Resenha #143 Amor em Tentação - Michelle Willingham

domingo, agosto 31, 2014

Estão preparados para conhecer o guerreiro Viking Ragnar Olafsson?? Então se preparem, porque intenso e determinado, são algumas características desse homem que não poupa esforços para cumprir a palavra dada a outrem.

Título: Amor em Tentação
Autor(a): Michelle Willingham
Editora: Harlequin
N° de Páginas: 228
O guerreiro viking Ragnar Olafsson se conteve quando seu melhor amigo reivindicou Elena, a mulher que ele mais desejava. Havia apenas um meio de acalmar a revolta dentro de si: tornando-se impiedoso nos campos de batalha. Quando ela é capturada, Ragnar coloca sua coragem à prova e arrisca tudo para salvá-la. Ao ficarem isolados, precisam se ajudar para sobreviverem. De repente, cada desejo, cada olhar, cada toque se torna proibido. Mesmo um santo poderia cair em tentação por Elena. Um pecador como Ragnar sabe muito bem que não conseguirá conter o ímpeto!

Ragnar nunca teve nada de muito significativo em sua vida, após a morte de sua mãe passou a viver apenas com o pai bêbado que o espancava sempre, o garoto aguentou firme todos os abusos e acabou tornando-se um homem ferido, a única capaz de trazer um pouco de luz ao seu coração era Elena, uma jovem de família abastada que foi prometida ao seu melhor amigo Stir. Ragnar sempre soube não ter chance alguma com Elena, que além de estar bem acima do seu nível econômico só tinha olhos para Stir. Conformado em jamais ter aquela que ama, Ragnar buscou sua ascensão da melhor forma possível, dessa forma tornou-se um guerreiro quase que imbatível, um homem forte que matinha sua única fraqueza (amar a mulher do seu melhor amigo) guardada no profundo de seu ser.

Em uma viagem exploratória o navio Viking em que Ragnar viajava juntamente com Stir, Elena e sua tripulação é atacado, com Stir e sua tripulação feita refém Ragnar consegue fugir e se vê obrigado a cumprir a promessa feita a Stir e a si próprio, manter Elena em segurança. Em uma ilha deserta ambos compartilham um único objetivo, sobreviver. Mas como reprimir um desejo tão poderoso, quando o que se deseja está ao alcance de suas mãos? Ragnar lutará mais uma vez contra esse amor que lhe consome? Ou aproveitará o isolamento para tomar para si aquela que ele sempre desejou? Elena seria capaz de vê-lo como algo mais que um grande amigo e confidente?

Quando li a sinopse desse livro pela primeira vez torci de imediato para Ragnar conquistar o coração da amada, apesar disso não sou insensível ao ponto de torcer pelo fim de um casamento, então iniciei a leitura completamente dividida, entre a cruz e a espada. Durante a leitura é muito fácil perceber que Ragnar é um guerreiro honrado, não trata-se de um bárbaro apenas, muito pelo contrário, extremamente alto crítico ele tenta agir da melhor forma possível, apesar disso possui um espirito violento e sedento de lutas e batalhas. Elena por outro lado, é uma mulher insegura e as vezes maleável demais, em alguns momentos da estória acabei entrando em conflito com a personagem, que possui uma insistência irritante em situações sem solução. Apesar disso não desgostei totalmente de Elena que é sim, uma mulher guerreira e inteligente, decidida e bondosa. Me compadeci do destino que esses dois tiveram, mesmo caminhando lado a lado os desencontros os levaram por estradas diferentes.

O livro tem um contexto geral clichê, mas o desenrolar do enredo se dá de forma singular, elementos incomuns nos são apresentados durante o desenrolar da trama, dentre eles um certo garoto altista que quase foi morto pela sua própria mãe. Não é um romance superficial, trás uma estória bem construída, por trás de todo desejo, há muita esperança, superação, dedicação e acima de tudo amor. Indico o livro sem sombra de dúvida para aqueles que amam históricos que contenham guerreiros de alma ferida como personagem principal.

Bom

Confira esse e outros livros, além de muitas novidades 
legais na Fan Page da editora.

Confira Também

24 comentários

  1. Eu não gosto desse tipo de livro, acho que as histórias são meio fracas, de modo geral, mas muita gente curte e acha super legal. Eu não leria.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse não possui uma estória meio fraca, muito pelo contrário possui um estória bem fundamentada... Acho que independente do livro ser de banca ou não haverão livros bons e ruins.

      Excluir
  2. Oiee ^^
    Quando vi que o guerreiro se chamava Ragnar, já fui pensando que era o protagonista da série de tv Vikings *-* haha'
    Ainda não li nenhum livro da Harlequin, mas já tenho alguns romances na mira...haha'
    MilkMilks
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço esse guerreiro da Tv Vikings, mas confesso que fiquei
      curiosa hehe Leia esse, é um bom livro.

      Excluir
  3. Oi Delmara,
    A sinopse me chamou a atenção por conta do nome do protagonista, que se não me engano existiu realmente um viking chamado Ragnar. Achei a trama interessante e fiquei curiosa para saber o que acontecerá entre Ragnar e Elena.

    *bye*
    http://loucaporromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai gente, vocês ficam falando desse viking chamado Ragnar e eu fico aqui morta de curiosidade... Acho que vou pesquisar a respeito.

      Excluir
  4. Preciso ler, amei o conteúdo e sua resenha! Ah, parabéns pelo blog, super lindo! Sucesso! Um beijo!
    http://blogdavivinh.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Vivian, fico feliz que tenha gostado do blog e do conteúdo...
      Volte sempre que desejar.

      Excluir
  5. Adoro os livros da editora. E apesar de não gostar de traição, em histórias assim, tem que entender o que aconteceu e a história por trás de tudo. Parabéns pela resenha!

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um pequeno spoiler Sil,
      não há traição no decorrer do livro... É uma boa estória vale a pena conferir.

      Excluir
  6. Estou louca pra ler os livros da série Vikings Proibidos. Já sou apaixonada por Vikings e amo ler romances, juntando os dois? Imagino que vou adorar!

    http://nostalgiacinza.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Laura... Estou adorando os livros dessa série, ainda estou um pouco sentida por não ter lido o primeiro ainda, mas pretendo acompanhar as próximas publicações.

      Excluir
  7. Olááá!
    não conhecia o livro Deeel! mas parece ser super interessante.. eu adoro romances historicos... então acho que serei fã!
    acho que esse diferencial de Ragnar deve deixar a trama toda maravilhosa!
    anotei a dica!

    Um beeijo Lara.
    Blog Meus Mundos no Mundo | | Página Coração Furta-Cor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim Lara,
      O Ragnar é um personagem querido, ele faz toda a diferença na trama.

      Excluir
  8. Oi, Delmara! Tudo bem? Curti essa pegada mais histórica que o livro tem, mas o fato do personagem principal gostar da mulher do seu amigo é agoniante (e deve ser mais tenso se o tal amigo for alguém bacana né...). De qualquer forma, sua resenha despertou um interesse por aqui e quando a oportunidade de ler "Amor em Tentação" surgir, irei fazer isso! Bjs
    Jéssica - http://lereincrivel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Jéssica, é bem agoniante sim, mas o fato de termos muito pouco contato com o amigo "sequestrado" alivia muito a tensão. Leia sim, e não deixe de me falar o que achou.

      Excluir
  9. Oi, Delmara!
    Gosto de livros históricos e gosto de romances; mas tenho algum receio com romances históricos. Especialmente aqueles que insistem em retratar a mulher como a irritante dama em perigo, rsrs. Gosto de mulheres independentes, romances com mulheres de atitude e pensamentos afiados e que, mesmo em situação de perigo, está pensando em soluções...
    Mas fiquei curioso para conferir esse livro; afinal, quero sim verificar toda essa construção da história, a forma como os sentimentos e a atração se intercalam e se constroem...

    Abraços,
    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diego,
      Assim como você gosto de livros que relatem mulheres mais fortes, esse negócio de suspiro e lágrimas não me atrai, nesse livro apesar da personagem ser protegida pelo Ragnar ela também apresenta seus momentos de independência. Se estiver interessado no livro pode ler sem medo, essa não se encaixa nas personagens vulneráveis e choronas que vemos por ai.

      Excluir
  10. Adorei Delmara eu adoro um bom clichê hahaha!

    E só por ter este contexto já chama minha atenção mais ainda!

    Beijos Joi Cardoso
    Estante Diagonal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehe
      Se for bom, não tem problema ser clichê não é??
      Também amei o contexto.

      Excluir
  11. Olá Delmara,

    Esse tipo de livro não faz muito o meu estilo, a sinopse até me despertou curiosidade, mas a capa é horrível, mas parabéns pela resenha....abraço.

    devoradordeletras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marco,
      não achei a capa horrível...
      Acho que tem muito a ver com o contexto do enredo, mas enfim, se está curioso confira a estória e veja no que dá.

      Excluir
  12. Olá Delmara,
    Nossa só pela sua resenha já estou aqui morrendo de dó do Ragnar, que situação mais complicada né? gostar de alguém que não verdade é do seu melhor amigo, mas como dizem ninguém mandam no coração e ele se nos apronta alguma coisa.

    loucaescrivaninha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale menina,
      o coitado sofre viu, porque além dela pertencer ao melhor amigo, tem o negócio da honra dos guerreiros... Mas tudo se desenrola da melhor forma possível.

      Excluir