Resenha #157 Provocante - Madeline Hunter

sexta-feira, novembro 28, 2014

Olá pessoal! Hoje finalmente entregarei meu projeto para a banca examinadora, a seguir me restará apenas uma semana a contar de hoje para a defesa, estou mega ansiosa e não vejo a hora e tudo isso chegar logo ao fim. Para descontrair vamos de Madeline Hunter, primeiro livro que li da autora e que instigou em mim o desejo de acompanhar suas publicações bem mais de perto.

Titulo: Provocante (As flores mais raras #02)
Autor(a): Madeline Hunter
Editora: Leya
N° de Páginas: 400
Verity Thompson desapareceu no dia do seu casamento. Seu paradeiro ficou em segredo por anos, um longo período no qual seu marido, o conde de Hawkeswell, viveu na penúria e na incerteza. Verity deixou para trás uma fortuna imensa, porém, inacessível à família, pois sua morte não havia sido oficialmente declarada. Nem poderia, já que ela estava bem viva. Ao ser obrigada a se casar, ela foge de Londres e refugia-se no campo. Abandonou sua fortuna em troca da liberdade. Mas o destino tem os seus próprios desígnios e a jovem se vê obrigada a regressar à cidade e a um casamento sem amor. Seu arrogante marido, porém, está disposto a chegar a um acordo: se Verity lhe der três beijos por dia, ele não a obrigará a cumprir os deveres conjugais. Mas, claro, há beijos e beijos… e Verity vai perceber até que ponto foi realmente um erro se entregar nas mãos de um hábil mestre.

Verity nunca desejou casar-se com um nobre. A jovem herdeira almejava cumprir o desejo do pai e desposar alguém que pudesse seguir com os negócios de sua família, apesar disso se viu obrigada casar com o conde  Hawkeswell, um nobre falido que ela mal conhecia, cujo seu único interesse era claramente adquirir para si a fortuna da moça. Após descobrir a armadilha em que havia caído Veritiy não pensa duas vezes antes de fugir e forjar a própria morte, mas o que parecia ser o plano de liberdade perfeito torna-se um belo de um inconveniente para o conde. Sem saber o que realmente houve com a condessa, é impedido de tomar posse da fortuna da esposa desaparecida até que sua morte seja legalmente atestada, além disso tem que lidar com as desconfianças de toda uma sociedade que acredita no seu envolvimento no desaparecimento da jovem, dessa forma Hawkeswell torna-se a cada dia mais convicto de que o casamento foi a pior decisão que tomou em toda sua vida.

Uma jogada do destinho no entanto, vira o jogo a favor do conde, ele reencontra a esposa que passou todo o tempo escondida no campo e apesar da raiva ao descobrir que Verity fugiu de uma vida ao seu lado propositalmente e aparentemente não está nem um pouco interessada em voltar, dessa vez ele não permitirá que ela escape.

Ao se ver descoberta, Verity passa a traçar um novo plano de liberdade, ela só não esperava que o conde fosse lhe pedir algo tão estapafúrdio, três beijos por dia e ela está liberada das obrigações conjugais. A jovem vê na proposta uma saída temporária, até finalmente conseguir convencer o conde a deixa-la partir. Ela só não esperava que apenas três beijos diários a deixaria completamente vulnerável aos jogos de sedução de um homem extremamente charmoso e decidido do que quer.

Acho que já falei milhões de vezes o quanto sou apaixonada pelos personagens dos YA's, não existe outro gênero no mundo que reúna personagens com características tão fortes e marcantes. Verity é uma protagonista satisfatória, não é completamente controlável, a garota tem lá seus momentos de valentia e desafios. Mas quando falamos de Hawkeswell a estória é outra meus caros, ele me lembra o personagem Manoel, interpretado por Fernando Colunga, da novela mexicana amor real, perdi aula quase todos os dias para poder vê-lo na novela hehe. O conde Hawkeswell leva a estória ao ápice, tem características típicas de personagens do gênero New Adult, aquele ar debochado e jeito irônico de ser, mas por se tratar de um livro de época ele também vem envolto com a névoa do dever e da honra, combinações acertadas para desenvolver um mocinho digno.

O enredo é todo muito instigante, além de acompanharmos o desenrolar do envolvimento do casal protagonista, temos um vislumbre da vida atual do casal do livro anterior AudriannaSebastian, a relação desses dois é tão linda que foi impossível não desejar ler o livro anterior e conferir como tudo se desenrolou até aqui. Não li o primeiro e apesar disso não tive dificuldades em ler esse, já que trata-se de estorias de casais diferente, mas devido as Flores mais raras serem amigas e conviverem bastante, acabei desejando muito ler o primeiro volume.

Atualmente o gênero New Adult vem tendo um crescimento espantoso no que diz respeito ao número de publicações, devido esse grande número de obras do gênero já é comum encontrarmos estórias com bases bem semelhante, a cada nova publicação torna-se rotineiros os clichês do gênero, eu não ainda não me incomodo com isso, amo o ritmo que os autores impõe quase sempre aos seus enredos, são escritas frenéticas que me proporcionam devorar o livro. Provocante, pode ser considerado um New adult clichê, não há grandes surpresas no decorrer da estória, mas posso garantir que apesar disso você não se sentirá enfadado ao lê-lo, porque em primeiro lugar a escrita da Madeline é uma escrita que atrai e depois te prende e segundo porque você irá se apaixonar pela estória desse casal. Super recomendo para os que curtem o gênero e não se importam em ler bons clichês.

Muito Bom

Confira esse e muitos outros livros
na fan page da editora

Confira Também

3 comentários

  1. Oi Delmara, eu só vim aqui para fazer uma pergunta: Por que você num abre vagas para afiliação?Se você for abrir eu quero ser o primeiro blz...
    E sobre o post: Acho que eu particularmente não gostaria de ler este tipo de livro!!
    http://mergulhado-em-historias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Confesso que não é exatamente o tipo de livro que eu costumo ler, principalmente por ter uma pegada hot, mas a sua resenha ficou tão convincente que acho que daria uma chance mais para frente. rs
    Acho que o livro é um pouco diferente do que imaginei inicialmente.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de novembro

    ResponderExcluir
  3. Olá! Del, sucesso e sorte para você ^^ Ainda nao consegui me aventurar por Madeline mas por estar nesta vibe de época com certeza vou dar uma olhada!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir