Pensando em ler: Menina má

quinta-feira, março 24, 2016

Oieeeeee!

Gente para tudo, que capa é essa? Méo déós, como assim? A Ed. DarkSide ou está tentando me matar, ou me falir. ESTOU achando que estão querendo me matar falida. Então, deixa eu me recuperar aqui... okay,  lá vou eu. A Ed. DarkSide resolveu desenterrar uma história assustadora e sombria que foi escrita a mais de 62 anos, um livro de suspense psicológico que fez com que milhões de leitores se rendessem a ele. Além disso levantou inúmeros questionamentos, tais como: Nascemos todos inocentes e somos corrompidos pelo mundo a nossa volta? Ou será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar mesmo na mais adorável das crianças? O lançamento está previsto para maio.

Alguém mais querendo loucamente esse livro?

Menina má

Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark. Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.

|| Autor (a): William March || Gênero: Suspense e Mistério/Terror || Páginas: 272 || Editora: DarkSide ||

MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.

Confira Também

2 comentários

  1. a capa esta super bacana e gostei do tema tratado, apesar de ser uma reedição o tema continua bem atual
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. A Editora Darkside parece que quer nos falir mesmo viu, as edições da editora mesmo econômicas são de "luxo" em comparação com outras editoras (haha).
    Confesso que esta capa não me agradou tanto já que as capas de outros títulos dão de 10 a 0 nessa, mas para não julgar um livro pela capa, o assunto abordado nesse livro é bem cativante para mim.

    Frases, Trechos e Pensamentos

    ResponderExcluir