Resenha #30 Viva para contar - Lisa Gardner

terça-feira, maio 07, 2013

A resenha de hoje é da autora do blog Mon-autre, a querida Jeniffer Yara. A Jeniffer tem me ajudado muito nos dias de correria, quando não tenho tempo de concluir alguma leitura ela que me salva com suas resenhas incríveis. E o que me deixa mais feliz é o fato de meu queridos leitores estarem aceitando bem as resenhas dessa minha salvadora (risos). A resenha de hoje é de um livro bem surpreendente. Espero que todos vocês gostem assim como eu gostei.

Titulo: Viva para contar
Autor(a): Lisa Gardner
Editora: Novo Conceito
N° de páginas: 476
Em uma noite quente de verão, em um bairro de classe média de Boston, um crime inimaginável foi cometido: quatro membros da mesma família foram brutalmente assassinados. O pai — e possível suspeito — agora está internado na UTI de um hospital, entre a vida e a morte. Seria um caso de assassinato seguido por tentativa de suicídio? Ou algo pior? D. D. Warren, investigadora veterana do departamento de polícia, tem certeza de uma coisa: há mais elementos neste caso do que indica o exame preliminar. Danielle Burton é uma sobrevivente, uma enfermeira dedicada cujo propósito na vida é ajudar crianças internadas na ala psiquiátrica de um hospital. Mas ela ainda é assombrada por uma tragédia familiar que destruiu sua vida no passado. Quase 25 anos depois do ocorrido, quando D. D. Warren e seu parceiro aparecem no hospital, Danielle imediatamente percebe: vai acontecer tudo de novo. Victoria Oliver, uma dedicada mãe de família, tem dificuldades para lembrar exatamente o que é ter uma vida normal. Mas fará qualquer coisa para garantir que seu filho consiga ter uma infância tranquila. Ela o amará, independentemente do que aconteça. Irá protegê-lo e lhe dar carinho. Mesmo que a ameaça venha de dentro da sua própria casa. Na obra de suspense mais emocionante de Lisa Gardner, autora best-seller do The New York Times, a vida dessa três mulheres se desdobra e se conecta de maneiras inesperadas. Pecados do passado são revelados e segredos assustadores mostram a força que os laços de família podem ter. Às vezes, os crimes mais devastadores são aqueles que acontecem mais perto de nós.

Viva para contar foi um livro intenso que mexeu comigo de uma forma que nem dormi direito por causa da leitura. E o único livro tão intenso quanto, que conseguiu me atingir a esse ponto foi O morro dos ventos uivantes, mas são dois livros muito diferentes.

A estória começa narrando sobre Danielle, a única sobrevivente de uma tragédia familiar: Seu pai matou sua mãe, irmã e irmão e a deixou viva. E Danielle cresce com esse fato a atormentando, não sabendo o por quê de seu pai a tê-la deixado viva e se isso foi por que a amava ou odiava.
Logo depois a narração enfoca na sargenta D. D. Warren, que interrompida em um jantar romântico, precisa investigar uma outra tragédia familiar: Uma família inteira morta, sendo o pai suspeito do crime.
E ainda temos a estória de Victoria, que mora com seu filho, que tem problemas mentais, problemas psicóticos que o fazem ter reações diversas ao longo do dia, inclusive ameaçar sua própria mãe de morte.

Mas o que essas três estórias e personagens tem em comum?!
Não acontece somente uma tragédia familiar para D. D. investigar, mais uma família é encontrada em casa, todos mortos, colocando o pai como suspeito novamente. Mas a estória vai além de tudo isso, as duas famílias tinham crianças 'problemáticas' em casa, duas famílias com crianças com problemas mentais que poderiam ser uma ameaça ás pessoas ao seu redor. E essas duas famílias relacionam-se com a ala psiquiátrica, onde Danielle trabalha.

Esse livro parece ser um livro sobre o gênero policial ou de suspense, mas aborda um tema não muito visto por aí: crianças psicóticas. Já imaginaram uma criança que sofreu tanto que não age mais como um ser humano 'normal'? Que age como um animal selvagem ou que tem prazer em matar um bichinho de estimação e provar do seu sangue?! Assustador não é?! Mas nesse livro vemos de perto como é a vida dessas crianças e também de quem cuida delas; como Victoria, a mãe que perdeu seu marido e sua outra filha para Evan, seu filho problemático que pensando em o proteger, preferiu ficar com ele em casa ao invés de mandá-lo a alguma instituição psiquiátrica para crianças, que praticamente é como uma prisão infantil.

O livro tem algumas cenas chocantes, pelo menos pra mim foi, mas as estórias narradas, a investigação de D. D. Warren e sua equipe sobre as famílias mortas levando a um ponto em comum, prende nossa atenção. Danielle é um mistério até um certo ponto da leitura, ela é confusa e um tanto perturbada pelo que aconteceu em seu passado. Enfim, o livro é intenso, é pesado, mas muito instigante. 

No começo me assustei com a narração sobre as crianças psicóticas, e algumas cenas com D. D. me lembraram a série CSI, o que me fez gostar bastante da leitura. O livro é grandinho, tem 476 páginas, mas são 476 páginas intensas e que podem mexer muito com o leitor. As narrações variam de primeira pessoa, com Danielle e Victoria para terceira pessoa com a sargenta D. D. Warren, o que faz a leitura ser ainda mais interessante. Pra quem gosta de assuntos interessantes, tema policial e mistério em um só lugar, Viva para contar é perfeito.



Confira Também

12 comentários

  1. Eu já tinha ouvido falar sobre essa autora, a Lisa, mas nunca li nenhum livro dela. E adoro filmes e livros que envolvem crianças psicopatas, vide a orfã ( ela não é uma criança, mas a atriz é) e Halloween, super phoda esse filme. E o livro realmente parece ser bem interessante. E pode ler minha fanfction sem medo, ao longo dos capitulos você vai ver como tem uma moral culta na história.
    Tem post novo no blog, passa lá!
    http://j-a-santos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Eu morro de vontade de ler este livro, este cenário todo chega a ser bizarro e só por isso já me conquista, gosto de livros assim, que nos dão arrepios.Crianças perturbadas é diferente de tudo que já li.
    Bjos!!
    Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
  3. Adoro essas leituras que nos prendem e nos emocionam do começo ao final!
    Adorei sua resenha, muito boa!
    Obrigada por prestigiar minha coluna no blog Refúgio das Palavras,
    te convido a conhecer o meu blog pessoal!
    Tem promoção e post novo no blog!
    endless-poem.blogspot.com.br
    Beijão

    ResponderExcluir
  4. Este parece ser um romance policial diferente de todos que já li! Não curto muito o gênero por ele se mostrar bem repetitivo na maioria das vezes, mas leria Viva para Contar pelas crianças psicóticas.
    Beijo,
    Vinícius - Livros e Rabiscos

    ResponderExcluir
  5. Essa autora está conquistando todo mundo!
    Quero muito ler um livro dela em breve!
    Beijinhos
    Rizia - Livroterapias
    Livroterapias

    ResponderExcluir
  6. Eu ganhei esse livro em uma promoção e foi só chegar aqui em casa que o meu sobrinho pegou e não devolveu mais, sem eu ler por sinal. Já falei pra ele devolver e nada. Quero muito ler, pois faz bem meu gênero literário preferido.

    http://blogprefacio.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Nossa, parece um ótimo livro!
    Fiquei muito interessada nele! Gosto de livros assim!
    Embora eu fique receosa (medrosa), hehe, quando se trata de crianças psicóticas, mas gostei muito da resenha e quero ler ^^
    Beijos

    Lara - Magia Literária

    ResponderExcluir
  8. Já vi indicações desse livro e toda vez que olho para a capa fico me perguntando qual a trama guardada ali entre as folhas. Eu não sou fã de histórias investigativas e por mais que diga isso sempre gostei das que li, a trama nos envolve junto com os personagens e quando há narrações alternadas também contribuem para uma leitura mais instigante. Parabéns pela resenha!

    Abraços,
    Raquel - Viajando com Livros.

    ResponderExcluir
  9. Preciso ler esse livro AGORA! Sério, não sabia que ele era tão bom assim, agora preciso ler. *-*
    Adoro livros com essas temáticas um pouco diferentes. Curti mesmo.

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  10. Estou louca pra ler esse livro, já está até aqui na minha estante, e pretendo ler antes do livro mais recente dela lançado pela NC!

    Alguns o descrevem como assustador, incomum, por abordar o assunto de crianças psicóticas e talvez eu não tenha lido antes por não saber como isso funcionará durante a leitura...
    Mas quero ler muito em breve!

    Beijos!

    Letícia - Literature Diary

    ResponderExcluir
  11. Ei Del, tudo bem??

    confesso que acho que eu ficaria meio assustada com esse livro sobre crianças psicóticas. Sou meio medrosinha, sabe? huahuahua. Mas achei a capa bem intrigante.

    beijos
    Kel
    porumaboaleitura.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Que linda resenha! Quero ler o livro Sangue na Neve da mesma autora, mas também queria ler esse antes...
    Achei diferente o tema abordado... Beijo

    ResponderExcluir