano com o qual a garota quer interagir, porém a determinação do rapaz os leva a um impasse: Ele precisa melhorar suas notas, para poder voltar a jogar no time e ela gostaria de despertar o interesse de um dos jogadores, um claramente pode ajudar o outro, e é nesse jogo de apostas que um acordo se desenrola, mas como a vida é imprevisível, um elo começa a se formar e envolver por completo a vida desses dois opostos.

13 de janeiro de 2017

[Resenha] Dois irmãos - Fábio Moon e Gabriel Bá

Hey peoples!
Dois irmãos grafic novel é a adaptação da obra homônima de Milton Hatoum, pelos quadrinhistas Fábio Moon e Gabriel Bá. Atualmente também é possível acompanhar a trama que foi produzida como minissérie televisiva e está sendo transmitida pela rede globo, o projeto comandado por Luiz Fernando Carvalho, é considerado uma adaptação extremamente fiel a obra literária.

Título Original: Dois irmãos
Autor (a): Fábio Moon e Gabriel Bá
PublicaçãoQuadrinhos na Cia (Cortesia)
ISBN: 9788535908336 | Skoob
Gênero: HQ
Ano: 2015
Páginas: 232
Minha avaliação: 5/5★
Um dos livros mais importantes da literatura brasileira contemporânea, Dois irmãos vem, desde seu lançamento há quinze anos, conquistando novas gerações de leitores. E foi com o mesmo entusiasmo desses leitores que Fábio Moon e Gabriel Bá embarcaram na missão de adaptar o romance de Milton Hatoum para uma graphic novel. Entre os mais premiados da última década, os irmãos quadrinistas vêm igualmente arrebatando fãs e trazendo uma verdadeira legião de leitores às HQs. Suas obras foram publicadas em diversos países, atravessando fronteiras culturais e políticas. Ao mesmo tempo que preserva a força narrativa de Hatoum, esta adaptação evidencia o talento de Bá e Moon na construção de histórias que alternam entre a tragédia, a delicadeza, a brutalidade e o humor. No traço deles, a vida dos gêmeos Yaqub e Omar ganha novos contornos épicos.
Por volta de 1914 Manaus estava repleta de imigrantes libaneses, sírios e judeus marroquinos. E na condição de imigrante libanês Halim viu-se apaixonado por aquela que seria a dona de seus dias. O intervalo que se deu entre conhecer, se encantar e desposar Zana pode ser considerado deveras curto, mas Halim nunca duvidou de que precisava (apenas) dela para que sua felicidade fosse completa, Zana no entanto queria mais, e contrariando os desejos do marido concebeu os gêmeos Yaqub (primogênito) e Omar. Não há uma explicação lógica para a devoção ilimitada que a jovem mãe desenvolveu para com o caçula, ela o adorava de todas as formas possíveis e por isso, mesmo que inconscientemente diversas vezes preteriu Yaqub em prol do irmão.