31 de agosto de 2016

Resumo do mês: Leituras de Agosto

Oieee! 
Pensaram que eu tinha sumido?? Então, estava na correria por aqui e acabei não conseguindo postar nesses últimos dias. Mas continuei lendo, e por isso se preparem que tem muitas resenhas legais para o mês de setembro. Querem saber o que está por vir? Então deem só uma olhada nas minhas leituras de agosto e confiram os títulos maravilhosos que serão assunto no blog nos próximos dias.

26 de agosto de 2016

Conheçam: Jogos Macabros de R. L. Stine

Oieee!
Quem aqui é apaixonado por aquele típico suspense que faz seu coração sofrer mini infartos no decorrer da leitura? Eu não, mas mesmo assim volta e meia me deixo fisgar por algo do gênero, e desfruto da sensação de desvairo onde a adrenalina pulsa nas veias e o coração parece que vai sair pela boca. É extremamente revigorante, se você não experimentou ainda, sugiro que tente, pelo menos uma vez. E isso é o que nos traz ao post de hoje, acabei de ler Jogos Macabros e estou super animada para falar dele pra vocês, chega mais e vamos conhecer um pouco mais sobre esse triller super tenso e eletrizante.

24 de agosto de 2016

[Resenha] A herdeira da morte - Melinda Salisbury

Oieee!
Esse livro está descaradamente furando a fila das resenhas, isso porque eu não podia esperar nem mais um minuto sequer para falar dele com vocês. Eu estou destruída com essa trama... Pra começo de conversa, mais uma vez eu andei shipando o casal errado (definitivamente eu não levo jeito pra isso). Mas vamos deixar esse detalhe de lado e falar dessa história incrível. Quem me acompanha sabe bem que não costumo ler todo tipo de fantasia, na verdade eu uso o gênero para sair da minha zona de conforto e diversificar o conteúdo aqui no blog, e o mais maravilhoso disso é que eu quase sempre acerto nas minhas escolhas, que ocorrem de forma aleatória, sem nenhum critério específico. Dito isso, leiam a resenha do melhor livro de fantasia que li esse ano.

Título Original: The Sin Eater's Daughter
SérieA Herdeira da Morte #01
Autor (a): Melinda Salisbury @MESalisbury
Publicação: Fantástica Rocco (Acervo pessoal)
ISBN: 9788568263327 | Skoob
Gênero: Fantasia
Ano: 2016
Páginas: 320
Minha avaliação: 4/5★
Twylla tem 17 anos, vive num castelo e, embora seja noiva do príncipe, não é exatamente um membro da corte. Ela é o carrasco. Primeiro de uma surpreendente série de fantasia, Herdeira da Morte conta a história de uma garota capaz de matar instantaneamente qualquer pessoa que ela toca. Até mesmo seu noivo, cujo sangue real supostamente o torna imune ao toque fatal de Twylla, evita sua companhia. Porém, quando um novo guarda chega ao castelo, ele enxerga a garota por trás da Deusa mortal que ela encarna, e um amor proibido nasce entre os dois. Mas a rainha tem um plano para acabar com seus inimigos, e eles incluem os dons de Twylla. Será que a jovem se manterá fiel a seu reino ou abandonará tudo em nome de um amor condenado?
Twyla foi resgatada da pobreza e de seu lar miserável aos quatorze anos e desde então tem servido a rainha e ao seu reino. Considerada por todos a encarnação de uma deusa, ela possui a função de punir os traidores da coroa, com o toque da morte. Resignada e obediente ela cumpre sua missão sempre que solicitada, mesmo que o amargor do veneno que está sobre sua pele, tome conta da sua vida e dos seus pensamentos dia após dia. Três anos após sua chegada ao reino, Twyla, não é mais aquela garota faminta e deslumbrada, aos dezessete anos ela carrega o peso de muitas mortes em suas mãos e em sua consciência e como consequência alimenta a infelicidade de possuir um destino que já foi traçado por terceiros. Sujeita as vontades e caprichos de uma rainha má (e louca de pedra), ela vê seus dias se encherem de cor com a chegada de Lief, um rapaz cheio de vida, designado para sua guarda. Não demora muito para que a jovem se sinta acolhida pelo olhar amável e o sorriso cativante de Lief, mas com o bálsamo vem o desespero de que essa aproximação possa ser vista como uma traição a rainha e ao príncipe Mereck (herdeiro do trono e noivo de Twyla), e se assim for, a pele venenosa da garota e a impossibilidade de toque, será o menor dos problemas desse "possível" casal.

19 de agosto de 2016

[Resenha] Sedução - Nicole Jordan

Oieeee!
Hoje vamos falar do primeiro volume da série Notorious de Nicole Jordan, que teve sua segunda edição publicada recentemente pela Ed. Planeta de livros Brasil, através do selo Essência. As novas capas dessa série foram o principal atrativo que me levaram a desejar tê-la na minha estante, isso associado a curiosidade que sempre tive de conhecer a escrita da Nicole, é claro. Agora que conheço posso afirmar que essa mulher tem um talento capaz de derrubar forninhos.

Título Original: The Seduction
Série: Notorius #01
Autor (a): Nicole Jordan @BrittainyCherry
Publicação: Essência (Cortesia)
ISBN: 9788542206753 | Skoob
Gênero: Erótico + 18
Ano: 2016
Páginas: 336
Minha avaliação: 3/5★
Lord Damien Sinclair dedica seu tempo a seu próprio prazer - o que pode ser resumido em duas palavras: jogos e mulheres. Mas essa rotina muda quando sua irmã, Olivia, sofre um acidente em uma situação comprometedora, que pode colocar em risco a sua honra. Damien estava disposto a acabar com Aubrey, o nobre que a teria ferido, mas não esperava encontrar um obstáculo tão... sedutor: Vanessa Wyndham, a irmã do rapaz. Ela se oferece para cuidar da inválida Olivia, e assim poupar a vida do irmão. Damien aceita, mas com uma condição: ela também teria de ser sua amante. Nesse romance de intriga e sedução, a autora explora sentimentos que nem sempre são revelados. Será que os corações escaparão ilesos quando o acordo for posto em prática?
Damien Sinclair, nunca se preocupou em disfarçar sua fama de libertino, dedicado a satisfazer seus prazeres ele passou boa parte da vida visitando salões de jogos, bordéis e metido em escândalos, o que nem de longe o tornou inapto para o casamento aos olhos da sociedade, muito pelo contrário, as jovens e suas mães embarcaram em uma caçada ao pote de ouro, afinal quem seria a jovem capaz de fisgar e aprisionar o coração de um dos maiores libertinos (rico, muito rico por sinal) de Londres? Damien se vê obrigado a mudar de postura (pelo menos temporariamente), quando sua irmã caçula sofre o infortúnio de ser atraída e enganada por um calhorda, o que ocasiona um acidente que resulta na invalidez da jovem. O tal calhorda é ninguém mais ninguém menos que o irmão de Vanessa Wyndham, uma viúva determinada que fará o impossível para proteger sua família dos anseios de vingança de Damien.

18 de agosto de 2016

[Resenha] A Garota do Calendário, Março - Audrey Carlan

Oi pessoal!
E lá vamos nós para o terceiro livro da série A garota do calendário. Depois da extrema decepção que tive com o livro anterior, admito que cogitei seriamente em abandonar a série. Mas, aparentemente minha determinação é bem maior do que eu imaginava, e por isso resolvi dar uma chance a essa história, o que acabou restaurando, pelo menos por  hora, meu desejo de ler todos os livros. Felizmente, Março trouxe uma trama atraente e tornou possível ao leitor da série desintoxicar-se da forçação de barra de fevereiro.

Título Original: Calendar Girl, March
Série: A garota do calendário #03
Autor (a): Audrey Carlan @AudreyCarlan
Publicação: Verus (Acervo pessoal)
ISBN: 9788576865186 | Skoob
Gênero: Erótico +18
Ano: 2016
Páginas: 144
Minha avaliação: 3/5★
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil. Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Mia vai passar o mês de março em Chicago com o empresário Anthony Fasano, que a contrata para fingir ser noiva dele. A princípio Mia não entende por que um homem tão lindo e másculo precisa de uma falsa noiva.
Em Março, Mia é enviada para Chicago, onde irá se passar pela namorada de Anthony Fasano, um empresário notável em mais de um aspecto. Como já é de praxe ela fica hospedada na casa de seu cliente pelo período aproximado de um mês, tempo suficiente para que ela possa se inteirar dos dramas vividos por Tony, que por ser membro de uma família italiana tradicional, e herdeiro de uma rede super famosa de restaurantes, lida diariamente com as pressões e responsabilidades impostas por sua posição. Além de gerenciar um negócio próspero, ele enfrenta as cobranças constantes, para encontrar uma esposa que possa gerar seus herdeiros, e é pensando em ganhar tempo e aliviar um pouco o peso dessa imposição feita pela sua família, além de manter em segredo o motivo pelo qual ele não possui uma namorada de verdade, que Anthony apresenta Mia, como sua noiva, para o clã Fasano. Pela primeira vez até aqui, Mia irá questionar-se quanto a possibilidade de não conseguir cumprir com seu trabalho. Seria ela capaz de convencer os italianos questionadores de que está apaixonada pelo membro mais querido da família?

15 de agosto de 2016

[Fora dos livros] O quarto de Jack

Olá queridhêeenhos!
Esse mês eu estou uma coisa... Se vocês prestarem bastante (nem precisa tanta assim) atenção nas postagens até aqui, vão perceber um padrão bem nítido entre elas, a começar pelas resenhas de gênero unânime, juro que não fiz de propósito e já estou trabalhando para concertar, e além disso há é claro, o meu lado mais falante e por fim a Del cinéfila claramente atacada (ahhh! Essas fases), isso porque ando assistindo filmes que me trazem bons questionamentos, dos quais não consigo parar de falar. Vocês já perceberam onde quero chegar, não é mesmo? Então é isso galera, hoje vamos falar de mais um filme que mexeu comigo e que quero muito conversar a respeito. Chega mais e vamos falar sobre O quarto de Jack.

ROOM
Lançado: 18 de fevereiro de 2016
Duração: 1h 58min
Elenco:  Brie Larson, Jacob Tremblay, Joan Allen
Gênero: Drama
Avaliação: 4/5 🎬

O quarto de Jack, conta história de Joy e seu filho Jack (de apenas cinco aninhos), que são mantidos em cativeiro dentro de um quarto, o único contato que ambos tem com o mundo exterior, é oriundo das visitas do velho Nick (nome que Joy deu a seu sequestrador e carcereiro). Quando Joy enfim percebe que não está obtendo sucesso em suas tentativas para tornar tolerável a estadia no cativeiro, ela bola um plano de fuga, no qual Jack será uma peça fundamental.

Apesar de ter o livro aqui em casa e inclusive já ter até iniciado a leitura, eu não estava preparada pra esse filme. A carga dramática por si só já me envolveu completamente, mas a tensão... Gente, sem mentira nenhuma, não consegui relaxar um minuto sequer até os créditos começarem a rolar. Já de cara me vi atraída pela premissa que prometia muitas emoções, mas nem em mil anos eu ia conseguir imaginar tudo o que estava por trás das poucas palavras que descreviam a obra em sua sinopse. Baseado no livro "Quarto", de Emma Donoghue, que foi publicado pela Ed. Record aqui no Brasil, e dirigido por Lenny Abrahamson, O quarto de Jack é um suspense que transborda encantamento e delicadeza.

11 de agosto de 2016

[Resenha] O ar que ele respira - Brittainy C. Cherry

Olá amorecos!
Esse mês eu estou em uma vibe só... Nem tinha percebido isso até ler um comentário na última resenha, prometo que já estou providenciando ler outros gêneros para variar. Pode até parecer, mas nem sou tão fã de new adult assim, apesar disso, tenho um negócio com esse tipo de leitura que quando começo não consigo mais parar. Enfim, O ar que ele respira, é bem mais tranquilo do que os que eu postei até agora, então fiquem tranquilos porque a Brittainy criou uma obra que trás muita coisa legal.

Título Original: The Air He Breathes
Série: Elementos #01
Autor (a): Brittainy C. Cherry @BrittainyCherry
Publicação: Record (Acervo pessoal)
ISBN: 9788501075666 | Skoob
Gênero: Romance
Ano: 2016
Páginas: 308
Minha avaliação: 3/5★
Como superar a dor de uma perda irreparável? Elizabeth está tentando seguir em frente. Depois da morte do marido e de ter passado um ano na casa da mãe, ela decide voltar a seu antigo lar e enfrentar as lembranças de seu casamento feliz com Steven. Porém, ao retornar à pequena Meadows Creek, ela se depara com um novo vizinho, Tristan Cole. Grosseiro, solitário, o olhar sempre agressivo e triste, ele parece fugir do passado. Mas Elizabeth logo descobre que, por trás do ser intratável, há um homem devastado pela morte das pessoas que mais amava. Elizabeth tenta se aproximar dele, mas Tristan tenta de todas as formas impedir que ela entre em sua vida. Em seu coração despedaçado parece não haver espaço para um novo começo. Ou talvez sim.
Tristan viveu uma vida plena e feliz ao lado de sua esposa e filho, mas um acidente causou a morte de ambos e destruiu o coração do rapaz, tornando-o um homem quebrado e sedendo por solidão, ao se refugiar em Meadows Creek (uma cidadezinha do interior), ele conseguiu se afastar de quase tudo que pertencia a vida feliz que perdeu, menos é claro das suas próprias lembranças, que tornavam cada vez mais dolorosa a ferida que crescia em sua alma. Em meio a essa realidade caótica Tristan conhece Elizabeth, uma mulher que assim como ele enfrenta a dor de uma grande perda, ela ficou viúva a um ano e desde então tem tentado sem muito sucesso juntar os caquinhos e retomar sua vida, com Emma, sua filhinha de apenas cinco anos para cuidar, Elizabeth não tem muitas opções além de ser forte e seguir em frente. A aproximação entre essas duas almas devastadas ocorre de forma caótica, mas conforme suas dores são expostas, torna-se inevitável o surgimento de uma forte ligação, que poderá levá-los a destruição definitiva ou ao tão merecido recomeço.

10 de agosto de 2016

[Fora dos livros] Como eu era antes de você

Genteeee!
Eu preciso falar! Quero pedir licença aqui pra falar de um assunto que já está mais batido que a minha vitamina de banana. Eu tinha prometido pra mim mesma que não, eu não iria falar desse filme, até porque todo mundo já falou e eu sei, gente eu sei mesmo que vocês estão carecas de saber tudo que acontece. Tenho certeza que até quem não assistiu ao filme ou leu o livro já sabe de cór cada detalhe, isso porque os spoilers foram e continuam sendo generosos e podem ser vistos em todas as plataformas possíveis. Mesmo assim eu quero falar, tá? Prometo que serei breve, e quem sabe aborde alguns pontos novos (ou talvez menos falados).

ME BEFORE YOU
Lançado: 16 de junho de 2016
Duração: 1h 50min
Elenco: Emilia Clarke, Sam Claflin, Janet McTeer
Gênero: Romance
Avaliação: 4/5 🎬

Então, quem não conhece a história (se é que existe alguém no mundo), Como eu era antes de você nos apresenta Louisa Clark uma mulher excêntrica (no mínimo), que após ser demitida do seu último emprego se vê aceitando a vaga de cuidadora de Will Traner, um jovem que a dois anos lida com tetraplegia, resultado de um atropelamento. Will vive mergulhado na infelicidade de viver uma vida limitada e Lou recebe o encargo de trazer cor ao mundo cinza do rapaz (uma tarefa nada fácil, diga-se de passagem). Aos poucos Lou consegue se aproximar de Will e podemos entender tudo ou pelo menos uma boa parte da dor constante a que ele está refém. Juntos eles compartilham momentos de melancolia, felicidade e tristeza, a vida desses dois opostos se cruzam em um momento decisivo para ambos e depois dessa convivência meio que forçada nada será como antes, sonhos são construídos e despedaçados, novos caminhos e possibilidades são descobertos e aproveitados, decisões irreversíveis e extremamente dolorosas são tomadas. Em Como eu era antes de você uma história de amor, amizade e renúncia você encontrar mais de um motivo para chorar ou se indignar e aprenderá que não importa o que aconteça o respeito as decisões alheias não lhe priva de sentir sua própria dor.

Antes de começar a falar o que achei desse filme, quero deixar claro que essa postagem não se trata de um crítica, nem nada do tipo, só gostaria de conversar um pouquinho sobre minhas percepções a cerca da obra, okay? Então apertem o play dessa playlist diva e vamos lá!

9 de agosto de 2016

Bate papo literário: Sobre o discurso de valorização

Hey pessoal!
Finalmente resolvi me posicionar sobre o assunto do momento (será que ainda é?), no meio literário nacional. Vocês já ouviram falar da hastag #VALORIZEOBOOKTUBER? Tenho certeza que quem acompanha o youtube e o twitter sabe (nem que seja superficialmente) do que eu estou falando. Quem não sabe ainda, ou quem deseja saber o que eu penso a respeito, chega mais porque vamos conversar. Antes de mais nada quero deixar claro que não estou julgando ninguém, essa postagem tem o objetivo exclusivo de expressar minha opinião acerca do assunto e talvez não seja condizente com a realidade, mas é o que percebi e senti em relação ao "movimento". Não sou uma utilizadora assídua da plataforma youtube, na verdade eu quase nunca assisto vídeos por lá e já faz muito tempo que não penso e nem tenho vontade de ter um canal. Isso porque não me identificava com o formato de apresentação, não conseguia me imaginar falando para uma câmera ou algo do tipo.

8 de agosto de 2016

[Resenha] Para sempre minha - Abbi Glines

Oieee!
E mais uma vez, estou aqui para falar de um livro da interminável série Rosemary Beach. Quem me acompanha sabe muito bem o quanto sou refém dos livros da Abbi, e mesmo lendo mais do mesmo, lançamento após lançamento, ainda não consegui me libertar desse povo. Fazer o que, né? Cada um faz o que pode com o que tem. E o que temos pra hoje é mais um new adult clichê. Ah! Antes que eu me esqueça, sou completamente cuidadosa com a liberação de spoilers, porque sei que tem muitos leitores que se incomodam bastante com isso, e até aqui acredito que minhas resenhas não trouxeram nenhum (ou quase nenhum), mas nessa aqui não deu pra evitar, ta pessoal? Por favor, não me odeiem, afinal são nove livros interligados direta e indiretamente e a essa altura do campeonato não tem como falar dos demais personagens sem liberar spoilers dos outros livros, pois os secundários desse, são protagonistas dos outros, mesmo assim tomei muito cuidado e falei muito pouco, mas se não quiser arriscar, basta pular o penúltimo parágrafo.

Título Original: You Were Mine
Série: Rosemary Beach #09
Autor (a): Abbi Glines @AbbiGlines
Publicação: Arqueiro (Acervo pessoal)
ISBN: 9788580415773 | Skoob
Gênero: Romance +18
Ano: 2016
Páginas: 256
Minha avaliação: 2/5★
Alguns dos jovens de Rosemary Beach consideram Tripp Newark um herói. Há oito anos, ele abandonou uma vida meticulosamente planejada pelos pais para conquistar a independência. Pilotando sua Harley, Tripp desapareceu da cidade para viajar pelo mundo. E essa decisão o fez perder muito mais do que os milhões que herdaria. Bethy Lowry está vivendo o pior momento de sua vida. Há um ano e meio, Jace, seu namorado, morreu afogado ao salvá-la de uma forte correnteza. Sofrendo um período turbulento e ainda consumida pela culpa, ela vive sua rotina de maneira automática, com a certeza de que nunca mais voltará a amar. No entanto, sua vida está prestes a mudar. Quando tinha apenas 16 anos, Bethy teve um tórrido romance com Tripp, que é primo de Jace. Esse segredo continuaria enterrado para sempre se não fosse por um detalhe: Tripp Newark está de volta e determinado a reconquistá-la.
Tripp Newark sempre soube o que não queria ser, cansado da vida fútil que levava e decidido a não se render as imposições do pai que queria obrigá-lo a assumir os negócios da família ele traçou um plano, aquele seria seu último verão em Rosemary Beach, uma espécie de despedida da vida que não desejava, e quando o verão chegasse ao fim ele viajaria o mundo sem olhar pra trás. Mas o destino decidiu intervir, e o que já era uma decisão acertada acabou provocando reviravoltas inesperadas. Após cinco anos de andanças sem destino, Tripp está de volta a Rosemary, assim como sua partida, seu retorno tem objetivo certo, ele precisa concertar algo que está quebrado em sua vida, e sua felicidade depende do sucesso dessa nova missão, que ele pretende desempenhar com afinco, leve o tempo que for. Maduro o suficiente para não desejar fugir das dificuldades que se apresentarão Tripp irá reviver dores que marcaram não apenas a sua alma, mas também a da jovem Bethy Lowry, que após ser destroçada por uma perda irreparável será obrigada a encarar de frente os sentimentos controversos do seu passado, que apesar de presos em um coração machucado permanecem vivos e desejosos de liberdade.

4 de agosto de 2016

[Resenha] A garota do calendário, Fevereiro - Audrey Carlan

Oiee!
Estou super atrasada com a leitura dessa série, sendo assim, decidi devorar todos os livros conforme for conseguindo adquiri-los, pois tenho em mente que se ficar pra trás nessa série de DOZE livros, não irei terminá-la tão cedo. Tudo bem, eu sei que os livros são curtinhos e tals, mas mesmo assim, sei que não vou consegui ler depois de ser bombardeada por spoilers, isso porque essa tem sido uma das séries mais comentadas nos últimos meses. Então preparem-se pois ainda estou decidida a levar esse negócio até o fim HAHAHA. 

Título Original: Calendar Girl, February
Série: A garota do calendário #02
Autor (a): Audrey Carlan @AudreyCarlan
Publicação: Verus (Acervo pessoal)
ISBN: 9788576865070 | Skoob
Gênero: Erótico +18
Ano: 2016
Páginas: 135
Minha avaliação: 2/5★
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.  Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em fevereiro, Mia vai passar o mês em Seattle com Alec Dubois, um excêntrico artista francês. No papel de musa, ela vai embarcar em uma jornada de descobertas sexuais e lições sobre o amor e a vida que permanecerão com ela para sempre.
Em fevereiro Mia desembarca em Seatle, onde conhece o seu segundo cliente, Alec Dubois, um artista renomado que transborda charme e excentricidade. Diferente de Wes (o cliente anterior) Alec não pretende desfilar a beleza da beldade por seu circulo social, muito pelo contrário o workholic está extremamente empenhado em um projeto artístico no qual terá Mia como musa. Decidida a desfrutar ao máximo de todas as experiências que essa nova fase de sua vida pode lhe proporcionar a jovem mais uma vez irá sentir seu mundo se abalar, dessa vez ela irá aprender que existem as mais variadas formas de amar e de ser amada.

2 de agosto de 2016

[Resenha] A garota do Calendário, Janeiro - Audrey Carlan

Oláaa meu povo!
Eis que finalmente consegui adentrar o universo conturbado de Mia Saunders, já faz uma eternidade (mentira, não tem tanto tempo assim) que estou querendo ler os livros dessa série, e os motivos para essa ânsia desesperada são os mais diversos possíveis, dentre eles posso listar facilmente o sucesso da série no exterior, o trabalho maciço do marketing editorial nacional, as inúmeras críticas positivas e por fim a proposta singular que doze meses e doze homens diferentes conferem a trama. 

Título Original: Calendar Girl, January
Série: A garota do calendário #01
Autor (a): Audrey Carlan @AudreyCarlan
Publicação: Verus (Acervo pessoal)
ISBN: 9788576865063 | Skoob
Gênero: Erótico +18
Ano: 2016
Páginas: 144
Minha avaliação: 5/5★
Mia Saunders precisa de dinheiro. Muito dinheiro. Ela tem um ano para pagar o agiota que está ameaçando a vida de seu pai por causa de uma dívida de jogo. Um milhão de dólares, para ser mais exato. A missão de Mia é simples: trabalhar como acompanhante de luxo na empresa de sua tia e pagar mensalmente a dívida. Um mês em uma nova cidade com um homem rico, com quem ela não precisa transar se não quiser? Dinheiro fácil.  Parte do plano é manter o seu coração selado e os olhos na recompensa. Ao menos era assim que deveria ser... Em janeiro, Mia vai conhecer Wes, um roteirista de Malibu que vai deixá-la em êxtase. Com seus olhos verdes e físico de surfista, Wes promete a ela noites de sexo inesquecível — desde que ela não se apaixone por ele.
Mia mais uma vez assume para si a missão de salvar o pai alcoólatra e viciado em jogo, de uma enrascada. Na tentativa de liquidar a dívida milionária do patriarca, ela se torna acompanhante de luxo, e é em seu primeiro trabalho que ela conhece Wes, um roteirista famoso (vulgo surfista gato), que apenas com um olhar foi capaz de ouriçar as borboletas no estômago de Mia, que há algum tempo jaziam adormecidas. Mia foi contratada pela mãe de Wes, com o objetivo de manter as cavadoras de ouro (aquele tipinho que não consegue ver um homem bonito e rico que já quer "flertar"), que rondavam o rapaz como mosca no mel e constantemente atrapalhavam suas tentativas de manter contatos profissionais durante os eventos sociais que ele frequentava (isso porque ele era educado demais pra fazer elas se mancarem). E é como o escudo anti-interesseiras de Wes que Mia entra em sua vida, durante três semanas eles irão compartilhar muito mais que um apartamento e estarão a mercê de emoções arrebatadoras.