O livro que não pode esperar

segunda-feira, agosto 18, 2014


Todos aqueles que amam ler quase sempre enfrentam os mesmos dilemas. Quem ai já quis e ainda quer muito mais livros do que um dia jamais poderá ter? Ou já comprou vários livros seguidos e acabou com uma pilha enorme de livros não lidos acumulados na estante? Ou até mesmo está desejando muito ler aquele livro que você comprou a uns dois ou três anos atrás mas não consegue encontrar tempo para fazer isso? Eu já passei por todas essas situações e apesar de estar tentando reverter tudo isso, admito que os livros não lidos acumulados superam meu tempo disponível para a leitura.

Como seria se o livro tivesse um prazo limitado para ser lido??? Pensando em todas as protelações dadas pelos leitores uma editora independente da Argentina criou uma tinta bem incomum, ela desaparece gradualmente após o contato com a luz e o ar. Os leitores tem aproximadamente 60 dias até que as páginas comecem a ficar em branco. Ideia genial?? 


A maioria das pessoas achou a ideia incrível, eu admito que é sim uma ideia inovadora e que faria com que o leitor comprasse o livro e o lesse logo em seguida. Mas por outro lado me pego imaginado como faríamos se quiséssemos reler o livro meses ou anos depois? Afinal tem estórias que merecem ser relidas inúmeras vezes, não é mesmo? O que faríamos então, teríamos que comprar o livro toda vez que desejássemos relê-lo?


Achei a ideia bacana, acredito que seja um caso a se pensar. Que tal lermos nossos livros como se eles não fossem estar lá na estante para sempre nos esperando? Se fizéssemos dessa forma leríamos muito mais do que jamais lemos. Apesar de ser uma ideia interessante, gostaria que permanecesse apenas uma ideia mesmo, gosto dos meus livros eternos, amo minhas páginas repletas de letras e frases. Desejo que meus livros permaneçam intactos eternamente. Quero poder pegá-los e folheá-los sempre que desejar e/ou sentir saudade, quero poder sentir o cheiro da tinta no papel e reler trechos que me fizeram sorrir/chorar. No final das contas quero os livros tal como eles são.


O que acharam da ideia??? O que fariam com um livro que não pode esperar? Como lidariam com vários exemplares em branco na sua estante ao final de cada ano? Deixem sua opinião, adoraria saber o que vocês pensam a respeito do assunto.

Confira Também

18 comentários

  1. Oie,
    não conhecia o livro, mas nossa, não faço ideia do que faria neste caso, acho que teria um infarto rsrsrsrss

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe
      Fiquei bem dividida com relação a esse livro Vanessa, mas tenho que admitir que o que predominou foi a teria de que sentiria uma sensação de perda terrível.

      Excluir
  2. Oii,

    Nossa que ideia diferente!!
    Mas acho que não é tão legal assim. Como vc eu gosto de sentir o livro e querer reler sempre que possivel (tenho livros que já reli 3 vezes) não achei tão legal essa ideia.

    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, mas a ideia é no minimo interessante, não acha?
      Afinal, nós leitores as vezes enrolamos tanto uma leitura, que essa tinta especial poderia servir de incentivo a tirarmos os livros da prateleira e realmente lê-los.

      Excluir
  3. Oh, nossa! Que ideia interessante… Acho que a literatura é como a arte, flor. Há aquelas feitas para se tornarem eternas (mesmo que reconhecidas após a morte do seu artista) e aquelas que são fugazes, construídas apenas para serem destruídas (muito comum na arte moderna). Por isso, acho que vale a pena ter a experiência de ler um livro assim, que estará ali, em suas mãos, somente naquele momento… E depois suas palavras desaparecerão, como é comum acontecer com muitos livros que lemos. Fica a boa recordação, ficam os registros das fotos, mas aquele livro foi feito para um momento apenas. Por isso, sempre seria único, não?
    Enfim, achei a ideia inovadora e genial! Mas acredito que a editora poderia publicar uma edição permanente na história algum tempo depois, para quem quisesse adquirir.
    Beijos, flor!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Francine,
      você disse tudo, querendo ou não os livros não são verdadeiramente eternos, já que o tempo é capaz de destruí-lo, apesar disso o que foi lido fica marcado naqueles que leram, apesar dos detalhes se perderem no tempo a ideia principal fica gravada na mente. Que bom que curtiu a ideia, também achei interessante.

      Excluir
  4. Oi Del,

    nossa, não consigo imaginar como isso funciona. Deve ser bem diferente. A ideia é interessante, mas não sei se eu compraria. Os livros que eu tenho em casa são aqueles que eu gostei, que eu gostaria de reler. E isso não iria acontecer com esse livro. Sem contar que eu ficaria com a sensação de estar jogando dinheiro fora =P

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Kel,
      mas acho válido pelo menos um exemplar para ver de perto tudo acontecendo...
      Acho esse não trata-se de um projeto para mudar todos os livros e etc, mas sim uma edição especial para levar o leitor a refletir.

      Excluir
  5. Oi, Delmara!
    Acho que a função desse livro é mais crítica do que criar uma nova tendencia. A ideia é justamente essa: te instigar a fazer aquilo que você gosta, de um modo bastante divertido. É claro que acho que eles também deve fazer tiragens "duradouras" do livro, afinal, sua história deve ser preservada. Mas eu achei simplesmente fascinante a ideia: o objetivo é simplesmente levar o leitor à uma auto-crítica!
    Ótimo texto!

    Abraços,
    Diego.

    pecasdeoito.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adorei essa sua visão da situação Diego,
      acho plausível seus levantamentos e olhando por esse lado, reforço meu desejo de ter pelo menos um exemplar desse livro.

      Excluir
  6. Amiga eu achei a sua postagem SUPER INTERESSANTE, porque enquanto eu lia eu ficava pensando aqui nos livros que tenho acumulados. Se eles fossem dessa maneira de apagar com o tempo, eu acho que perderia todo o dinheiro que eu gastei neles. Nossa, seria um grande prejuizo O.o
    Mas tipo, eu achei interessante sim, até porque nos obriga a ler logo que compramos por esse lado ai, mas o ruim é que não iriamos ter a chance de reler como é o meu caso que gosta de ler os livros várias e várias vezes. Aconteceu muito isso comigo nos livros do Harry Potter e sinceramente já li 5 vezes cada um deles (risos)
    Eu quando gosto LEIO DE NOVO mesmo e estou pretendendo até ler alguns que eu amei. Mas e a pilha aqui ? Como fica? Bom, isso vou tentar resolver com o meu THE BOOK JAR. Vamos ver se assim eu me desafogo um pouco =x

    Olha PARABÉNS pela postagem.
    Muito bacana mesmo.
    Se cuida linda e fica com Deus

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Sil,
      fico feliz que tenha gostado tanto do post...
      Sim, é verdade, se todos os livros da minha estante apagassem em 60 dias eu enlouqueceria, além de perder muito em conteúdo, perderia muito também em dinheiro... Por isso vamos agradecer a Deus por essa não ser nossa realidade. Por outro lado adoraria ter pelo menos um exemplar com essa tinta "mágica".

      Excluir
  7. Oii!

    Nossa, achei bem diferente essa ideia, mas não compraria um livro assim. É como você disse, e se eu quisesse reler? rsrs
    Mas achei bacana mesmo.

    Nem me fale de livro acumulados... Mais de 100 e contando... hahaha
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Dessa, sou apaixonada pela possibilidade de ter um bom livro disponível para releitura quando eu bem quiser, apesar disso amei a ideia, nos faz pensar na importância do hoje, nos faz querer evitar os adiamentos também.

      Excluir
  8. Gostei do post Delmara. A ideia da editora não deixa de ser interessante, mas eu particularmente não compraria um livro assim. Quero tê-lo a minha disposição na estante, para ler, reler quando bem desejar. Não quero algo perecível. Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa,
      Acredito que esse seja o sentimento de muitos leitores diante da novidade,
      mas apesar de não desejar que essa moda vire rotina, acredito que compraria pelo menos um exemplar, só para ver essa "mágica" acontecer hehe

      Excluir
  9. Oi Del,
    Não sei lidar, hahahaha.
    Acho a ideia genial, mas também quero meus livros "eternizados" na minha estante e disponíveis para meu contato constante <3
    Realmente, nós leitores compulsivos (hehehe) temos a mania de ter uma fila maior do que o tempo disponível... mas mesmo assim, acho que o fato do livro "apagar" perde um pouco da magia da leitura rs
    Beijos,
    Ká Andrade
    http://teens-books.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Ká,
      apesar de nos fazer refletir, penso muito no vazio que as páginas em branco traria a vida dos leitores que possuíssem tal livro.

      Excluir