Resenha #78 O voo de Icarus - Estevan Lutz

sábado, novembro 23, 2013

Hoje trago para vocês a resenha de mais um livro super diferente, com uma estória extremamente singular que meche com o leitor em vários níveis. Uma leitura que vai te transportar para uma mundo inimaginável, porém com uma grande probabilidade de existir. Para os amantes da tecnologia e dos segredos que a mente humana é capaz de guardar, apresento "O voo de Icarus". Confiram a resenha. 

Titulo: O voo de Icarus
Autor(a): Estevan Lutz
Editora: Novo Século
N° de páginas: 240
Num futuro próximo, na cidade marítima de Agartha, a vida do jovem Icarus oscila entre dois vícios: a realidade virtual e uma droga alucinógena denominada nirvana. Em busca de tratamento médico, ele acaba se tornando voluntário para a experimentação de um avançado medicamento baseado na nanotecnologia, o Sinaptek, o qual, posteriormente, lhe causa uma extraordinária reação adversa: a projeção de sua consciência, o que lhe permite viajar por diversos lugares do planeta e para outros mundos, empreendendo uma jornada do centro do universo ao centro da inconsciência humana. Estaria tudo, apenas, na mente de Icarus?

Icarus vive em um ambiente futurista, uma ilha artificial localizada no Golfo Pérsico, chamada  Agartha, o ano é por volta de 2070. Em um ambiente repleto de tecnologias facilitadoras, onde o contato humano e com a natureza perdeu sua importância para a civilização, Icarus se vê dominado pelo vício por realidade virtual e de quebra por uma droga alucinógena denominada Nirvana. Tais vícios não o incomodam tanto quanto deveriam, ele vive imerso em uma vida solitária onde suas principais atividades se resumem ao seu trabalho em uma companhia de tecnologia de informação a Holocorp e aos seus jogos. 

Essa rotina é abalada quando Icarus começa a apresentar episódios de mal estar após fazer uso dos equipamentos que o transportam para seus jogos de realidade virtual, diante disso ele procura ajuda profissional e é assim que ele conhece o Dr. Voga que lhe apresenta o Sinaptek, uma droga experimental a base de nanotecnologia. Esse tratamento singular proporciona a Icarus uma nova realidade, onde ele passa apreciar as coisas básicas da vida, que a tanto havia esquecido. Além disso o mal estar que ele vinha sentindo desaparece por completo. Tudo muito perfeito, exceto pelos sonhos estranhos que que Icarus passa a ter.

Associando tais sonhos ao tratamento experimental, o jovem passa a investigar a origem dessa tecnologia e os possíveis efeitos colaterais que ela pode apresentar sobre seu usuário. E é nessa busca que Icarus conhece Rox, que nada mais é que o pseudônimo de Roxane uma jovem que aparentemente passou pelas mesmas experiência que ele. Com essa mulher misteriosa, ele faz descobertas impressionantes com relação ao poder que a mente humana domina. Não só isso, em viagens proporcionadas por projeções mentais, onde a mente é capaz de viajar para onde desejar enquanto o corpo permanece inerte em uma espécie de sono, Icaros viaja por um universo inimaginável a mente humana. 

Nessa aventura não há apenas descobertas, haverá também muitos perigos físico e mentais. Afinal, esse mundo paralelo realmente existe ou trata-se apenas de delírios da mente de um viciado?? Quando essa dúvida assolar nosso protagonista, você verá que chega um certo momento que o real nos parece irreal e vice versa. Você seria capaz de perceber o qual insanamente real é uma irrealidade??
A realidade é relativa. Cada um a vê de uma forma singular. Ou seria quando muitas pessoas compartilham da mesma ilusão, surge o que assim denominamos "realidade"?
O livro é incrível, confesso que no começo estranhei a leitura e demorei um pouquinho pra pegar o fio da meada, mas depois que me envolvi nesse mundo de pura ficção cientifica, foi inevitável o desespero para descobrir onde essas páginas me levariam. Com uma narrativa que transcende os limites da realidade e com uma linguagem rica, Estevan nos proporciona uma visão clara de algo que é extremamente passível de acontecer, uma população sedenta por tecnologia que renuncia aos poucos as coisas mais simples e agradáveis da vida, até chegar ao ponto de sequer lembrar-se de apreciar a vida por trás dos muros. Os personagens apesar de complexos foram bem construídos e trazem um carisma capaz de cativar o leitor instantaneamente. Os ambientes narrados, apesar de estarem a décadas do nosso tempo são completamente críveis. O desfecho é revelador, quando pensei que todo o dilema já havia sido solucionado, eis que uma reviravolta fez com que meu queixo caísse.

A capa me intimidou um pouco, mas acabei me acostumando com ela. Com uma diagramação simples, porém graciosa o livro trás quotes a cada capítulo (que serviram para aguçar mais ainda minha curiosidade), foi escrito na primeira pessoa fazendo com que cada emoção, medo ou dúvida do personagem Icarus pulsasse descompassadamente para o leitor. Trás as queridas orelhas e páginas brancas, com a letra de um tamanho bem agradável de se ler. Recomendo a leitura para os fãs de ficção cientifica, para os amantes da tecnologia e os que buscam uma leitura singular capaz de mexer com as possibilidade apresentadas pela mente humana.

Muito bom

Confira Também

12 comentários

  1. Uau, que resenha Del, me deixou babando.. essa história tem tudo a ver comigo, porque adoro livros ambientados no futuro e que abordam a tecnologia.. eu sou totalmente viciada em tecnologia e jogos, e se pudesse, ficava o dia todo em função disso e sei os estragos que uma vida enclausurada como essa pode causar. Valeu a dica. Beijos, Mi

    www.recantodami.com

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia o livro, e realmente a capa é meio bizarra. rs
    Adorei a trama, fiquei curiosa para ler.Amo ficção <3
    beijos
    apenas-um-vicio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. A capa é realmente intimidadora, mas admito que ultimamente estou preferindo livros voltados para o passado rs
    Épicos viraram meus queridinhos
    Beijos, Paula
    http://www.interacaoliteraria.com/

    ResponderExcluir
  4. Tem um tempo que eu vi esse livro na saraiva, mas sempre deixei pra lá, acho que a capa não chama a atenção. Mas claro, sempre há livros que são bom demais e nós ignoramos.
    Beijos ;*
    http://clicandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nossa esse livro tem um mix de vários elementos próprios da ficção científica, fiquei curiosa!
    Não gostei muito da capa mas isso não é um fator lá tãaao importante se eu gostar do tema do livro ^^

    (desconstruindoaspalavras.blogspot.com.br)

    ResponderExcluir
  6. Wow, que doideira! Parece ser beeeeeem sinistro e legal, mas eu não gostei muito de capa :s
    Vou procurar para ler!
    beijos e que Deus te abençõe ♡ Blog Like a Rock, Like a Roll (clique) | Fan page|Pesquisa |

    ResponderExcluir
  7. Oi Del, tudo bem? Também não curti a capa não. Não conhecia o livro, mas achei a premissa interessante. É nacional, certo? Não conhecia o autor =(

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  8. goste muito,vou compra
    livro-azul.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Lindo lindo o blog flor!!

    http://isabellalessa.com/

    ResponderExcluir
  10. A Capa é interessante (sinistra), gostei da resenha, parece ser bem legal mesmo.

    Bjs
    http://meupassatempoblablabla.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  11. Livro muito inovador. Eu gosto muito de livros futurísticos. A história em si é muito instigante por ser um mundo paralelo e talvez existir ou não. Olha a capa não me agradou, mas como a história é muito boa acho que vou dar uma chance :)

    beijos

    http://livrorosashock.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Olá Del, menina eu não lembro de ter visto esses livro, e é aqui que eu o conheço(como sempre.hahaha). Bom a historia dele parece ser bem interessante, onde a ficção se mistura com a realidade. Gostei bastante da premissa dele, porem quando cheguei ali no final você menciona que as folhas são brancas. Bom, eu não consigo ler livros com este tipo de folha, não por não gostar, mas vive ofuscando minha vista que já não é lá aquelas coisas.
    E sobre a capa, bom eu gostei bastante dela, tanto que pensei que seria um historia de terror ou suspense, bom sobre o suspense não passa longe. Mesmo assim imaginei outra coisa.Hahahahaha
    Parabéns pela resenha!

    Beijokas Ana Zuky

    http://www.sanguecomamor.com.br

    ResponderExcluir