26 de agosto de 2017

[Resenha] Mentirosos - E. Lockhart

Oi amores!
Li esse livro a um tempinho mas ainda não havia tido condições de sentar e escrever sobre ele, isso porque Mentirosos me deixou completamente estupefata, a engenhosidade de Lockhart ao conduzir o enredo para um desfecho inimaginável me pegou completamente desprevenida. Sabe aquela narrativa que vai deixando pistas pelo caminho mas que você só consegue perceber que eram sinais e não apenas acontecimentos comuns quando tudo se revela? Foi isso que encontrei enquanto lia essa obra, em nenhum momento consegui prever o desfecho dessa trama e olha que não foram poucas as teorias que criei em minha mente na tentativa de desvendar o mistério central. Por fim, quero deixar registrado que embora tenha ficado arrasada com os rumos que a história tomou, preciso tirar meu chapéu para a magnificência e habilidade do autor que ao conduzir esta trama a um final nada menos que inesperado ganhou toda a minha admiração.

Mentirosos (We Were Liars)
Autor (a): E. Lockhart @elockhart
Publicação: Seguinte
ISBN: 9788565765480 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2014
Páginas: 272
Avaliação: 5/5★
Os Sinclair são uma família rica e renomada, que se recusa a admitir que está em decadência e se agarra a todo custo às tradições. Assim, todo ano eles passam as férias de verão numa ilha particular. Cadence — neta primogênita e principal herdeira —, seus primos Johnny e Mirren e o amigo Gat são inseparáveis desde pequenos, e juntos formam um grupo chamado Mentirosos. Cadence admira Gat por suas convicções políticas e, conforme os anos passam, a amizade com aquele garoto intenso evolui para algo mais. Mas tudo desmorona durante o verão de seus quinze anos, quando Cadence sofre um estranho acidente. Ela passa os próximos dois anos em um período conturbado, com amnésia, depressão, fortes dores de cabeça e muitos analgésicos. Toda a família a trata com extremo cuidado e se recusa a dar mais detalhes sobre o ocorrido… até que Cadence finalmente volta à ilha para juntar as lembranças do que realmente aconteceu. Mentirosos é um suspense moderno e sofisticado, impossível de largar até que todos seus mistérios sejam desvendados. Ao mesmo tempo, a prosa lírica e o estilo seco e denso o fará mergulhar de cabeça no mundo dos Sinclair e nas crescentes angústias de Cadence — para então vir à tona completamente impactado.
Eis um livro que cativa e surpreende. E. Lockhart nos apresenta uma história sem precedentes e através de um narrativa ponderada revela os motivos e as consequências que tornaram Mentirosos uma obra singular que conquistou milhares de leitores. Uma trama repleta de sentimentos capaz de prender o leitor do inicio ao fim, uma história de amizade, recomeços e problemas familiares, temas comuns que abordados com maestria fogem da previsibilidade. Eu já havia lido inúmeras resenhas que exaltavam as qualidades desse livro, mas nem isso foi capaz de me preparar para o que estava por vir, por isso quero deixar registrado que essa leitura é uma experiência que deve ser desfrutada, não da para basear-se seguramente apenas em um pequeno texto como esse, é no folhear de páginas e na expectativa de se desvendar um mistério que é muito maior do que se pode imaginar que é possível perceber e sentir a verdadeira essência dessa trama, que apesar de fictícia trás uma mensagem legítima.

24 de agosto de 2017

Lançamentos: Grupo editorial record Agosto/2017

Olá personas!
O mês está chegando ao fim mas ainda da tempo de ficar por dentro dos lançamentos de agosto, então preparem a caneta e a listinha de desejados porque as novidades do Grupo editorial record estão pintando na área. Já adianto que mais uma vez a news está maravilhosa e como de costume os títulos abrangem os mais diversos gostos e estilos. Antes de seguir com a postagem gostaria de fazer um pequeno adendo, a bienal está chegando e mais uma vez ficarei de fora do maior evento literário nacional e por isso peço a vocês sortudos que poderão estar lá esse ano que aproveitem muito, visitem o maior número de estandes possível, tirem muitas fotos e curtam tudo o que tiverem direito, façam isso por mim, okay? E eu me sentirei representada. 

22 de agosto de 2017

[Resenha] A hora do lobisomem - Stephen King

Olá personas!
Tem algum fã do mestre do terror por ai? Com o tempo acabei tomando alguns autores como referência para certos gêneros literários, Colleen Hoover para romance contemporâneo, Julia Quinn para romance de época, Sidney Sheldon para romance policial e sem sombra de dúvidas Stephen King é o nome que penso quando o assunto é livros de terror mesmo sem ter lido nada dele até agora, fui alcançada por sua fama, então é claro que fiquei curiosa e quis conferir pelo menos uma de suas obras mas admito que sou covarde e por medo de me decepcionar acabei procrastinado a leitura muito mais do que queria e devia, afinal baseada em inúmeras críticas positivas que andei lendo ao longo dos anos acabei idealizando obras além da perfeição. Porém, obviamente eu não poderia adiar algo do tipo por mais tempo, e aproveitando as oportunidade que a vida nos dá dei o primeiro passo rumo a uma nova paixão. A hora do lobisomem me conquistou completamente e me proporcionou uma leitura de reconhecimento deslumbrante. 

A hora do lobisomem (Cycle of the Werewolf)
ColeçãoBiblioteca Stephen King
Autor (a): Stephen King
Publicação: Suma de Letras *Cortesia
ISBN: 9788556510402 | Skoob
Gênero: Terror +16
Ano: 2017
Páginas: 152
Avaliação: 4/5★
UMA CRIATURA CHEGOU A TARKER’S MILLS. A HORA DELA É AGORA, O LUGAR DELA É AQUI. O primeiro grito veio de um trabalhador da ferrovia isolado pela neve, enquanto as presas do monstro dilaceravam sua garganta. No mês seguinte, um grito de êxtase e agonia vem de uma mulher atacada no próprio quarto. Agora,a cada vez que a lua cheia brilha sobre a cidade de Tarker’s Mills, surgem novas cenas de terror inimaginável. Quem será o próximo? Quando a lua cresce no céu,um terror paralisante toma os moradores da cidade. Uivos quase humanos ecoam no vento. E por todo lado as pegadas de um monstro cuja fome nunca é saciada. Um clássico de Stephen King,com as ilustrações originais de Bernie Wrightson.
Antes de tudo quero agradecer a Suma pela Biblioteca Stephen King, uma coleção que trará nada mais nada menos que os livros mais raros do mestre do terror. Cujo e A hora do lobisomem, respectivamente primeiro e segundo livros da coleção, são obras que até pouco tempo atrás dificilmente poderiam ser encontradas para aquisição, mas graças ao trabalho do Grupo companhia das letras e mais especificamente do selo Suma de Letras, responsável pela publicação dos livros do autor no Brasil, a realidade agora é outra. A hora do lobisomem foi publicado originalmente nos anos oitenta e por volta de 1985 foi adaptado como Bala de prata para as telinhas, esse foi sem sombra de dúvidas um dos maiores sucessos da época que agora retorna revestido por uma edição magnífica, com direito as ilustrações originais de Bernie Wrightson e uma capa dura cheia de detalhes incríveis (o lobo é entalhado em alto relevo extremamente realista), entre outras coisas. Eu estou nas nuvens com a oportunidade de conhecer o trabalho do King através de uma obra tão especial como esa, a lisonja é gigantesca e a satisfação imensurável.

14 de agosto de 2017

Capas pelo mundo #11 A fúria e a aurora

Olá personas!
Recentemente eu finalizei a leitura da duologia A fúria e a aurora e a saudade bateu forte por aqui, ao mesmo tempo em que senti falta de uma coluna que está no blog desde o começo. Capas pelo mundo é o espaço onde reúno as capas nacionais e estrangeiras de livros queridos, esta coluna está inativa a algum (muito) tempo, devido a uma série de problemas (falta de tempo, disposição para procurar as capas e etc.) que já resolvi. Então marcando essa retomada eu resolvi trazer as capas de uma leitura recente e ao mesmo tempo marcante, quem leu a resenha sabe bem o quanto eu amei esse livro, quem não leu ainda da tempo de conferir. Sinceramente eu não sei se ainda tem alguém por ai que curte esse tipo de publicação, lembro que assim que entrei na blogosfera esse tipo de post era bem comum, mas nos últimos anos não encontrei um blog sequer que continue realizando. Estou trazendo de volta porque gosto, não nego que seja trabalhoso mas para mim é recompensador e me aproxima ainda mais da história, então eu gostaria muito de saber a opinião de vocês a respeito, okay? Então chega de blá blá blá e vamos conhecer a várias edições para essa obra magnífica.

12 de agosto de 2017

[Resenha] A bagaceira - José Américo de Almeida

Hi peoples!
Hoje trago para vocês a resenha do livro mais difícil e incrível que já li na vida. Quando me propus a ler A bagaceira não fazia ideia da riqueza que teria nas mãos e tampouco sequer passou pela minha cabeça que teria tanta dificuldade com o texto de José Americo. Primeiro demorei a me conectar e quando enfim consegui eis que me deparo em um emaranhado lírico cheio de idas e voltas que me encantou e confundiu. Uma leitura que me testou e me levou a extremos, hora estava eufórica hora eu estava desanimada e até triste, não nego que demorei tempo demais para finalizar esse livro, mas quando o fiz pude desfrutar daquela sensação de dever cumprido, não vou dizer que consegui absorver todas as questões levantadas na narrativa até porque a linguagem empregada no enredo é bem diferente da que estou habituada e por isso irei me ater a questão principal e a algumas considerações que me chamaram a atenção durante a leitura. Preparados? Então vamos lá!

A bagaceira (A bagaceira)
Autor (a): José Américo de Almeida
Publicação: José Olympio *Cortesia
ISBN: 9788503012997 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2017
Páginas: 280
Avaliação: 4/5★
Considerado o marco inicial da segunda fase do Modernismo brasileiro, A bagaceira inaugura o ciclo do “romance nordestino” dos anos 1930. A história se passa entre 1898 e 1915, os dois períodos de seca. O enredo central gira em torno do triângulo amoroso entre Soledade, Lúcio e Dagoberto. Soledade, menina sertaneja, retirante da seca, chega ao engenho de Dagoberto, pai de Lúcio, acompanhada de vários retirantes: Valentim, seu pai, Pirunga, seu irmão de criação, e outros que fugiam da seca. Lúcio e Soledade acabam se apaixonando. Mas a relação entre os dois ganha ares dramáticos quando Dagoberto violenta Soledade e faz dela sua amante. A tragédia de amor serve ao autor, político paraibano, puramente como pretexto para denunciar os problemas sociais econômicos do Nordeste, os dramas dos retirantes das secas e da exploração do homem em um injusto sistema social. Explorando os mesmos temas, o baiano Jorge Amado, a cearense Rachel de Queiroz, o alagoano Graciliano Ramos e o também paraibano José Lins do Rego desenvolveram a mesma literatura ficcional crítica e revolucionária.
A bagaceira é um romance ficcional e mesmo assim real. Digo isso porque pesquisei muito a respeito do livro e através disso pude confirmar o que já havia descoberto durante a leitura, o autor escreveu esta obra baseada nas mazelas reais existentes na época e embora esses personagens não tenham existido de fato, suas histórias e características refletem a vida de muitos nordestinos que passaram por situações semelhantes as descritas na trama. Não é por acaso que o romance de José Américo de Almeida se passa no período entre 1898 e 1915, nessa edição é dito claramente que um dos principais objetivos do autor ao descrever a rotina de brejeiros e sertanejos da época, era denunciar a questão social do nordeste, dessa forma não fiquei surpresa quando me deparei com uma narrativa extremamente realista e tocante.

10 de agosto de 2017

[Seriando] Shadowhunters

Oi amores!
Cá estou eu lutando contra o desejo de me jogar debaixo das cobertas e só sair quando o inverno acabar hahaha, sério mesmo, enquanto digito esse texto sinto cada célula do meu corpo se contrair mesmo estando soterradas sob inúmeras camadas de roupas quentinhas. Mas deixemos o clima de lado e vamos conversar sobre Shadowhunters, sei que os livros da Cassandra Clare que deram origem a série da Netflix já circulam por ai a vários anos e que conquistaram uma legião de fãs no mundo todo e por isso eu já posso me considerar bem atrasada, mas preciso admitir que só agora resolvi dar uma chance real ao enredo, já havia tentado assistir a série antes mas definitivamente não tinha rolado (falarei a respeito mais adiante) e confesso que andei procrastinando uma retomada, mas ontem eu finalmente maratonei a primeira temporada e posso dizer que agora mais do que nunca estou disposta a dar uma chance aos livros.

8 de agosto de 2017

[Resenha] Fica comigo - Tessa Bailey

Hey peoples!
Lá vamos nós falar de mais um livro erótico, percebi que esse gênero voltou a ganhar espaço em minhas leituras e associo isso ao fato de que esse estilo segue sendo publicado em larga escala, então não tem muito como fugir dessa constância, apesar disso quero deixar registrado que não é proposital, estou sempre buscando diversificar minhas leituras e até consegui equilibrar as coisas por um tempo, mas foi só me distrair um pouquinho que aqui estamos nós outra vez, mas não se preocupem vou reorganizar melhor as próximas postagens para que o conteúdo volte a variedade habitual. Mas vamos falar do livro que é o que realmente interessa por aqui, não é mesmo? Pra começar quero dizer que essa leitura foi extremamente ambígua, o que me deixou confusa e dificultou minha avaliação final, espero conseguir passar pra vocês nem que seja um pouco do que essa trama me proporcionou.

Fica comigo (Chase Me)
Série: Broke and Beautiful #01
Autor (a): Tessa Bailey @mstessabailey
Publicação: Record *Cortesia
ISBN: 9788501109637 | Skoob
Gênero: Erótico +18
Ano: 2017
Páginas: 252
Avaliação: 3/5★
Roxy Cumberland largou a faculdade e se mudou para Nova York com o sonho de se tornar atriz, mas, com o dinheiro na conta bancária acabando rapidamente, esse sonho ficava cada vez mais difícil de realizar. Para conseguir uma grana rápida, ela aceita trabalhar com telegramas cantados. Seu primeiro cliente é um lindo e arrogante riquinho de Manhattan. E o que poderia ser mais humilhante do que cantar uma ode à genitália dele, a mando da mulher que havia transado com o cara na noite anterior? Talvez o fato de Roxy estar usando uma fantasia de coelho cor-de-rosa gigante... Depois de passar a noite fora comemorando a vitória do seu último caso, o advogado Louis McNally II, não estava preparado para a ressaca nem para o coelho fazendo uma serenata à sua porta. Mas a sagacidade atrevida e a voz sexy da garota por trás da máscara o deixam intrigado. E, depois de ver o seu rosto deslumbrante — seguido de um beijo arrebatador encostado no batente da porta —, Louis quer mais.
Não poderia dizer que esse livro é mais um hot dentre tantos, nem tampouco poderia afirmar que essa história é completamente clichê e só trás mais do mesmo, e ninguém poderia dizer que tais afirmativas podem de cara ser compreendidas como o prenúncio de uma história magnífica, porque não são. A obra de Tessa Bailey deve ser lida sem muitas expectativas, pois nem mesmo a narrativa fluída é capaz de suplantar a falta da carisma da história. Não preciso nem falar muito para deixar claro que me decepcionei com a trama que apesar de possuir um potencial considerável se mostrou massante e sem muito propósito. Claro que antes de escrever essa resenha levei em consideração as características e o objetivo geral do gênero, sei que livros eróticos são para entretenimento e que por isso não se conta muito com um enredo elaborado, mas também sei que estamos em processo constante de evolução e que o estilo erótico tem ganhado espaço e qualidade a cada nova publicação e como leitora assídua tenho acompanhado esse aperfeiçoamento de perto, por isso me sinto capaz de dizer que esse segue bem o estilo primitivo do gênero, Fica comigo lembra muito os primeiros livros hot's que li e se assemelha aos famosos livros de banca, muito drama pra pouca história.

6 de agosto de 2017

[Resenha] Casada até quarta - Catherine Bybee

Oi amores!
Sabe aquele livro pelo qual você anseia desesperadamente e mal pode esperar para poder tê-lo em mãos e finalmente conhecer sua história? Esse é Casada até quarta para mim, desde que soube que a série Noivas da semana seria lançada no Brasil decidi que a acompanharia de pertinho. Fui atraída não apenas pelas capas magníficas que os livros possuem, mas também pela promessa de romances apaixonantes e já adianto que esse primeiro livro não deixa nada a desejar no quesito "suspire sem parar", estou tão apaixonada mas tão apaixonada por essa história e personagens que seria capaz de lê-la repetidamente pelos próximas anos hahaha loucura, não é mesmo? Mas eu sou assim mesmo, a louca dos romances fofos. Tietagem a parte, vamos logo ao que interessa.

Casada até quarta (Wife by wednesday)
Série: Noivas da Semana #01
Autor (a): Catherine Bybee @catherinebybee
Publicação: Verus*Cortesia
ISBN: 9788576865933 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2017
Páginas: 196
Avaliação: 5/5★
Blake Harrison, rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu. Samantha Elliot, dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele. Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.
Mais uma trama fofínea chegando por aqui e conquistando esse meu coração apaixonado. Um livro curto, com uma história clichê e bem sucinta mas nem por isso com menos charme. Com uma qualidade de escrita maravilhosa Catherine nos presenteia um enredo capaz de arrancar suspiros e divagações. Casada até quarta é o responsável por fazer as honras da casa e apresentar a série Noivas da semana composta por sete títulos - cada título protagonizado por um casal diferente -. Confesso que tive medo de iniciar essa coleção cujo formato se assemelha muito com o de uma outra que me decepcionou horrores, mas apesar do receio felizmente resolvi arriscar e posso afirmar categoricamente que começamos com o pé direito por aqui.

4 de agosto de 2017

[Resenha] A rosa e adaga - Renée Ahdieh

Oi amores!
Como estão todos? Espero que bem, pois por aqui está tudo as mil maravilhas graças a Deus. Mês passado foi um mês de boas leituras, infelizmente acabei não postando tanto quanto gostaria, mas não tem problemas porque esse mês vou tirar o atraso. Como estava bem enrolada com algumas divulgações, acabei escrevendo e programando as resenhas para agosto, então se preparem porque tem muita coisa legal para ir ao ar esse mês. Já faz uns dois anos que não programo as postagens por aqui, esse era um hábito bem comum quando criei o blog e tinha tempo de sobra para postar  e escrever diariamente, mas estamos vivendo em outros tempos e preciso me organizar direitinho para não deixar o blog ou as redes sociais na mão, de qualquer forma ainda não cheguei ao ritmo desejado embora saiba que estou no caminho certo. Esse mês voltei com as postagens programadas para fazer um teste básico e ver como as coisas fluem. Dito isso, vamos ao que interessa.

A rosa e a adaga (The Rose and the Dagger)
Série: A Fúria e a Aurora #02
Autor (a): Renée Ahdieh @rahdieh
Publicação: Globo Alt*Cortesia
ISBN: 9788525060365 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2017
Páginas: 364
Avaliação: 4/5★
A jovem Sherazade chegou a acreditar que seu marido, Khalid, o califa de Khorasan, fosse um monstro. Mas por trás de seus segredos, ela descobriu um homem amável, atormentado pela culpa e por uma terrível maldição, que agora pode mantê-los separados para sempre. Refugiada no deserto com sua família e seu antigo amor, Tariq, ela concentra forças para quebrar a maldição e voltar a viver com seu verdadeiro amor. Com uma narrativa envolvente e repleta de referências à cultura árabe, a autora desenvolve um universo de intriga política, magia negra e relações complexas. Os personagens, que em A fúria e a aurora já haviam conquistado o coração dos leitores, tornam-se ainda mais marcantes, profundos e sedutores.
A sequência de A fúria e a aurora nos apresenta um novo padrão para história de Shazi e Khalid, o casal vê o amor partilhado e recém descoberto posto a prova durante boa parte da história e juntos lutam desesperadamente para vencer as adversidades que os mantém reféns de uma maldição cruel. Além disso o desfecho dessa história magnífica se apresenta através de uma infinidade de acontecimentos e revelações tornando a trama ainda mais viciante. Novas aventuras e descobertas juntamente com novos personagens apaixonantes são os elementos que compõe o segundo e último volume dessa duologia de sucesso. Renée Ahdieh trabalhou com maestria para nos apresentar uma conclusão plausível onde todas as peças se encaixam, e embora eu tenha achado o ritmo da narrativa inconstante não posso negar que devorei esse livro com uma ânsia quase que desesperada de quem esperou demais para fazê-lo.

2 de agosto de 2017

[Resenha] Notas sobre ela - Zack Magiezi

Oi amores!
Hoje trouxe para vocês um resenha bem diferente das que costumo postar por aqui. Eu estou sempre falando da minha dificuldade em absorver toda a essência presente em textos poéticos e por isso leio muito pouco do gênero, não que eu não deseje ou não aprecie o estilo, mas única e exclusivamente porque não me julgo apta para tal coisa, sei que posso estar redondamente enganada e na minha ignorância estar negligenciando obras magníficas, mas sempre acreditei que a poesia deve ser absorvida por completo e por mais que tente, sempre tive a sensação de que minha interpretação não faz jus a tais obras. No entanto, quando recebi esse livro desejei lê-lo de imediato, fiquei completamente deslumbrada por toda a sua apresentação e ansiosa para conhecer o conteúdo de suas páginas e após tê-lo lido estou completamente satisfeita com o que encontrei, uma narrativa explícita e direta que me envolveu completamente. Novamente, posso estar equivocada, mas finalmente sinto que contemplei a poesia de forma plena, se não foi assim, posso afirmar categoricamente que desfrutei e amei cada linha descrita.

Notas sobre ela
Autor (a): Zack Magiezi @zackmagiezi
Publicação: Bertrand Brasil *Cortesia
ISBN: 9999097296247 | Skoob
Gênero: Poesia
Ano: 2017
Páginas: 120
Avaliação: 5/5★
Livro do poeta autor de Estranherismo e sucesso na internet.  Ao retratar a mulher da infância à maturidade, Zack Magiezi mergulha no universo e na aura femininos revelando suas nuances, facetas e matizes.  Dos picos de solidão noite adentro às alegrias ensolaradas à beira-mar; dos cheiros e tatos da inocência às expectativas que ora se cumprem ora se quebram; dos sonhos que reconfortam à realidade que lapida.  Os vislumbres e as impressões; sentimentos e sensações; gestos, fotos, livros, discos, pessoas: nada foge ao autor.  Obra inédita inspirada na série de textos que conquistou as redes sociais, Notas sobre ela é, em essência, sobre todas elas.
Em meu primeiro contato com a poesia de Magiezi me deparei com um enredo bem demarcado contado em prosa e verso. Em Notas sobre ela o autor trás uma série de poemas que juntos revelam a história de uma vida. O livro é dividido em quatro partes, ou melhor quatro fases da vida de uma mulher que reflete claramente a existência de tantas outras, eu mesma me vi em mais de um poema. Como falei anteriormente não sou uma leitora assídua do gênero, mas obviamente já tive acesso algumas obras do tipo e com base na minha pouca experiência digo que a construção desse livro se difere de tudo que já li quando o assunto é poesia, os textos estão claramente interligados e dessa forma apresentam a cada virar de pagina uma nova etapa da realidade feminina. Planos, perdas, conquistas e decepções são descritos com uma sensibilidade tocante e admirável.

24 de julho de 2017

[Resenha] A conquista - Elle Kennedy

Oi amores!
Ontem finalmente finalizei Amores improváveis, a série de sucesso composta por quatro livros que me apresentou a escrita da Elle Kennedy e me permitiu acrescentar seu nome ao holl de autores que admiro. E apesar da nostalgia da despedida preciso compartilhar minha felicidade recém adquirida por saber que ainda não terei que dar adeus em definitivo ao time de hóquei da Briar, pois como muitos já sabem a autora anda trabalhando em um Spin-off  que contará a história de Fitze o mais novo astro do time, um personagem bem presente em A conquista e que obviamente já tem um lugarzinho garantido no meu coração. Embora ainda não haja previsão para a publicação do (s) livro (s) é uma esperança a qual decidi me apegar e pela qual esperarei ansiosamente. Agora, sem mais delongas conheçam e se apaixonem pela história de John Tucker e Sabrina James. 

A conquista (The Goal)
Série: Amores improváveis #04
Autor (a): Elle Kennedy @ElleKennedy
Publicação: Paralela
ISBN: 9788584390663 | Skoob
Gênero: Romance +16
Ano: 2017
Páginas: 375
Avaliação: 4/5★
De todos os jogadores do time de Hóquei da universidade de Briar, John Tucker se destaca por ser o mais sensato, gentil e amável. Diferente de seus amigos mulherengos, ele sonha mesmo é com uma vida tranquila- esposa, filhos e, quem sabe um dia, abrir um negócio próprio. Mas nem mesmo o cara mais calmo do mundo estaria preparado para o turbilhão de emoções que ele está prestes a enfrentar. Sabrina James é a pessoa mais ambiciosa, dedicada e batalhadora do campus. Seu jeito sério e objetivo é interpretado por muitos como frieza, mas ela não está nem aí para sua fama de antipática. Tudo o que ela quer é passar em Harvard, tirar ótimas notas e conquistar a tão sonhada carreira como advogada. Só assim ela conseguirá escapar de seu passado difícil e de sua família terrível. Um acontecimento inesperado vai desses jovens de cabeça para baixo. Tucker e Sabrina vão precisar se unir e rever seus planos para o futuro. Juntos, eles aprenderão que a vida é cheia de surpresas, e que o amor é a maior conquista de todas.
Ah! Como eu amei acompanhar essa série! Desde o primeiro livro Elle Kennedy vem me envolvendo nesse universo completamente cativante, em O acordo conhecemos a necessidade de seguir em frente apesar das marcas que se adquire pelo caminho, em O erro aprendemos a importância de encarar de frente os monstros escondidos no armário, em O jogo constatamos mais uma vez que as aparências enganam pro bem também e em A conquista descobrimos que conciliar vale a pena, que por mais que os caminhos traçados sejam perfeitos a vida é feita de imprevistos, que desvios as vezes são necessários e que determinação e coragem sempre serão maiores que as dificuldades. Diferente do que pensei, esse livro apesar de marcar a conclusão da série não tem gostinho de final, ao contrário disso nos mostra um leve vislumbre de como será o futuro imediato dos quatro casais e nos permite imaginar as possibilidades que estão por vir, por isso essa história não poderia ter vindo em melhor hora.

18 de julho de 2017

[Resenha] Bela Redenção - Jamie McGuire

Oi amores!
Vamos a mais um irmão Maddox? Confesso que esse livro não foi tão bom como esperei, acabei me decepcionando bastante com a protagonista dessa história, mas isso vou deixar pra contar logo mais, aqui quero dizer que voltar a esse universo Maddox tem sido bem interessante pra mim, a escrita da Jamie continua viciante e nos leva a uma leitura desenfreada mesmo quando não concordamos com todos os pontos de sua história, Bela redenção foi um exemplo disso, mesmo quando eu tinha vontade de esganar os personagens era impossível parar de ler, diferente do primeiro volume dessa série esse tinha tudo para ser uma leitura mais lenta e arrastada, mas contrariando todas as expectativas li as mais de trezentas páginas em menos de um dia, então acho que não há dúvidas de que a McGuire sabe como prender um leitor, não é mesmo? Sem mais delongas, vamos aos fatos.

Bela redenção (Beautiful Redemption)
Série: Irmãos Maddox #02 | SPIN OFF: Belo desastre
Autor (a): Jamie McGuire @JamieMcGuire
Publicação: Verus
ISBN: 9788576864417 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2015
Páginas: 308
Avaliação: 3/5★
Liis Lindy é uma agente do FBI decidida a se casar apenas com o trabalho. Ela adora sua mesa, está em um relacionamento sério com seu laptop e sonha em ser cumprimentada pelo diretor depois de solucionar um caso difícil. O agente especial Thomas Maddox é arrogante e implacável, um dos melhores que o FBI tem a oferecer — e chefe de Liis. Quando Liis e Thomas são encarregados de uma missão em que precisam fingir ser um casal, a atração entre eles chega ao limite — e os leva a questionar quanto realmente estavam fingindo. Bela redenção é o segundo volume da série que narra a excitante, romântica e por vezes volátil jornada dos Maddox rumo ao amor. Chegou a hora de conhecer o mundo misterioso do esquivo Thomas e descobrir como a paixão pode ser intensa quando você não é a primeira, e sim a última.
Liss é firme e determinada, se julga incapaz de manter um relacionamento a longo prazo pois sua vida é dedicada ao trabalho, as metas que precisa cumprir e aos degraus que precisa subir para chegar ao tão sonhado cargo de analista de inteligência no NCAVC, em Quantico. Conhecer e envolver-se com Thomas antes mesmo de saber que ele é seu chefe estava completamente fora de seus planos. Thomas é o mais velho dentre os irmãos Maddox e um verdadeiro mistério para todos aqueles que os acompanham, isso se deve única e exclusivamente ao fato dele manter em segredo sua posição como agente federal, contrariando os desejos dos pais ele optou por trabalhar para o FBI e embora seja apaixonado por sua profissão nunca teve coragem de compartilhar essa informação com sua família. Enquanto tenta recuperar-se de um relacionamento mal sucedido ele se vê completamente intrigado por Liss a mulher que pode vir a ser a sua salvação tanto pessoal como profissional. Depois da revelação chocante a qual tivemos acesso no desfecho de Bela Distração eu mal conseguia me aguentar de tanta ansiedade para finalmente conhecer e entender melhor a história de Thomas, quem leu sabe do que estou falando e quem não leu certamente não vai querer um spoiler desses, acredite que esse fato em especial tem um peso considerável envolvendo a relação dos irmãos Trent e Thomas e é um espectro constante durante toda essa história.

16 de julho de 2017

Lançamentos: Grupo Editorial Record Julho/2017

Oi amados!
Vamos a mais um post recheado de lançamentos maravilhosos, diferente dos meses anteriores hoje trouxe todas as novidades de Julho do Grupo editorial record, isso porque não consegui fazer uma triagem justa, já que me interessei por absolutamente todos os lançamentos. Claro que os níveis de interesse variaram muito dependendo da premissa e/ou do gênero da obra em questão por isso estarei detalhando abaixo de cada sinopse minhas impressões e anseios a cerca de cada livro.

4 de julho de 2017

[Resenha] Anita - Thales Guaracy

Olá amados!
Hoje trago uma história deveras apaixonante que me apresentou uma nova forma de enxergar dois heróis que fizeram parte de grandes conquistas nacionais. Confesso que apesar de admirar os feitos históricos ocorridos em nosso país sempre soube muito pouco a respeito dos caminhos trilhados até a concretização de tais feitos e não nego que me envergonho por não ser uma grande conhecedora da nossa história, por essas e por outras me interessei tanto em ler Anita, uma guerreira atemporal que se lançou de peito aberto em inúmeras batalhas devido a necessidade de conquistar a liberdade de povos oprimidos pela maldade e ganância de seus governantes. Então se vocês desejam saber um pouquinho mais a repeito dessa grande mulher se acheguem e compartilhem das sensações dúbias que essa leitura me proporcionou.

Anita, um romance sobre a coragem
Autor (a): Thales Guaracy @tguaracy
Publicação: Record*Cortesia
ISBN: 9788501109002 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2017
Páginas: 224
Avaliação: 3/5★
Um romance sobre coragem, um romance sobre Anita Garibaldi. Neste romance repleto de beleza literária e cores realistas, tão chocante quanto maravilhoso, tão particular quanto universal, Thales Guaracy olha Anita pelos olhos de Giuseppe Garibaldi, a única pessoa que testemunhou por completo a vida da revolucionária. E assim desvenda e nos apresenta, com estilo único, pessoal e emocionante, a mulher que se atira sozinha sobre o exército inimigo; que corta os cabelos do marido por ciúme e o ameaça com um par de pistolas; que abandona os próprios filhos entre desconhecidos para atravessar um país conflagrado, escondida sob as cartas de um carro de correio, até uma cidade sitiada. E que aprendeu que “as causas perdidas são as mais certas”, tornando-se uma das mais extraordinárias personagens da história, considerada a “heroína de dois mundos”, precursora e símbolo do feminismo, representação de mulher forte e independente.
Ana de Bentão sempre foi um espirito livre, desprendida das convenções sociais de sua época ela mais de uma vez despertou interesses indesejados. Quando seu pai, revolucionário por natureza, foi assassinado em consequência dos ideais que defendia, Ana teve que abandonar a casa em que cresceu e partir com a mãe e os oito irmãos rumo a um destino incerto, obrigada a casar-se ainda muito jovem, devido a necessidade de um protetor para a família órfã ela nunca deixou morrer dentro de si a esperança de uma vida livre. Quando a guerra entre farroupilhas e imperialistas estoura no Rio Grande o Sul a jovem guerreira se lança desesperadamente nessa oportunidade contraditória de liberdade sem temer por si ou por aqueles que deixava para trás, ao lado de Giuseppe Garibaldi o italiano exilado de seu país que fazia fama no Brasil apoiando as tropas de Bento Gonçalves, Ana de Bentão tornou-se Anita, uma revolucionária destemida que inspirou a todos que tiveram a oportunidade de conviver com ela e presenciar seus rompantes de coragem. Uma mulher forte que teve uma vida difícil, mas que nunca abriu mão de suas convicções e que amou plena e intensamente até seus últimos instantes de vida.

2 de julho de 2017

[Resenha] Sou fã e agora? - Frini Georgakopoulos

Olá personas!
Eu acredito que quase todo mundo seja  de alguém ou alguma coisa, eu pelo menos amo livros, filmes, séries e músicas. E foi pensando nesse público específico que a Frini escreveu Sou fã! E agora? Ela como fã de diversas coisas que é, e responsável por ministrar palestras para leitores, desenvolveu um guia interativo que deve ser leitura obrigatória para todos aqueles que amam esse universo fanático. Já adianto que é impossível não se identificar com mais de uma situação descrita e muito menos não se apaixonar pela escrita irreverente da autora estreante. Curiosos? Então chega mais e deixa eu te apresentar essa obra maravilhosa. 

Título Original: Sou fã! E agora?
Autor (a): Frini Georgakopoulos @Frini_Georga
Publicação: Seguinte (Cortesia)
ISBN: 9788555340154 | Skoob
Gênero: Literatura Brasileira
Ano: 2016
Páginas: 160
Avaliação: 5/5★
Um livro para fã nenhum botar defeito! Fã que é fã adora conversar, discutir, interagir. Mas nem sempre temos por perto um amigo tão fanático quanto a gente para desabafar. Foi pensando nisso que Frini Georgakopoulos, uma fã de carteirinha, escreveu este livro: um manual de sobrevivência voltado para quem é apaixonado por livros, filmes, séries de TV. Com uma linguagem rápida e divertida, Sou fã! E agora? é uma mistura de artigos breves e atividades interativas que convidam a refletir sobre os motivos para curtirmos tanto as histórias, além de ajudar a descobrir o que fazer com todo esse amor: criar seu próprio cosplay, escrever uma fanfic, organizar um evento, começar um blog ou canal e muito mais!
Todo fã seja lá do que for, sabe o quanto é maravilhoso poder falar daquilo que se ama, admira e acompanha. Afinal quem nunca tagarelou sem parar sobre aquele livro maravilhoso ou indicou aquela série amada para todo mundo que surgisse na frente? Tudo isso graças a uma paixão incontrolável que nos impele a espalhar esse sentimento que nos transborda de diversas formas. E é exatamente esse o assunto que baseia esse livro, essa paixão desmedida que nos faz suspirar por personagens e mundos fictícios sem reserva ou pudor. Frini trás para a superfície os sentimentos mais intensos e profundos desses apaixonados e os escancara para quem quiser ler. Com uma linguagem clara e popular a autora aborda de forma divertida as mazelas da vida a que os fãs são frequentemente submetidos.

30 de junho de 2017

[Resenha] Descendo do Palco - Giulia Paim

Hey peoples!
Finalmente trouxe para vocês a resenha da sequência de Boston Boys, li os dois livros seguidamente e em um curto período de tempo, mas acabei demorando um pouco para sentar e escrever sobre eles, falha minha, então mil perdões. Mas agora que estou aqui, mal consigo conter minha animação por voltar a discorrer sobre a história desses queridos que já possuem um cantinho especial no meu coração. Várias aventuras e acontecimentos permeiam as páginas de Descendo do palco, mas não apenas isso a afeição considerável que já nutria por esses personagens queridos ganha ainda mais força conforme as pontas soltas vão se unindo e tornando possível o vislumbre da real natureza desses adolescentes tão complicados. Quer saber onde isso nos leva? Então senta ai que tem mais boyband pra vocês.

Título Original: Descendo do palco
Série: Boston Boys #02
Autor (a): Giulia Paim @giuliappaim
Publicação: Globo alt (Cortesia)
ISBN: 9788525062383 | Skoob
Gênero: Infanto juvenil
Ano: 2017
Páginas: 312
Avaliação: 4/5★
Depois de quase se separarem, os Boston Boys estão de volta, mais unidos do que nunca. Quer dizer... Isso até descobrirem que em breve um novo membro irá ingressar na banda e no programa de TV: Daniel Young, um garoto talentoso e fã de Green Day que, além de discórdia, provocará muito ciúme, especialmente em Mason, já que agora os holofotes estão apontados para ele, e uma conexão especial com Ronnie começa a surgir. Mas este não é o único problema dos garotos. Em breve estreará um programa adolescente concorrente descarado de Boston Boys: o Boston Academy, cuja atriz principal despertará um novo lado — não tão bom — em algumas pessoas. Os elencos das duas séries travarão uma disputa desonesta para ver qual é a melhor, o que obviamente não tem como terminar bem.
Quem pensou que as inúmeras fofocas que abalaram a paz e quase puseram um fim a Boston Boys no livro anterior fosse o momento mais turbulento que eles poderiam passar (eu pensei) se enganou redondamente. Mais uma tempestade é anunciada com a chegada de um novo integrante para banda , fato que ameça a soberania de Mason e obviamente não o deixa nada satisfeito com a possibilidade de ter que dividir a atenção do público com Daniel, que promete destacar-se tanto ou mais que o vocalista oficial da boyband. E para não perder o costume no meio de tudo isso está Ronnie, que após superar a antipatia inicial já consegue conviver amigavelmente e até nutrir um certo carinho por Mason. Mas nem mesmo essa nova forma de enxergar o garoto mimado que continua morando em sua casa a faz ser indiferente a forma despropositada que ele trata a chegada do novo membro da Boston Boys, principalmente porque diferente do outro, Daniel conquistou a afeição da garota quase que instantaneamente. E esse é apenas o incio de uma grande lição que mostrará aos personagens dessa história que as vezes é preciso descer do palco para se conquistar o brilho que realmente importa.

28 de junho de 2017

[Resenha] Bela distração - Jamie McGuire

Oi pessoal!!
Olha só quem resolveu a essa altura do campeonato embarcar na história dos Irmãos Maddox. Já faz uma eternidade (mentira, faz apenas quatro anos) que totalmente por acaso conheci a série Belo desastre e tive meu primeiro contato com um dos muitos Maddox, e tenho que admitir que foi amor a primeira lida, por favor não me julguem, eu sei que muita gente considera os irmãos extremamente abusivos em seus relacionamentos, e eu de fato não nego que existem uma série de abusos praticado pelo Travis, mas apesar disso eu consegui ver além dessa fachada inicial e por essa ser uma questão bem complexa vou discorrer a respeito durante a resenha. O fato é que estou de volta a esse universo eletrizante e me deixei fazer refém da escrita Jamie novamente, porque é fato que vou ler todos os livros desse spin off o mais breve possível. Bela distração é um novo começo que dá sequência a uma das histórias que mais amei ler na vida.

Título Original: Beautiful Oblivion
Série: Irmãos Maddox #01 | SPIN OFF: Belo desastre
Autor (a): Jamie McGuire @JamieMcGuire
Publicação: Verus (Cortesia)
ISBN: 9788576863397 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2014
Páginas: 306
Avaliação: 4/5★
Cami Camlin é uma garota intensa e independente, dona do próprio nariz desde a época do ensino médio. Agora, cursando a faculdade e trabalhando como bartender no The Red Door, Cami não tem tempo para nada, até que uma viagem para visitar seu namorado é cancelada e, pela primeira vez em quase um ano, ela tem um fim de semana de folga. Trenton Maddox era o rei da Universidade Eastern. Os caras queriam ser como ele, as mulheres queriam domá-lo. Mas, depois de um trágico acidente virar sua vida de cabeça para baixo, ele deixa o campus para lidar com a culpa esmagadora. Um ano e meio depois, Trenton está morando com o pai e trabalhando em um estúdio de tatuagem para ajudar a pagar as contas. Justamente quando ele pensa que sua vida está voltando ao normal, nota Cami sozinha em uma mesa no Red Door. Como a irmã mais velha de três caras de pavio curto, Cami acredita que não terá problemas para manter a amizade com Trenton no nível estritamente platônico. Mas, quando um Maddox se apaixona, é para sempre — mesmo que Cami possa ser a razão para que a já fragilizada família Maddox desmorone de vez.
Cami sempre teve uma vida familiar difícil, ter que lidar com os rompantes do pai violento é doloroso e deveras assustador, então quando ela teve a oportunidade de sair de casa para cursar a faculdade, não pesou duas vezes e desde então vem se virando bem, possui um bom emprego como bartenter que supre todas as suas necessidades, mas quando o irmão caçula lhe pede ajuda financeira ela não vê outra alternativa a não ser encontrar um segundo emprego, e só há uma opção ao alcance das mãos, trabalhar como recepcionista no estúdio de tatuagem que Trenton trabalha lhe parece a forma fácil e rápida de levantar um dinheiro extra, mesmo que para isso ela tenha que passar incontáveis dias ao lado de um dos mulherengos mais sexys da cidade e que resolveu investir seu tempo tentando conquistá-la. Mas isso não será problema, afinal ela e Trenton são apenas amigos e Cami tem um namorado pelo qual é perdidamente apaixonada. A questão é que, "quando um Maddox se apaixona, é para sempre" (amo essa frase EVER) e um Maddox não desiste daquela que lhe é importante, não importa quanto tempo tenha que esperar.

26 de junho de 2017

[Resenha] Jantar secreto - Raphael Montes

Oi pessoal!
Hoje vou falar sobre um livro magnífico que mexeu comigo de todas as formas possíveis, recebi Jantar secreto como cortesia em parceria com o Grupo companhia das letras, confesso que quase no meio do livro tive que fazer uma pausa e respirar fundo antes de retomar a leitura, porque apesar de ter previsto alguns rumos que o enredo tomou, não estava sob hipótese alguma preparada para a forma como tudo se apresentou. Então já adianto que a escrita do autor é clara e detalhista, deixando pouco ao imaginário e nos leva em uma caminhada sem pausas ou atalhos em direção a uma trama sombria, onde a vaidade, ganância e a frieza imperam.

Título Original: Jantar secreto
Autor (a): Raphael Montes @montesraphael
Publicação: Companhia das letras (Cortesia)
ISBN: 9788535928358 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2016
Páginas: 360
Avaliação: 5/5★
Um grupo de jovens deixa uma pequena cidade no Paraná para viver no Rio de Janeiro. Eles alugam um apartamento em Copacabana e fazem o possível para pagar a faculdade e manter vivos seus sonhos de sucesso na capital fluminense. Mas o dinheiro está curto e o aluguel está vencido. Para sair do buraco e manter o apartamento, os amigos adotam uma estratégia heterodoxa: arrecadar fundos por meio de jantares secretos, divulgados pela internet para uma clientela exclusiva da elite carioca. No cardápio: carne humana. A partir daí, eles se envolvem numa espiral de crimes, descobrem uma rede de contrabando de corpos, matadouros clandestinos, grã-finos excêntricos e levam ao limite uma índole perversa que jamais imaginaram existir em cada um deles.
Dante, Miguel, Hugo e Leitão, são quatro amigos de infância que deixam a pequena cidade no interior do Paraná, onde cresceram e partem rumo ao Rio de Janeiro onde pretendem estudar e vencer na vida. Cinco anos se passam e lá estão eles formados e frustrados, o país está em crise e encontrar emprego não está fácil, então eles são obrigados a se arranjarem como podem, Dante formado em administração e trabalhando como vendedor em uma livraria é a personificação da insatisfação, Miguel é residente em medicina e luta para sobreviver enquanto tenta ajudar a mãe compartilhando com ela sua pouca renda, Hugo formado em gastronomia é cheio de si, e não consegue alimentar seu ego enquanto trabalha como assistente de cozinha pulando de restaurante em restaurante, e por fim Leitão um rapaz atormentado por traumas do passado, que vive apenas de comida e internet, e faz pouco ou nada de útil na vida, desde que abandou a faculdade de ciências da computação. Olhar de perto esse quarteto torna óbvia a afirmação de que eles não estavam bem financeiramente e para piorar devido a irresponsabilidade de Leitão eles contraem uma divida gigantesca e se vêem condenados a voltar, derrotados e com pouca chance de um futuro promissor, para a cidadezinha estagnada de onde tanto lutaram pra sair. Mas como uma última chance de continuarem nadando contra a maré eles decidem por em prática um plano absurdo. A ideia inicial de oferecer jantares secretos para arrecadar dinheiro, torna-se bizarra a medida que Leitão resolve divulgar e vender passes para jantares cujo prato principal seria carne humana.

24 de junho de 2017

[Fora dos livros] O espaço entre nós

Hey peoples!
Já faz um tempão que estou querendo assistir esse filme, mas como não sou lá muito adepta de frequentar as badaladas salas de cinema da minha cidade (odeio o frio e o barulho que os mau educados fazem), costumo esperar sair em dvd ou a deusa do streaming disponibilizar. Nesse caso, já está disponível na Netflix, a deusa supracitada, então corre para conferir porque o filme é muito, mas muito amorzinho mesmo. Ah! Só um adendo breve, quando resolvi comentar sobre filmes e séries aqui no blog, tinha em mente falar apenas sobre as adaptações literárias, nunca passou pela minha cabeça mudar o perfil exclusivamente literário do blog, mas acabou de acontecer pessoal, não foi proposital nem nada do tipo, eu apenas gostaria de poder compartilhar com vocês essas minhas outras boas descobertas, apesar disso o foco principal é e sempre será os livros.

THE SPACE BETWEEN US
Lançado: 30 de março de 2017
Duração: 2h 01min
Elenco:  Asa Butterfield, Britt Robertson, Gary Oldman
Gênero: Romance
Avaliação: 4/5 🎬 

Uma equipe de astronautas embarca em uma viagem futurista em direção a marte, o objetivo é provar que o planeta vermelho é habitável, porém algo inesperado acontece, durante o percurso a comandante da tripulação se descobre grávida e dá a luz ao chegar no destino em questão. Diante da impossibilidade de um bebê suportar a viagem de volta a terra e do impacto negativo que esse deslize causaria ao projeto, Gardner é criado em segredo em solo marciano durante dezesseis anos. Já na adolescência o garoto extremamente inteligente e curioso, sente a necessidade de encontrar o pai que nunca conheceu, conhecer a terra e finalmente viver o amor ao lado de Tulsa, a garota por quem desenvolveu uma grande amizade e com quem se comunica pela internet. A partir desse desejo tem inicio uma das histórias espaciais mais românticas e emocionantes que já assisti na vida. Preciso deixar registrado que diferente do que pode-se imaginar o enredo não foca no elemento ficção científica, o que me agradou bastante já que sou do tipo que curte um bom romance adolescente, então acredito que o longa irá agradar muito mais aos românticos que estão em busca de um drama leve e envolvente do que os amantes de tecnologias e histórias espaciais bem elaboradas. Então se a sua vibe é suspirar enquanto se encanta com uma trama apaixonante, chega mais e vem conhecer as batalhas diárias de Gardner e Tulsa em O espaço entre nós.

Antes de começar a falar sobre as minhas impressões recomendo que dê um atençãozinha para essa playlist maravilhosa, como trata-se da trilha oficial também estão inclusos os efeitos sonoros da trama (super calmantes), e admito que não são muitas as músicas cantadas disponíveis, mas da pra curtir bastante, principalmente se você gosta de relaxar ouvindo instrumental. 

Destaque especial para Need the sun to break, que acabei de descobrir e já amo EVER.

22 de junho de 2017

[Resenha] Quinze dias - Vitor Martins

Oi pessoas!
Eu acabei de concluir a leitura desse livro e ainda estou com aquela sensaçãozinha de satisfação dentro de mim. Quinze dias, é meu primeiro contato com a literatura LGBT, sempre tive muita vontade de conhecer algum livro do tipo e apesar de vários lançamentos seguindo essa linha terem saído nos últimos anos nunca tive uma oportunidade real de conhecê-los, ou talvez tenha tido e não dei a devida atenção, vai saber, né? O fato é que finalmente eu li e - pausa para o clichê - como eu me arrependo de não ter feito isso antes. Gente sério mesmo, esse livro é maravilhoso e agora eu vou compartilhar isso com o mundo hahaha tá eu sei que muita gente já conhece, mas não faz mal eu vou falar assim mesmo, então senta ai que lá vem muito amor.

Título Original: Quinze dias
Autor (a): Vitor Martins @vitormrtns
Publicação: Globo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525063151 | Skoob
Gênero: LGBT
Ano: 2017
Páginas: 208
Avaliação: 4/5★
Felipe está esperando esse momento desde que as aulas começaram: o início das férias de julho. Finalmente ele vai poder passar alguns dias longe da escola e dos colegas que o maltratam. Os planos envolvem se afundar nos episódios atrasados de suas séries favoritas, colocar a leitura em dia e aprender com tutoriais no YouTube coisas novas que ele nunca vai botar em prática. Mas as coisas fogem um pouquinho do controle quando a mãe de Felipe informa que concordou em hospedar Caio, o vizinho do 57, por longos quinze dias, enquanto os pais dele não voltam de uma viagem. Felipe entra em desespero porque a) Caio foi sua primeira paixãozinha na infância (e existe uma grande possibilidade dessa paixão não ter passado até hoje) e b) Felipe coleciona uma lista infinita de inseguranças e não tem a menor ideia de como interagir com o vizinho. Os dias que prometiam paz, tranquilidade e maratonas épicas de Netflix acabam trazendo um turbilhão de sentimentos, que obrigarão Felipe a mergulhar em todas as questões mal resolvidas que ele tem consigo mesmo.
Felipe é um garoto tímido e pouco sociável, não possui amigos e vive recluso a uma rotina mórbida porém segura, isso se deve principalmente a extrema baixa auto estima que ele possui devido ao seu sobrepeso, somado a isso temos o bullying diário que ele vem sofrendo na escola desde a infância e que o tornou ainda mais solitário. Depois de tanto ouvir barbaridades e insultos sobre a sua forma física ele acabou absorvendo e acreditando que por ser gordo ninguém nunca iria querê-lo por perto. Então o fato dele ansiar desesperadamente por se ver livre das agressões gratuitas sofridas durante o período letivo é mais do que compreensível, não é mesmo? As férias trazem o passaporte para a liberdade tão ansiada, Felipe estava pronto para desfrutar da rotina tranquila e preguiçosa programada para as tão sonhadas férias quando descobre que nada será como o esperado, já que Caio o vizinho do 57 irá passar quinze dias em sua casa enquanto os pais dele estão em uma viajem. Inseguro ele entra em desespero porque nem em mil vidas ele teria sequer cogitado a possibilidade de ficar duas semanas sob o mesmo teto que sua paixonite de infância, com quem ele não interage a vários anos. Esses podem vir a ser os quinze dias mais desastrosos e traumatizantes da vida de Felipe, ou será que o destino está dando uma forcinha para ele finalmente assumir as rédeas da sua vida?

20 de junho de 2017

[Resenha] A rebelde do deserto - Alwyn Hamilton

Olá personas!
Vamos falar de fantasia? Acredito que não seja muito difícil notar que este não é o meu gênero preferido, apesar disso estou sempre aberta a novas possibilidades e devido aos inúmeros comentários positivos a cerca desse livro resolvi não me privar mais e finalmente conhecer a história de Amani. A rebelde do deserto foi uma grata surpresa que quero compartilhar com vocês, mesmo sabendo que já estão carecas de conhecer essa história. O fato é que eu gostei de descobrir mais uma obra incrível que me fez querer ler ainda mais livros do tipo e por essas e por outras quero contar pra vocês minhas impressões e constatações. Deem só uma olhada!

Título Original: Rebel of the Sands
Série: A rebelde do deserto #01
Autor (a): Alwyn Hamilton @alwynfjh
Publicação: Seguinte (Cortesia)
ISBN: 9788565765992 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 283
Avaliação: 3/5★
O deserto de Miraji é governado por mortais, mas criaturas míticas rondam as áreas mais selvagens e remotas, e há boatos de que, em algum lugar, os djinnis ainda praticam magia. De toda maneira, para os humanos o deserto é um lugar impiedoso, principalmente se você é pobre, órfão ou mulher. Amani Al’Hiza é as três coisas. Apesar de ser uma atiradora talentosa, dona de uma mira perfeita, ela não consegue escapar da Vila da Poeira, uma cidadezinha isolada que lhe oferece como futuro um casamento forçado e a vida submissa que virá depois dele. Para Amani, ir embora dali é mais do que um desejo — é uma necessidade. Mas ela nunca imaginou que fugiria galopando num cavalo mágico com o exército do sultão na sua cola, nem que um forasteiro misterioso seria responsável por lhe revelar o deserto que ela achava que conhecia e uma força que ela nem imaginava possuir.
Após a morte prematura dos pais Amani se viu obrigada a ir morar com a família de uma das tias, fato não muito bem quisto pela jovem, já que a convivência com os parentes em questão não é das melhores. Para piorar a tortura diária ela se vê na iminência de um casamento arranjado e extremamente indesejado cujo pretendente é ninguém mais ninguém menos que o marido da bendita tia, que vê no interesse do conjugue pela garota mais um motivo para odiá-la. Com isso se torna meio óbvio que os dias de Amani em Vila da Poeira estão contados, ela precisa fugir o quanto antes, mas como uma mulher, pobre e órfã poderia atravessar o deserto impiedoso habitado por criaturas místicas e fatais? A oportunidade surge quando um forasteiro chega a sua pequena e isolada cidade, e trás com ele além de muito perigo e confusão a unica oportunidade que ela poderia ter para finalmente alcançar a sua tão sonhada liberdade.

18 de junho de 2017

[Resenha] A chama dentro de nós - Brittainy C. Cherry

Olá pessoas!
Finalmente li o segundo livro da série Elementos, um livro maravilhoso que mexeu comigo como poucos foram capazes. Ler A chama dentro de nós nesse momento, foi doloroso porém inspirador, me levou as lágrimas uma quantidade considerável de vezes, me encantou e envolveu por completo e por fim me mostrou que tudo depende do ponto de vista de quem lê, porque estou falando isso? É simples, li várias resenhas que destacam pontos "negativos" na história, pontos esses que arremetem justamente as situações que mais me comoveram durante toda a trama, respeito todas as opiniões divergentes, mas peço licença para contar essa história do meu ponto de vista. Não se sintam induzidos a nada, só me deem uma chance de mostrar que não existe apenas uma forma de enxergar o mesmo fato. Prontos? Então chega mais.

Título Original: The Fire Between High & Lo
Série: Elementos #02
Autor (a): Brittainy C. Cherry @BrittainyCherry
Publicação: Record (Cortesia)
ISBN: 9788501109484 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2017
Páginas: 350
Minha avaliação: 5/5★
Logan Silverstone e Alyssa Walters não têm nada em comum. Ele passa os dias contando centavos para pagar o aluguel, sofrendo com a rejeição dos pais e tentando encontrar um rumo para sua vida caótica. Ela, por outro lado, parece ter um futuro brilhante pela frente. Um dia, porém, um simples gesto dá origem a uma improvável amizade. Ao longo dos anos, o sentimento que os une se transforma em algo até então desconhecido para os dois. Alyssa e Logan não conseguem resistir à atração que sempre sentiram um pelo outro e finalmente descobrem o amor. Mas uma tragédia promete separá-los para sempre. Ou pelo menos é isso que eles pensam. Seriam as reviravoltas do destino e as feridas do coração capazes de apagar para sempre a chama que há dentro deles
Logan teve uma vida difícil, em parte porque pessoas importantes dificultaram as coisas pra ele desde muito cedo, filho de um traficante perigoso e uma viciada em drogas ele desfrutou muito pouco do amor parental, seu maior porto seguro sempre foi Kellan, o meio irmão mais velho que vivia com o pai biológico, mas que nunca abandou Logan e a mãe, sempre esteve lá para eles e acabou se tornando o grande exemplo e herói do nosso protagonista. Devido a vida difícil Logan tornou-se um homem cético quanto as suas capacidades e possibilidades, deixou de acreditar ser merecedor de qualquer coisa boa na vida, então conhecer Alyssa foi na sua concepção um prêmio não merecido. Ela o encantou desde o primeiro contato, uma jovem amável e paciente que parecia não se importar com o fato dele estar aos pedaços. Não demorou muito para que uma grande amizade surgisse, ele sabia que não devia trazê-la para sua vida e tampouco se encaixaria no mundo da garota, mas ela era a luz no fim do túnel que ele acreditava não ser digno ou não esperava encontrar jamais, ela era o oxigênio que tornava possível a chama dentro dele continuar queimando e para ela, Logan ia além das palavras não faladas, ele era fogo, e ela estava pronta para se deixar aquecer ou consumir.

16 de junho de 2017

[Resenha] A distância que nos separa - Kasie West

Oie cariños!
Já conhecem os livros da Kasie West? Se sim, da cá um abraço porque fazemos parte da "mesma tribo", se não, vocês precisam urgentemente dar uma chance e eu recomendo que comecem por este aqui. Quem leu minha resenha de Namorado de Aluguel sabe o quanto eu sou apaixonada pela escrita dessa mulher, mas A distância que nos separa acaba de subir o nível desse amor roxo que sinto pelas narrativas despretensiosas desse achado da literatura Jovem adulto. Sem exageros, porque não curto esse lance, mas eu estou desesperadamente em abstinência, nenhuma história que peguei depois dessa pareceu me envolver ou agradar o suficiente o que me fez amaldiçoar a autora por essas míseras duzentos e quarenta páginas (perdão Kasiezinha). Mas chega de falatório e vamos ao que realmente interessa, senta ai porque preciso falar desse livro.

Título Original: The Distance Between Us
Autor (a): Kasie West @KasieWest
Publicação: Verus (Cortesia)
ISBN: 9788576865896 | Skoob
Gênero: Jovem adulto
Ano: 2017
Páginas: 240
Minha avaliação: 5/5★
Caymen Meyers aprendeu desde cedo a não confiar nos ricos. E, depois de anos observando-os, ela tem certeza de que eles são bons em apenas uma coisa: gastar dinheiro em inutilidades, como as bonecas de porcelana da loja de sua mãe. Assim, quando Xander Spence entra na loja, basta um único olhar para Caymen perceber que ele tem muita grana. Apesar de ele ser um fofo e entendê-la como ninguém, Caymen é esperta e sabe que o interesse de Xander não vai durar. Porque, se tem algo que ela aprendeu com a mãe, é que caras ricos vão inevitavelmente partir o seu coração. Mason, o cantor de rock tatuado — e classe média —, tem muito mais a ver com ela, certo? Então por que ela não consegue tirar Xander da cabeça? Quando a amizade e a lealdade de Xander estão prestes a convencer Caymen de que ser rico não é uma falha de caráter, ela descobre que o dinheiro tem um papel muito maior no relacionamento dos dois do que ela poderia imaginar. Será que Caymen vai arriscar ter o coração partido para encontrar o seu verdadeiro amor?
Antes de tudo quero deixar claro que apesar de todo meu amor pela escrita da West, comecei essa leitura bem receosa, afinal o ponto central da trama é o "preconceito reverso"? Fiquei um pouco incomodada com essa ênfase toda nas posses do garoto, e nas primeiras páginas é bem isso que encontramos. Caymen tem sim um certo preconceito com pessoas ricas, ela acredita que pessoas com condições financeiras elevadas são naturalmente esnobes e fúteis, o mais incômodo disso tudo é que poucas foram as experiências negativas que ela teve de fato com esse grupo específico de privilegiados. Por ser - "pobre", não quero ser negativa então vamos usar de origem humilde (viu? uma forma preconceituosa de se referir a dois opostos) - de origem humilde, Caymen tem muito pouco contato com a nata da sociedade, as raras vezes que ela interagiu com alguém do tipo foi na posição de atendente enquanto ajudava a mãe da loja de bonecas. Fora isso, a raiz das más definições tem origem antiga, e não nasceram por acaso, ao contrário disso foram plantadas lá pela amargura da mãe e cultivadas durante muitos anos.

14 de junho de 2017

[Resenha] Kiro e Emily - Abbi Glines

Hey personas!
Então eu finalmente li esse livro, adiei a leitura o máximo que eu pude para poder dar oportunidade a outras publicações, mas quando finalmente me rendi a essa trama, a vontade de correr e falar a repeito foi incontrolável. Os livros da duologia Chance nos apresentou a história de vida de Harlow Manning e com ela pudemos ter um vislumbre, mesmo que breve de um dos maiores dramas vividos por seu pai Kiro, fato que sem sombra de dúvida contribuiu significativamente para que os olhos dos leitores da série se voltassem sedentos para o livro Kiro e Emily, onde tudo ou pelo menos quase tudo a respeito do grande amor da vida do astro seria revelado, e posso garantir que a história é tão bela quanto trágica, então senta que lá vem drama.

Título Original: Kiro's Emily
Série: Rosemary Beach #9.5
Autor (a): Abbi Glines @AbbiGlines
Publicação: Arqueiro (Acervo pessoal)
ISBN: 9788580416107 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2016
Páginas: 117
Minha avaliação: 4/5★
Em "A primeira chance" descobrimos que a mãe de Harlow foi a única mulher que mudou a vida de Kiro. A única mulher que ele amaria para sempre. Kiro sempre amou um bom desafio, mas nem toda garota quer se envolver com um deus do rock. Especialmente essa garota. Ele a deixou ir naquela noite, mas ele nunca se esqueceu dela. E quando eles se encontraram novamente, ele prometeu não desistir tão facilmente de novo. À medida que o mundo adorou Kiro, ele veio para adorar a garota, que se tornou tudo o que ele nunca soube que precisava. A única garota que ele iria amar. Sua Emily.
O ano é 1992, Kiro Manning, vive uma vida regrada a álcool, drogas e mulheres. Vocalista da lendária banda de rock Slacker Demon, ele tem acesso a tudo o que o dinheiro e a fama pode lhe proporcionar, sendo assim quando ele vê uma jovem deslumbrante em uma de suas festas e sente-se atraído por ela, da a conquista como certa, afinal ninguém diz não a ele. Mas para surpresa do bad boy, Emily não é como as mulheres com as quais ele está acostumado a lidar, dotada de uma inocência escancarada a jovem deslumbrante é tudo menos "mais uma para se levar para cama" e mesmo constatando isso ele não consegue tirá-la da cabeça. O tipico clichê do lobo se apaixonando pelo cordeiro. A questão é: O cordeiro também está interessado pelo lobo. 

12 de junho de 2017

Lançamentos: Grupo Editorial Record | Junho/2017

Oie peoples!
A postagem de hoje foi feita especialmente para você que assim como eu não aguenta ver um lançamento e já está adicionando novos títulos a lista de desejados. Como de costume esses não são todos os títulos lançados pela editora esse mês, (é isso mesmo, ainda tem outros) mas são os lançamentos que mais me chamaram a atenção e que eu pretendo ler por algum motivo, não se preocupem pois minhas razões de escolha estão perfeitamente descritas abaixo de cada sinopse. Acredito que não deixei claro na última postagem o que de fato me levou a aderir essa nova forma de postagem, então segue uma breve explicação.

10 de junho de 2017

[Resenha] Boston Boys - Giulia Paim

Hey amorecos!
Vamos a mais uma resenha super legal que eu deveria ter trazido a séculos para vocês. Ano passado Boston Boys ganhou uma segunda edição maravilhosa, e foi através de cores vibrantes e detalhes apaixonantes que conheci a história de Ronnie e como ela passou a conviver com os integrantes da boy band sucesso do momento. Conhecer o trabalho da Giulia através dessa trama super fofa e gostosa de ler foi um prazer imenso que quero muito compartilhar com vocês. Então come on!

Título Original: Boston Boys
Série: Boston Boys #01
Autor (a): Giulia Paim @giuliappaim
Publicação: Globo alt (Cortesia)
ISBN: 9788525062376 | Skoob
Gênero: Infantojuvenil
Ano: 2016
Páginas: 360
Avaliação: 3/5★
O sonho de toda adolescente se realizou para Ronnie Adams: o maior astro pop da TV foi morar na casa dela. Ela deveria estar vibrando, como qualquer garota normal, mas na verdade está odiando a ideia. Ela não vê a menor graça em Boston Boys, programa sobre a vida de três integrantes de uma boyband, e acha os garotos uns babacas. De fato, Mason McDougal se acha o máximo e está acostumado a ser recebido sempre por meninas histéricas, por isso não faz o menor esforço para ser simpático. Tendo que lidar com o egocentrismo do garoto, além da perseguição de fãs ciumentas, a vida de Ronnie vira de cabeça para baixo. Agora ela terá que se acostumar com a stalker n° 1 dos garotos plantada em seu gramado, frequentar festas glamorosas e lidar com paparazzis, resolver uma guerra de fofocas online e até fazer uma viagem internacional. Em meio a tantas novas aventuras, Ronnie se envolve cada vez mais com os Boston Boys e percebe aos poucos que, no mundo da fama, nem tudo é o que parece ser.
Ronnie nunca conseguiu entender o que todas as garotas de sua idade veem nos integrantes da Boston Boys, a boyband do momento. Se já não bastasse ter que conviver diariamente com os surtos apaixonados de sua irmã caçula e mega fã da banda, Ronnie vê sua vida desmoronar (pausa para o drama adolescente), quando sua mãe inesperadamente revela ter abandonado a pacata vida de analista de sistemas, para se tornar nada mais nada menos que a produtora da série Boston Boys - protagonizada pelos integrantes da banda homônima -, mas não apenas isso, Mason, um dos componentes da banda está chegando de mala e cuia para morar na casa da garota. E é assim que a tempestade se instala de vez na rotina diária da adolescente, isso porque Mason se mostra um garoto irritante, cheio de si e muito, mas muito folgado mesmo. Além disso a vinda do jovem astro para a vida da menina acarreta em situações inusitadas e deveras incômodas que sem alternativas ela terá que lidar.

8 de junho de 2017

[Resenha] A garota dele - Simone Elkeles

Hey, como vão?
Espero que todos bem. Hoje irei falar de um livro que transborda amor, A garota dele é o segundo livro da série Amor em Jogo de Simone Elkeles, já adianto que cada livro trás um casal diferente e apesar de estarem ligados (pelo menos esses dois primeiros estão) podem ser lidos fora da ordem, eu por exemplo não li o primeiro "ainda" e não tive problema algum durante a leitura desse, já que não há spoilers da história anterior. Dito isso, convido-os a lerem essa resenha e se apaixonarem por essa história.

Título Original: Wild Crush
Série: Amor em jogo #02
Autor (a): Simone Elkeles @SimoneElkeles
PublicaçãoGlobo Alt (Cortesia)
ISBN: 9788525062284 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2016
Páginas: 304
Avaliação: 5/5★
Victor Salazar tem má fama no colégio por causa das brigas em que se envolve e por suas notas baixas. À parte as impressões superficiais, Victor tem um bom coração e está sempre tentando proteger as pessoas que ama. Filho de mexicanos, o garoto não tem uma boa relação com o pai e vive com o dilema angustiante de ser apaixonado por Monika, a namorada de seu melhor amigo Trey. Inteligente e educado, Trey parecia ser o par perfeito para Monika, mas assim que o terceiro ano começa, ele deixa o namoro em segundo plano para se dedicar às missões de se tornar o primeiro da classe e vencer o campeonato estadual de futebol. O relacionamento dos dois começa a esfriar e alguns acontecimentos surpreendentes vão aproximar Monika do “bad boy” Victor.
Victor se apaixonou perdidamente no instante em que pôs os olhos em Monika, dois anos atrás. Ela era tudo o que ele sempre quis, mas Trey, seu melhor amigo também a viu e ele certamente seria um namorado melhor que o bad boy que estava sempre se metendo em confusão, então Vic recuou e deixou que Trey e Monika se entendessem. Dois anos depois, no entanto, ele continua perdidamente apaixonado por Monika, agora namorada de Trey e apesar de tentar desesperadamente reprimir esse sentimento, ele parece ficar maior a cada instante. Vic está ciente de que nunca poderá ter a garota de Trey, mas ainda assim não consegue evitar o amor crescente que sente por ela. Quando o namoro dos sonhos começa a desandar, Victor está lá para ajudar o amigo a manter tudo nos trilhos, mas a crise que se abate sobre esse relacionamento é o menor dos dramas nessa história.